Blog de Airton Sousa: Finalmente chegou o dia da decisão

Depois de mais de 60 dias, o torcedor pernambucano terá nesta quarta-feira(28), a decisão do Campeonato Pernambucano de 2017. Na primeira partida, que aconteceu na Ilha do Retiro, tivemos o empate de 1 x 1, favorecendo naquele momento, ao time do interior. No entanto, por existir um calendário apertado, o fato do Sport estar em várias competições, não foi possível realizar o segundo jogo, com um menor intervalo de tempo.

Enquanto isso, o time do Salgueiro passou a jogar pela Série C, com resultados negativos, em razão de que o grupo participava do Brasileiro, com a cabeça no jogo decisivo contra o Sport, o que é um fato indiscutível, além da preocupação do encerramento de alguns contratos. Nesse sentido, realmente esse argumento tem sentido, também porque a espera não teve um espaço de tempo tão pequeno, ao contrário, foi bastante longo.

Agora não adianta argumentar isso ou aquilo, porque muitos esperam que desta feita, o título fique no interior, o que nunca aconteceu. Essa demora só trouxe prejuízo para o Carcará, que não possui um elenco grande, enquanto que o Sport Clube do Recife tem a vantagem da estrutura de um time grande, com um elenco tecnicamente superior.

O que pode ser colocado como vantagem para o time do interior: o estádio, a participação entusiástica da torcida, o conjunto do time que joga com muita garra, e os detalhes no campo de jogo que o Salgueiro conhece muito bem. Porém, uma decisão dessas pode acontecer por uma única bola, valendo a pena esperar para acompanhar com muita emoção, essa decisão que será inédita no futebol do Campeonato Estadual. Se o título fica no interior, irá despertar mais motivação nas demais equipes.

Blog de Airton Sousa: Decisão para as finais sem favoritos

O placar apertado entre Santa Cruz x Salgueiro, com apenas 1 x 0 para o time tricolor, torna o jogo desse sábado (22), no Sertão, uma partida onde um detalhe pode decidir o classificado. Um simples placar de 1 x 0, com um pênalti duvidoso, faz com que aumente a emoção para a partida de volta entre as duas equipes.

No jogo de sábado passado no Arruda, tecnicamente o Santa Cruz foi melhor. Porém encontrou dificuldade nas finalizações e poucas foram as chances criadas pelas duas equipes. No entanto, a vitória apertada do time tricolor, lhe permite jogar por um empate, o que é um pequeno percentual de vantagem.

Está aberta a vaga, porque sabemos a força do Salgueiro em casa, bem como conhecemos a capacidade do técnico Vinícius Eutrópio, em aplicar retranca, só saindo para o jogo em um descuido do adversário. Portanto, o fato de jogar em casa, com o apoio da torcida e por conhecer o campo de jogo, torna o resultado mais indefinido ainda. Não arriscamos nenhum favorito para o jogo entre Salgueiro x Santa Cruz.

Enquanto isso, uma história mais ou menos parecida, entre Sport e Náutico. 3 x 2 foi o placar a favor do Sport, que teve mais desempenho, mais chances de gols, principalmente  no primeiro tempo. Porém, Marco Antonio abriu o placar para o Náutico aos 44 minutos de jogo. As chances do Sport no primeiro tempo, foram as seguintes: Mena, aos 3 minutos; Rogério aos 5;  outra vez Rogério aos 12; mais uma vez Rogério aos 24; Fabrício aos 29; André aos 33, 34 e 36 minutos. Enquanto que o Náutico teve as seguintes chances: 23 minutos com Anselmo; 40 com Thiago Alves e aos 44 minutos, o gol de Marco Antonio.

No segundo tempo também não foi diferente. Prevalecia o domínio ofensivo do Sport. Aos 12 minutos uma cabeçada de André e aos 7 minutos o gol de empate com Diego Sousa. Continuavam as chances para as duas equipes. Aos 10 minutos uma cabeçada na trave de Diego Sousa; e aos 19 minutos Anselmo desempatava para o Náutico. Depois do segundo gol do Náutico, os treinadores resolveram mexer nas equipes.

Um equilíbrio no jogo pelo cansaço de alguns jogadores, a exemplo de Diego Sousa pelo Sport e Marco Antonio pelo Náutico. Porém a surpresa estava para acontecer. O iluminado Juninho, que tinha entrado no lugar de Ronaldo, faz aos 45 e aos 47 minutos, os dois gols que fecharam o placar de 3 x 2 para o Sport.

Também a vaga está aberta. O Sport joga por um empate e qualquer vitória do Náutico, leva a partida para penalidades. Portanto, teremos um sábado e domingo de muita emoção, para conhecermos os dois finalistas do Campeonato Pernambucano de 2017. Também não arriscamos apontar qual será o finalista, por tudo que vimos entre as duas equipes.

Blog de Airton Sousa: Sport favorito no jogo de volta pela Sul-Americana

Tivemos na noite desta quinta-feira(06), uma vitória extremamente importante do Sport Clube do Recife, sobre o Danúbio do Uruguai. A diferença de 3 gols, a favor do time leonino, para o jogo de volta no dia 11 de maio, foi fundamental.

Após assumir o comando do grupo, o técnico Ney Franco demonstrou durante o jogo, o seu estilo ofensivo de atuar. Foi assim contra o Campinense, jogando baseado em três atacantes. E contra o Danúbio do Uruguai, o time adotou o mesmo esquema ofensivo, prendendo o adversário no campo defensivo.

O Sport iniciou o jogo marcando com Rithely e em seguida com Diego Sousa, fechando o placar parcial de 2 x 0. Na segunda etapa, o time pernambucano, não baixou a guarda, e com uma cobrança de falta com maestria, através do jovem Fabrício, marcou o terceiro gol, fazendo a torcida explodir de emoção.

Agora, é trabalhar com mais calma o jogo do dia 11 de maio, em Montevidéo, onde a vantagem de gols, é o fator preponderante a favor do time rubro-negro. Foi o maior placar neste início de competição. É bom lembrar os diversos jogos que o Sport tem no momento, participando de quatro competições: Campeonato Estadual, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.

Não tem saída, é montar dois times, equivalentes na qualidade técnica, para poder suportar o peso de tantos jogos. Porém, é necessário dá uma ajustada no calendário, porque mesmo precisando faturar, se faz justo que haja um alinhamento no calendário. Não é apenas pelo faturamento e sim a construção e perspectiva de evolução técnica do grupo.

Blog de Airton Sousa: Sport e Salgueiro empatam na Ilha do Retiro

Jogando com o time sub-vinte, o Sport não passou de um empate contra o Salgueiro, na noite desta segunda-feira(03). Um jogo brigado, disputado, e com o time salgueirense abrindo o placar com 1 minuto da primeira etapa, dando a entender que venceria o jogo. O time rubro-negro, dominou grande parte do jogo e terminou empatando, ainda no primeiro tempo.

Na segunda etapa, aos 13 minutos, o Sport fez o segundo gol e fica na frente do placar. No entanto, o time do sertão,  demonstrando a boa fase que está atravessando, chega ao empate aos 23 minutos  e  matou um pouco, as pretensões leoninas de chegar à vitória.

O fato lamentável no jogo, foi o lance entre Wallace e Levi, quando com um choque o jogador rubro-negro, atingiu o atleta do Salgueiro. Um lance violento, daí uma fratura na tíbia, causando revolta aos jogadores salgueirenses. Depois do jogo, foi constatada a fratura e o tempo de 120 dias para a recuperação do jogador Levi.

Em seguida o Presidente leonino, reclama da arbitragem de Gilberto Castro Júnior, antecipando em seguida o pensamento de trazer árbitros de fora para apitarem os jogos do Sport nas semi-finais e finais do Campeonato Pernambucano.

O Salgueiro com o empate, é mais líder ainda, somando 20 pontos, enquanto que o Sport é o segundo colocado, com 14 pontos. Dependendo dos resultados do Náutico e Santa Cruz, nesta quarta-feira(04), o time rubro-negro, pode perder essa segunda colocação.

Blog de Airton Sousa: Campinense complica o Sport outra vez

Nem mesmo a estréia do técnico Ney Franco, evitou a derrota do Sport na noite dessa 5ª feira (30), no Estádio Amigão, em Campina Grande, para o Campinense, pelo placar de 3 x 1. O Sport voltou a jogar mal, inclusive contando com todos os titulares, e apesar disso, não se encontrou em campo e complicou sua situação na Copa do Nordeste.

É bom lembrar, que foi o Campinense, que em 2016, tirou o Sport da competição. Agora o time leonino, no jogo de volta, domingo (02/04), terá que vencer com diferença de dois gols, e não tomar nenhum, caso contrário, o vexame será maior ainda, perante a sua torcida, que não vem bem com os resultados, e acreditava ser o ex-técnico Daniel Paulista, o motivo do mal futebol do time.

Está provado agora, apesar de poucos reconhecerem, que existem carências de melhores profissionais no Sport, e que poucos estão alcançando essas deficiências. O treinador Ney Franco terá que reverter, caso contrário, será responsabilizado também se a classificação não acontecer.

O time do Campinense, que também estreava o treinador Ney da Mata, teve facilidade para jogar, principalmente pelas falhas constantes de marcação do meio campo leonino, e pelo fraco futebol jogado pela defensiva, principalmente Samuel Xavier, que falhou em um dos gols do time paraibano.

Aos 28 minutos o jogador Magno abre o placar, demorou apenas um minuto, e aos vinte nove minutos Augusto amplia, deixando o Sport apavorado, no restante do primeiro tempo. Terminando assim 2 x 0 a favor da raposa paraibana.

Na segunda etapa, mais precaução por parte do Campinense, o Sport tentando se encontrar, e aos 35 minutos, o jogador Juninho desconta para o rubro-negro, dando a entender que a partir daquele momento, o Sport reagiria. Puro engano, 3 minutos depois, a torcida leonina silencia, o estádio explode de emoção, porque o Campinense fazia o terceiro gol, com Reinaldo Alagoano, aos 38 minutos, ampliando o placar, deixando o jogo com 3 x 1, para o Campinense.

O Campinense deu um passo importante para passar para as semi-finais da Copa do Nordeste, onde pode empatar com qualquer resultado, ou perder pelo placar de 1 x 0. Ao Sport cabe, se quiser continuar na competição, ter a competência de marcar 2 x 0, sem tomar nenhum gol. A dúvida é a seguinte: será que agora, diante da necessidade, o time terá a competência  que não teve no três últimos jogos?

Blog de Airton Sousa: Sport vence com dificuldade

Foi encerrada na tarde deste domingo(19), a sétima rodada do Hexagonal do Título. No estádio do Arruda, o Belo Jardim perdeu para o Sport pelo placar de 1 x 0, repetindo o mesmo resultado da primeira fase do Hexagonal. O gol rubro-negro foi marcado aos 13 minutos do segundo tempo, através do jogador Paulo Henrique, que abusou de perder gol já no primeiro tempo do jogo.

O time do Belo Jardim,  teve folego até 15 minutos da primeira etapa, quando teve uma chance com um minuto de jogo, e foi apenas isso no primeiro tempo. Enquanto o time leonino, a partir dos 20 minutos, dominou o jogo, mesmo com desespero e ansiedade dos seus jogadores.

Aos 22 minutos, de calcanhar, Talison teve chance de gol; também aos 40, 42 e 44 minutos, Paulo Henrique perdeu concretamente várias oportunidades de marcar. Pelas chances perdidas, no mínimo, o Sport poderia ter vencido no primeiro tempo, pelo placar de 3 x 0. Na segunda etapa de jogo não foi diferente, o Belo Jardim jogando atrás, esperando o time leonino e as chances sendo repetidas.  Com 2 minutos de jogo, Talison desperdiça uma chance de gol; aos 8 minutos é a vez de Paulo Henrique. Mas, aos 13 minutos, finalmente Paulo Henrique, de cabeça, aproveitando o rebote do goleiro Andrei, abre o placar colocando o Sport na frente.

A partir daí, nova oportunidade com Fábio de cabeça aos 27 minutos, enquanto o Belo Jardim desperdiça a única chance de empatar no segundo tempo, com Raniel aos 38 minutos. Uma coisa ficou constatada no jogo por parte do sport: é preciso o técnico Daniel Paulista treinar mais o passe de bola e as finalizações. O placar final foi 1 x 0 para o Sport, onde o jogador Mena foi o destaque do time rubro-negro.

Com a vitória o Sport foi a 12 pontos, mesma pontuação do Santa Cruz, porém o time tricolor é o segundo colocado no Hexagonal, pelo saldo de gols. O Salgueiro lidera om 16 pontos e o Náutico é o quarto colocado com 11 pontos.

