Caruaru-PE: Comissão do Meio Ambiente da Assembleia aprova o dia 9 de Maio como o Dia do Rio Ipojuca

A Comissão de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Assembleia, nesta quarta-feira, aprovou projeto de lei que oficializa o 9 de maio como dia do Rio Ipojuca. A proposição da deputada Laura Gomes atendeu sugestão da Organização Não Governamental de Caruaru, SOS Ipojuca. A ideia dos ambientalistas é usar a data para mobilizar a comunidade e o setor público em torno da preservação do curso d’água que atravessa ampla porção da área urbana de Caruaru, no sentido oeste-leste.

Foto: ONG SOS Ipojuca/Divulgação

Foto: ONG SOS Ipojuca/Divulgação

Considerado um dos mais poluídos do Brasil, o Rio Ipojuca, cuja nascente se situa em Arcoverde, tem uma extensão de 320 quilômetros, até desembocar no Atlântico no município de Ipojuca. Ao longo da sua calha estão 25 municípios do Agreste e da Mata, com uma população superior a 1.300.000 habitantes. Hoje, a degradação das águas é extrema, sobretudo em função do despejo de lixo e de esgotos urbanos.

A ONG SOS Ipojuca é fortemente focada na recuperação e preservação do rio em cuja margem nasceu Caruaru. Os ativistas componentes da entidade procuraram a deputada com a idéia de projeto da data e, além disso, foram recebidos pela Comissão de Meio Ambiente da Assembleia em ação articulada pela parlamentar socialista.

Para Laura Gomes “a aprovação da data é simbólica de uma luta que só deve parar quando todos estivermos satisfeitos com a despoluição do rio e o uso de suas águas de forma sustentável. Tão logo o Plenário aprove o texto, em votação final, vamos intensificar as ações e, sobretudo, estimular a Compesa na implantação plena do PSA-Ipojuca, projeto que tirará do leito do rio o despejo dos esgotos da cidade. Esse será um passo fundamental para devolver um Ipojuca saudável ao povo de Caruaru”, destacou a deputada.

Caruaru-PE: Vereador Lula Torres pede ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti

Na 6ª Reunião da 4ª Sessão Legislativa Ordinária da 16ª Legislatura, da Câmara Municipal de Caruaru, realizada na noite desta terça-feira (01.03), quarenta e dois requerimentos e duas indicações foram discutidas e aprovadas.Trinta dessas proposituras foram reapresentadas, a maioria referindo-se a serviços de saneamento, calçamento ou limpeza urbana. Entre os requerimentos reiterados e novamente aprovados, destaque para o requerimento do vereador Lula Tôrres (PR), vice-presidente da Câmara, para limpeza no Rio Ipojuca.

Requerimento nº 164/2016, pede recapeamento asfáltico na Rua Marcílio Dias, Bairro São Francisco;

Requerimento nº 165/2016, REITERA pedido de limpeza no Ipojuca, bem como capinação em várias artérias do Bairro São Francisco;

Requerimento nº 166/2016, REITERA pedido de abertura da 2ª Travessa Amaury de Medeiros, Bairro São Francisco;

Requerimento nº 167/2016, REITERA pedido de construção de ponte sobre o Riacho do Mocó, entre os bairros Caiucá e João Mota;

Requerimento nº 168/2016, REITERA pedido de modificações no trânsito entre a 1ª Travessa Marechal Deodoro e a Praça Coronel Porto, Bairro São Francisco;

Confira!

TV Nova Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Vereador Heleno do Inocoop pede mutirão de limpeza nas margens do Rio Ipojuca

Na 49ª Reunião da 3ª Sessão Legislativa Ordinária da 16ª Legislatura, da Câmara Municipal de Caruaru, realizada nesta quinta-feira (17.09), o vereador Heleno do Inocoop (PRTB), apresentou dois requerimentos, que foram aprovados por unanimidade.

vereador heleno do inocoop 2

Requerimento nº 1637/2015/Vereador Heleno do INOCOOP: asfalto desde a entrada do Sítio Vasco até o Povoado de Agreste de Pau Santo;

Requerimento nº 1638/2015/Vereador Heleno do INOCOOP: mutirão de limpeza às margens do Rio Ipojuca, nos bairros Indianópolis, Deputado José Antônio Liberato, Cedro e Alto da Balança;

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: ONG Terra Verde denuncia Compesa na Polícia Federal

01 rio ipojuca 02 rio ipojuca marcelo rodriguesA ONG Terra Verde, entregou uma documentação na Delegacia da Polícia Federal, na cidade de Caruaru, denunciando crime de poluição hídrica que acontece no município há mais de 30 décadas, sendo a Compesa a responsável pelo incidente.

O objetivo da ONG, segundo o presidente da entidade, o advogado ambientalista Marcelo Rodrigues, é colaborar com a 2ª etapa da Operação Despejo, deflagrada pela Delegacia de Repressão à Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (Delemaph).

De acordo com a denúncia, o despejo de esgoto bruto é feito diretamente no Rio Ipojuca, onde não há nenhum tratamento. A investigação teve início a partir de uma série de denúncias do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), repassadas ao Ministério Público.

Foram expedidos mandados de busca e apreensão contra a sede da Compesa, gerência de controle de qualidade de efluentes, gerência de meio ambiente, bem como as estações de tratamento de esgoto da Cabanga, no Recife, de Peixinhos, em Olinda, do Janga, em Paulista, todas na região metropolitana do Recife, além da Estação de Tratamento de Esgoto (Ete) de Rio Formoso, na Zona da Mata Pernambucana.

Com a entrega da documentação na Polícia Federal, o advogado Marcelo Rodrigues espera a continuidade da Operação na cidade de  Caruaru.

