Começa amanhã o pagamento do PIS para trabalhadores nascidos em março e abril

jfcrz_abr_010920187147

Quem tem conta na Caixa recebe o dinheiro automaticamente na contaJosé Cruz/Agência Brasil

Começa amanhã (22) o pagamento do abono salarial PIS (Programa de Integração Social) do calendário 2017/2018, ano-base 2016, para os trabalhadores nascidos nos meses de março e abril. Segundo a Caixa Econômica Federal, os valores variam de R$ 80 a R$ 954 conforme o tempo de trabalho em 2016. Os titulares de conta individual na Caixa com saldo acima de R$ 1 e movimentação receberam o crédito automaticamente na última terça-feira (20).

Os pagamentos são realizados conforme o mês de nascimento do trabalhador, e tiveram início em julho, com os nascidos naquele mês. Os recursos de todos beneficiários ficam disponíveis até 29 de junho de 2018. Os últimos a sacar serão os nascidos em maio e junho, a partir de 15 de março.

São liberados R$ 15,7 bilhões para 22,1 milhões de beneficiários em todo o calendário. Para os nascidos em março e abril, estão disponíveis R$ 2,664 bilhões para mais de 3,745 milhões de trabalhadores. O valor do benefício pode ser consultado no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site do banco  ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão: 0800 726 0207.

A Caixa lembra que tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2016 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), ano-base 2016.

Quem possui o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento da Caixa. Caso não tenha o Cartão do Cidadão e não tenha recebido automaticamente em conta da Caia, o valor pode ser retirado em qualquer agência do banco público, apresentando o documento de identificação. O trabalhador com vínculo a empresa pública possui inscrição Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) e recebe o pagamento pelo Banco do Brasil.

Por Agência Brasil

Garanhuns-PE: Processo eleitoral elege entedades para copor o Conselho Municipal de Assistência Social

A Secretaria de Assistência Social realizou ontem (24), a eleição para a escolha das cinco entidades da sociedade civil que irão compor o Conselho Municipal de Assistência Social para o mandato de dois anos.

As entidades e organizações da sociedade civil e os representantes dos usuários, trabalhadores, entidades prestadoras de serviços e organizações de assistência social, estiveram aptos a participarem do processo. Participaram da votação o Clube da Vivência, Associação de Mulheres Unidas de Garanhuns (Amug), Desafio Jovem, Lar da Criança, Instituto Nossa Senhora de Fátima, Creche Bethesda, Conselho Regional de Serviço Social, Creche Lar Eterna Aliança, Associação de Convivência da Terceira Idade (Acontigus), Associação Amigos Nova Heliópolis, Associação de Assistência à Criança e ao Adolescente de Rua (AAACR), Creche Marta de Abreu, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Sindicato dos Trabalhadores Na Agricultura Familiar (Sintraf).

Fizeram parte da comissão eleitoral:

Eliel Duarte da Silva – Presidente

Miguel Angel Arambari – Secretário

Diana Maria da Conceição – Mesária

Orlando Ferreira da Silva – Presidente do Conselho Municipal de Assistência Social.

A apuração dos votos foi realizada no local, imediatamente após o voto do último eleitor. Foram proclamados eleitos como conselheiros titulares, as cinco entidades mais votadas por segmento representativo.

Resultado da eleição:

1º Titular: Conselho Regional de Serviço Social 4ª – Cress

2º Titular: Associação dos Deficientes Visuais do Agreste de Pernambuco – Advampe

3º Titular: Associação de Mulheres Unidas de Garanhuns- Amug

4ª Titular: Creche Lar Eterna Aliança

5º Titular: Associação de Assistência a Criança e ao Adolescente de Rua – AAACR

 

1º Suplente: Associação de Convivência da Terceira Idade – Acontigus

2º Suplente: Creche Bethesda

3ª Suplente: Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – Apae

4º Suplente: Creche Maçônica Beneficente Marta de Abreu Cavalcante

5º Suplente: Instituto das Missionárias Nossa Senhora de Fátima.

 

Os representantes indicados serão nomeados pelo Prefeito Izaías Régis até o dia 24 de maio. O processo foi regulado por regimento eleitoral e publicado por meio de edital no Diário Oficial do Município na edição de 17 de fevereiro de 2014. O edital pode ser acessado através do endereço: www.diariomunicipal.com.br/amupe.

unnamed (1)

unnamed (2)

unnamed (3)

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Programa Senac de Gratuidade (PSG) oferece 224 vagas para cursos gratuitos

O Programa Senac de Gratuidade – PSG, destina-se a pessoas de baixa renda, na condição de alunos matriculados ou egressos da educação básica e trabalhadores – empregados ou desempregados – priorizando-se aqueles que satisfizerem as duas condições: aluno e trabalhador.

