Waldemar Lemos deve escalar Gilberto contra o Corinthians

Depois de marcar o quarto gol pelo Sport, o atacante Gilbertodeve estar escalado como  titular para o jogo contra o Corinthians. Segundo Waldemar Lemos as chances dele são muitas.
A única dúvida em relação a entrada certa de Gilberto, já que Gilsinho levou o terceiro cartão amarelo e está suspenso, é o fato de mudar o modo do Sport jogar.

 

Waldemar: “Essa torcida não pode parar nunca”

Na entrevista coletiva que concedeu logo após a vitória contra o Coritiba, na noite deste domingo, o técnico Waldemar Lemos reservou uma boa parte do tempo para agradecer o apoio da torcida. Sempre ao lado da equipe nos bons e maus momentos, os rubro-negros deram mais uma prova de fidelidade neste domingo não abandonando o time. No final do jogo, foram recompensados com o gol da vitória.

“É preciso respeitar a torcida e ainda mais quando é uma torcida calorosa como essa do Sport. Espero que a nossa torcida não pare de nos apoiar. Não pare nunca. Precisamos deles até o fim. Suplico quase todos os dias para que eles venham ao campo. Precisam incentivar a equipe o tempo todos. Pensamento ruim so atrai coisa negativa”, comentou o treinador.

Após o gol da vitória, marcado por Gilberto, Waldemar foi fortemente abraçado pelos jogadores e especialmente pelo camisa 9, que fez questão de atravessar o campo para falar com o comandante. “Foi bom vê-lo abraçar todo mundo após o gol. O gol não foi apenas dele. Foi de todos nós”, disse Waldemar Lemos.

Sport contrata meia Diogo

O Sport acertou a contratação de mais um jogador para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro. Foi o meia-atacante Diogo, de 27 anos, que disputou o último Campeonato Carioca pelo Bonsucesso. Diogo esteve na Ilha do Retiro na sexta-feira e realizou todos os exames clínicos. A tarde, assinou o contrato até o final da temporada.

Diogo de Lima Barcellos é um velho conhecido do técnico Waldemar Lemos e do auxiliar técnico Marcão. Com o primeiro, trabalhou nas categorias da base da seleção brasileira. Com o segundo, o contato é mais recente. Diogo foi comandado por Marcão no Bonsucesso na disputa do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro deste ano.

Aos 27 anos, Diogo foi revelado pelo Internacional no ano de 2005. Ele jogou ainda por Paulista-SP, Ipatinga-MG, Bragantino-SP, Guangzhou Evergrande (China), Caxias-RS, Botafogo-SP e Bonsucesso.

Waldemar Lemos comemora ponto conquistado pelo Sport contra o Inter

Apesar de terminar o primeiro tempo com a vitória de 2 a 0 nas mãos, o Sport acabou cedendo o empate ao Internacional na etapa complementar e saiu de campo com um ponto apenas. Para o treinador Waldemar Lemos, entretanto, a pontuação conquistada em Porto Alegre deve ser valorizada.

Waldemar elogiou a postura dos seus jogadores em campo, principalmente depois das substituições que realizou para evitar o ímpeto do Internacional no segundo tempo. Mesmo considerando um bom resultado contra o Inter e somado mais um ponto na luta contra o rebaixamento, Waldemar preferiu não estabelecer uma meta futura de pontuação.

O treinador acabou preferindo não entrar em polêmicas com a arbitragem da partida, comandada por Héber Roberto Lopes (PR). Apesar de ter saído de campo expulso pelo árbitro por reclamação, Waldemar somente criticou a postura em relação à quantidade de lances assinalados.

Técnico ressalta que time tem perdido oportunidades de balançar as redes e lembra: ‘Quem não faz, leva’

A torcida do Sport amanheceu nesta quinta-feira decepcionada. Em vez de comemorar uma vitória sobre o Bahia, os rubro-negros lamentam o empate por 1 a 1. O resultado só não foi favorável devido à falta de pontaria dos atletas do Leão. Mas para o desafio contra o Internacional, o técnico Waldemar Lemos espera uma “sorte” melhor.

