Nome de Renato Gaúcho volta a ser cogitado na Ilha do Retiro

Paralelamente à preparação do Sport para o confronto com o Botafogo, segue firme a busca pelo substituto de Vágner Mancini. Cercada de muito mistério, a escolha do novo comandante rubro-negro passa a ser a prioridade da cúpula leonina, que ainda não chegou a um consenso sobre treinador ideal para assumir a complicada missão de tirar o time da delicada situação.

Apesar dos esforços dos dirigentes em evitar o vazamento de qualquer informação, alguns nomes já surgem nos bastidores da Ilha do Retiro. Rumores dão conta de que Adilson Batista -  desempregado desde que deixou o Atlético-GO no início do Brasileiro – teria rejeitado a proposta leonina. Com uma sequência de resultados ruins nos últimos clubes que comandou, o treinador estaria “dando um tempo” para se reciclar.

Depois de ter o nome descartado por parte da diretoria, Renato Gaúcho voltou a ser cogitado. Alguns dirigentes estariam apresentando alguma resistência ao nome, enquanto outros o defendem, dizendo que ele teria o perfil ideal para a situação. Um dos argumentos de seus críticos é a ligação de Renato com o Flamengo da polêmica do Brasileiro de 1987, conquistado pelo Sport.

Outro nome que vem ganhando força nos bastidores é o de Marcelo Oliveira, que balança no comando do Coritiba. Entretanto, diante da urgência, dificilmente a cúpula rubro-negra irá apostar no desdobramento de sua situação.

Vágner Mancini entrega o cargo após derrota contra o Figueirense

O técnico Vágner Mancini anunciou, em entrevista coletiva, a sua saída do comando do Sport. Ele entrou na sala de imprensa acompanhado da diretoria, com quem conversou durante cerca de uma hora. Ele entregou o cargo logo após a derrota, em casa, para o Figueirense, por 1 a 0. Os dirigentes aceitaram e agora estão à procura de um novo treinador. “Amanhã será um outro dia. Vamos nos acalmar e buscar um novo técnico”, afirmou o presidente Gustavo Dubeux. A confirmação demorou porque os jogadores da equipe estavam tentando convencer a direção do Sport a não aceitar o cargo. Os esforços porém, foram em vão. Macini deixa a ilha neste sábado.Mais informações em instantes.

Diretor diz estar em busca de contratações e, mesmo com o péssimo momento rubro-negro, destaca o trabalho de Vágner Mancini

Com a zona de rebaixamento cada vez mais colada aos ‘calcanhares’, a diretoria do Sport tenta intensificar a busca por reforços. De imediato, o clube espera acertar a vinda de mais dois atletas, sendo um volante e um zagueiro. Para o diretor de futebol rubro-negro, Aluísio Maluf, o setor defensivo é a maior carência do elenco.

Apesar das restrições, o dirigente acredita que o Sport conseguirá anunciar algum atleta nos próximos dias. Mesmo sem adiantar nomes, Maluf deu dicas sobre a origem dos prováveis contratados.

Embora veja o clube passar por um momento incômodo na competição, Maluf fez questão de elogiar o trabalho realizado pelo técnico Vágner Mancini. De acordo com o dirigente, o Sport está evoluindo.

Técnico rubro-negro acredita que os adversários estão se beneficiando da qualidade do novo tapete da Ilha do Retiro

Durante vários anos a diretoria do Sport foi severamente criticada pelo estado do gramado da Ilha do Retiro, que dificultava a vida dos visitantes que se arriscavam no local. Foi justamente nesta época que o clube conseguiu um dos seus maiores feitos, o título da Copa do Brasil. Período que fez o estádio passar a ser chamado de “Bombonilha”.

Porém, para assegurar a integridade física dos seus atletas, a direção resolveu reformular todo o gramado, melhorando as condições de jogo. Porém, para o técnico Vágner Mancini, a recuperação do campo originou um grande problema ao Rubro-negro. Pois, segundo o treinador, os adversários passaram a gostar de jogar na Ilha do Retiro.

Para o treinador, o péssimo aproveitamento dentro de casa, onde o clube atuou sete vezes, perdeu duas, venceu duas e empatou três, também é motivado pelo fato dos atletas do Sport ainda não terem se adaptado ao local.

Questionado se o fato do clube não vencer há cinco jogos representa um risco ao seu emprego. Mancini foi categórico ao afirmar que não teme por uma possível demissão.