• Inscrições - 16 a 24 de abril pelo site www.pe.senac.br/psgnet
• Resultado - 25 de abril

O Processo de Inscrição 2014.16 do PSG concederá 224 vagas para cursos descritos abaixo:

Caruaru
Montador e Reparador de Computadores (2 turmas), Operador de Computador (2 turmas), Auxiliar de Cozinha, Agente Comunitário de Saúde, Depilador, Manicure e Pedicure, Técnico em Enfermagem.

Garanhuns
Manicure e Pedicure.

Petrolina
Costureiro (2 turmas), Manicure e Pedicure.

Antes de fazer sua inscrição, leia com atenção o Documento do Processo de Inscrição 2014.16. Os aprovados no processo de inscrição devem fazer as matrículas nos endereços publicados nesse documento.

Mais informações e inscrições online - www.pe.senac.br/psgnet.

psg_banner_300_x_250px

 

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: O Pronatec e Senac realizam curso de inglês para capacitar a área de turismo

Curso: Inglês Aplicado aos Serviços Turísticos – 180h – Gratuito

Público: Profissionais da área de Turismo.

Objetivo do Programa: Capacitar nossos trabalhadores para atender com qualidade e competência os visitantes é o que fortalecerá a imagem do país como destino turístico ideal para todos os públicos. O Ministério do Turismo se uniu ao Ministério da Educação para levar o PRONATEC ao segmento turístico, o programa vai capacitar quem já trabalha com turismo.

Período: 24/03 a 19/06/2014

Turma Manhã: 10h às 13h – Segunda à sexta-feira

Turma Tarde: 14h às 17h – Segunda à sexta-feira

Para participar:

Pré-requisito: Ensino Fundamental II completo ou cursando, ter mais de 18 anos, trabalhar na área de turismo ou formação na área de turismo.

Processo de Inscrições:

Para se inscrever o interessado deve se dirigir a Fundação de Cultura (Caruaru) portando originais e cópias dos documentos de RG, CPF, comprovante de residência, comprovante da escolaridade, carteira de trabalho ou declaração da empresa ou certificado do curso em turismo.

Após a inscrição o candidato deve se dirigir ao Senac para efetuar a matrícula portando a mesma documentação solicitada. As vagas são limitadas.

Informações:

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – SENAC

Unidade de Formação Profissional Dr. Luiz Pessoa – Caruaru

Av. Cleto Campelo, 79 – Bairro: Nossa Senhora das Dores – CEP: 55002-410

Fone: 3721-5599 – cfp-caruaru@pe.senac.br

download

TV Replay, o que é bom se repete!

 

A empresa em que trabalho faliu. Como conseguir meus direitos?

imagesdesce

Com o recente recorde no número de falências, funcionários muitas vezes são dispensados sem receber os direitos trabalhistas. Nessas horas, especialistas afirmam que a única forma de receber os direitos é por meio de uma ação judicial.  Ouça como agir nesses casos. Entre os procedimentos está procurar um advogado e ter um pouquinho de sorte: se a empresa não deixar bens de altos valores, não há como pagar as dívidas. Entenda como funciona.

O primeiro passo que um ex-funcionário deve tomar após ser dispensado da empresa que faliu é, segundo especialistas, separar os documentos que comprovem que ele trabalhou no local, como carteira de trabalho, holerites ou quaisquer outros que sejam típicos do trabalho (crachá, tíquetes e vales).

Segundo passo, procure um advogado – procure o sindicato da categoria ou um advogado particular. Leve os documentos. O advogado entrará com uma ação trabalhista na Justiça do Trabalho para requerer os valores. O advogado particular cobra de 20% a 30% do valor fixado pelo juiz na sentença. Alguns cobram, ainda, o valor da consulta, que varia de R$ 100 a R$ 500. Ou procure o advogado do sindicato que presta o serviço gratuito.

