Ibirajuba-PE: Polícia Civil prende suspeito de matar mulher de forma cruel

Na manhã desta sexta-feira (24), a polícia civil prendeu o suspeito de assassinar a jovem de 28 anos, Márcia Lindberg, ela que foi encontrada morta na zona rural do município, no dia 17 do corrente mês.

Relembre o caso:

O suspeito de ser o executor do crime, identificado como sendo João Mariano dos Santos, 49 anos, foi preso nesta manhã, momento em que chegava no seu local de trabalho, na cidade de Cumaru, localizada no Agreste do estado.

WhatsApp Image 2017-03-24 at 16.49.09

Foto: Reprodução/WhatsApp – João Mariano dos Santos, 49 anos

Segundo a delegada responsável pelo caso, Margareth Galindo, João Mariano é considerado um “matador de aluguel”. A Polícia trabalha para elucidar todo o crime e a principal hipótese é que o mesmo tenha sido encomendado. O suspeito de ser o mandante do crime, o ex-marido de Márcia, já foi identificado e a Polícia Civil também fará a solicitação do mandado de prisão. Brigas por causa de pensão alimentícia e a guarda dos filhos, podem ter sido a motivação do assassinato.

Delegada Margareth Galindo

Delegada Margareth Galindo

João Mariano, também conhecido como “João da venda”, foi encaminhado para a delegacia de polícia civil da cidade de Altinho-PE.

Altinho-PE: Ex-companheiro é o principal suspeito de assassinar mulher

Djalma como é conhecido, é o principal suspeito de mandar executar a ex-companheira, Josilene da Silva Simões, com a idade de 22 anos, morta a tiro dentro de sua casa, no loteamento Novo Altinho, nesta noite de sexta-feira (25). 

Suspeito e a vítima durante uma cavalgada (Foto retirada das Redes Sociais)

Segundo informações de conhecidos, a vítima viveu um relacionamento conturbado com o suspeito, com o qual teve uma filha de menos de 2 anos de idade, mas devido a agressividade do mesmo resolveu se separar e ir morar com a família da irmã. 

Depois do ocorrido a Polícia Militar de Altinho, comandada pelo Subtenente a Arthur, deteve o suspeito em sua casa, localizada no Sítio Cajueiro e o conduziu a Delegacia de Cupira para investigar o caso.

Matéria: Gustavo Andrade

TV Replay, informações é aqui!

Suspeito de mutilar 15 mulheres está no Mais Médicos

Ele começa a prestar serviço hoje em Águas Lindas (GO). Ministério diz que caso será investigado.

Carlos Cury viu a oportunidade como um novo começo. Foto: Ed Alves/CB/D.A Press

Carlos Cury viu a oportunidade como um novo começo. Foto: Ed Alves/CB/D.A Press

O Ministério da Saúde selecionou para o programa Mais Médicos um profissional suspeito de ter mutilado e causado lesões corporais em pelo menos 15 mulheres em Manaus. Ex-deputado federal, Carlos José Cury Mansilla, 56 anos, começa a trabalhar hoje em um posto de saúde no município de Águas Lindas de Goiás (GO).

Até o momento, foram concluídos 15 inquéritos policiais no Amazonas. Segundo o delegado Mariolino Brito, as vítimas sofreram sequelas físicas e mentais, após passarem por procedimentos cirúrgicos com Carlos Cury. O próprio médico assume não ter especialidade médica em cirurgia. Entretanto, conta que trabalhou por 28 anos como cirurgião-geral do Hospital Regional de Guajará-Mirim, em Rondônia, e já realizou cerca de 20 mil operações. “No interior do Norte, minha filha, nós somos especializados em tudologia”, afirmou.

As pacientes procuraram o médico para realizar cirurgias estéticas. Celiane Eduardo Santos foi uma das mulheres que entraram na Justiça pedindo indenização de R$ 108.690 por danos causados em uma cirurgia de redução das mamas. “Eu tive de realizar três procedimentos. No primeiro, eu não fiquei com o tamanho do seio que tínhamos acertado. Tentamos mais uma vez e não deu certo. Na última, ele já me atendeu muito mal e senti muita dor na anestesia, que ele mesmo aplicou”, conta.

Fonte: Correio Braziliense

Casinhas-PE: Preso suspeito de assassinar vice-prefeito de Casinhas

Informações dão conta que foi realizada a prisão de um dos acusados pelo duplo homicídio acontecido no município de Casinhas.Entre elas a do vice prefeito.

1

O acusado Cláudio Severo, confessou o crime

2

A Delegacia Regional de Limoeiro apresenta, nesta quinta-feira a prisão de um homem suspeito de assassinar o vice-prefeito de Casinhas, Vital Pedro de Andrade, em março deste ano. O homem foi preso na tarde de ontem em uma ação conjunta da 1ª Promotoria de Justiça de Surubim em parceria com o Núcleo de Inteligência da Polícia Civil no Agreste. A prisão foi realizada na Estação Central de metrô do Recife, Cláudio de Severo. O vice-prefeito do município de Casinhas, no Agreste de Pernambuco, foi morto a tiros na manhã do sábado (30) mês do Abril.O vice do Executivo, Vital Pedro de Andrade (PSD), 51 anos, popularmente conhecido por Índio, estava em um bar com amigos, na zona rural do município, quando foi atingido por disparos de arma de fogo e morreu. O dono do estabelecimento, José Marcos da Silva, 47 anos, também foi baleado e morto.

A polícia vinha realizando investigações no encalço dos acusados,que culminou na prisão de um dos envolvidos,estamos aguardando informações oficial da Polícia civil de Pernambuco.

Informações Polícia civil.

Caruaru-PE: GATI prende jovem suspeito de homicídio Caruaru

Lopes, Sargento Edson e Costa do Gati.

O Gati (Grupo de Apoio Tático Itinerante) do 4ª BPM, prendeu na manhã da última segunda-feira (14), Victor Vinícius Rodrigues Correia, de 18 anos, que mora na rua Carmem Miranda, Centenário. Ele foi denunciado de ter participado da morte de Luan da Silva, de 15 anos, assassinado na noite do último domingo (13), na Rua do Degredo, no bairro Centenário.

Segundo testemunhas, a vítima foi abordada por dois homens em uma moto. Algumas horas depois a equipe da Força Tarefa, apreendeu um adolescente de 17 anos, acusado de ter sido o executor do crime. Ele foi encaminhado a Funase.

De acordo com o Sargento Edson, Víctor Vinícius, foi denunciado de levar o assassino em uma moto para a execução do crime. A arma do crime não foi localizada, e algumas testemunhas do crime entraram em contradição quanto a participação ou não dele no homicídio. Por isso o delegado do plantão apenas pegou o depoimento do acusado e o liberou por falta de provas.