O público do jogo foi um dos menores do campeonato. Apenas 437 pessoas e uma renda de R$ 4.485,00. Emerson Sobral fez uma boa arbitragem.

A próxima rodada do Hexagonal terá os seguintes jogos: Sport x Santa Cruz;  Náutico x Belo Jardim. Todos domingo, dia 26/03, às 16 horas.

Blog de Airton Sousa: Sport se classifica mesmo jogando mal

Foi de fazer vergonha, o futebol jogado pelo time do Sport, nessa quarta-feira(15), na Ilha do Retiro, contra o fraco time do Boa Vista. Poucos foram os momentos de destaque, exceção aos 32 minutos do primeiro, com o gol de Diego Sousa. O restante, passes errados, futebol aéreo, dificuldade para o time rubro negro sair jogando, além de um jogo com muitas faltas. Como se não bastasse, o árbitro amazonense com pouco domínio disciplinar na partida, deixando a pancadaria tomar conta por parte das duas equipes.

A intenção do treinador Daniel Paulista, em escalar o time principal, não surtiu efeito, porque a maioria dos jogadores passearam em campo, além de alguns, a exemplo de Samuel Xavier, Rogério, Leandro Pereira, e os jogadores que entraram com a bola rolando, também não apresentaram muito interesse pelo jogo. Aos 18 minutos entrou Everton Felipe e aos 27 minutos entraram respectivamente Paulo Henrique e Fábio, que pouco contribuíram positivamente na partida, todos no segundo tempo.

Enquanto isso, o técnico Joel Santana, escalou um time totalmente diferente do primeiro jogo, aplicando um sistema diferente. Marcação precisa, saídas rápidas para o contra-ataque, anulação dos principais jogadores rubro-negros, e evitando dar pernambucano, que não teve criatividade, ou interesse de mudar a história do jogo.

Porém, mesmo jogando mal, o Sport venceu pelo placar de 1 x 0, passando para a quarta fase a Copa do Brasil, o que é interessante. Agora é esperar o sorteio dos jogos, para ver quem será o adversário leonino, sabendo-se que as dificuldades deverão aumentar, em razão da seleção das equipes classificadas. Aí sim, começam novos testes, onde os times deverão mostrar uma qualidade mais diferenciada.

Blog de Airton Sousa: Sport joga pela classificação na Copa do Brasil

Com uma vantagem substancial a seu favor, O Sport Clube do Recife, entra em campo na noite dessa quarta-feira(15/03), para jogar contra o fraco time do Boa Vista do Rio de Janeiro. No primeiro jogo, o time leonino conseguiu contabilizar a seu favor, um placar de 3 x 0, dando a vantagem de perder até por 2 x 0, o jogo desta noite.

O time de Joel Santana, não esboçou nenhuma reação na primeira partida. Assim, por mais respeito que o Sport possa ter ao adversário, não dá para imaginar que aconteça uma surpresa. São vantagens criadas na primeira partida, que torna quase impossível, pensar que o time pernambucano, não esteja na quarta fase da Copa do Brasil.

Daniel Paulista ainda chegou a considerar a possibilidade de poupar algumas peças. Porém voltou atrás e resolveu escalar o time principal, exceção o jogador Rithely, ainda entregue ao Departamento médico do clube. Mesmo porque o elenco vem se sobressaindo sem a participação do volante.

Por outro lado, com a convocação de Mena para a seleção do Chile, e Diego Sousa para a seleção Brasileira, os jogadores irão participar do jogo, e logo após viajarão para se apresentarem, respectivamente, aos treinadores. Portanto, aguarda-se que o Sport se imponha, respeitando ao adversário, porém garanta, e quem sabe com a mesma facilidade do primeiro jogo, com um placar tranquilo, passando desta maneira, para a quarta fase da competição.

Blog de Airton Sousa: Pernambucanos jogam pela Copa do Nordeste

Teremos neste sábado(11/03), às 20:30 h, o Sport jogando na Ilha do Retiro, contra a fraca equipe do Juazeirense. O primeiro jogo na cidade de Juazeiro da Bahia, o time pernambucano venceu pelo placar de 1 x 0. Temos que reconhecer, que  é muito grande a disparidade entre as duas equipes. O Sport com elenco milionário, e que até agora não convenceu totalmente a sua torcida, do outro lado um adversário com um elenco humilde, e que está nas últimas classificações do Campeonato baiano.

Sendo assim, o Sport que está bem posicionado na Copa do Nordeste, e com amplas possibilidades de ser cabeça de chave na competição, tem tudo  para emplacar uma vitória, e se garantir de vez na próxima fase da competição. O técnico Daniel Paulista, que desabafou, após  a vitória contra o Boa Vista, quarta-feira(08/03), não contará com o volante Rithely e deverá repetir o mesmo time para o jogo contra o Juazeirense.

No domingo(12/03), às 16 h, teremos o clássico entre Náutico e Santa Cruz, na Arena de Pernambuco. Outra vez um clássico entre essas duas equipes, também pela Copa do Nordeste. O Santa Cruz, bem posicionado ao lado do Campinense, enquanto que o Náutico tem remotas possibilidades de seguir na competição. Tratando-se de clássico, e em razão do momento positivo que atravessam as duas equipes, fica imprevisível qualquer resultado.

Os tricolores perderam apenas uma partida, enquanto que o Náutico vem de um empate e uma vitória contra o Sport, pelo Campeonato pernambucano. Daí o equilíbrio dos dois times. A pontuação do Náutico é desesperadora, tendo que vencer as duas partidas, respectivamente, contra o Santa Cruz, na Arena de Pernambuco, e contra o Uniclinic, no Ceará, além de torcer por uma derrota ou do Campinense ou do Santa Cruz.

Com muita franqueza, não acreditamos na sequência do timbu, na próxima fase. Existe sim, muita perspectiva, da classificação do Santa Cruz e do Campinense, para a outra etapa da Copa do Nordeste. A Diretoria timbu homenageia as torcedoras do time timbu, não cobrando ingressos para o jogo, o que também é um bom incentivo.

Blog de Airton Sousa: Sport goleia o Boa Vista

Quem esperava a recuperação do Sport, após um empate e uma derrota para o Náutico, essa aconteceu. Desta feita pela Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira(08), em Saquarema – RJ, pelo placar de 3 x 0.

O time rubro-negro, apenas nos dez primeiros minutos do primeiro tempo, recebeu pressão do adversário, inclusive uma bola perigosa cruzada, chutada pelo atacante Mosquito, e aos 38 minutos, também do primeiro tempo, uma cabeçada do zagueiro Antonio Carlos, defendida pelo goleiro Magrão. O restante do jogo, o Sport foi absoluto, marcando aos 19 minutos através do jogador André, depois de um rebote do goleiro Felipe.

O Boa Vista foi impactado com o gol, não teve tempo de recuperação e aos 30 minutos, Diego Sousa é derrubado na área, sofrendo pênalti.  O próprio Diego Sousa cobra com maestria e amplia o placar para 2 x 0. Em alguns momentos, o time sentiu as ausências de Rithely e Rogério, porém dado a fragilidade do adversário, terminou se superando.

No segundo tempo nada mudou. Já aos 13 minutos, André dá uma cabeçada para a defesa de Felipe, e aos  29 minutos, André chuta cruzado para marcar o terceiro gol do Sport, e o seu segundo gol no jogo. Podemos dizer que André se recuperou perante a torcida, muito embora contra um adversário sem expressão técnica.

O Boa Vista, apenas aos 37 minutos, tem chance de gol, através do jogador Mosquito, porém não passou desse lance, sendo o Sport, em grande parte do primeiro e durante quase todo segundo tempo, o dono absoluto do  jogo. O time comandado pelo técnico Joel Santana, possui atletas experientes, porém sem grande qualidade técnica. Exceção  dos jogadores Erick Flores, Mosquito, Thiaguinho e Maicon.

O jogo de volta, com o Sport levando muitas vantagens na Ilha do Retiro, será quarta-feira(15/03). As possibilidades de passagem para a 4ª fase da Copa do Brasil, são de 90% para o rubro negro pernambucano, que nesse sábado(11/03), joga contra o Juazeirense, na ilha do Retiro, pela Copa do Nordeste.

Blog de Airton Sousa: Começa a 3ª fase da Copa do Brasil

O Sport Clube do Recife, entra em campo nessa quarta-feira (08/03), à noite, para jogar a primeira partida da terceira fase da Copa do Brasil, contra o Boa Vista de Joel Santana. O time leonino na competição estadual, vem de dois resultados negativos, quando de um empate e uma derrota para o Náutico.

Neste jogo contra o Boa Vista, o time leonino tem a obrigação de valorizar o investimento da Diretoria, para ter o elenco que tem, e que até agora, não tem convencido ao seu torcedor. Problema no sistema defensivo, agora sem Rithely, afastado por contusão, sem ter um substituto a altura, para o meio campista, além da carência de um atacante de referência, que venha resolver os gols perdidos pelo rubro-negro.

Quanto ao Boa Vista, comandado tecnicamente pelo experiente Joel Santana, é uma equipe sem grandes destaques. No entanto, a exemplo do Sport, também avançou para a terceira fase, impondo ao time pernambucano, no mínimo, respeito. Daí o técnico Daniel Paulista ter muito cuidado, da escalação ao esquema, para enfrentar ao adversário, mesmo porque nos últimos jogos, o treinador vem errando taticamente e sendo  criticado por parte da imprensa e também pela torcida.

Agora, só resta esperar que o rubro-negro jogue o suficiente para obter um bom resultado e terminar de jogar  a  classificação na  Ilha do Retiro. Quanto a Diego Sousa, a principal estrela do time, espera-se também, que ele venha a atuar de uma maneira que possa contribuir para o grupo, fato que não aconteceu no jogo contra o Náutico, onde o atleta além de jogar fora de posição, na maioria do tempo, praticamente se escondeu durante o tempo todo.

Blog de Airton Sousa: Nova classificação na 6ª rodada do Hexagonal

Tivemos na tarde deste domingo (05/03), o início dos jogos de volta do Hexagonal do título, com o Náutico na Arena de Pernambuco vencendo ao Sport por 2 x 1, o Santa Cruz se impondo e vencendo ao Salgueiro por 1 x 0 e o Central conseguindo a sua primeira vitória, vencendo ao Belo Jardim por 4 x 1.

O clássico teve o Náutico supremo nos dois tempos do jogo, anulando principalmente, a criatividade do Sport, que não teve espaço para jogar com o sistema tático aplicado pelo técnico Milton Cruz, que obteve a primeira vitória sob o seu comando. O Náutico marcou 2 x 0, com uma certa tranquilidade, e mesmo tomando o gol do Sport, o time não se abalou, aproximou mais a marcação e administrou a partida até o final. Com o resultado, o Náutico foi a 11 pontos e agora é o segundo colocado no Hexagonal.

O torcedor do Sport, que viu desta feita o time titular não se encontrar em campo, porque na quarta-feira (01/03), na Ilha, o time que jogou foi o reserva, ao contrário do time deste domingo, e mesmo assim, o técnico Daniel Paulista, não encontrou uma maneira de superar a qualidade do time timbu.

O Santa Cruz depois de seis jogos sem vencer ao Salgueiro, lá no sertão, conseguiu vencer por 1 x 0, com gol marcado no início do primeiro tempo, onde o técnico Vinícius Eutrópio, reconheceu que tres pontos, favoreceu muito ao desempenho do seu time neste jogo:  a garra, a força e a superação do grupo.  Mais um detalhe do Santa no jogo contra o Salgueiro, foi a maneira como o time aproximou a marcação, não permitindo que o adversário soltasse a bola e impusesse velocidade ao jogo, pontos fortes do time do sertão. Porém, mesmo perdendo, o Salgueiro continua na liderança com 13 pontos, com 2 a mais que o Náutico. Enquanto isso, o tricolor soma 9 pontos, é o quarto colocado, mas sem a ameaça do Belo Jardim, que perdeu para o Central.

No estádio Antonio Inácio de Sousa, o Central, depois de perder as cinco partidas da primeira fase, aplicou uma goleada de 4 x 1 no time do Belo Jardim. Coincidência ou não, a primeira vitória aconteceu, justamente depois da saída do ex técnico Laelcio Lima. O Central continua na lanterna com apenas 3 pontos. No entanto, houve a motivação, da primeira vitória no Hexagonal.

O Belo Jardim que tem como ponto forte a bola parada, não teve tantas chances, pela boa presença do goleiro Gleidson, do Central. Ao final da partida, observava-se um misto de decepção do Belo Jardim, enquanto que no Central, havia a comemoração da primeira vitória.