No Rio Grande do Sul, Waldemar Lemos afirma que o Sport jogará de maneira precavida. O Sport irá encarar o Internacional às 18h30m, no Beira-Rio, no próximo domingo.

Visando o Bahia – Waldemar deixa dúvida no ar: Gilsinho ou Gilberto? Willian Rocha ou Renê?

Apesar da chance de repetir a formação que vem dando certo desde a sua chegada, o técnico Waldemar Lemos deixou no ar a possibilidade de realizar até duas alterações em relação ao time que venceu o Cruzeiro, na última rodada. Em entrevista coletiva após o treino da manhã desta terça-feira, na Ilha do Retiro, o treinador rubro-negro afirmou que duas posições estão passíveis a mudanças: a lateral esquerda e o ataque.

Pela esquerda, mesmo com Willian Rocha totalmente recuperado das dores no joelho direito que o tiraram no intervalo do último jogo, a boa entrada de Renê frente ao Cruzeiro despertou em Waldemar Lemos o interesse em dar uma oportunidade ao prata da casa. “De repente existe a possibilidade dele (Willian Rocha) ser poupado em razão do joelho e temos o Renê muito bem, evoluindo a cada jogo”, afirmou.

Já no ataque, mesmo com Gilsinho desempenhando bem a função tática com a obrigação de marcar a saída de jogo do adversário, a boa entrada de Gilberto e gol da vitória sobre o Cruzeiro colocaram o atleta novamente em evidência.

“As possibilidades são várias. Estamos sempre pensando em tudo com reuniões frenquentes junto à comissão técnica. O Gilberto fez o gol, mas tantas coisas boas aconteceram para que ele fizesse o gol. o mais importante para mim foi ele não ter relaxado nos treinos, por isso ele foi premiado com o gol. Agora, se vai haver mudança ou não, vamos avaliar”, tentou explicar.

Waldemar Lemos pede e Sport contrata Lenon, ex-Náutico

Tentando dar mais poder de marcação ao meio-campo do Sport, o técnico Waldemar Lemos solicitou a contratação do volante Lenon, com quem trabalhou no período em que esteve à frente do Náutico. O pedido foi aceito pela diretoria que, após uma rápida negociação, acertou a vinda do atleta, que permanecerá no clube até o final do ano.

De acordo com o diretor de futebol do Sport, Aluísio Maluf, a concretização da negociação só depende do resultado dos exames médicos, que já estão sendo realizados.

A chegada de Lenon é mais um indício de que a situação do volante Hamilton é irreversível. Ídolo da torcida, o atleta foi afastado do elenco após descumprir um acordo feito com o presidente do clube, Gustavo Dubeux e ter se negado a viajar para Salvador, onde o Sport enfrentaria o Bahia

Waldemar Lemos elogiou atuações de Rithely e Gilberto na vitória contra o Cruzeiro e encerrou a entrevista coletiva antes de chorar

A vitória de virada do Sport diante do Cruzeiro, na noite deste domingo, na Ilha do Retiro, foi de fato emocionante. Muito mais para o técnico rubro-negro, Waldemar Lemos, que chegou a abandonar a entrevista coletiva após o jogo, às pressas, antes que as lágrimas caíssem.

Waldemar já havia respondido perguntas sobre o rendimento de Rithely e Gilberto, autores dos gols que garantiram a vitória por 2 a 1 e sobre o trabalho na equipe. Quando se preparava para continuar a entrevista, ele bateu na mesa, disse que estava muito feliz e saiu com os olhos marejados.

Antes, o técnico do Sport elogiou o trabalho de Rithely, que marcou um dos gols e deu um belíssimo passe de letra para Gilberto virar a partida.

