Visando o Bahia – Waldemar deixa dúvida no ar: Gilsinho ou Gilberto? Willian Rocha ou Renê?

Apesar da chance de repetir a formação que vem dando certo desde a sua chegada, o técnico Waldemar Lemos deixou no ar a possibilidade de realizar até duas alterações em relação ao time que venceu o Cruzeiro, na última rodada. Em entrevista coletiva após o treino da manhã desta terça-feira, na Ilha do Retiro, o treinador rubro-negro afirmou que duas posições estão passíveis a mudanças: a lateral esquerda e o ataque.

Pela esquerda, mesmo com Willian Rocha totalmente recuperado das dores no joelho direito que o tiraram no intervalo do último jogo, a boa entrada de Renê frente ao Cruzeiro despertou em Waldemar Lemos o interesse em dar uma oportunidade ao prata da casa. “De repente existe a possibilidade dele (Willian Rocha) ser poupado em razão do joelho e temos o Renê muito bem, evoluindo a cada jogo”, afirmou.

Já no ataque, mesmo com Gilsinho desempenhando bem a função tática com a obrigação de marcar a saída de jogo do adversário, a boa entrada de Gilberto e gol da vitória sobre o Cruzeiro colocaram o atleta novamente em evidência.

“As possibilidades são várias. Estamos sempre pensando em tudo com reuniões frenquentes junto à comissão técnica. O Gilberto fez o gol, mas tantas coisas boas aconteceram para que ele fizesse o gol. o mais importante para mim foi ele não ter relaxado nos treinos, por isso ele foi premiado com o gol. Agora, se vai haver mudança ou não, vamos avaliar”, tentou explicar.

Willian Rocha quer Ilha lotada e pulsante

Tentando se superar a cada rodada para deixar a incômoda zona de rebaixamento da Série A do Campeonato Brasileiro, os jogadores do Sport estão contando com uma força especial nos jogos em casa. A torcida do Leão nunca abandonou o time, mas o atual momento requer uma interação maior entre as duas partes.

Na manhã desta terça-feira, o zagueiro/lateral-esquerdo Willian Rocha concedeu uma entrevista coletiva, onde falou sobre a participação da torcida rubro-negra durante boa parte do tempo que esteve à frente dos jornalistas. Com uma boa relação com a nação rubro-negra, Rocha os convocou para lotarem a Ilha.

“A nossa torcida nunca nos abandona e a gente espere que ela venha em peso para o jogo da quarta-feira. Além disso, é importante que nos incentivem também durante os 90 minutos. Não teremos um jogo fácil pela frente. O Bahia não é o líder do returno por acaso. Vamos precisar muito dos torcedores para superar mais esse obstáculo”, comentou o camisa 36 do Leão.

Magrão fora por 10 dias, Willian Rocha não preocupa e Renan Teixeira está liberado

Como já era esperado, o goleiro Magrão está novamente vetado para a próxima rodada, contra o Bahia. O exame de ressonância do atleta acusou um estiramento muscular de grau 1 e a previsão é que ele fique de fora por mais dez dias. Com isso, Saulo permanece no time. O prata da casa, inclusive, está recuperado das cãibras que sentiu durante boa parte da vitória sobre o Cruzeiro.

“Desde o jogo contra o Flamengo, Magrão vinha sentindo esse incômodo. Não atrapalhava, porém nem tiro de meta ele estava batendo. O estiramento não o impede de jogar, já que ele faz praticamente todos os movimentos sem dor. Mas como goleiro também tem que usar os pés, é um jogador como qualquer outro, ele só irá voltar quando estiver 100%”, explicou o médico Antônio Bezerra.

Mesmo tendo saído no intervalo do jogo sentido dores no joelho operado (que o fez ficar cerca de seis meses longe dos gramados recentemente), o lateral esquerdo Willian Rocha não preocupa para o jogo desta quarta-feira. “Ele sentiu apenas uma dor no joelho, mas é normal pelo campo duro. Uma sobrecarga pode acontecer. Ele está bem e relacionado para esta rodada”, disse o médico.

Já o volante Renan Teixeira, depois de desfalcar o Leão nas últimas três rodadas, está recuperado da contusão na posterior da coxa direita e voltará a treinar com bola a partir desta terça-feira. O atleta, então, tem chances de ser relacionado para pegar o Bahia.

Rubro-negros confiam na força da Ilha do Retiro para superar o Náutico

Após duas derrotas, contra Botafogo e Fluminense, durante sua “mini-excursão” no Rio de Janeiro, o Sport retorna à Ilha do Retiro, no próximo domingo, para enfrentar o Náutico e tentar interromper uma sequência de nove jogos sem vitórias. Se o momento do clube, que ocupa a zona de rebaixamento, poderia desmotivar o elenco, o histórico contra o Timbu anima o grupo.