Somente no dia 19/03, é que teremos a sétima rodada do hexagonal.

Blog de Airton Sousa: Clássico sem vencedor

Não sabemos até quando a Federação Pernambucana de  Futebol, vai continuar sem o planejamento necessário para uma tabela mais coerente do Campeonato  Estadual. É inadmissível que em plena quarta-feira de cinzas, na terra do frevo tenhamos um clássico entre duas equipes tão rivais, mesmo com a ideia do técnico Daniel Paulista de escalar, para alguns jogos do Estadual, o seu time reserva, ou alternativo, como queiram.

Tivemos um jogo bem movimentado no primeiro tempo, com o Náutico desenvolvendo um melhor futebol, e  taticamente mais encorpado. O time timbu teve cinco chances concretas de gol, contra três do time leonino. Já aos 4 minutos, a primeira chance com Tiago Silva; aos 7 minutos, com Marco Antonio; aos 16 minutos, uma cabeçada de Rodrigo Sousa, e finalmente, um pênalti de Rodrigo em David, aos 28 minutos. Erick cobra com categoria e coloca o Náutico na frente do placar.

A partir daí o Sport avança  um pouco, melhora a produção do meio de campo para o ataque, e aos 39 minutos, Neto Moura chuta uma bola de primeira, indefensável e empata o jogo, encerrando o primeiro tempo com o placar de 1 x 1. Destaca-se na primeira fase pelo Náutico, Marco Antonio, Erick e Manoel. Enquanto no Sport, não tivemos destaque  especial.

O segundo tempo começou co  o Náutico tendo a primeira chance aos 2 minutos com Agenor, Dudu chutando uma bola aos 26 minutos, e o Sport sem ter um bom trabalho na sua meia cancha, dificultando o rendimento dos atacantes. Muitas modificações aconteceram nas duas equipes, e somente aos 41 minutos, Fábio chuta uma bola perigosa, para uma boa defesa de Tiago Cardoso.

Quando tudo parecia estar definido, o Náutico sofre um pênalti aos 44 minutos e colocam o jogador André para a cobrança, aí aconteceu o que vem sendo repetido, André cobra mal, e permite que Tiago Cardoso evite que a bola entre. Placar final 1 x 1, para uma renda de R$ 58.425,00, e um público de 3.430 expectadores. Náutico e Sport voltam a se encontrar neste domingo(05), na Arena de Pernambuco, às 16 horas, também pelo Hexagonal.

Um ponto positivo, foi a arbitragem do desconhecido José Washington, que esteve muito bem, no campo técnico e disciplinar, ao lado de Elam Vieira e Ricardo Chianca.

Blog de Airton Sousa: Clássico na Ilha nessa quarta-feira

Terminava o jogo no Ceará e logo o técnico Daniel Paulista, na coletiva, já adiantava que para o clássico contra o Náutico, pelo Hexagonal, iria colocar o  time misto, deixando os jogadores da Copa do Nordeste de fora. Nenhuma novidade, porque tem sido esse, o critério do treinador, para as duas competições.

Sendo assim, o time rubro-negro para enfrentar o Náutico nessa quarta-feira(01/03), será basicamente um misto com poucos titulares e a maioria de jogadores que o treinador pretende utilizar em um futuro não muito distante. Esse time vem jogando, vencendo, porém ainda não conseguiu conquistar a confiança da torcida.

Enquanto isso, o Náutico que vem de um empate pela Copa do Nordeste, na Arena de Pernambuco, contra o Campinense, pretende tirar proveito da escalação do adversário e tentar vencer o clássico, para levantar a confiança da torcida, em razão de que o alvi-rubro, dificilmente passa para a outra fase da Copa do Nordeste, e no Hexagonal, também não vem convencendo.

O técnico Milton Cruz, teve um tempo mais longo para conhecer e trabalhar o grupo. Pretende dar um novo sentido tático ao time, que vem falhando em todos os setores. Como o adversário, tecnicamente não vai colocar em campo o que tem de melhor, nos Aflitos, todos estão esperançosos de uma vitória.

Fica meio confuso para as duas torcidas. De um lado o Sport com o time misto ou reserva, deixando entender que não está ligando muito para o Estadual. Do outro lado, o Náutico que ainda não conseguiu a credibilidade da sua torcida e também quer mostrar a cara de um elenco com qualidade técnica. É aguardar para ver, quem erra menos nesse jogo que ainda pode ser chamado de ” Clássico em Pernambuco ” .

Blog de Airton Sousa: Sport avança na Copa do Brasil

Jogando nessa quarta-feira(22), na Ilha do Retiro, o Sport Clube do Recife, não encontrou dificuldade para vencer a frágil equipe do Sete de Dourados, pelo placar de 3 x 0. Aos dez minutos do primeiro, Leandro Pereira abriu o marcador, o mesmo Leandro Pereira ampliou aos 24 minutos, colocando o Sport na vantagem e dando a tranquilidade que o grupo necessitava, para administrar a partida.

Ressalte-se, que foi a primeira vez que o atacante rubro-negro teve bem em um jogo, desde que chegou. E não resta dúvida da importância da sua participação na classificação leonina, mesmo reconhecendo a fragilidade do adversário. Outras chances aconteceram, porém não foram concretizadas, a exemplo de Rogério, aos 7 minutos; Diego Sousa, aos 27 , 29 e 38 minutos; além de Leandro Pereira aos 40 minutos.

No segundo tempo, sem reação, o Sete de Dourados tomou o terceiro com, aos 3 minutos, através de Rogério, que teve ao lado de Leandro Pereira e Ronaldo, uma atuação de destaque. O ponto negativo do jogo foi as atuações de Diego Sousa, Everton Filipe e Samuel Xavier. Quanto ao adversário leonino, pouco incomodou ao goleiro Magrão, exceção  um chute de Gustavo aos 34 minutos do primeiro tempo. Aliás o único jogador a destacar no time do Mato Grosso. O Sport enfrenta na terceira fase, ao time do Boa Vista do Rio de Janeiro, treinado pelo Joel Santana.

Blog de Airton Sousa: Faltou gol e sobrou pancadaria no clássico pernambucano

Provocações entre os jogadores, dias antes do jogo, apedrejamento do ônibus que conduzia o time leonino da lha do Retiro para o Arruda. No jogo, muitos cartões amarelos e um vermelho, além de uma arbitragem insegura, passando a todo instante do jogo, a intranquilidade de um árbitro que apesar de veterano, limitou-se ao longo do tempo a ser  apenas considerado razoável.

Isso foi  um lado do jogo com resultado de 1 x 1 para Santa Cruz e Sport. A partida começou com os jogadores tensos e nervosos, principalmente os atletas do time tricolor, que se deixaram levar pelas provocações dos adversários. Aos 15 minutos do primeiro tempo, Elicarlos deixa o campo contundido, e a opção do técnico era colocar um atleta com características de marcação, e entra Wellington César. Aí, o time tricolor sentiu a substituição e o Sport passou a ter espaços para jogar, aproveitando as deficiências do adversário, até que aos 40 minutos, Diego Sousa, que estava desaparecido no jogo, chuta de longe e faz um belo de gol, terminando o primeiro tempo com a vitória do Leão pelo placar de 1 x 0.

Início do segundo tempo, e o árbitro Sebastião Rufino Filho manda os dois treinadores para o vestiário, e começa tudo de novo. Dois minutos e a expulsão de André Luiz, por simulação de pênalti. O jogador já tinha cartão amarelo, tomou o vermelho e deixou o Santa Cruz em uma situação ainda mais complicada, porque estava na desvantagem no placar e com uma peça a menos.

Mais surpresa, o Sport dominando, o Santa Cruz tentando organizar contra-ataque, e aparece o artilheiro. Uma bola cruzada da direita, cochilo da zaga leonina e aos 14 minutos Aleff Pitbull deixa a sua marca, empatando o jogo e surpreendendo a todos. A partir daí o jogo voltou a ser equilibrado, os jogadores esqueceram a violência, e passaram a jogar  bola, com o Santa Cruz inteligentemente, aplicando duas linhas de quatro, e evitando a aproximação do Sport na sua área.

Tentando reverter a situação taticamente, o técnico Daniel Paulista, faz algumas modificações. Entre elas: André, Rodrigo e  Lenis, saindo respectivamente Leandro Pereira, Ronaldo e Everton Filipe. Nada adiantou, porque os jogadores que entraram não contribuíram tecnicamente, em razão do sistema de marcação do Santa Cruz. O técnico Vinícius Eutrópio, também mexeu no time, porém a intenção era garantir o placar do jogo, pela desvantagem numérica dentro de campo.

O Sport com o empate, assumiu a liderança com 8 pontos, enquanto que o Santa Cruz está com 6 pontos, na terceira colocação, podendo perder essa colocação, caso o Náutico venha  vencer segunda-feira, ao time do Belo Jardim. O árbitro Sebastião Rufino Filho, com uma arbitragem insegura, não conseguiu agradar nenhuma das duas equipes. Pelos momentos de pressão do Sport no jogo, Julio César, goleiro do Santa Cruz, foi escolhido o melhor jogador em campo.

Blog de Airton Sousa: Sport se rende ao River

Talvez a falta de respeito e o espírito de superioridade, tenham feito com que o Sport não conseguisse, na Ilha do Retiro, vencer ao mediano time do River do Piauí. Com todas as suas estrelas, com a estréia de André, a partir dos 5 minutos do segundo tempo, com a participação e o incentivo do torcedor, nada disso foi suficiente para o rubro-negro somar três pontos. 2 x 2 foi o placar, deixando o torcedor rubro-negro apreensivo, com o rendimento ofensivo do time. Daniel Paulista vai ter que rever os posicionamentos a partir de agora, tanto de Diego Sousa como de André, porque no jogo contra o River, esses jogadores tiveram mal posicionados.

Bolas altas, muita distância entre os jogadores, Diego Sousa fazendo de conta que estava em campo, e  a aplicação colocada pelo técnico Waldemar Lemos, que fechou muito bem o seu time, sendo objetivo na finalização e com apenas duas chances no jogo, marcou os dois gols, entendendo-se que o técnico do River se preparou taticamente para o jogo, pegando Daniel Paulista desprevenido e sem poder reagir taticamente.

O técnico Daniel Paulista tem urgentemente, que encontrar um outro jogador para o Mansur. O atleta Caio, da base, e que teve um grande destaque na Copinha em São Paulo, pode quem sabe, aparecer no time, assim como aconteceu com o ex jogador leonino Renê. O que não pode acontecer é insistir com Mansur, facilitando em todos os jogos o caminho para os adversários, e não só isso, Samuel Xavier também não vem correspondendo, o que é uma preocupação a mais.

Para quarta-feira(15), pelo Hexagonal do Título, o técnico Daniel Paulista, já anunciou o time opcional para enfrentar ao Belo Jardim. O que vai acontecer sinceramente, não sabemos. Já para no  clássico do final de semana, contra o Santa Cruz, o técnico pode escalar o time principal, porque trata-se de  um rival direto pelo título do Pernambucano 2017.

Blog de Airton sousa: Sport se supera e vence

Sem jogar um bom futebol, desenvolvendo apenas no início de cada tempo de jogo, um futebol envolvente, o Sport venceu neste domingo, ao Juazeirense, na Bahia, pelo placar de 1 x 0.

O fol foi marcado aos 40 minutos e 30 segundos, do segundo tempo, através de um passe de Diego Sousa para Fábio. Foi um Sport fechado, jogando atrás, onde o técnico Daniel Paulista, no final do jogo, justificou o futebol do seu time, atribuindo ao gramado e à temperatura de 37 graus.  Podemos afirmar que a experiência da colocação de dois times no Campeonato Pernambucano e na Copa do Nordeste, a princípio, vem correspondendo. Não sabemos, entretanto, se com o avançar das competições, será necessário reforços para os dois times.

O Sport espera a chagada do atacante André, enquanto René deixa a Ilha para ir para o Flamengo e o jogador Mansur, assume a titularidade. Quanto à contratação de André, é uma outra aposta, porque no Atlético, Corinthians e no futebol português, o jogador teve uma passagem discreta. No entanto, o jogador tem crédito porque teve uma passagem muito boa no Sport e espera-se que que ele seja a solução do ataque leonino.

O Sport é co-líder de seu grupo com 6 pontos, enquanto o River é o líder pelo saldo de gols. Ainda com relação ao jogo  contra o Juazeirense, o time da Bahia foi um adversário modesto, porém voluntarioso, que vendeu caro a sua derrota e teve contra si, um erro da arbitragem, em não marcar um pênalti existente.