Rubro negro definido com três volantes para encarar o Vasco

Pressionado pela necessidade de montar uma equipe competitiva para a difícil missão de vencer o Vasco da Gama, o técnico Vágner Mancini comandou um coletivo na manhã desta terça-feira, na Ilha do Retiro. Mesmo diante das recorrentes falhas de seu sistema defensivo, Mancini praticamente repetiu a escalação inicial da derrota para o São Paulo. A única novidade foi o retorno do volante Rivaldo, que cumpriu suspensão automática e retorna à cabeça de área leonina.

Tentando corrigir as insistentes falhas de posicionamento e cobertura da equipe, o treinador parou a movimentação em várias oportunidades. Em alguns momentos, passou instruções coletivas, em outros, individuais. Mostrando confiança no esquema que vem utilizando, o técnico manteve a formação no 4-5-1, mas testou também variações para o 3-5-2 para os casos em que o time esteja sendo pressionado. Neste caso, o volante Tobi recua para jogar na sobra, entre Aílson e Diego Ivo.

A expectativa é de que o retorno de Rivaldo garanta um crescimento do poder de marcação da equipe. Afinal de contas, seu substituto no jogo com o São Paulo, o meia Willians, teve um péssimo desempenho. Vale ressaltar entretanto, que em alguns momentos Willians precisou desempenhar a função de segundo volante, função que não costuma realizar.

A equipe titular do coletivo foi formada por Magrão; Moacir, Aílson, Diego Ivo e Reinaldo; Tobi, Rithely, Rivaldo, Felipe Azevedo e Marquinhos Gabriel; Gilberto.

Rubro-negro Tobi tirou a responsabilidade de Vágner Mancini pelo mau momento do Leão na Série A

Após cinco rodadas sem vitórias e, consequentemente, com a aproximação da zona de rebaixamento o sinal de alerta foi ligado na Ilha do Retiro. Nos bastidores do Sport, há quem diga que o emprego do técnico Vágner Mancini depende de um bom resultado contra o Vasco, na próxima quarta-feira, às 19h30m, na Ilha do Retiro.

Contudo, para o volante Tobi, a má fase vivida pelo Leão é de responsabilidade exclusiva dos jogadores. De acordo com o defensor, os atletas precisam ter mais atitude em campo.

Embora tenha saído em defesa do trabalho da comissão técnica, Tobi reconheceu que um tropeço contra o clube carioca traria mais tensão ao ambiente rubro-negro.

Preocupado com a posição do Sport na tabela de classificação, o volante alertou os companheiros. Para o jogador, o clube precisa reagir antes que o pior aconteça.

Técnico do Leão estuda fazer mudanças para jogo do time contra o São Paulo no Morumbi

O técnico Vágner Mancini segue tentando encontrar a melhor formação para que o Sport volte a vencer no Campeonato Brasileiro. No entanto, o treinador não acredita que os maus resultados nas últimas rodas estejam atrelados ao esquema adotado pelo Rubro-negro.

Mesmo não revelando se pretende promover algumas alterações na equipe, Vágner Mancini deu a entender que poderá escalar o Sport de uma forma mais compacta.

Apesar de saber do péssimo retrospecto do Sport contra o São Paulo em partidas disputadas no Morumbi, Vágner Mancini demostrou confiança na conquistar de um bom resultado diante do Tricolor.

Willian Rocha mesmo recuperado fica fora de duelo contra o São Paulo, por precaução

Contrariando as expectativas do zagueiro Willian Rocha, o técnico Vágner Mancini decidiu por não levar o atleta para o jogo contra o São Paulo, no próximo domingo, às 16h, no Morumbi. De acordo com o treinador, o clube correria um risco desnecessário em colocar o jogador, pois ainda serão necessários mais alguns dias para que o defensor tenha totais condições de jogo.

Se para o zagueiro a notícia não foi positiva, o mesmo não se pode falar para o meio-campo Hugo. Embora ainda não saiba se escalará o atleta entre os 11 titulares, Mancini fez questão de confirmar a presença do atleta na delegação que embarca para São paulo.

Ainda de acordo com Vágner Mancini, a grande mudança que o Sport precisa fazer para vencer o São Paulo não está relacionada a peças ou posicionamento. Na avaliação do treinador, o Leão precisará se impor.