No entanto, Waldemar Lemos não foi apenas elogio. Ele poupou o time, mas cobrou uma maior presença da torcida neste momento em que o time luta para escapar do rebaixamento.

Magno Alves não deve continuar no Sport

Sem muitas chances desde a chegada de Waldemar Lemos, o atacante Magno Alves deve deixar o Sport. O atacante recebeu uma boa proposta do futebol do Catar. A diretoria rubro-negra ainda vai ter uma conversar final com o treinador Waldemar Lemos, mas a tendência é pela liberação do atleta.

“Magno Alves não vem sendo relacionado pelo técnico. Assim, ele não está muito motivado. Mas só iremos liberar o jogador se o clube for recompensado financeiramente. Vamos conversar sobre o assunto durante a semana”, disse o presidente Gustavo Dubeux.

Mesmo com a possível saída de Magno Alves, o mandatário rubro-negro não pensa em contratar mais um atacante. “Acho que já temos jogadores suficientes. Gilberto está recuperado e pode jogar normalmente e Roberson está voltando ao time”, explicou.

 

Waldemar Lemos ressalta entrega dos atletas do Leão e critica ‘impedimentos mal marcados’

O técnico Waldemar Lemos não poupou elogios aos jogadores do Sport, após o empate por 1 a 1, contra o Flamengo, na noite desta quinta-feira, no estádio Raulino de Oliveira, na cidade de Volta Redonda-RJ. Apesar de não ter conseguido sair da zona de rebaixamento, o treinador acredita que o ponto conquistado fora de casa servirá de estímulo para que o clube evite a queda.

A alegria de Waldemar Lemos com os jogadores do Sport contrastava com a chateação por conta da postura da arbitragem. De acordo com o treinador, a boa atuação do Sport diante do Flamengo era esperada pela comissão técnica.

Visando o Flamengo – Pelo fim do jejum, Waldemar deve manter base do time que empatou com o Náutico

Waldemar Lemos teve apenas uma semana para traçar a estratégia rubro-negra para o confronto com o Náutico. E ainda que a vitória não tenha vindo, foi possível se perceber uma evolução no padrão de jogo do Sport. Para este segundo encontro com o Flamengo, o treinador preferiu não dar pistas sobre a formação leonina, mas pelo que se viu na última partida, não deve haver grandes mudanças na escalação.

Há dez partidas sem vencer, o Leão convive com a pressão extra exercida sobre as equipes que figuram na zona de rebaixamento do Brasileiro. Satisfeito principalmente com a nova atitude mostrada pelos jogadores no Clássico dos Clássicos, Waldemar espera colocar um ponto final no jejum de vitórias rubro-negro. Para tanto, deve manter a proposta de formar o meio de campo com três volantes e apenas um meia na criação das jogadas.

Mas é prematuro afirmar que o Sport não terá nenhuma mudança em relação ao time que empatou com o Náutico. O treinador poderá contar com os zagueiros Bruno Aguiar e Aílson, além do volante Tobi. O trio cumpriu suspensão automática durante o clássico e está à disposição do comandante leonino. Destes, Bruno e Tobi têm boas chances de ganhar as vagas de Edcarlos e Renan, respectivamente.

Mas o mistério não pára por aí. Como o Sport segue sem balançar as redes adversárias desde a 13ª rodada, Waldemar pode testar uma nova dupla ofensiva. Felipe Azevedo, Gilsinho, Henrique e Gilberto largam na frente dos colegas na disputa pelas duas vagas do ataque. A formação só será conhecida minutos antes do início da partida.

Waldemar acredita em evolução ainda maior

Estreante da noite no Sport, o técnico Waldemar Lemos gostou do que viu da equipe rubro-negra diante do Náutico. Apesar do 0×0, o Leão agrediu bastante o rival e só não saiu com os três pontos por conta da boa atuação de Gideão, que ainda contou com a ajuda da trave em dois lances.