O Sport agora tem 4 jogos sem tomar gols e 7 partidas sem perder. Quarta-feira(08/01) o rubro-negro enfrenta ao CSA, abrindo a sua participação na Copa do Brasil, agora de regulamento alterado. Para esse jogo, a torcida rubro-negra espera o ataque dos sonhos, com Rogério, Diego Sousa e André.

Blog de Airton Sousa: Pernambucanos estreiam bem na Copa do Nordeste

Os três clubes de Pernambuco, começaram com o pé direito a Copa do Nordeste, neste meio de semana. O Náutico que jogou na Arena de Pernambuco, contra o Uniclinic e venceu bem pelo placar de 4 x 0, não tomando conhecimento do time cearense e tendo o que nós podemos considerar uma excelente estreia.

Enquanto isso o Sport Clube do Recife, estreou jogando na Ilha do Retiro, contra o Sampaio Correia. Um jogo difícil para o rubro-negro, que não contou com a presença do jogador Diego Sousa, que estava a serviço da Seleção Brasileira, no Engenhão contra a seleção da Colômbia. O placar foi apertado de 1 x 0, porém também o time leonino começou a competição com o pé direito, somando três pontos.

Dos pernambucanos, apenas o Santa Cruz jogou fora de casa, em Campina Grande, contra a boa equipe do Campinense e não conseguiu vencer. O Placar de 1 x 1 foi o resultado final entre pernambucanos e paraibanos. Apesar de não ter vencido, temos que levar em consideração, que o tricolor pernambucano, é o único dos três que sofreu maior número de baixa pela quantidade de jogadores dispensados no final de 2016.

Blog de Airton Sousa: Sport define treinador

A nova Diretoria do Sport, depois da citação de vários nomes e uma conversa pessoal com Adilson Batista, finalmente decidiu o nome do treinador para o início do ano. Muita conversa, vários debates, e o nome do atual treinador Daniel Paulista, foi oficializado.

Acredito ter sido o melhor caminho, técnica e financeiramente, em razão da intimidade que o treinador tem com o clube e com o elenco. Para trazer um técnico para fazer o que fizeram Falcão, Oswaldo Batista, entre outros, muitas vezes melhor foi a manutenção de Daniel Paulista, que além de tudo fez um bom trabalho, recuperou posições e salvou o Sport do rebaixamento, com a junção de união com o elenco.

Agora é ver quais os jogadores que não farão parte do elenco em 2017, onde comenta-se que, nove do atual elenco, deverão ser dispensados, principalmente pela baixa qualidade técnica. Também será necessário a contratação de reforços de qualidade, porque mesmo diante do bom trabalho de Eduardo Batista, o elenco apresentou muitas deficiências.

O torcedor rubro-negro está otimista, em razão do que foi feito pelo treinador, quando assumiu o time, após a decepcionante participação do ex treinador Oswaldo de Oliveira. Sabemos das limitações de Daniel Paulista, no entanto, a união do treinador com o grupo, e com reforços que haverão de chegar, o torcedor espera uma recuperação do clube nas competições em 2017, em razão da medíocre participação em 2016.

Blog de Airton Sousa: Futebol de Pernambuco em 2016

Está na hora de avaliarmos o que foi o futebol Pernambuco em 2016. Faremos um retrospecto da participação do Sport, Santa Cruz, Náutico e Central nessa temporada esportiva, onde aconteceram muito mais erros do que acertos, nas mais diversas participações que tivemos durante o ano. Entendemos que alguns dos principais erros cometidos pelos Dirigentes dos três clubes da capital, foi a mudança frequente dos treinadores e a contratação de muitos jogadores, a maioria sem qualidade, tornando assim o time impraticável de formação.

Começando pelo Santa Cruz, que vinha de acesso para a primeira divisão, aproveitando a estrutura anterior e começando o ano. Coincidência ou não, em razão do desmonte dos concorrentes, consegue ser Campeão Pernambucano, e avançando na Copa do Nordeste, até chegar a conquista da competição. Além do mais, na própria Sul-Americana, podemos dizer que foi boa a participação. Também na Copa do Brasil, o tricolor foi convincente, deixando o seu torcedor satisfeito. Ou seja, além das duas conquistas, o Santa Cruz também não decepcionou nas demais competições aqui evidenciadas.

Agora, tratando-se de Campeonato Brasileiro, foi um desastre, chegando ao rebaixamento, por razões diversas: troca de técnicos, contratações de baixa qualidade, um elenco inchado e a desorganização financeira. Porém, de todas as competições que participou,  exceção o rebaixamento 2016,  foi um ano positivo para o Santa Cruz. Como nota para o tricolor, seria 7, sobretudo porque, apesar do rebaixamento, foi o único clube que conquistou duas competições.

Com relação ao Náutico, mais uma vez nada de conquista, nada de acesso. Um ano em que o timbu passou pelos Campeonatos Pernambucano e Brasileiro, sem nada crescer, e na Copa do Brasil, uma participação extremamente discreta. Ressaltando-se também, que a mudança de treinador, as contratações em grande quantidade e sem tanta qualidade, foram os principais erros.  O lado mais positivo, foi a contratação do técnico Givanildo Oliveira e o trabalho da Diretoria no campo financeiro, ao contrário de anos anteriores. Se fosse para dar uma nota ao Náutico em 2016, essa nota seria 6.

O Sport, em contra partida, foi outro clube Pernambuco que apenas gastou, e gastou muito, sem os resultados devidos. Uma folha de pagamento em torno de quatro milhões, jogadores que chegaram a ganhar até 350 mil reais por mês. E nada veio em retorno, pelo contrário, uma participação pífia nos Campeonatos Pernambucano e Brasileiro, nas Copas do Nordeste, do Brasil e Sul-Americana, sendo também uma vergonha, sem dar um bom resultado à sua torcida.

A exemplo do Náutico e Santa Cruz, o Sport pisou na bola, com a contratação de treinadores. Esperar que a nova Diretoria rubro negra, possa errar menos que a atual e traga conquistas para o clube, o que não aconteceu este ano. Quer saber a nota que o Sport merece, para a sua temporada em 2016? Apenas uma nota 5.

Para  falar de um clube do interior, escolhemos o Central, que a exemplo dos três grandes, teve uma participação extremamente negativa na fase importante do Campeonato Pernambucano, e ao chegar no Campeonato Brasileiro da série D, não foi diferente, ficando apenas na primeira fase, ao contrário dos anos anteriores, onde conseguia avançar no Brasileiro. O que justificar dessa participação negativa? Uma parceria que não deu certo em nada, a desorganização financeira, a falta de senso administrativo  dos Dirigentes, o descrédito junto ao empresariado e a torcida, além da maneira amadora de administrar.

Como será 2017 para o Central, é uma pergunta de difícil resposta, porque não se vê muita perspectiva, há não ser acreditar que o técnico Laelcio Lima, possa aproveitar alguns jogadores da base, juntando-se aos poucos contratados e fazer o milagre da reprodução técnica. Para não falar apenas de coisas negativas, temos um fato positivo do alvi-negro, que foi a participação pela primeira vez, na Taça São Paulo de Futebol Júnior, fato aliás que tem como mérito principal, o esforço e qualidade dos técnicos Laelcio e Elivelton.

Agora, é esperar que o complemento de mandato da atual Diretoria, possa trazer algo de positivo para o clube, porque até agora, poucos ou quase nenhum fato positivo podemos veicular do presidente Licius Cavalcanti. Sim, devemos registrar, em torno de 7 a 8 meses de atraso de salário, com os funcionários do clube, e esse é também um fato extremamente lamentável. A nota para a Diretoria, é nota 4; se melhorar a gestão do clube no próximo ano, talvez essa nota possa subir um pouco.

Que venha 2017 com melhores resultados para o futebol pernambucano!

Blog de Airton Sousa: Sport com novo Presidente

No início da noite desta sexta-feira, 16/12, o torcedor pernambucano tomou conhecimento do resultado das eleições do Sport Club do Recife. Um total de 4.072 sócios foram às urnas, com um percentual de 62% votando em Dr. Arnaldo Barros, 56 anos, advogado e tradicional torcedor do Sport, recebendo ao seu favor 2.509 votos, contra 1.554 votos do seu opositor, Wanderson Lacerda, correspondente a um percentual de 38%.

Durante o dia, o clima foi de harmonia, diferente do período pré-eleitoral, onde muitas agressões verbais foram proferidas. Deveremos ter muitas mudanças, a começar pela contratação de um novo técnico, ficando Daniel Paulista como assistente, pelo menos a princípio. Espera-se ainda modificações na filosofia dos contratados e na montagem do novo elenco.

O torcedor rubro-negro espera que esta gestão seja modernizada e traga conquistas para o clube, fato que nos últimos anos não tem acontecido. Outro ponto cobrado pelo torcedor, é a manutenção do patrimônio físico do clube, que na gestão do Presidente Martorelli, não teve uma atenção mais cuidadora.

Agora é aguardar que, na prática, as promessas efetuadas durante a campanha, venham a acontecer de verdade.

Blog de Airton Sousa: Sport em pé de guerra

Dá a impressão, que o clima das eleições no Sport, estão influenciando dentro de campo. Os dois lados, situação e oposição, trocando farpas, fazendo valer o sentimento e a vaidade pessoal, e não o bem estar do clube, que aliás está precisando de reciclagem administrativa, patrimonial e técnica. Com a aproximação do dia das eleições, os homens não economizam acusações, dúvidas no comportamento moral e fazendo recordar administrações passadas, com alguns candidatos do momento, onde o Sport passou por momentos iguais ou piores que os atuais. É uma pena, que um patrimônio social e esportivo, seja delapidado como está sendo, por uma simples razão: a vaidade sobrepujando o bom senso.

Por outro lado, alguns jogadores, entre eles Durval, se sentem no direito de cobrar titularidade, injustiça pela perda da titularidade, acusando alguns treinadores, dos quais o técnico Oswaldo de Oliveira, que o afastou da titularidade, colocando o jogador no banco. Quando escalado para o time principal, no jogo contra o Figueirense, o jogador desabafou dizendo ter ficado ” p ” da vida com a situação constrangedora que ficou durante essa fase.

Só resta esperar, que a tempestade das eleições possam passar, e que o Sport tenha, no próximo mandato, mais harmonia e organização, além de resultados, que aliás, há bastante tempo, o Sport não conquista. Enquanto isso em campo, espera-se que os jogadores tirem de letra, se superem e possam dar a torcida, o melhor presente, que é segundo o jogador Diego Sousa, a manutenção na primeira divisão. Pois é, são vaidades, acima de vaidades, tudo isso contribuindo para essa fase desgastante que o rubro-negro está passando.

Blog de Airton Sousa: Resultados de Pernambuco na série A

Um jogo eletrizante, com seis gols e uma partida disputada do começo ao fim. Foi esse o resultado do encontro deste domingo às 18:30 h,  no Estádio José do Rego Maciel, envolvendo Santa Cruz e Atlético Mineiro. No final, o placar de 3 x 3, com gols que surgiam a cada momento, tornando o jogo extremamente gostoso de ser assistido.

No primeiro tempo o tricolor venceu parcialmente pelo placar de 2 x 1, com Fred marcando aos 5 minutos, Grafite aos 13 minutos, e Keno aos 30 minutos. O técnico Marcelo Oliveira, do Atlético, contou com Fred, Marcos Rocha, Rafael Carioca e Cazares. Os demais titulares foram poupados, em razão da primeira partida decisiva, que acontecerá quarta-feira(23), contra o Grêmio, na decisão da Copa do Brasil.

Na segunda etapa, mais gols e emoções. Clayton empatou aos 9 minutos, Vitor desempatou aos 13 minutos e finalmente Hyuri fechou o placar aos 34 minutos. O time mineiro com o empate, continuou no quarto lugar com 62 pontos, enquanto que o Santa Cruz continua na décima nona, com 28 pontos. O próximo jogo do tricolor Pernambucano será contra o Grêmio no Arruda.

Por sua vez, o Sport perdeu para o Atlético Paranaense pelo placar de 2 x 0, em um jogo em que o rubro negro, voltou a jogar mal, entre eles Diego Sousa, com um futebol lento e improdutivo, sendo na sequência, duas derrotas consecutivas. Passes errados, meio de campo dominado pelo meio de campo adversário, e o goleiro Ueverton, do Atlético, sem nenhum trabalho. André Lima marcou aos 22 minutos, enquanto que Tiago Heleno, de pênalti, fez o segundo gol, tudo isso no primeiro tempo.