Hugo usa argumento de ser pé quente em estréia para convencer técnico do Leão

Prestes a fazer sua estréia com a camisa do Sport, o meio-campo Hugo confia em sua trajetória para ajudar o Leão a conquistar uma vitória diante do São Paulo, no próximo domingo, às 16h, no Morumbi. Como argumento para convencer o técnico Vágner Mancini a optar por sua escalação, o jogador afirmou que costuma contar com a sorte sempre que veste a camisa de um clube pela primeira vez.

Apesar do mau momento vivido pelo clube, que não vence há quatro rodadas, Hugo não acha que a torcida tenha motivos para ficar alarmada.

Hamilton: a torcida quer o volante no Sport, mas o técnico não

Desde que foi afastado pela diretoria do Sport por indisciplina, o volante Hamilton passou a ter seu nome gritado pela torcida a cada fracasso da equipe. Ídolo dos rubro-negros, o atleta é visto por parte da torcida como a solução para os problemas do Leão. No entanto, o clamor pela volta do jogador parece não ter sensibilizado a diretoria e muito menos a comissão técnica.

Sobre os pedidos vindo das arquibancadas, o técnico do Sport acredita que sejam motivados por fatores políticos. Já em relação a saída do volante Marquinhos Paraná do Sport, Mancini foi pego de surpresa.

Vagner Mancini fala sobre as mudanças no Sport

Hugo é regularizado

Último contratado do Sport para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro, o meia Hugo ainda não tem uma data definida para estrear, mas já sabe que agora depende apenas do seu preparo físico. Isso porque, nesta segunda-feira, Hugo teve o seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da Confederação Brasileira de Futebol.

Ainda entrando na sua melhor forma física, Hugo não participou de nenhum treino com bola. A expectativa é que o camisa 80 do Leão só comece a treinar com o técnico Vágner Mancini no início da próxima semana.

Técnico do Leão faz mudanças na equipe

Depois de um péssimo rendimento do time contra o Atlético-MG, o técnico Vágner Mancini resolveu mexer no time. Em coletivo bastante movimentado, realizado nesta manhã, na Ilha do Retiro, o que se viu foi um Sport modificado.

Parando a movimentação o tempo todo para tentar corrigir o posicionamento, Mancini barrou Edcarlos, muito criticado pelo torcedor ao longo dos jogos e, em especial, por sua atuação ruim contra o Galo. Ao mesmo tempo, atendeu um pedido da torcida, recolocando o volante Rivaldo no meio-campo do Leão.

O Sport iniciou o coletivo com Magrão; Cicinho, Bruno Aguiar, Aílson, Reinaldo; Tobi, Rivaldo, Felipe Azevedo, Marquinhos Gabriel e Willians; Gilberto. Em um segundo o momento, o técnico sacou Willians e recolocou o meia Felipe Menezes no time titular. Henrique continuou de fora dos 11 principais, situação que vem causando estranheza entre os torcedores, em virtude do bom momento que o jovem atacante vinha passando no clube.

O time segue se preparando para a próxima partida no Brasileirão, contra a Ponte Preta, nesta quarta, às 19h30, em Campinas-SP.

Para avaliar os erros, treino começa com reunião

Após duas derrotas consecutivas, para Grêmio e Atlético-MG, a semana de trabalhos na Ilha do Retiro começou na base de muita conversa. Antes do treinamento, comissão técnica e os jogadores do Sport fizeram uma reunião para avaliar os erros cometidos nas últimas partidas. Na pauta, questões como a falta de diálogo durante dos jogos. Um dos mais experientes atletas do grupo, o goleiro Magrão acredita que o Leão precisa ter mais lideres em campo.

Quem também comentou sobre a reunião foi o meio-campo Felipe Menezes. Para o atleta, esse tipo de cobrança é normal, principalmente pelo momento vivido pelo clube. De acordo com o jogador, o Sport precisa mudar de postura dentro de campo.

Willian Rocha já tem data prevista para reestréia

Longe dos gramados desde fevereiro, quando rompeu os ligamentos cruzados do joelho direito, o zagueiro Willian Rocha já estipulou o prazo para ficar à disposição de Vágner Mancini: 05 de agosto. Nesta data, um domingo, o Sport enfrentará o São Paulo no Morumbi às 16h em jogo válido pela 14ª rodada do Brasileirão.

