Blog de Airton Sousa: Seleção Brasileira – novos rumos com Tite?

Tenho a impressão, que ninguém ficou surpreso com a demissão do técnico Dunga, no comando da seleção brasileira. Na minha opinião, não era nem para ter voltado após a Copa de 2010. Porém, foi assim que decidiram os dirigentes na CBF. Foi preciso a desclassificação em um grupo fraco da Copa América, onde constavam seleções como Peru, Haití e Equador, sem qualquer expressão, isentando-se a seleção do Equador, que hoje lidera as eliminatórias da Copa, no continente sul americano.

Agora é Tite, sonhado há muito tempo pela  maioria dos brasileiros e por ele próprio. O treinador deu o sim, fez suas exigências, inclusive de formar a sua comissão técnica.   Sabemos os vícios existentes na CBF, os interesses dos grandes empresários e dos patrocinadores, além de outros detalhes, alheios a vontade do povo brasileiro. Se o novo técnico terá suporte para derrubar todas essas questões e outras mais, é um outro fato. Agora, se deixarem o técnico fazer o seu trabalho sem interferências, a médio e longo prazo, recuperaremos moral e tecnicamente, o nome que o Brasil alcançou no mundo do futebol.

É aguardar, não há outra forma.  Tudo é muito confuso e com muita sujeira. Vai ser preciso comandar a seleção brasileira, com mão de ferro, sem misturar, clube com seleção, que são coisas totalmente distintas, onde a seleção requer um cuidado todo especial, por tratar-se da representação de um país e não de um clube. Só nos resta desejar boa sorte ao técnico Tite, que já tem o primeiro desafio em setembro, com a volta dos jogos eliminatórios da Copa do Mundo de 2018.

Foto: Internet

Foto: Internet