No segundo tempo, o Sport melhora um pouco, tem oportunidade de gols com Diego Sousa, aos 7 minutos e Ritchely,  aos 14 minutos. Depois disso, o time paranaense voltou a dominar o jogo, mesmo com as entradas de Apodí, Túlio de Melo e Gabriel Xavier, que não influenciaram em nada, para evolução do time Pernambucano.

Com essa derrota, o Sport continua na décima quinta posição, com 43 pontos, porém com o resultado do Vitória, contra o Figueirense pelo placar de 4 x 0, a situação do time da Ilha do Retiro, agora fica complicada, visto que apenas um ponto, separa o rubro negro Pernambucano, do rubro negro Baiano. O próximo jogo do Sport, é contra o já rebaixado América Mineiro, em Minas Gerais.

Blog de Airton Sousa: Sport distancia-se do Z4

Como sempre, o futebol apresenta surpresas. Por mais que fosse otimista, tenho certeza de que o torcedor do Sport, não esperava uma goleada de 3 x 0 no Grêmio, mesmo porque na história dos confrontos entre os dois times, o rubro negro nunca havia vencido ao Grêmio, no Rio Grande do Sul. Uma vitória surpreendente, e que deixa o Sport a 4 pontos de se livrar do rebaixamento para a segunda divisão.

Pouco importa nesse instante, se o Grêmio perdeu para o Sport, com a finalidade de prejudicar ao Internacional. Sinceramente, seria tirar o mérito da bonita vitória do time Pernambucano. O que realmente aconteceu no jogo, é que o Grêmio só jogou até 35 minutos do primeiro tempo, onde a princípio, o Sport sentiu a ausência dos dois volantes titulares, Rithelly e Paulo Roberto e do lateral Samuel Xavier, também porque não havia nos jogadores Neto Moura e Ronaldo, uma cobertura suficiente para evitar a facilidade dos jogadores do Grêmio pelo meio, e a liberdade que Douglas encontrava para dominar a meia cancha rubro negra.

Além de tudo, o Sport teve durante os 35 minutos iniciais, uma quantidade inexplicável de passes errados. A reação do Sport, após os 35 minutos surpreendeu ao  time gaúcho, que passou a demonstrar muita ansiedade por que o gol não saía. Aí veio a surpresa com um belo chute de Diego Sousa, aos 44 minutos, dando a vitória de 1 x 0 para o  time de Daniel Paulista, no primeiro tempo.

Quando se esperava um Grêmio mais tranquilo, eis que o Sport surpreende e marca com Rogério aos 2 minutos, o segundo gol, com um belo cruzamento de Ruiz. A partir daí, o time leonino passou a jogar com inteligência, irritando ao adversário, que se rendia a cada instante, principalmente com o cansaço apresentado pelo pulmão gremista, o jogador Douglas. Outras chances surgiram para o time Pernambucano, a exemplo de uma bola na trave de Diego Sousa, aos 30 minutos.

Porém, a noite era de Pernambuco, e aos 45 minutos, outra vez, Diego Sousa marca,  fechando o placar de 3 x 0.  Como detalhe, a última vitória do Sport no Brasileiro deste ano, foi na 16ª rodada, contra o Cruzeiro em Belo Horizonte,  no dia 24 de julho. Daí, podermos dizer que a vitória contra o Grêmio, teve vários pontos importantes. Entre eles, o fato de a partir de agora, o time estar necessitando de 4 pontos, entre os 12 que serão disputados, para se manter na primeira divisão. Não resta dúvida, que o técnico Daniel Paulista, os jogadores e a torcida, estão mais otimistas pela manutenção do time rubro negro na primeira divisão. Contudo, a acomodação não pode e nem deve acontecer.

Blog de Airton Sousa: Pena leve para Diego Sousa e Rithely

Surpreendendo a tudo e a todos, aconteceu nessa quinta-feira(03/11), o julgamento dos jogadores Diego Sousa e Rithely, do Sport Clube do Recife. Os atletas foram acusados de agressões verbais ao árbitro do jogo contra o Palmeiras. Todos esperavam que os mesmos  fossem punidos, principalmente pela reincidência de Diego Sousa e as palavras agressivas de Rithely. Porém, tudo ficou como se fosse uma brincadeira, ou seja, não deu praticamente em nada, incentivando desta maneira,  novas e futuras agressões, mesmo entendendo que muitas vezes, os árbitros cometem erros absurdos, pretensiosamente, ou não.

Diego Sousa sofreu apenas uma advertência, podendo ser escalado para o jogo dessa segunda-feira(07), contra o Grêmio, em Porto Alegre, enquanto que Rithely, teve apenas uma partida de punição, ou seja, suspensão automática. Bom para o Sport, melhor para os jogadores.  Para o futebol, a vergonha da impunidade, e o incentivo para novos fatos, principalmente em uma fase importante e decisiva da competição, para quem está nas posições de cima, ou quem luta pelo não rebaixamento. Fazer o quê? Concordar ou discordar, apenas isso e esperar que no mínimo, os Dirigentes possam orientar aos seus jogadores, que no caso de possíveis erros dos árbitros, os jogadores após o encerramento da partida, se recolham as vestiários, sem conceder entrevistas. Seria pelo menos uma orientação sensata, evitando com isso, que novos incidentes venham acontecer.

Blog de Airton Sousa: Diego Sousa e Rithely aguardam julgamento

Com muita expectativa, os rubro-negros aguardam nesta quinta-feira (03), o julgamento dos jogadores Rithely e Diego Sousa. O problema das críticas dos dois jogadores, após o jogo contra o Palmeiras, pode custar muito caro, principalmente para o clube, onde a média de punição para casos idênticos, é de um a seis jogos, com a inclusão de determinado valor em multa. Enquanto Rithely disse palavras mais ásperas contra a arbitragem. Diego Sousa, tem o agravante de ser reincidente, não no caso de agressões aos árbitros, porém por reclamações e jogadas violentas, o que torna a sua situação muito mais complicada.

A direção do Sport Clube do Recife, através do seu departamento jurídico, providenciou a defesa dos atletas, e já se prepara para uma liminar suspensiva, condicionando os jogadores a atuarem, principalmente contra o Grêmio na próxima segunda-feira(07), em Porto Alegre. Desta maneira, é grande a expectativa para o julgamento, até porque os jogadores são titulares absolutos, e ainda há possibilidade de algumas ausências para os próximos compromissos.

A exemplo de agressões e críticas aos árbitros, um fato internacional, chamou atenção. Pela Liga Inglesa, o conhecido técnico Mourinho fez um comentário sobre determinado árbitro, dizendo o seguinte: “O árbitro  é de uma excelente qualidade, porém a pressão externa pode influenciar na sua atuação “.  Só por isso, teve uma punição de 50 mil libras, correspondente a R$ 200 mil reais, e suspensão automática. Imaginem se as questões de arbitragem que acontecem no Brasil, fossem na Europa, como seriam as punições. No mínimo, a maioria dos condenados seria banido do futebol. Porém, aqui tudo pode, quase nada acontece e o futebol brasileiro vai vivendo esse momento de decadência, no campo e fora de campo.

Agora, o que interessa, é que Rithely e Diego Sousa serão julgados e os rubro-negros vão aguardar o que pode e deve acontecer, esperando-se que fique o exemplo. Na próxima vez, os jogadores deixem os comentários para a imprensa, e as críticas para os dirigentes.

Blog de Airton Sousa: Sport consegue distanciar-se do Z4

Um jogo de vida ou morte para o Sport Clube do Recife, contra a Ponte Preta, era assim que prenunciava-se a partida desta quinta-feira(27), na Ilha do Retiro. A Diretoria rubro-negra fez promoções nos preços dos ingressos, e conseguiu o seu intento, quando 24.324 torcedores marcaram presença, incentivando o time para conseguir os três pontos, e foi exatamente o que aconteceu, em um jogo fraco tecnicamente, pautado pelo nervosismo, principalmente por parte do time leonino.

Primeiro tempo, 0 x 0. Poucos chutes, atacantes isolados e um duelo dos laterais contra os laterais, e dos jogadores de meio de campo, onde prevaleceu o sistema defensivo, contra os atacantes. Na segunda etapa, Daniel Paulista, já  volta com duas alterações, colocando Ruiz, no lugar de Éverton Felipe; Neto Moura, no lugar de Paulo Roberto. A Ponte voltou com o mesmo plano tático, porém aos oito minutos, pegando a defesa de surpresa, Rogério marcou, fazendo Sport 1 x 0. Outras alterações aconteceram, principalmente na Ponte Preta, porém com o passar do tempo, o jogo caía de qualidade, mesmo com o Sport tendo mais volume do que o adversário.

 A vitória levou o Sport a 14a posição. No entanto,  essa posição poderá ou não, sofrer alterações, em  razão  dos  jogos  Botafogo  x  Coritiba;  Fluminense x  Vitória;  Internacional x Santa Cruz. Porém, o resultado contra a Ponte Preta, deu um descanso emocional ao time rubro-negro, que só voltará a jogar no dia 06/11, contra o Grêmio, em Porto Alegre. É inegável, que a vitória trouxe um alívio para o técnico Daniel Paulista e seus comandados.

Blog de Airton Sousa: Comissão de Arbitragem criticada

Nem diante de tantos erros dos árbitros, ao longo do Campeonato Brasileiro, a Comissão de Arbitragem da CBF evitou a indicação de árbitros de dois estados concorrentes para apitar o jogo do Sport e o jogo do Vitória. O Sport com 37 pontos, na 16a  posição, e o Vitória com 35 pontos, na 17a  posição. Qual a reclamação dos Dirigentes dos dois clubes? É que o árbitro do jogo do Sport é o baiano Jailson Macedo de Freitas, e o árbitro do jogo do Vitória é o pernambucano Nielson Nogueira Dias.

Imaginem vocês, o clima de tensão que os árbitros irão entrar em campo. Se cometem qualquer falha, automaticamente irão causar insatisfação, para o lado prejudicado. O Vice Presidente do leão, Arnaldo Barros, não poupou críticas pela indicação dos dois árbitros, e com razão, em função de que o Sport, ao lado dos demais clubes,  foram prejudicados em determinados jogos.

A verdade, é que está faltando sensibilidade aos membros da Comissão de Arbitragem da CBF, pois ao que tudo indica, estão pouco se importando com as reclamações dos clubes. E com um detalhe, clubes grandes e intermediários, todos eles reclamam do que está acontecendo no Campeonato Brasileiro das séries A e B, no que diz respeito às arbitragens. Só resta torcer que Jailson Macedo de Freitas e Nielson Nogueira Dias, tenham um trabalho imparcial, não cometam erros e que os resultados aconteçam de maneira limpa, sem intercessão do apito.

Blog de Airton Sousa: Sport perde com erro da arbitragem

O Sport amargou hoje à tarde(23/10), mais uma derrota no Campeonato Brasileiro da série A, pelo placar de 2 x 1, para o time do Palmeiras. O rubro negro fez um bom jogo, no entanto a fragilidade nas finalizações e a falta de capacidade dos seus atacantes, permitiu que o time Pernambucano saísse de campo derrotado, e tivesse a sua situação complicada na competição. Com a derrota, o Sport foi a 15ª posição e se obriga a vencer a Ponte Preta, nessa quinta-feira(27), na Ilha do Retiro.

Algumas oportunidades foram desperdiçadas pelo time Pernambucano, que aconteceram aos 20 minutos, Diego Sousa e Everton Filipe aos 34 minutos, ais quais foram algumas chances de maior perigo, além do gol de Rogério aos 32 minutos do primeiro tempo. Na segunda fase, Apodí desperdiçou uma chance aos 25 minutos, Diego Sousa aos 31 minutos e Mateus Ferraz aos 33 minutos. Observando-se que o principal fator para a derrota leonina, foi a falta de acerto nas finalizações. Sem contar, com um pênalti não marcado pela arbitragem, quando o jogador Mina do Palmeiras, colocou a mão na bola, na pequena área, aos 20 minutos do primeiro tempo e não marcado pelo árbitro Ricardo Ribeiro de Minas Gerais.

Após o jogo, os atletas Diego Sousa e Ritchely, criticaram com palavras agressivas ao árbitro, e possivelmente, serão punidos pela comissão de arbitragem da CBF. Em seguida, o dirigente Arnaldo Barros, tentou amenizar as palavras agressivas dos jogadores, deixando a arbitragem à parte e chamando o torcedor para ir à Ilha, na próxima quinta-feira, para o difícil jogo contra a Ponte Preta, onde o rubro negro tem a obrigação de vencer, para não descer ainda mais na classificação.