Cinco meses após sua lesão, Willian Rocha garantiu que não sente nenhum receio de voltar a machucar o local operado. De acordo com o jogador, a recuperação foi amplamente satisfatória.

O zagueiro se destacou durante o Campeonato Pernambucano atuando na lateral esquerda. Prestes a fazer sua reestreia, Willian Rocha assegurou que não escolherá posição.

Tecnico do Leão chateado com a derrota

O técnico Vágner Mancini não escondeu a frustração após a derrota por 3 a 1, para o Grêmio, na noite desta quarta-feira, no Olímpico. Chateado, o treinador do Sport lamentou a queda de rendimento do time que, na sua avaliação, poderia ter definido o duelo ainda no primeiro tempo, se não tivesse perdido algumas oportunidades de gol. O time foi muito bem no primeiro tempo e poderia ter ampliado a vantagem. Já no segundo tempo não conseguiu repetir o bom rendimento e acabou dando muito espaço, o time do Grêmio empatou e acabou ganhado em cima dos erros do Sport.

Para o tecnico, talvez o placar não represente a dificuldade que foi a partida. Os jogadores entenderam bem o que foi pedido, e o time conseguiu realizar uma forte marcação no primeiro tempo, mas infelizmente não teve a mesma postura na etapa final. Se a queipe tivesse sido mais agressiva na etapa final, poderia ter empatado ou até chegado a vit[oria.

A principal reclamação de Mancini foi direcionada a oscilação da equipe, que nos últimos jogos não conseguiu manter um bom rendimento durante toda a partida. Para o treinador, a mudança de comportamento está impedindo que o Sport consiga deslanchar na competição.

Magno Alves é regularizado

O técnico Vágner Mancini acaba de ganhar um reforço importante para o próximo jogo da Série A do Campeonato Brasileiro, contra o Atlético-MG. O atacante Magno Alves teve o seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da Confederação Brasileira de Futebol e já está apto para estrear pelo Leão.

Contra o Grêmio, o jogador não pode atuar, mas no sábado, caso o técnico Vágner Mancini queira, o camisa 99 do Leão poderá entrar em campo pela primeira vez para ter o primeiro contato com a torcida rubro-negra.

Atacante Felipe Azevedo não sabe se será titular, após cumprir suspensão

Após cumprir suspensão automática, Felipe Azevedo que está de volta à equipe não sabe se fará parte do time titular no jogo contra o Grêmio, hoje às 19:30h. Isso porque a disputa no ataque agora anda acirrada, principalmente depois da boa atuação de Gilberto no jogo contra a Portuguesa. O atacante apesar de não saber se joga, quer buscar sempre o melhor para equipe.
Mesmo com a concorrência grande, Felipe Azevedo destaca que o mais importante é o objetivo do clube e acredita que não se sentirá pressionado quando estiver em campo. Ainda existem outros jogadores que podem entrar, como Magno Alves e Gilsinho. E a difícil decisão ficará para o Técnico Vágner Mancini.

Apesar da vitória, técnico Vágner Mancini aponta falhas da equipe

Com a vitória por 2 a 1 diante da Portuguesa, o Sport já chega a três jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro e agora ocupa a 11ª colocação na tabela da Série A. Apesar de comemorar o resultado positivo, na Ilha do Retiro, o treinador Vágner Mancini foi sincero ao reconhecer que a equipe rubro-negra deixou a desejar no quesito marcação, onde a Portuguesa teve liberdade para trabalhar a bola e funcionamento tático, dando grande distância na marcação.Por isso o time sofreu pressão no final.

De acordo com Mancini, a desorganização tática se deveu em razão das mudanças feitas pelo treinador para o confronto contra a Lusa. A estreia do Cicinho como titular, o fato de Ailson e Edcarlos nunca terem jogado juntos e a entrada de Gilberto e Renan Teixeira na equipe descaracterizaram um pouco o time. Na opinião de Vágner Mancini, Renan se perdeu um pouco na marcação, o que diminuiu a pegada no meio-de-campo. Ao longo do campeonato o treinador espera adquirir um padrão de jogo e chegar ao Sport ideal que todos querem.

Apesar das críticas à equipe, o treinador do Sport comemorou a recuperação da equipe no Campeonato Brasileiro. Lembrando que dos últimos nove pontos, foram ganhos sete e a cada dia que passa o time fica mais fortalecido.

