Caruaru-PE: Malhas da Lei cumpriram mandado de prisão de acusado de tentativa de homicídio

Na manhã desta ultima segunda-feira (29), Policiais da Equipe Malhas da Lei de Caruaru cumpriram mandado de prisão expedido pela Vara do Tribunal do Júri de Caruaru, em desfavor de José Mariosvaldo Marculino da Silva, o “Totinha”, de 38 anos, suspeito de cometer uma tentativa de homicídio há aproximadamente um ano, no Centro de Abastecimento de Caruaru – CEACA.
O acusado discutiu com a vítima Robélio Jurandir Barbosa, porque o suspeito emprestou uma certa quantia em dinheiro para a vítima. No momento da discussão, os dois puxaram cada um uma faca, porém foram apartados por populares e ninguém ficou ferido.
José Mariosvaldo foi preso na Feira de Agrestina e recolhido à Penitenciária Juiz Plácido de Souza, na cidade de Caruaru – PE.
Reprodução da Internet

Reprodução da Internet

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Acusado de tentar matar a ex-esposa foi preso

Equipe Malhas da Lei de Caruaru, na segunda-feira (26), cumpriram mandado de prisão expedido pela Vara do Tribunal do Júri de Caruaru, em desfavor de Jacó Hermínio de Medeiros, 36 anos, natural de Paulo Afonso – BA, mototaxista, suspeito de tentar contra a vida de sua ex-esposa, no ano de 2008.
Jacó, que também responde a um processo de homicídio, foi preso no centro de Caruaru e recolhido para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru.
Foto da Internet

Foto da Internet

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Acusado de participação em homicídio é preso

Nesta terça-feira (21), policiais da equipe Malhas da Lei de Caruaru deram cumprimento a mandado de prisão expedido pela Vara do Tribunal do Júri da cidade, em desfavor de Genival João dos Santos, o “Puritano”, 39 anos.

Genival é acusado de ter participado, juntamente com outras quatro pessoas, de um homicídio ocorrido no Bairro Maria Auxiliadora, em Caruaru, no ano de 2005. Segundo o acusado, a motivação do crime teria sido porque a vítima estaria devendo um dinheiro a um dos quatro e um deles foi fazer a cobrança, gerando desentendimentos com a vítima. Genival foi condenado há 12 anos de reclusão, não tinha passagem pela polícia e após os procedimentos na delegacia, foi recolhido para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru.

20140121_090903

TV Replay, o que é bom se repete!