Tecnicamente o jogo não correspondeu, mesmo porque o Palmeiras estava desfalcado de jogadores como Gabriel Jesus, Edu Dracena entre outros. Com a vitória o time Palmeirense assumiu a liderança com 61 pontos, e se beneficiou com o empate do Flamengo, que jogou no Rio contra o Corinthians. Um público de 31.107, uma renda de R$ 2.172.571,24. Agora, é esperar que o técnico Daniel Paulista, tente montar um time ofensivo, um ataque que busque cometer menos erros, porque uma derrota quinta-feira, leva o Sport a uma posição complicada nessa reta final do Brasileirão da série A.

Blog de Airton Sousa: A sorte favoreceu ao Sport

Com a Ilha recebendo mais de 24.000 torcedores, todos na expectativa da recuperação do time, e a estréia do técnico Daniel Paulista, o time do Sport Clube do Recife, venceu com um  gol  de  Diego Sousa, aos seis minutos do primeiro  tempo, o seu arqui rival por 1 x 0. Foi um jogo tenso, com o time do Vitória marcando por setor e o Sport não encontrando uma maneira de executar a transição.

Para aumentar mais ainda a tensão, aos 12 minutos Matheus Ferraz comete um pênalti. Muita reclamação e o jogador Zé Love cobrou, dando oportunidade ao goleiro Magrão de evitar o gol dos baianos. Quando se esperava que as surpresas parassem, novamente Matheus Ferraz, coloca a mão na bola e o árbitro André Luiz Freitas marca novamente outro pênalti. Muito tumulto e reclamações, no entanto ficou confirmada a marcação do pênalti. O jogador Kieza foi o encarregado da cobrança, e novamente a sorte favorece ao time leonino, a bola vai ao encontro da trave, evitando o empate a favor do time baiano.

O jogo continuou bastante disputado, porém as finalizações não eram perfeitas, terminando o primeiro tempo com o placar de 1 x 0, a favor do Sport. No segundo tempo, o técnico Argel Fucks substituiu Cárdenas por Alípio, tentando fortalecer a transição do time do Vitória. Aos 17 minutos o jogador Marcelo perdeu a oportunidade de empatar o jogo; em seguida entra Apodí no lugar de Everton Felipe; e houve também a entrada de Wander no lugar de Tiago Real. No entanto, o jogo era apenas sofrível por parte das duas equipes. Na sequência, Apodí chuta forte aos 30 minutos; Rithely perde a chance de aumentar aos 32 minutos; Vinicius que havia entrado aos 27 minutos, também perde a oportunidade de fazer 2 x 0. Em seguida pelo Sport entra Neto Moura, no lugar de Rodney Wallace; e pelo Vitória, entra Serginho no lugar de Cárdenas, ambos aos 36 minutos.

Para complicar o vitória, aos 38 minutos, por jogada violenta, o jogador Marcelo, comete uma falta e toma o cartão vermelho. No entanto, mesmo com um homem há mais, o Sport não teve folego para aproveitar e ampliar o placar, que ficou mesmo em 1 x 0. Com essa vitória, o time leonino saiu da zona de rebaixamento, somando 37 pontos e ficando na 13ª posição, enquanto que o Vitória entrou na zona de rebaixamento, estando na 17ª posição. Quanto ao técnico Daniel Paulista, começou com o pé direito, pela importância da vitória. O time leonino, folga durante toda semana, e no domingo, enfrenta ao líder Palmeiras, em São Paulo.

Blog de Airton Sousa: Sport se aproxima do Z 4

Um resultado que complicou mais ainda a situação do Sport no Campeonato Brasileiro da série A, é esse o quadro que cerca o time leonino, com o empate de 1 x 1 diante do São Paulo na noite desta quarta-feira(05), mesmo porque o tricolor paulista é um concorrente direto do time leonino pela manutenção na série A.

Um primeiro tempo cheio de erros de marcação, de saída de bola e de espaços cedidos ao adversário, além de uma defesa falha, permitindo que o tricolor paulista tivesse muitas oportunidades de gol na primeira fase. Aos 5 minutos com Chavez, aos 10 minutos com Maikon, aos 20 minutos, uma bola na trave de Carlinhos, aos 25 minutos o gol são paulino através do jogador Tiago Mendes, e finalmente mais uma oportunidade com um chute forte de Kelvin. Enquanto isso, o Sport que jogava em casa e tinha a obrigação de vencer, teve apenas uma chance aos 3 minutos com Rogério, aos 40 minutos com Diego Sousa e finalmente o gol milagroso de Diego Sousa, aos 43 minutos. Reconhecidamente, o Leão da Ilha não fez um bom primeiro tempo.

Na segunda etapa de partida, o Sport voltou com Vinicius Araújo, no lugar de Gabriel Xavier, enquanto que o São Paulo voltava com Bufarini em substituição a Mateus Reis. A primeira oportunidade de gol era do São Paulo, aos 7 minutos com o jogador  Carlinhos. O técnico Oswaldo de Oliveira, tentando fortalecer a peça ofensiva rubro negra, aos 12 minutos tira Everton Felipe e coloca Apodí, mais uma vez improvisado e sem render o suficiente. Outras alterações ainda aconteceram nos dois times, Jean Carlos aos 22 minutos, Edmilson e João Smitch, aos 31 minutos. O Sport continuava sem vontade e interesse pelo jogo, enquanto o São Paulo, demonstrava satisfação pelo empate na casa do adversário. Poucas foram as chances criadas principalmente pelo Sport, a exemplo de Apodí, que chutou uma bola na trave e um outro lance, do próprio Apodi, aos 44 minutos.

A verdade, é que o público de 11.424 torcedores presentes a Ilha do Retiro, ficou frustado, porque esperava mais do time leonino, principalmente depois da derrota do final de semana para o Fluminense. Agora o Sport soma 34 pontos e continua bastante próximo da zona de rebaixamento. O próximo jogo será contra a Chapecoense, quarta feira(12), as 11 horas da manhã, em Chapecó. Foram dois tempos distintos, o primeiro o São Paulo teve o domínio, e o segundo tempo o Sport melhorou um pouco, contudo, apenas o suficiente para empatar a partida. Não podemos destacar no jogo de ontem, exceção do jogador Renê, nenhum jogador diferenciado no time leonino.

Blog de Airton Sousa: Incerteza na tabela da Copa do Nordeste 2017

Os clubes Nordestinos em reunião festiva, tomaram conhecimento ontem(04), da tabela e novidades da Copa do Nordeste 2017. O fato que chamou a atenção de todos, foi o anúncio por parte de três clubes cearenses, da desistência de participarem da competição. A razão explicada e não convincente, foi de que os referidos clubes não teriam suporte financeiro. Uniclínic, Guarani de Juazeiro e o Guarani de Sobral, através dos seus representantes, comunicaram tal desistência. Em contrapartida, o argumento dos que fazem a competição, é de que custos maiores esses clubes terão, participando do Campeonato Estadual do Ceará.

Com uma vaga pendente no grupo A, ficou assim a formação dos grupos:

GRUPO A

Náutico – Santa Cruz – Campinense  e possivelmente o Ceará (ainda incerto).

GRUPO B

Bahia – Fortaleza – Moto Clube – Altos do Piauí

GRUPO  C

Sport – Sampaio Correia – River – Juazeirense.

GRUPO  D

ABC – CRB – CSA – Itabaiana.

GRUPO  E

Vitória – América – Botafogo(PB) – Sergipe.

Só como detalhe, as Federações de Pernambuco e Alagoas, estão com dois representantes no mesmo grupo, casos de Santa Cruz e Náutico,  CRB e CSA, respectivamente.

Agora, esperar a decisão com relação ao Ceará, em razão do protesto dos Dirigentes de Náutico e Santa Cruz, da inclusão do time cearense, porque não teve critério, cujo caminho, seria através de sorteio.

Blog de Airton Sousa: Sport erra e perde para o Fluminense

Um jogo em que o Sport fez um primeiro tempo quase impecável, marcando um gol aos onze minutos, com uma cobrança de escanteio, através de Gabriel Xavier e uma disputa na bola entre Ronaldo Alves e Gum, com a arbitragem creditando ao zagueiro do Fluminense o gol, portanto, contra, para o time Pernambucano. Não foi apenas o gol, mais também o volume de jogo que o rubro negro apresentou, atuando bem em todos os setores, exceção as bolas desperdiçadas pelos atacantes, ao longo de toda primeira fase de jogo. O destaque do jogo foi Diego Sousa, jogando em todos os setores do campo e contribuindo para um domínio do clube da praça da bandeira. As chances desperdiçadas, fizeram falta no jogo, porque 1 x 0 era muito pouco, para o que faria o Fluminense na volta do segundo tempo.

O técnico Levi Cupe, fez uma leitura perfeita dos dois times e já na volta do segundo tempo, fez a primeira substituição, tirando o volante Douglas e colocando o atacante Richarlison. A partir daí o Fluminense passou a dominar, o Sport se encolheu, cedeu espaços, cansou e terminou tomando o gol de empate aos 8 minutos, com o jogador Marcos Junior, creditando-se a arbitragem, o erro de não marcar impedimento. No entanto, o Sport caía a cada minuto, com o futebol negativo de Gabriel Xavier, Everton Felipe, Rithely, Samuel Xavier entre outros, até que o técnico leonino fez a primeira modificação, tirando Paulo Roberto que estava bem e colocando Neto Moura, por volta dos 20 minutos. Dois minutos após, o Fluminense fazia o gol da virada através de Richardson. Em seguida saía Gabriel Xavier, entrava Vinícius aos 26 minutos, e no Fluminense saía Marcos Junior, para a entrada de Marquinhos aos 29 minutos.

Era visível a queda do Sport, e a expectativa de sair  o terceiro gol, e foi exatamente isso que aconteceu, com um gol de Scarpa aos 41 minutos, em uma falha individual de Durval. Ainda no Fluminense saía Wellington, entrava Magno Alves, aos 43 minutos, e no final tivemos a vitória do Fluminense pelo placar de 3 x 1.

Os destaques do time Carioca no segundo tempo foram Wellington e Richarlison, que predominaram em cima de Samuel Xavier. A derrota complicou ainda mais a situação do Sport no Brasileiro da série A. O próximo jogo do time leonino será em Recife, contra o São Paulo.

Blog de Airton Sousa: Magrão é homenageado e o Sport vence

Uma noite em que o goleiro Magrão foi homenageado, por completar 600 jogos com a camisa leonina, o Sport conseguiu uma difícil e importante vitória contra o Santos pelo placar de 1 x 0. No primeiro tempo o domínio maior  do jogo foi do  time pernambucano, que marcou aos 10 minutos, com um gol de Rogério, conseguindo envolver o time santista, de uma maneira tal, que poucas foram as reações dos comandados do técnico Dorival Júnior, prevalecendo durante todo o primeiro tempo a posse de bola a favor do time da Ilha do Retiro.

Na segunda etapa, o Sport não repetiu a sua proposta de jogo e permitiu ao time do Santos, maior desenvoltura, obrigando o goleiro Magrão a realizar grandes defesas. Aos poucos, o lado emocional foi pesando, até  que o jogador  Elano foi expulso, permitindo assim, uma certa reação do time pernambucano.

Se o Sport não conseguiu ampliar o placar, foi em razão de algumas peças demonstrarem cansaço e jogadores como Gabriel Xavier e Neto Moura, não estarem bem. Em contra partida , dois jogadores no rubro negro foram destaque, Magrão e Rogério. Pelo time do Santos, o destaque maior foi o jogador Lucas Lima, que voltou a atuar bem, depois de toda aquela manchete que o mesmo iria se transferir para a Europa.

Com a vitória, o Sport somou mais 3 pontos e conseguiu se distanciar da zona de rebaixamento. O torcedor não atendeu ao apelo da diretoria, e apenas pouco mais de 7.500 torcedores compareceram a Ilha do Retiro. O próximo jogo do Sport será fora de casa, com o Fluminense, onde espera-se que no mínimo o time possa repetir o futebol apresentado no primeiro tempo, contra o Santos. Com o G 4 tornando-se quase impossível, resta agora ao torcedor esperar que o time tenha uma regularidade maior, ficando no final da competição entre os doze melhores colocados.

Blog de Airton Sousa: Sport perde em casa e é vaiado

Com um misto de culpa do treinador e erro dos jogadores, o Sport se rendeu ao time do Coritiba, em plena Ilha do Retiro  perdendo pelo placar de 1 x 0. Um jogo em que o técnico Oswaldo de Oliveira escalou o time errado e substituiu pior ainda no segundo tempo, com as entradas de Rogério, Renê e Vinícius Araújo, que não renderam absolutamente nada. A torcida impaciente e insatisfeita, esbravejava principalmente em cima do treinador rubro negro. Em contrapartida, o Coritiba treinado por Carpegiani, teve uma excelente aplicação tática, antecipando a marcação, eliminando as peças principais do Sport, principalmente o jogador Diego Sousa. O rubro negro produziu poucas jogadas ofensivas, o goleiro Wilson foi mero espectador e o principal erro do time pernambucano, foi a distância em campo entre os jogadores, onde a transição não acontecia.