Cicinho na expectativa para ser titular e ainda pretende jogar a partida completa

Cotado para assumir a lateral direita do Sport neste domingo contra a Portuguesa, às 18h30m, na Ilha do Retiro, Cicinho acredita que não terá problemas de adaptação ao time caso seja escolhido por Vágner Mancini. O jogador ainda não sabe quanto tempo jogaria, por que isso depende de como a partida se encaminhar. Caso a partida seja muito puxada, a situação complica um pouco, porém se for um jogo onde possa cadenciar um pouco mais, certamente ele poderá atuar os 90 minutos.

Cicinho elogiou o trabalho do concorrente Moacir. Para o lateral, a disputa pela posição não possui favorito. Mas independentemente de quem jogue, certamente o Sport está bem servido, pois tanto ele como Moacir estão bem. Forte no apoio, o atleta descartou qualquer tipo de esquema especial para conter suas investidas no ataque.

Técnico do Sport diz estar satisfeito com o time e Ramirez não vem mais

Vágner Mancini está bastante satisfeito com a reformulação do elenco do Sport. O técnico afirma que a diretoria rubro-negra trouxe exatamente os jogadores que pediu. Revelando que o meia Ramírez não será mais contratado, ele disse que o elenco está fechado. Agora é trabalhar para deixar o time com a cara que deseja.

“Tudo aquilo que o Gustavo Dubeux e a nossa diretoria acertaram comigo foi cumprido à risca. Eu dizia nas entrevistas que nós tivéssemos paciência, que formaríamos uma equipe forte. Hoje eu tenho um elenco bem montado nas mãos, e daqui para a frente poderemos ter uma performance ainda melhor que tivemos até aqui”, disse o treinador do Leão.

O comandante elogiou a paciência e a criteriosidade nas contratações. “Nós tivemos até uma certa demora, entre aspas, para contratar os atletas, porque queríamos exatamente os atletas que aqui estão. Vocês não tem ideia do esforço da diretoria para fazer isso. O elenco é forte, e eu não tenho e tenho certeza que não vou ter nenhum tipo de disciplina. É um elenco totalmente comprometido com as causas do clube, por isso que eu tou otimista e esperando um grande ganho dentro de campo pelo que eu estou vendo de fora de campo no ambiente”, exaltou Mancini.

Sobre a desistência de Ramírez, disse que o Sport cansou de esperar pelo jogador, que passou um mês sem responder ao Leão. “Nós ficamos quase que um mês em uma batalha intensa e chega uma hora que todo mundo cansa. Então ele (Ramírez) está descartado. E aí não quer dizer que o Sport descartou, mas é que a demora foi tão grande que acabou gerando desgaste”, comentou.

Na visão do técnico rubro-negro, o elenco, com 30 atletas, poderá atender às eventuais necessidades de poupar alguns jogadores durante a maratona de dois jogos por semana, que se inicia neste domingo. Serão cinco jogos em um prazo de 15 dias: Portuguesa (casa), Grêmio (fora), Atlético-MG (casa), Ponte Preta (fora), Atlético-GO (casa). Por conta dessa sequência, Mancini acredita que pode demorar para chegar à montagem de uma equipe titular mais fixa.

“Se nós tivéssemos jogos de domingo a domingo, em quatro jogos poderíamos ter uma sequência ideal. Mas vamos começar com uma maratona de jogos e isso pode demorar mais. Felizmente, temos praticamente 100% do elenco formado no momento e poderemos ver como não sobrecarregar alguns atletas como Cicinho e Magno Alves, por exemplo”, comentou.

Gilberto e Felipe Menezes estão regularizados

O técnico Vágner Mancini ganhou dois reforços muito importantes para a próxima rodada pela Série A do Campeonato Brasileiro. O meia Felipe Menezes e o atacante Gilberto tiveram os seus nomes publicados no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e já podem enfrentar a Portuguesa, no próximo domingo (15).

Por enquanto, dos novos contratados apenas o atacante Magno Alves ainda não teve o seu nome publicado no BID.

Cicinho deve estrear contra o Corinthians

O técnico Vágner Mancini terá mais um reforço para a partida contra o Corinthians, no próximo domingo, na Ilha do Retiro. Segundo o supervisor de futebol do clube, Edmílson Santos, o lateral-direito Cicinho terá seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) até a próxima sexta-feira.

