Caruaru-PE: Ex-presidiário é preso acusado de ameaçar a esposa

A Polícia Militar prendeu no final da Manhã deste último sábado (22), Edson Batista da Silva, de 28 anos, que mora no sítio Muricí, zona rural de Caruaru. Um trio Rocam, estava fazendo rondas no vilarejo, quando foi solicitado por uma garota que informou aos policiais que a mãe estava sendo ameaçada de morte pelo seu companheiro que é padrasto da menina, os policiais foram até lá e constataram a veracidade dos fatos e deram voz de prisão ao acusado.

Edson Batista, que já foi preso por porte de arma e também por ter se desentendido com a esposa em casa, foi levado a Delegacia da Mulher, onde foi autuado em flagrante com base na Lei Maria da Penha e como não pagou fiança foi encaminhado mais uma vez ao presídio de Caruaru.

altAu-_YSgODKMp43sZwPqAr3Jy0IIoPzGsfoG7KzGUmThW

DSC06988

O Comissário Neto e o agente Moura, levaram o acusado para o presídio.

TV Replay, o que  é bom se repete!

Caruaru/vitória de Santo Antão/São Caetano-PE: Preso mais dois integrantes da quadrilha que matou doente mental na zona rural

Os agentes Cenival e Neylon da 3ª delegacia de Caruaru (90ª DP), prenderam na tarde desta segunda-feira (04), Valmir da Silva Santos, vulgo “Beiçola” de 22 anos, que mora em Vitória de Santo Antão e trabalha em um parque de diversões em São Caetano e Maciel Tavares da Silva, vulgo “Carito” de 19 anos, residente no sítio Muricí, zona rural de Caruaru.

Os dois elementos presos, participaram da barbárie que resultou na morte do doente mental, Ivanildo Batista da Silva, de 36 anos, que foi agredido na noite do sábado e morreu hoje pela manhã no Hospital Regional do Agreste (HRA). Os outros integrantes Alexsandro da Silva Santos, vulgo “Pepê” de 19 anos, e um menor de 14 anos, já foram detidos no domingo e todos foram ouvidos, confessaram o crime e foram liberados.

 5

Alexsandro e o menor, já haviam sido presos no domingo

Alexsandro e o menor, já haviam sido presos no domingo

"Beiçola"

“Beiçola”

"Carito"

“Carito”

Segundo “Carito” os quatro assassinos estavam bebendo cachaça e ao verem a vítima passar, foram atrás, bateram na mesma e enfiaram um pedaço de madeira no ânus da vítima que morreu em decorrência da violência sofrida. Não houve motivos para a tal agressão.

4

Ivanildo Batista da Silva, de 36 anos – Vítima

O crime chocou a população do Muricí, que cobra justiça para o caso.