O gol do Coritiba aconteceu aos 30 minutos do primeiro tempo, através de uma cobrança de falta pelo jogador Amaral, que contou com a colaboração do goleiro Agenor,  substituto do Magrão. Porém não justifica, porque o gol do côcha foi apenas um detalhe, em razão de que o time do Sport, não teve poder de reação, parecendo está satisfeito com o empate e posteriormente com o gol tomado. É só observar que o gol aconteceu aos 30 minutos, restando toda primeira etapa e todo segundo tempo, sem o rubro negro esboçar nenhuma reação, inclusive com as alterações executadas pelo treinador. Houve muita revolta da torcida, pedindo a saída do treinador, onde nesse instante fica em uma situação praticamente insustentável.

O próximo jogo do rubro negro, é contra o time do Santos. Entendemos ser muitas vezes mais difícil, principalmente pelo descrédito e inconstância do elenco, e levando-se em consideração o futebol apresentado no segundo tempo contra o Santa Cruz, porém, posteriormente perdeu para o Atlético Mineiro(fora), e agora perdeu de novo, desta feita em casa, o que foi mais complicado, porque o Coritiba é um adversário direto do time leonino. É preocupante a situação, já que terá que somar no mínimo 16 pontos, restando 12 jogos, e consequentemente cabendo ao Sport cinco vitórias e dois empates, para escapar do rebaixamento.

Blog de Airton Sousa: Sport decepciona e perde

Provando mais uma vez que os clubes de Pernambucos são  caseiros, o Sport voltou a perder e decepcionar, jogando contra o Atlético Mineiro. Que existem deficiências em todos eles já sabemos há muito tempo, porém alguns se enganam principalmente quando acontece uma virada e um resultado positivo como foi o caso do jogo contra o Santa Cruz. Terminava o jogo do domingo, e o técnico Oswaldo de Oliveira rasgava elogios ao grupo, esquecendo de analisar as limitações de todos os setores sem exceção, principalmente a irregularidade dos jogadores diferenciados, a exemplo de Diego Sousa, que por coincidência, esteve ausente do jogo contra o Atlético Mineiro, onde o time não foi se quer, a sombra daquele que goleou o Santa Cruz, no segundo tempo.

A derrota para o Atlético, fez o time se aproximar ainda mais da zona de rebaixamento, onde apenas um ponto separa o rubro negro dos clubes que estão na zona de degola. Os mais críticos costumam dizer que o campeonato pernambucano, não serve de parâmetro para nenhuma competição nacional, e agora fica provado que, quando esses se encontram também no Brasileiro, e vencem como o Sport venceu ao Santa Cruz, não podemos colocar como uma vitória da melhor qualificação técnica. Mais um exemplo dessa colocação é o Santa Cruz, campeão do Pernambucano/2016 e da Copa do Nordeste, que aconteceu esse ano. E o resultado aí está, vem carregando há muito tempo, a vice lanterna do Brasileiro da série A.

Na volta para casa, resta ao técnico Oswaldo de Oliveira reorganizar o time para enfrentar ao Coritiba, que vem surpreendendo, quando vence times de expressão e que hoje começa a reagir com resultados positivos da série A.  Vamos ver o que acontece nesse final de semana, porque caso o time não consiga uma vitória, a situação pode se agravar mais ainda.

Esse é um ano em que os quatro representantes de Pernambuco, nas séries A, B e C, comprometem bastante no Brasileiro. Vem aí mais um final de semana, e a  pergunta é a seguinte: o que esperar dos nossos clubes na rodada?

Blog de Airton Sousa: Sport também se aproxima do Z4

Mesmo com as alterações que o técnico Oswaldo de Oliveira fez, tentando melhorar o rendimento do time contra o Corinthians nesta quinta-feira(08),  a equipe não conseguiu frear o adversário. Entendemos que no primeiro tempo, o resultado de 0 x 0  foi fruto de acomodação e desacerto do time paulista, porque o leão não jogou mal. Na segunda etapa de jogo, com a mudança de plano tático, o Corinthians já aos 18 minutos vencia pelo placar de 3 x 0, envolvendo o time Pernambucano em todos os sentidos, inclusive  cometendo falhas  em todos os gols surgidos.

Defesa falha, meio de campo sem criatividade e um ataque inexistente, esse era o retrato do Sport no jogo. A esperança com a volta de Durval para segurar a zaga, de Diogo Sousa para produzir um melhor futebol e um ataque onde  Ruiz, foi igual ou pior que os atacantes que haviam entrado, sem jogar absolutamente nada, nem resolver o problema de gols. Outra vez a torcida ficou decepcionada, acompanhando mais uma derrota e vendo o time se aproximar da zona de rebaixamento. Agora é esperar para o jogo de domingo na Ilha, no clássico das multidões e ver qual dos dois será o pior. Sim, o pior, porque considerando os resultados dos últimos jogos, com erros e decepção, não há muito entusiasmo com o futebol apresentado pelos times pernambucanos.

Blog de Airton Sousa: Santa e Sport empatam

Não passou de 0 x 0, a primeira partida pela Sul Americana, envolvendo o Santa Cruz e Sport na noite dessa quarta-feira(24/08), na Arena Pernambuco. Um jogo sem graça, onde os dois times pouco se empenharam, principalmente o Sport, que sentiu a ausência de Diego Sousa mais uma vez. No primeiro tempo foram maiores as chances do tricolor, aos 17 minutos Derley, aos 22 Léo Moura, aos 23 Keno, aos 25  Pisano e aos 38  Grafite, enquanto que o Sport teve concretamente apenas uma chance através do atacante Rogério. No segundo tempo, mesmo com as alterações feitas pelos dois treinadores, a chances foram menores e o jogo ainda mais fraco tecnicamente, sobrando para o torcedor, apenas a imagem de um jogo violento por parte dois dois times. O Sport buscou mais o gol, teve chance aos 10 minutos com Rogério, aos 20 minutos uma cabeçada de Ronaldo Alves, enquanto que concretamente o tricolor teve uma chance aos 39 minutos com o meio campista William Correia.

Se no primeiro o torcedor reclamou da falta de interesse dos dois times, imagem com a qualidade que o jogo se apresentou no segundo tempo? Tivemos como destaque pelo Santa Cruz as atuações de Luan Peres, Derley, William Correia e Keno; No Sport destacaram-se, Rodney, Ronaldo Alves, Paulo Roberto e Rogério. Um pequeno público, apenas 5.517, para uma renda de R$ 71.085,00, demonstrando o desinteresse das torcidas pelo jogo, e principalmente pelos últimos resultados dos tricolores e rubro negros.

A arbitragem foi do chileno Julio Bascunan, com um bom trabalho. Na próxima partida, se for 0 x 0, o Sport se classifica. Qualquer empate com gol, a classificação é do Santa Cruz. A verdade é que ficou uma interrogação para a próxima fase, que já será internacional, com a qualidade apresentada ontem, qual será o destino do nosso representante?

Blog de Airton Sousa: Santa e Sport estreiam na Sul Americana

A Arena Pernambuco recebe esta noite(24/08), o Santa Cruz e o Sport, para a primeira partida válida pelo torneio Sul Americano. O time tricolor participa pela primeira vez da competição, daí uma ansiedade maior da sua torcida, também pela fase negativa que o time vem tendo no Campeonato Brasileiro, sendo hoje o décimo nono colocado da competição e ameaçado de rebaixamento. Além do mais tem um elenco nivelado tecnicamente por baixo, onde o seu torcedor deverá comparecer em pequeno número, já que a participação da torcida, vem diminuído a cada jogo no Arruda.

Enquanto isso, o Sport já tem a experiência de outras participações no torneio, se bem que também sem sucesso. Porém, o time leonino atravessa melhor fase do que o  tricolor, e tem um elenco muitas vezes melhor, além das opções que o treinador Oswaldo de Oliveira possui no banco. Levando em consideração o quadro atual dos dois times, podemos dizer que o Sport tem mais chances do que o seu oponente de passar para a segunda fase, essa sim, a nível internacional. Também o torcedor leonino deverá comparecer em pequeno número, por uma série de inconveniências, principalmente o horário do jogo, às 21:50 h e a dificuldade de locomoção.

Portanto, hoje à noite na Arena Pernambuco, a primeira partida de uma série de duas, entre Santa Cruz e Sport, valendo a vaga para a próxima fase da Sul Americana.

Blog de Airton Sousa: Sport e Náutico jogam mal e perdem

Abrindo a segunda fase do Brasileiro série B, o Náutico jogou na Arena Pernambuco e perdeu para o Criciúma pelo placar de 1 x 0. Um jogo em que nada deu certo, com todos os setores do time jogando mal, errando passes e finalizações. O técnico Alexandre Galo viu a derrota acontecer, sem qualquer condição pelo menos para empatar o jogo. No final, as explicações não convincentes e as justificativas que não tem qualquer sentido. Com essa derrota, o Náutico se afastou mais ainda do G4 e vem a preocupação, porque nessa fase, será imprescindível que a vitória em casa aconteça, além de jogando fora, ocorram empates ou vitórias, para que se tenha uma boa classificação na série B. O próximo adversário do time alvi rubro será o Vila Nova em Goiás, onde o Náutico tem que recuperar pontos, em razão da derrota em casa.

O Sport também perdeu, e perdeu de goleada para o Botafogo. Até então na zona de rebaixamento, com essa vitória, o time carioca aproximou-se dos dez primeiros colocados, respirando na competição e partindo para uma recuperação total. Por outro lado o técnico Oswaldo de Oliveira, saiu revoltado com o futebol que o time jogou, não quis dar entrevista e prometeu mudanças durante a semana, para o jogo contra o Internacional em Recife. A facilidade com que os gols do Botafogo aconteceram, foi algo impressionante. O primeiro gol, aos 47 minutos da primeira fase, uma falha individual do jogador Paulo Roberto e o goleiro Magrão, entregando de presente, ao jogador Sassá . O segundo gol, já no segundo tempo, também uma falha, desta feita de Magrão que largou a bola nos pés do atacante Sassá, que só fez empurrar para as redes. Quando se esperava mais empenho e correções do time leonino, aí veio o terceiro gol, também uma bola largada pelo goleiro Magrão nos pés do jogador Camilo. O técnico do Botafogo Jair Ventura, descobriu ao longo do jogo, que o mapa da mina era em cima de Renê, que voltou a jogar e jogar muito mal. Esperar para ver o que vai acontecer contra o time gaúcho no próximo final de semana.

Blog de Airton Sousa: Sport – seis jogos sem perder

Voltando à Arena Pernambuco, o Sport Clube do Recife, abriu a segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série A, jogando contra o Flamengo, com uma vitória de 1 x 0, através do atacante Edmilson. O jogador Diego Sousa, deixou o campo contundido, com a perspectiva de passar alguns jogos fora. Coincidência ou não, após a sua saída, o time leonino conseguiu mais velocidade e envolveu mais facilmente o time do Flamengo, que na maioria do tempo do jogo, não conseguiu se acertar em campo, graças a aplicação do time pernambucano.

O placar não traduziu o domínio do rubro negro. No entanto, foram 3 pontos importantes, levando o Sport a 26 pontos na competição, e completando 6 jogos sem perder, sendo 4 vitórias e 2 empates.

O próximo jogo do Sport será fora de casa, contra o Botafogo carioca. O torcedor continua eufórico com os últimos resultados do time.

Blog de Airton Sousa: Sport empata e Santa perde

Pernambuco encerrou a sua participação na primeira etapa do Campeonato Brasileiro da série A. Em casa, o tricolor mais uma vez decepcionou e perdeu para o São Paulo, pelo placar de 2 x 1, com direito a perda de um pênalti através do jogador Grafite, ainda quando o jogo estava 2 x 0. Talvez se marcado esse pênalti com sucesso, o rumo do jogo tivesse mudado para melhor. Depois o jogador kêno fez o gol tricolor e a partir daí o Santa Cruz pressionou, porém com total desespero. O Santa encerra  a fase com 18 pontos, e volta a jogar no próximo final de semana, em Salvador, contra o Vitória, abrindo a segunda fase do brasileirão série A.