O advogado preparará uma ação trabalhista (escrever a história em uma petição) e a levará à justiça. Será marcada uma audiência com o ex-funcionário e o administrador da massa falida (bens que restam da empresa e possam ser vendidos). Se não é feito acordo entre as partes, o juiz dá a sentença do valor a ser pago (levando em consideração itens como 13° salário, férias, saldo de salário e FGTS).

Com a sentença do juiz em mãos, o advogado solicita o pagamento à justiça Estadual. O administrador da massa falida deve conseguir recursos com a venda dos bens da extinta empresa e pagar os credores. Os empregados têm preferência no pagamento, desde que os valores sejam iguais ou inferiores a 150 salários mínimos. Se o administrador não conseguir recursos, não há como fazer o pagamento.

Mesmo que o trabalhador da empresa que abriu falência não for registrado, ele tem direito à remuneração daquilo que lhe pertence. Quando existe a relação de trabalho, os direitos são garantidos.

Nesses casos é preciso provar na Justiça os vínculos que o ex-trabalhador tinha com a empresa. As provas podem ser contratos, recibos de pagamento ou até mesmo testemunhas.

Fonte:Universia.com

Trabalhadores preferem aumento salarial a férias, aponta estudo

Você gostaria de ganhar mais ou ter mais tempo livre para a família e os amigos? De acordo com nova pesquisa da Mercer os brasileiros preferem aumento de salário a períodos mais longos de férias

Em segundo lugar, com 13% da preferência dos entrevistados brasileiros, ficou a ajuda mensal de R$ 300 para gastos básicos

Pesquisa da consultoria Mercer tentou estabelecer quais são os benefícios e incentivos mais apreciados por funcionários de empresasde diversos portes no Brasil e em outros nove países. O resultado foi que, no geral, os trabalhadores dão mais valor a um salário mais altono fim do mês do que dias de folga adicionais.

Para o estudo foram entrevistados 10.400 trabalhadores em países como a França, o Canadá, a Espanha, os EUA, a China, Hong Kong, Irlanda, Itália, Reúno Unido e Brasil. Os entrevistados receberam uma lista com 13 benefícios ou incentivos que poderiam ser oferecidos pelas empresas e foram orientados a compará-los e enumerá-los por ordem de preferência.

No caso do Brasil, aproximadamente 16% dos entrevistados colocaram um adicional de R$ 300 em seu salário mensal como primeira opção. No entanto, o interesse por esse aumento diminuía conforme aumentava o salário-base do funcionário entrevistado.

Em segundo lugar, com 13% da preferência dos entrevistados brasileiros, ficou a ajuda mensal de R$ 300 para gastos básicos, especialmente alimentação. Outros 12% de trabalhadores brasileiros afirmaram ainda que preferiam que a sua empresa aportasse outros R$300 a seu plano de aposentadoria. Apenas 9% dos entrevistados afirmaram preferir 10 dias a mais nas férias.

Além do aumento nas férias, os benefícios não-financeiros oferecidos como opção aos trabalhadores foram menos horas de trabalho na sexta-feira durante o verão, horários de trabalho flexíveis e instalação de clínicas médicas no local de trabalho.

Fonte: universia.com

INSS cobra a partir de hoje multa referente a atraso de pagamento de contribuição

A partir de hoje (17), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) cobrará dos contribuintes individuais, facultativos e empregadores domésticos multa diária de 0,33% referente ao atraso do pagamento da contribuição da Previdência Social. O prazo para o pagamento era até ontem (16).

Para os trabalhadores que ganham até um salário mínimo (R$ 622), a alíquota é 20%, o que equivale a R$ 124,40. Desse valor, 12% são pagos pelo empregador e 8% pelo trabalhador. No caso dos contribuintes individuais que optaram pelo plano simplificado de contribuição, a porcentagem recolhida é 11% sobre o salário mínimo, o que equivale a R$ 68,42.

Os trabalhadores que ganham acima de um salário mínimo, a contribuição varia entre 8%, para quem recebe até R$ 1.174,86, e 11%, para os que ganham de R$ 1.958,11 a R$ 3.916,20. Em todas as faixas de contribuição, a alíquota do empregador é 12%.

O prazo para o recolhimento das contribuições do empreendedor individual vai até o dia 20 deste mês, enquanto o prazo do recolhimento das donas de casa de famílias de baixa renda venceu ontem (16). A alíquota de contribuição, nos dois casos, é 5% sobre o salário mínimo, equivalente a R$ 31,10.

Entrem no site http://www.previdencia.gov.br, e leiam mais detalhes sobre a matéria.