Sem perder para o rival, na Ilha do Retiro, há oito anos, os atletas do Sport acreditam que o fato de jogar ao lado de sua torcida será determinante para que o Rubro-negro reencontre o bom futebol. Embora tenha reafirmado a fase do Timbu, Cicinho chamou a responsabilidade e colocou o Sport como favorito, diferentemente de Moacir, que havia classificado o adversário como favorito.

Determinado a tirar o Sport da zona de rebaixamento, o zagueiro Willian Rocha relembrou uma das celebres frases do ex-técnico leonino, Mazola Júnior, ao comentar qual será o espirito do elenco para a partida do próximo domingo.

Willian Rocha está relacionado para o jogo, depois de seis meses fora

Após seis meses de uma cansativa espera, o dia chegou. Recuperado de uma grave lesão no joelho direito, o zagueiro Willian Rocha voltou a ser relacionado e fica no banco no jogo do Leão contra o Figueirense, domingo, na Ilha.

Liberado pelo departamento médico, o zagueiro conseguiu convencer a comissão técnica rubro-negra e vai pro jogo.

Zagueiro Willian Rocha conta os dias para voltar a jogar

Contando os dias para retornar aos gramados depois de uma cirurgia nos ligamentos cruzados do joelho esquerdo, o zagueiro Willian Rocha fez um teste físico na manhã desta terça-feira e mostrou um desempenho surpreendente. A atividade foi comandada pelo fisiologista Inaldo Freire, que costuma fazer esse trabalho sempre em inícios de temporadas.

O nome da atividade realizada por Willian Rocha é o Soccer Test, que consiste em alguns tiros de velocidade para testar a resistência de cada atleta. Segundo Inaldo Freire, o desempenho do zagueiro foi na média para jogadores de sua posição. O que surpreende é o fato de ele estar voltando de uma contusão grave.

“Ele fez o Soccer Test e foi muito bem. Apesar de estar voltando de contusão, conseguiu atingir o estágio 7.3. A média para zagueiros gira entre 7.2 e 7.4. É muito difícil que passe disso”, comentou Inaldo Freire, que já programou um novo teste para ele na próxima sexta-feira. “Faremos o isocinetico com ele para verificar se ele aumentou a força e diminuiu o déficit da coxa. Estamos no caminho certo”, disse Freire.

Willian Rocha mesmo recuperado fica fora de duelo contra o São Paulo, por precaução

Contrariando as expectativas do zagueiro Willian Rocha, o técnico Vágner Mancini decidiu por não levar o atleta para o jogo contra o São Paulo, no próximo domingo, às 16h, no Morumbi. De acordo com o treinador, o clube correria um risco desnecessário em colocar o jogador, pois ainda serão necessários mais alguns dias para que o defensor tenha totais condições de jogo.

Se para o zagueiro a notícia não foi positiva, o mesmo não se pode falar para o meio-campo Hugo. Embora ainda não saiba se escalará o atleta entre os 11 titulares, Mancini fez questão de confirmar a presença do atleta na delegação que embarca para São paulo.

Ainda de acordo com Vágner Mancini, a grande mudança que o Sport precisa fazer para vencer o São Paulo não está relacionada a peças ou posicionamento. Na avaliação do treinador, o Leão precisará se impor.

Willian Rocha já tem data prevista para reestréia

Longe dos gramados desde fevereiro, quando rompeu os ligamentos cruzados do joelho direito, o zagueiro Willian Rocha já estipulou o prazo para ficar à disposição de Vágner Mancini: 05 de agosto. Nesta data, um domingo, o Sport enfrentará o São Paulo no Morumbi às 16h em jogo válido pela 14ª rodada do Brasileirão.

Cinco meses após sua lesão, Willian Rocha garantiu que não sente nenhum receio de voltar a machucar o local operado. De acordo com o jogador, a recuperação foi amplamente satisfatória.

O zagueiro se destacou durante o Campeonato Pernambucano atuando na lateral esquerda. Prestes a fazer sua reestreia, Willian Rocha assegurou que não escolherá posição.

Zagueiro Willian Rocha está contando as horas para trabalhar com bola

Hoje o zagueiro trabalhou pela primeira vez no campo, depois de estar afastado de fevereiro quando rompeu os ligamentos. Ao longo desse tempo ele estava apenas fazendo fisioterapia. Junto com Felipe Azevedo ele deu voltas ao redor do campo auxiliar da Ilha nesta tarde.

Mesmo com a animação de voltar ao campo, o trabalho com bola ainda terá que que esperar um pouco, ele precisa ainda de no mínimo umas três semanas para que tenha evolução.

Ele que se identificou logo com a torcia rubro-negra, pois marcou logo um gol na sua estréia, prepara-se para voltar e ainda trazer muitas alegrias ao Sport.