“Nós fizemos um grande jogo hoje. O Gideão foi o grande destaque do time deles e garantiu o resultado. Mais uma vez nós jogamos bem. Tivemos maior posse de bola e assim como na partida contra o Fluminense, só faltou o gol para sairmos felizes”, comentou o técnico Waldemar Lemos em entrevista coletiva concedida logo após a partida.

Satisfeito com o rendimento da equipe, Waldemar Lemos vê dias melhores para o Leão. “Vamos trabalhar muito para tirar o Sport da atual situação. Enquanto tiver possibilidades, esperança e fé, nós vamos tentar reverter esse quadro”, disse ele.

Atacante Gilsinho conhece bem Waldemar Lemos e pode começar pela primeira vez como titular com a camisa rubro-negra no domingo

Cotado para assumir a titularidade no Sport, o atacante Gilsinho espera fazer da velocidade uma arma para convencer o técnico Waldemar Lemos, de que pode ser a solução para o setor, que não marca gols há seis rodadas.

Acostumado ao estilo de Waldemar Lemos, com quem já trabalhou em 2007, quando defendia o Paulista de Jundiaí, o atacante elogiou a postura do treinador. Mas não acredita que será beneficiado por já ter sido comandado por ele.

Mesmo sem garantir a sua entrada entre os titulares, Gilsinho acredita que o Sport tentará usufruir da velocidade para surpreender o Náutico. Para Gilsinho, o fato de Waldemar Lemos ter passado muito tempo no comando técnico do Náutico também poderá ser utilizado pelo Sport.

Cicinho elogia trabalho de Waldemar

Um dos jogadores mais experientes do Sport e com passagens por grandes clubes do futebol mundial como Roma e Real Madrid, o lateral-direito Cicinho está enfrentando uma experiência nova na Ilha do Retiro. Desde a chegada do técnico Waldemar Lemos, alguns treinos diferentes estão sendo realizados. E todos aprovados pelos atletas.

“Nós estamos envolvidos nesse trabalho do Waldemar. Quando o atleta não procura saber o motivo daquela atividade acaba fazendo só por fazer e não é isso que está acontecendo aqui. Vocês podem ver que todos nós estamos envolvidos, ninguém reclama e todo mundo sabe que o trabalho tem o seu valor porque ele é estudado”, comenta o lateral-direito Cicinho.

Entre as novidades apresentadas pelo técnico Waldemar Lemos estão as cambalhotas no meio das atividades. Para Cicinho, isso pode ajudar em jogo. “Nunca tinha treinando assim, mas isso ajuda. É como se você tivesse tomado uma trombada sem esperar e com esse trabalho você passa a ter o discernimento mais rápido de onde está e de onde está a bola. É bem legal”, disse ele.

Mesmo ainda sem saber se será titular diante do Náutico, no próximo domingo, Cicinho se disse ansioso e animado para o clássico. No entanto, garante que o campeonato não será decidido nesta partida. “Não podemos pensar apenas no clássico. O campeonato é longo e não adianta ir bem no clássico e cair de rendimento nos outros jogos”, disse Cicinho, que garantiu ser pé quente em clássicos.

“Na minha carreira eu ganhei mais do que perdi. No São Paulo, por exemplo, passamos dois anos sem perder um clássico sequer. Também tive um bom retrospecto na Roma e nunca perdi para o Barcelona jogando pelo Real Madrid. Espero manter esse retrospecto apesar de saber que será um jogo muito difícil e complicado”, disse o camisa 12 do Leão.

