Blog de Airton Sousa: Seleção encanta mais uma vez

Tenho a impressão que já podemos sonhar com uma seleção competetiva para a Copa de 2018. São três apresentações bonitas e convincentes, agora sob o comando do técnico Tite. Acredito que faltava exatamente isso, que chegássemos ao fundo do posso, para que providências radicais, viessem a acontecer. Quem não lembra, quando enfrentávamos essas mesmas seleções anteriormente, tínhamos medo, tremíamos e muitas vezes, não conseguíamos vencer. Ao contrário, agora, é dar crédito ao técnico, aos jogadores e esperar que a seleção possa continuar unida e crescendo tecnicamente. Mais um detalhe, a seleção brasileira  começa a tocar com requinte, já apresentando um início de bonitas trocas de passes, e uma participação conjuntiva, e não individual. Exemplo, a mudança de Neymar, de um futebol pessoal  para um futebol solidário.

Quanto ao jogo de ontem(06/10),o placar de 5 x 0 para o Brasil, contra uma Bolívia, que algumas vezes complicou, e quem não lembra, chegou a vencer a nossa seleção. Os bolivianos, entraram firmes na marcação, cometendo muitas faltas, porém, aos poucos foram sedendo espaços e o Brasil foi tomando conta do jogo, chegando ao primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto gol, com jogadas trabalhadas, troca de passes e um futebol envolvente. O placar foi justo, por tudo aquilo que a seleção criou no decorrer da partida.

Agora, é aguardar terça-feira(11), no jogo contra a Venezuela, lanterna da competição. O jogo será na cidade de Mérida, e com certeza, se respeitarmos ao adversário e jogarmos com seriedade, emplacaremos a quarta vitória da era Tite. O Brasil é o segundo colocado, com 18 pontos, tendo como primeiro lugar o Uruguai, com 19 pontos.

Blog de Airton Sousa: Seleção Brasileira – novo treinador, novas esperanças…

Com a conquista do ouro olímpico, e com alguns jogadores jovens demonstrando uma capacidade diferente dos veteranos e viciados, surge no coração da torcida brasileira, a esperança de novos rumos para a copa de 2018, na Rússia. Ao lado dessa expectativa, também novo comando, novo treinador, acontecendo o que muita gente torcia, que o técnico Tite assumisse nossa seleção. Na relação do treinador, nomes como Alisson, Gil, Filipe Luis, Paulinho, Renato Augusto, Taison, Gabriel Barbosa, Casemiro, entre outros. Agora um detalhe não podemos esquecer, as dificuldades que esperam a seleção nesse dois jogos, nos dias 01 e 06 de setembro. Quita-feira(01), a seleção do Equador, segunda colocada nos jogos eliminatórios, com 13 pontos, tendo a sua frente apenas o Uruguai, primeiro colocado evidentemente. Apenas o saldo de gol é que faz a diferença nas duas seleções e aí vem também a altitude e as consequências provocadas, dificultando o domínio da bola, a velocidade do vento e outros itens que servem de vantagem a favor da seleção dona da casa, que sempre leva vantagens nesses trunfos.

Tudo isso foi comentado e providenciado pela comissão técnica, inclusive chegando com antecipação no Equador, para que houvesse uma adaptação por parte dos seus jogadores. Fazendo mistérios sobre a escalação, o técnico Tite resolve proceder dessa maneira, para criar uma expectativa por parte da imprensa e também da torcida. Apenas alguns jogadores já têm seus nomes certos; outros porém, a minoria, é que têm seus  nomes colocados em dúvida para o jogo. Porém, o que se espera é que a seleção venha superar as dificuldades e apresentar um futebol envolvente, conseguindo começar com o pé direito essa nova fase do futebol brasileiro. Depois do jogo dessa quinta-feira(01), a seleção volta para o Brasil, onde vai enfrentar também a boa seleção da Colômbia. É aguardar para ver se o técnico Tite passa no primeiro e difícil  teste.

Blog de Airton Sousa: Finalmente o ouro para o futebol masculino

O Brasil parou neste sábado, para ver a decisão da medalha de ouro, no Maracanã, entre as seleções do Brasil e Alemanha. Um jogo difícil, como era de se esperar, duro, movimentado e bem disputado taticamente. O Brasil abriu o placar ainda no primeiro tempo, através de uma bela cobrança de falta de Neymar, terminando com a vitória parcial de 1 x 0. Na segunda etapa, a Alemanha veio com mais disposição ofensiva e marcou o gol de empate aos 13 minutos. A partir daí, o jogo se tornou mais difícil, com excesso de faltas e cartões amarelos pelas duas seleções, e finalmente o placar de 1 x 1, no tempo normal. Veio a prorrogação, e continuou o empate até o final, com as duas equipes desgastadas fisicamente, principalmente a seleção Brasileira.

Veio então a decisão nos pênaltis. Emoção a cada cobrança. Na quinta cobrança, onde a Alemanha perdeu, coube a Neymar a decisão. Tivemos então uma cobrança perfeita e a vibração do quinto gol brasileiro contra quatro da Alemanha, onde vimos a torcida enlouquecida, dentro e fora do Maracanã. É a primeira vez no futebol que o Brasil conquista a medalha de ouro, e agora é esperar que essa conquista possa moralizar o futebol Brasileiro, que vem desgastado no mínimo, há quinze anos atrás. Podemos destacar no jogo: Douglas Santos, Renato Augusto, Gabriel Jesus, Wallace e Rodrigo Caio. Neymar não esteve tão bem, porém teve uma excelente cobrança de falta, abrindo o placar e cobrando o último pênalti, dando a vitória ao Brasil. Não podemos isentar também, os elogios a paciência do técnico Rogério Micali. Vem aí a Copa de 2018, e se pergunta, o que haverá de mudança, de cima para baixo no nosso futebo? Inclusive  agora, na fase eliminatória sul americana, visando a próxima copa. A euforia é válida, porém as providências têm que ser imediatas, principalmente por parte daqueles que dirigem a CBF.