Já no caso do meio-campo Felipe Menezes, contratado por empréstimo junto ao Benfica-POR, a situação é um pouco mais complicada. De acordo com Edmílson, o atleta só deverá ter condições de atuar na partida contra a Portuguesa, no próximo dia 15.

Mais um reforço para série A, o atacante Magno Alves

A diretoria do Sport decidiu intensificar o ritmo das contratações. Após anunciar o meio-campo Felipe Menezes, o clube chegou a um acordo com o atacante Magno Alves, que atualmente estava no Umm-Salal, do Catar. A contratação do atleta de 36 anos foi um pedido do técnico Vágner Mancini. Mesmo não tendo como preferência atletas experientes, a cúpula do futebol rubro-negro decidiu acatar a solicitação do treinador.

Com passagens por vários clubes do país, dentre eles Fluminense e Atlético-MG, Magno Alves terá um contrato com um ano de duração. Uma fonte ligada ao clube garantiu a chegada do atleta para a próxima semana, uma vez que o atacante ainda está em viagem com a esposa, na Itália.

Além de Magno Alves, a diretoria do Sport ainda deverá anunciar mais seis reforços para o restante da temporada. Dentre eles, o meio-campo Ramirez e o atacante Gilsinho, ambos do Corinthians. Embora a direção não confirme, a contratação dos jogadores deverá ser concretizada até a próxima quinta-feira, quando o Timão encerra a sua participação na Libertadores.

Vágner Mancini monta a equipe sem possíveis improvisações

Moacir estará de volta à lateral-direita, Marquinhos Paraná de volta ao meio-campo e na companhia de Rivaldo, Reinaldo ficará na lateral-esquerda. Richely foi poupado do  treino por conta de dores no tornozelo.  Sendo assim, mesmo com a liberação de seis jogadores, o técnico Vágner Mancini não terá dificuldades de montar a equipe para o jogo contra o Coritiba. Praticamente sem improvisações o que não vem agradando a torcida rubro-negra.

No coletivo, Mancini armou o time no 4-4-2 com Magrão; Moacir, Bruno Aguiar, Edcarlos e Reinaldo; Tobi, Rivaldo, Marquinhos Paraná e Henrique, Marquinhos Gabriel e Felipe Azevedo. Com o elenco reduzido, Mancini precisou convocar reforços da equipe da base para realizar o coletivo. No time reserva, a novidade foi a participação de Cicinho, que atuou todo o primeiro tempo, sendo substituído depois por Ruan.

Roberson recuperado aguarda ansiosamente o retorno

O técnico Vágner Mancini poderá contar com um reforço nas próximas rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. É o atacante Roberson, que está completamente recuperado de uma contusão no joelho direito e já está apto para participar de um jogo oficial. Na tarde desta segunda-feira, ele marcou os dois gols do Sport no jogo-treino contra o Ipojuca, na Ilha do Retiro. O Leão acabou derrotado.
Apesar do resultado negativo no jogo-treino, Roberson viu a atividade como positiva. “Analisando pelo meu lado, essa movimentação foi boa. Fiz um bom trabalho físico no tempo que fiquei parado com o professor Guilherme Ferreira e hoje me senti muito bem também no jogo-treino”, disse ele.

Henrique não supera as expectativas da torcida em sua estréia

Ainda sem ritmo de jogo, o atacante Henrique não conseguiu demonstrar o seu bom futebol. No entanto, mesmo reconhecendo que teve algumas dificuldades, o atleta acredita ter feito uma boa partida.
O jogador acredita também que por não ter jogado um pouco recuado seu cansaço foi maior do que o esperado, também faltou  um pouco de entrosamento com a equipe.
Mesmo destacando que prefere atuar em outra função, o atacante garantiu que está à disposição do técnico Vágner Mancini, para desempenhar qualquer ordem tática.
Mesmo não tendo visto Henrique conseguir executar nenhuma boa jogada, o técnico Vágner Mancini qualificou como positiva a estreia do atleta. Para o treinador, o atacante teve que superar uma série de dificuldades na partida contra o Internacional e destacou a força de vontade dele.