Waldemar quer a Ilha lotada no domingo

“Queria dizer para vocês que vi com o presidente a possibilidade de se ter uma redução no preço dos ingresso para que a gente possa contar com a torcida em campo no domingo. Esse jogo pode ser um grande passo para a frente. Está havendo um esforço e um empenho muito grande aqui conforme eu sempre falei. Achei o grupo excelente. Maravilhoso de trabalhar. Ninguém esta recuando e por isso pedi ao presidente essa redução nos ingressos. Estamos precisando do apoio da torcida. Precisamos ter um comportamento de acreditar sempre em quem veste a camisa do Sport. Temos que acreditar a qualquer preço porque existe um trabalho aqui. Essa fé e essa crença é porque está acontecendo alguma coisa de verdade e nós temos condições de reverter esse quadro. Estou otimista para esta partida contra o Náutico. Precisamos da participação da torcida. Que ela venha nos apoiar. Agradeço desde já a colaboração”, disse Waldemar Lemos.

Apresentação de Waldemar Lemos

Leão com problemas na defesa para o clássico contra o Náutico

O técnico Waldemar Lemos vai assumir o comando do Sport a partir desta segunda-feira já com um grande problema para o próximo jogo, justamente o clássico contra o Náutico. Os zagueiros Ailson e Bruno Aguiar receberam o terceiro cartão amarelo neste sábado, diante do Fluminense. Para agravar o problema, o volante Tobi, comumente escalado como zagueiro, também levou o terceiro amarelo. Desfalque triplo do sistema defensivo.

Com as lacunas, Edcarlos, titular durante quase todas as rodadas, mas barrado até do banco de reservas contra o Fluminense, deve formar dupla com Diego Ivo. Outra saída é deslocar o lateral esquerdo William Rocha para a defesa e inserir Reinaldo de volta na ala.

Waldemar Lemos deve ser apresentado oficialmente à imprensa na próxima segunda-feira, na Ilha do Retiro, onde comanda o treino na reapresentação rubro-negra. O treinador assistiu ao duelo contra o Fluminense do camarote do estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. De lá, passou informações, via rádio, a Gustavo Bueno. O técnico interino, entretanto, acabou expulso de campo, assim como o preparador físico Eduardo Baptista.

Waldemar Lemos tem primeiro contato com o grupo

O novo técnico do Sport, Waldemar Lemos, não esteve em campo na noite de sábado, quando o Leão enfrentou o Fluminense. No entanto, ele já começou a colocar a mão na massa. Na manhã do sábado, Waldemar deixou a sua residência no Rio de Janeiro e se encaminhou até a concentração do Sport em Volta Redonda. Depois de uma conversa com a comissão técnica, foi apresentado aos 19 jogadores que estavam concentrados.

No contato que teve com os jogadores antes da exibição de vídeo feita pelo técnico interino Gustavo Bueno, Waldemar Lemos não se alongou muito e pediu apenas concentração para o jogo. “Vocês estão trabalhando em um clube grande e que dá todas as condições. Precisam colocar isso na cabeça e entrar em campo muito concentrados”, comentou o técnico.

Waldemar Lemos também esteve no Estádio Raulino de Oliveira e assistiu o jogo contra o Fluminense de um camarote. Ele será apresentado ao restante do elenco hoje, quando também concederá a sua primeira entrevista coletiva na Ilha do Retiro. A estreia no comando do Sport será no domingo seguinte, contra o Náutico.

Waldemar Lemos é o novo técnico

A diretoria de futebol do Sport acertou a contratação do treinador Waldemar Lemos para dirigir o Leão no restante da temporada 2012. No Rio de Janeiro, onde jogou contra o Botafogo e jogará contra o Fluminense, as duas partes intensificaram o contato e chegaram a um acordo na sexta-feira.

Por ter pouco tempo até a próxima partida, contra o Fluminense, Waldemar não estará no campo e o comando da equipe segue com Gustavo Bueno. A estreia de Lemos dirigindo a equipe rubro-negra acontece na rodada seguinte, contra o Náutico, na Ilha do Retiro.

Natural do Rio de Janeiro, Waldemar Lemos chega para dirigir o Sport depois de já ter comandado 16 equipes em sua carreira. Entre os maiores times estão Fluminense, Atlético Paranaense e Flamengo.