Correios reajustam preço do serviço de despacho postal a partir de hoje

A partir de hoje (5), o despacho postal será reajustado de R$ 12 para R$ 15. De acordo com os Correios, o valor do serviço não sofreu nenhuma alteração desde a sua implantação, em outubro de 2014. “Na área de encomendas, os Correios concorrem com empresas privadas e o cálculo do reajuste é baseado na variação dos custos, nas tendências do mercado e na evolução do cenário comercial de livre concorrência”, informou a empresa.

Agência dos Correios - Foto Elza Fiúza/Arquivo Agência Brasil

Agência dos Correios – Foto Elza Fiúza/Arquivo Agência Brasil

O despacho postal é o valor pago pelos importadores em razão da prestação dos serviços de suporte postal e apoio administrativo às atividades de tratamento aduaneiro (entrada e saída de mercadorias, em aeroportos e fronteiras). O valor tem o objetivo de cobrir os custos com o processo de recebimento dos objetos, a inspeção de raio X, armazenagem, o recolhimento dos impostos, a comunicação com destinatário e remetente, além da devolução da encomenda quando o destinatário não faz o pagamento dos tributos.

Desde 22 de janeiro de 2018, todas as encomendas internacionais cuja declaração de importação for registrada na plataforma eletrônica Minhas Importações estarão sujeitas à cobrança do serviço de despacho postal, independentemente de serem tributadas pela Receita Federal.

Minhas Importações

De acordo com os Correios, em dezembro de 2017, foi concluída a implantação do novo modelo de importação, criado em parceria com a Receita Federal. Agora, os três centros internacionais da empresa, no Paraná, Rio de Janeiro e em São Paulo, utilizam a nova plataforma eletrônica de desembaraço aduaneiro.

Com isso, os órgãos de controle fazem as fiscalizações de forma automática, e o consumidor pode interagir eletronicamente durante todo o trâmite, enviando documentos complementares, solicitando revisão de tributos e realizando o pagamento dos impostos e serviços pela internet, de forma simplificada. Assim, cumpridas as exigências fiscais e aduaneiras de forma eletrônica, os Correios podem entregar a mercadoria diretamente no endereço do destinatário.

*Com informações dos Correios

MPPE cobra de Belo Jardim o restabelecimento do serviço do Samu

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito de Belo Jardim, Hélio dos Terrenos, que restabeleça o funcionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que se encontra paralisado. Com a recomendação, a gestão municipal deverá disponibilizar veículos e profissionais para regularizar o funcionamento dos atendimentos de urgência e emergência no município.

Foto: Internet

Foto: Ilustrativa / Internet

As denúncias de que o serviço estava parado por aproximadamente seis meses impulsionaram as investigações do Ministério Público. A 1ª Promotoria de Justiça de Belo Jardim solicitou à gestão municipal que esclarecesse as denúncias sobre a situação do SAMU na cidade. Por meio de ofício, a Prefeitura de Belo Jardim informou que o serviço retornaria em breve, apontando que havia solicitado à Secretaria Estadual de Saúde uma nova ambulância, admitindo, assim, que o Samu no município estava paralisado.

Apesar de estar inoperante, o serviço do Samu de Belo Jardim estava recebendo verbas federais regularmente, segundo o promotor de Justiça Daniel de Ataíde. “Em consultas ao portal da transparência da União, foram obtidas informações de repasses do Governo Federal, que em 20 de dezembro de 2017 totalizavam R$ 144.375,00”, destacou.

O prefeito tem dez dias para informar ao Ministério Público se acatará a recomendação, demonstrando, caso aceite, as medidas necessárias para fazer o Samu funcionar novamente.

Caruaru-PE: Bilhetagem eletrônica começa a funcionar na cidade

A partir desta segunda (04), o vale eletrônico de caruaru – LEVA, começa a funcionar. O cadastramento e a venda pode ser realizado na Alameda de serviço do Shopping Difusora. O horário de atendimento é Segunda a Sexta de 8h às 22h, e no Sábado de 8h às 14h. O diretor institucional do AETPC, Ricardo Henrique conta mais detalhes sobre o LEVA.

Confira a matéria de Edvaldo Magalhães.

TV Replay, o que é bom se repete!