Enquanto isso o Sport jogando mal e reclamando muito da arbitragem, empatou em 1 x 1 contra o Figueirense. O primeiro tempo terminou em 0 x 0, com um jogo fraco tecnicamente por parte das duas equipes. Na segunda etapa, com menos de dois minutos, saía o gol do Figueirense e o time leonino chegou a marcar através de um pênalti, cobrado por Túlio de Melo. As duas equipes praticando um futebol pobre de técnica e acima de tudo aéreo, não conseguiram mudar o placar, que chegou ao final em 1 x 1. A ausência de Diego Sousa pesou, para um melhor rendimento da equipe. O Sport fecha essa etapa com 23 pontos e abre a próxima  jogando na Arena Pernambuco contra o Flamengo.

Blog de Airton Sousa: Sport empata com o lanterna

Um jogo que a princípio todos colocavam como fácil, e o Sport tinha nítida vantagem, terminou frustando a torcida leonina, com o placar de 1 x 1. O time rubro negro esteve irreconhecível, sem acertar o caminho do gol e muitos erros de passes. Foram poucas as chances do time pernambucano, que tinha no América Mineiro um adversário aplicado e de uma marcação precisa. Nem Diego Sousa conseguiu aparecer bem no jogo e reconheceu que foi a pior partida do time do Brasileiro de 2016.

O América Mineiro aproveitou uma falha conjunta entre Samuel Xavier, Serginho e Mateus Ferraz, e colocou no canto esquerdo de Magrão, abrindo o placar com Danilo, ex Sport, aos 40 minutos do primeiro tempo. No segundo tempo, o América se fechou, antecipou a marcação e aos poucos foi deixando o time leonino desesperado. Exceto o gol de Gonzalez, em impedimento, aos 48 minutos do segundo tempo, ele próprio, Túlio de Melo e Gabriel Xavier, nada alteraram com as suas entradas.

Foi frustante para o torcedor esse resultado e o Sport agora fecha essa fase no próximo domingo (07/080, às 18:30 h, contra o Figueirense, em Santa Catarina. Com 22 pontos, é a soma até agora, do Sport na competição. E uma vitória não será fácil, porém extremamente necessária, para o time alcançar os percentuais suficientes, a fim  de atingir a pontuação exigida, para uma maior tranquilidade na virada da fase.

Blog de Airton Sousa: Otimismo toma conta dos leoninos

Foi um dia de festa na Ilha do Retiro, principalmente depois que a torcida tomou ciência que o técnico Paulo Autuori do Atlético Paranaense, não poderia contar com mais da metade dos titulares, inclusive o terror das defesas, o atacante Walter. Daí um público de mais de vinte e duas mil pessoas que compareceu ao jogo, terem visto um time valente, dinâmico e voluntarioso, principalmente no primeiro tempo. Diego Sousa, ao lado de Everton Filipe e Rogério, enquanto tiveram condição física mandaram realmente no time paranaense. Os dois gols do jogo, foram  lances criados por Rogério, aos 15 minutos do primeiro tempo, onde o atacante sofreu um pênalti, convertido com muita qualidade por Diego Sousa, e no segundo tempo também Rogério chutou, o goleiro Weverton largou nos pés de Edmilson que complementou, fechando o placar de 2 x 0.

Foram dois tempos distintos, no primeiro tempo com o domínio total do time pernambucano e o segundo tempo, com a queda física das principais peças do Sport, o Atlético aproveitou, porém encontrou no goleiro Magrão e na dupla de  zagueiros Matheus Ferraz  e Ronaldo Alves, a segurança  que a defesa necessitava. Porém, com algumas mudanças feitas pelo técnico atleticano, o time cresceu tendo várias oportunidades, a maioria delas com o jogador Pablo. Destacamos no time do Atlético alguns jogadores: Rafael Galhardo, Paulo André, Luciano Cabral, Pablo e Marcos Guilherme, que demonstraram um bom potencial técnico. Porém, o importante é que o time rubro negro emplacou a terceira vitória consecutiva, somando agora 21 pontos, aproximando-se dos dez melhores colocados e começando a atingir os percentuais necessários para virar essa fase, com uma soma  entre 24 e 26 pontos, condição indispensável para entrar na segunda fase, com mais condição de, no mínimo, se manter na primeira divisão em  2017. Os jogos restantes dessa fase para o Sport são: América Mineiro em Recife e Figueirense em Santa Catarina, dois adversários aparentemente frágeis, principalmente o América, que dificilmente escapa do rebaixamento.

Blog de Airton Sousa: Notícias do Sport e Santa Cruz

Depois de dois resultados altamente positivos, o Sport joga neste sábado (30), na Ilha do Retiro contra o Atlético do Paraná. O time rubro negro vem de uma vitória em casa contra o Grêmio pelo placar de 4 x 2 e outra vitória fora de casa contra o Cruzeiro por  1 x 0. Foram seis pontos tão importantes que afastaram o time leonino da zona de rebaixamento.  O melhor desses pontos conquistados é que, se conseguir uma vitória esta noite, contra o time paranaense, a equipe pernambucana aproxima-se dos dez melhores colocados, o que será um ponto muito positivo para virar essa primeira fase do Brasileiro da série A.

A volta de Durval, trás mais otimismo ainda,  enquanto que o time do Atlético tem ausências interessantes, a exemplo do atacante Walter, o que pode beneficiar o rubro negro pernambucano. O técnico Oswaldo de Oliveira está otimista, principalmente pelo momento que passa o seu time. Depois do jogo de hoje, o Sport continua em casa para jogar contra o lanterna da competição, América Mineiro, o que se espera que serão mais três pontos a serem somados.

Enquanto isso, também esta noite às 21.00 horas, em Porto Alegre, o Santa Cruz tem um jogo difícil contra o Grêmio, terceiro colocado com 30 pontos, e uma campanha quase irretocável na competição. Em contra partida, o tricolor encontra-se numa posição complicada, perdendo jogos sucessivos, inclusive em casa, deixando preocupados, dirigentes, comissão técnica e torcida.  O tricolor tem uma sequência de jogos difíceis. Após o jogo desta noite, jogará contra o Atlético em Minas, e em casa contra o São Paulo, fechando sua participação nessa primeira fase do Brasileiro da  série A. Com João Paulo e Neris de fora, o técnico Milton Mendes tem perdido noites de sono, para repor essas e outras ausências. No entanto, é pensar primeiro no Grêmio, depois ver o que é possível fazer nas partidas restantes dessa fase.

Blog de Airton Sousa: Empate e derrota – Confira o resultado dos pernambucanos

Foto: Internet

Foto: Internet

Um jogo de 8 gools como nos velhos tempos, com duas fases distintas, foi o que o tivemos nesse domingo (05), na Ilha do Retiro, no jogo entre Sport e Atlético Mineiro. No primeiro tempo,  domínio total do time mineiro; na segunda etapa, uma  acomodação do Atlético, fez o Sport crescer e chegar ao empate de 4 x 4.

Com um futebol totalmente diferente, no tempo inicial, dos jogadores Samuel Xavier, Durval, Renê, Rithely, Serginho, Diego Sousa e os demais, que arrasaram contra o Santa, na quarta (01), o Sport foi um time que sofreu com a marcação implacável do Atlético, voltando a apresentar as mesmas deficiências dos jogos anteriores ao do Santa Cruz.

Em contra partida, o Atlético, mesmo desfalcado de 8 titulares, que já vem acontecendo há tres jogos anteriores, foi muito bem armado pelo técnico Marcelo Oliveira, que impôs velocidade na transição da bola, para chegar ao jogador Robinho, que foi o melhor em campo, ao lado de Júnior Urso, enquanto tiveram condição física.

No segundo tempo, com a acomodação do Atlético na vantagem do placar, e com a saída dos principais jogadores, o Sport, após 25 minutos, cresceu no jogo e diminuiu o placar através de Edmilson, que fez o terceiro gol do Sport. Em seguida, com o Atlético ainda mais recuado, Diego  Sousa, numa bela cobrança de falta, fecha o placar em 4 x 4.

O Sport, na sequência da competição, tem dois jogos fora, contra o Coritiba, no Paraná, e contra o Santos, na baixada santista.

Muitas críticas da torcida contra o árbitro Rodrigo Nunes, principalmente pela marcação do segundo pênalti contra o time leonino. Porém, as imagens mostram claramente, que a arbitragem estava correta, inclusive com a aplicação de um cartão amarelo ao jogador Serginho, por reclamação da marcação desse pênalti.

Foto: Internet

Foto: Internet

Para quem não  entrou em campo contra o Sport, na última quarta (01), e se deixou intimidar pelo time rubro negro, podemos dizer que, mesmo perdendo, o Santa Cruz voltou a produzir um bom futebol, exceção a sua peça ofensiva.

Porém, após a sua derrota para o Sport, muitos fatos vieram à tona: insatisfação de alguns jogadores, com a programação do técnico nos treinos; substituições que foram feitas com menos de 30 minutos, nos jogos; tratamento diferenciado com alguns jogadores; e outras queixas mais. A Diretoria tricolor, se antecipou em negar esses fatos. Mas,  a verdade é que algumas insatisfações internas, estão de fato acontecendo.

Após a derrota para o Atlético Paranaense, os jogadores ganharam dois dias de folga, já que o próximo jogo do tricolor será domingo (12), no Arruda, contra o Santos. Diante dos resultados dos últimos tres jogos, é preciso o Santa Cruz voltar a vencer, já que vem de um empate e duas derrotas, caindo muito na tabela de classificação.

Blog de Airton Sousa: No clássico só um time jogou

O torcedor do Santa Cruz, foi dormir decepcionado com o que viu na noite desta quarta feira (01), no Arruda. Só um time entrou em campo: Sport Clube do Recife.

Foi uma partida em que o time rubro negro dominou do começo ao fim, e só não encheu o gol tricolor, porque não tem atacantes de qualidade. Chances aos quatro minutos com Gabriel Xavier; aos nove minutos sai o gol de Edmilson; aos vinte e quatro um chute de Everton Felipe; aos vinte e seis minutos chance de Serginho, entre bons momentos do time leonino. Todos falhavam, do goleiro ao último homem do Santa Cruz. Nas laterais, no miolo de zaga, no meio de campo e no ataque, o tricolor não existia, e para completar Alemão fazendo suas loucuras e dando leite o tempo todo, até quando foi substituído. A torcida tricolor olha para todo canto e  não vê um jogador razoável no time, no jogo contra o Sport.

No segundo tempo, nada mudou, foi o mesmo Santa Cruz da primeira etapa. Abatido, vencido, sem alma, contra o Sport que de novo, dominava na sua peça de meio campo e ataque. Aos quinze minutos chance com Everton Felipe; aos 17 minutos com Diego Sousa; aos 26 expulsão do estreante Roberto e o tricolor passava a jogar com dez homens. Aos 28 chute de Gabriel Xavier; e de novo Gabriel Xavier tinha chance aos 31 minutos;  chute de Edmilson aos 33;  cabeçada de Mateus Ferraz aos 43 minutos; bola na trave de Everton Felipe aos 44 minutos, e finalmente, Rodrigo Mancha chuta forte aos 47 minutos. Conclusão, o Sport teve também no segundo tempo, cinco chances.

No final do jogo,  Grafite resumia a derrota da seguinte maneira: Entramos pensando que o Sport vinha atrás, e na verdade o Sport já entrou para decidir. Essa história de invencibilidade só trás vaidade, para a torcida e para os jogadores. Agora é esperar o jogo do Santa Cruz sábado(04), contra o Atlético do Paraná e o do Sport no domingo(05), contra o outro Atlético, desta feita de Minas Gerais.

Qual o desafio na próxima rodada?  O Sport provar que realmente deu a volta por cima e o Santa Cruz  mostrar que a derrota contra o Sport,  foi um acidente de percurso.

Foto: Internet

Foto: Internet

Canhotinho-PE: Torcedores do Sport organizam segunda carreata

Os amantes do futebol da cidade, mais precisamente os torcedores do Sport Club do Recife, organizaram uma segunda carreata em comemoração ao acesso à série A do Campeonato Brasileiro de 2014, conquistada no último sábado (23).

A primeira carreata, marcada para o domingo (24), não teria sido bem organizada e divulgada, assim não teve a quantidade de torcedores esperada. Desta forma, resolveram organizar esta segunda, tendo mais tempo para se organizarem.

A segunda carreata acontecerá no próximo sábado (30), logo após a última rodada do Campeonato Brasileiro – Série B, onde o Sport enfrentará o Paysandu na Ilha do Retiro. A concentração acontecerá no Restaurante Casa Grande, às margens da PE-177, e a previsão de saída será após a partida.

imagesTV Replay, o que é bom se repete!