Apresentação de Cicinho ocorre hoje às 15h

O lateral-direito Cicinho, novo reforço do Sport para a Série A do Campeonato Brasileiro, já esteve na Ilha do Retiro na tarde desta quinta-feira realizando exames médicos e assinou o contrato de um ano com o clube. Assim, a apresentação oficial do jogador na Sala de Imprensa Haroldo Praça Guimarães está marcada para às 15h desta sexta-feira.

Depois da apresentação, Cicinho viajará para Ribeirão Preto, sua cidade natal, para finalizar assuntos particulares que ficaram pendentes antes da chegada no Recife. A reapresentação de Cicinho ao técnico Vágner Mancini está marcada para a terça-feira.

Henrique cada vez mais perto da estreia

Ontem foram resolvidos os trâmites referente a rescisão com o Granada. Henrique recebeu a documentação para assinar e já os devolveu para o tricolor, os mesmos já foram enviados de volta para a Espanha. O Sport agora espera a publicação do destrato com o clube para assinar o contrato.

São reais as chances de Henrique jogar contra o Internacional. Ele já vem treinando junto com o time titular de Vágner Mancini. O seu contrato de empréstimo vai até o final deste ano. Para que possa atuar diante do Colorado, o contrato de Henrique tem que ser publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Atacante Henrique na expectativa pela regularização

Ele foi contratado desde o dia 30 de maio, mas ainda não teve a oportunidade de mostrar o seu futebol. O atacante está na expectativa para poder estrear contra o internacional. A janela de transferências internacionais só foi aberta nesta quarta-feira e a paritr de agora o Sport entra em ação para tentar liberar o jogador para o próximo jogo.

Na manhã desta quarta-feira, Henrique foi escalado no time titular pelo técnico Vágner Mancini. Apesar de ainda não saber se vai jogar, ele se mostrou esperançoso.

Apesar de ter sido emprestado ao Sport pelo São Paulo, Henrique ainda tem um vínculo com o Granada-ESP até o dia 30 de junho. Com isso, o primeiro passo é acertar a recisão do jogador com o clube espanhol.

Com equipe desfalcada, técnico testa mudanças na equipe

Sem poder contar com quatro peças do time titular, o treinador Váger Mancini acabou realizando algumas mudanças na equipe que vinha jogando neste Campeonato Brasileiro da Série A, visando o jogo contra o Internacional.

Os laterais-direitos Moacir e Renato vão desfalcar a equipe do Sport por conta de problemas musculares. Na parte da frente, mais dois desfalques, Marquinhos Gabriel e Milton Júnior, ambos os atacantes têm os direitos federativos presos ao Colorado e, por questões contratuais, não poderão enfrentar o seu clube de origem.

Vágner Mancini, portanto, escalou Marquinhos Paraná na lateral-direita, puxando assim Tobi para o meio, onde  poderá cumprir de novo a função de cabeça de área. Ainda pôs Henrique no setor de ataque, não se sabe ainda se ele jogará. Caso não atue, Jael, Jheimy e Ruan são as opções. Jael, porém, está ainda acima do peso.

Emprestado pelo Internacional, Marquinhos Gabriel não jogará e mudará o ataque

O atacante Marquinhos Gabriel não poderá jogar neste domingo, pois o jogador é emprestado pelo Inter e pelo contrato não pode enfretar o ex-time. A torcida já não está muito satisfeita com o ataque rubro-negro, ainda terá que encarar esta mudança forçada.
O técnico, Vágner Mancini, tem a opção de Willians, que estava afastado e tenta a titularidade, e tem também a opção de Jael.
Outro jogador que poderia estar a disposição é Henrique, mas o contrato com o Granada/ESP só acaba dia 30 de junho e o jogador ainda não está regularizado.

Sport perde para o Bahia por 2 X 1

Apesar de ter mudado o esquema de jogo, o Sport não conseguiu voltar de Salvador com a vitória. Mesmo com o erro da arbitragem no primeiro gol do Bahia, a torcida não perdoou. O time tem problemas com o sistema ofensivo e tem perdido muitas chances de gol.

Perto da zona do rebaixamento, o Leão também enfrenta uma crise e não consegue se organizar. As mudanças de Vágner Mancini provaram que a equipe tem muitas limitações técnicas e precisa urgentemente de reforços.

Para Marquinhos Gabriel a segunda derrota consecutiva no Brasileirão fará com que a equipe jogue pressionada na partida contra o Internacional-RS, no próximo dia 24, na Ilha do Retiro.

Hamilton não treina por causa de uma possível negociação

Hamilton não participou dos trabalhos com o restante do grupo, por ter ficado chateado com a notícia de que estaria servindo de moeda de troca com o Atlético-GO. Esta possível negociação provocou transtornos durante o treinamento do Sport.O atleta chegou a solicitar seu afastamento do duelo contra o Bahia, no próximo domingo, mas os dirigentes não aceitaram o pedido.

Tentando contornar a situação, o diretor de futebol do clube, Guilherme Beltrão, foi enfático ao negar a possibilidade do atleta deixar o clube. Contrariado, o dirigente afirmou que o Sport até já procurou o clube goiano em outra situação. No entanto, o nome de Hamilton não foi colocado na pauta. Sobre a liberação do atleta para o jogo contra o Bahia, Vágner Mancini afirmou que Hamilton estará relacionado e viaja com o grupo para Salvador.

Jael que já jogou pelo Bahia está pronto para jogo do próximo domingo

Ele ganhou fama jogando pelo Bahia e agora voltando de lesão espera voltar a jogar o bom futebol na próxima partida,que é justamente contra o clube que lhe deu visibilidade.

O jogador está tentando voltar a sua boa forma desde que foi para o departaento médico por causa de um estiramento na coxa esquerda. Jael diz que a torcida do Bahia é forte, mas impaciente e que se o time rubro-negro seguir o estilo do técnico Vágner Mancini pode colocar a torcida adversária a seu favor.

O jogo do Sport contra o Bahia será no domingo, às 16h, no estádio Pituaçu.

Atacante Jael é liberado pelo departamento médico

O atleta estava vetado desde a final do Pernambucano por conta de um estiramento na coxa esquerda. Ele fica à disposição do técnico Vágner Mancini para o jogo contra o Bahia, domingo. Jael foi um dos maiores investimentos do clube para esta temporada, mas anda em débito com o clube. Jael pretende liquidar a dívida, pelo baixo rendimento com os jogos do brasileirão.

O atacante não foge das críticas, mas faz um apelo para que elas venham com moderação.

“Não pode se ruma cobrança que vai rebaixar o cara. Tem que ser uma cobrança para o cara saber que tem que melhorar. Eu entendo essa cobrança, não fui ainda o cara que eles querem, mas tenho certeza que vou ser.”

Moacir deve voltar contra o Bahia

Após sofrer para escalar a equipe na derrota para o Cruzeiro, o técnico Vágner Mancini recebeu uma boa notícia na manhã desta segunda-feira. O exame de imagem realizado revelou que Moacir não sofreu nenhuma lesão grave na região do púbis.

O médico do Sport informou que o atleta apresentou apenas uma pequena inflamação, o que não deve ser um grande problema. Dependendo de como for o processo de recuperação, o lateral terá condições de enfrentar o Bahia.

Folga? Não para todos!

Apesar da folga geral nesta segunda-feira, quatro jogadores do Sport não tiveram descanço. Voltando de contusões, os atacantes Jael, Roberson e Willians e o volante Naldinho trabalharam nesta manhã com o preparador físico Guilherme Ferreira, que é o responsável por fazer a transição dos atletas que saem do departamento médico e voltam para as mãos do técnico Vágner Mancini.
O grupo completo do Sport só volta a trabalhar agora na tarde desta terça-feira. A movimentação acontece às 15h, na Ilha do Retiro.

Novo sistema de som agrada aos torcedores

O novo sistema de som da Ilha do retiro vem agradando aos torcedores, trazendo satisfação total nestes dois jogos.  No novo placar de LED vem sendo apresentados vídeos históricos, entrevistas e até o aquecimento dos jogadores ao vivo. Na última quarta-feira o técnico Vagner Macini falou com a galera e ainda puxou o Cazá Cazá.

Técnico do Sport tem dificuldade para escalar o time

Mesmo sem muitas opções de jogadores, o técnico Vágner Mancini já escalou o time para esta noite. Mesmo sabendo que o Palmeiras poderá entrar com três atacantes o Técnico do Leão decidiu não mudar o esquema. Para o treinador, o Sport não pode se preocupar com a formação do adversário.

Com apenas 19 atletas em condições de atuar, Mancini teve dificuldades até para montar o banco de reservas. Mesmo sabendo que as carências de elenco podem ser um adversário a mais, Mancini se mostrou confiante na força do grupo.