TV Replay, informação é aqui!

Caruaru-PE: Câmara aprova Projeto de Lei que institui Dia Municipal do Rio Ipojuca, a pedido do vereador Gilberto de Dora

Na 16ª reunião da  3ª sessão da 16ª legislatura, da Câmara Municipal de Caruaru, realizada no dia 09 de Abril de 2015, o vereador Gilberto de Dora (PSB), apresentou sete proposituras, que foram aprovadas por unanimidade.

Projeto de Lei nº 6.907/2015/Vereador Gilberto de Dora/1ª Discussão: institui o Dia Municipal do Rio Ipojuca;

Projeto de Decreto Legislativo nº 799/2015/Vereador Gilberto de Dora/1ª e Única Discussão: concede Medalha Governador Eduardo Campos ao Deputado Federal Wolney Queiroz;

Projeto de Decreto Legislativo nº 804/2015/Vereador Gilberto de Dora/1ª e Única Discussão: concede Medalha Governador Eduardo Campos ao Vereador Marcelo Gomes;

Projeto de Decreto Legislativo nº 809/2015/Vereador Gilberto de Dora/1ª e Única Discussão: concede Medalha Professora Sinhazinha à educadora Maria Luzinete de Lemos Bezerra;

Requerimento nº 735/2015/Vereador Gilberto de Dora: doação de terreno localizado no cemitério de Xicuru aos familiares do saudoso Severino Francisco da Silva;

Requerimento nº 736/2015/Vereador Gilberto de Dora: construção de praça na Vila de Lagoa de Pedra de Baixo, 4º Distrito;

Requerimento nº 737/2015/Vereador Gilberto de Dora: quadra poliesportiva na Vila de Xicuru;

Indicação nº 64/2015/Vereador Gilberto de Dora: REITERA implantação de filial do Escritório de Direitos Autorais nesta cidade.

Câmara Gilberto de dora

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Candidato a presidente da UVP pede votos aos vereadores caruaruenses

Na 12ª reunião da 3ª sessão legislativa ordinária da 16ª legislatura, realizada na noite desta quinta-feira (19.03), foi bastante movimentada. No pequeno expediente houve uma palestra sobre o Rio Ipojuca, devido a Semana das Águas, com os ambientalistas João Domingos e Alexandre Nunes.

Os sulanqueiros que fizeram uma assembléia no Marco Zero e depois foram a Casa Jornalista José Carlos Florêncio, onde lotaram as galerias. O presidente da Câmara, Leonardo Chaves (PSD) permitiu que o presidente do Sincovac, José Carlos da Silva, usasse o microfone e fizesse as reivindicações em nome da categoria, e depois todos se retiraram.

O Presidente da Câmara de Vereadores de Timbaúba, Josinaldo Barbosa, visitou a Câmara de Caruaru, anunciou sua candidatura a presidência da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP) e pediu votos aos edis caruaruenses.

Confira!

foto 1 foto 2 foto 3

TV Replay, o que é bom se repete!

Bezerros-PE: Rio Ipojuca está completamente tomado pelas Baronesas

Planta típica da água que apesar de colaborar com a limpeza do rio, provoca danos as estruturas próximas

Alguns anos atrás (2004), após uma enchente no rio, a principal ponte da cidade desabou devido ao grande aglomerado da planta que fixou nos pilares de sustentação da estrutura.

A causa principal da proliferação das plantas é resultado do esgoto lançado diretamente no rio, afirmam os especialistas: “A baronesa é uma espécie de filtro que se alimenta de dejetos. É a natureza tentando fazer aquilo que o homem não faz, limpar a água”, explica o membro do Comitê da Bacia Hidrográfica, Aluizio Gomes.

Foto: Renato Luiz

Rio Ipojuca está com grande fluxo devido as chuvas recentes | Foto: Renato Luiz

Segundo o ambientalista, Vitório Rodrigues, o crescimento da planta no Rio Ipojuca acontece porque há pouca correnteza. As baronesas ajudam a filtrar as impurezas que chegam às águas do rio. Mas, o problema é que, depois de um certo tempo, o trabalho passa a ser feito ao contrário e surgem vários transtornos, como o mau cheiro.

Uma das principais conseqüências da poluição é a ausência de peixes. O pescador Jackson Rutem, 65 anos, de forma surpreendente diz que ainda pesca no rio que é considerado um dos mais poluídos do Brasil. Ele afirma que a cada dia tem sido mais difícil continuar pescando para se alimentar: “Se Deus não ajudar, a tendência é acabar os peixes do São Francisco. Está tudo escasso, aqui até os cagados tão sumindo. Está muito difícil”,  lamenta.

Enviado por: Rinaldo Luiz

TV Replay, o que é bom se repete!

Pernambuco: Ampliação da Barragem Pedro Moura Júnior garante segurança hídrica para Belo Jardim e outras cidades do Agreste

Ampliar a oferta de água em 20% para população de quatro municípios do Agreste pernambucano. Este será o resultado da ampliação da Barragem Pedro Moura Júnior, construída sobre o Rio Ipojuca, no município de Belo Jardim. A solenidade que marcou a assinatura da ordem de serviço aconteceu na tarde desta quinta-feira (03/07), no Palácio do Campo das Princesas, com a presença do governador João Lyra Neto, do deputado federal Mendonça Filho e de lideranças dos municípios beneficiados, além dos secretários João Bosco (Infraestrutura) e Luciano Vásquez (Casa Civil) e do presidente da Compesa, Roberto Tavares.

Com investimento de R$ 5,3 milhões (recursos dos Governos Estadual e Federal), a capacidade de acumulação da Barragem Pedro Moura Júnior vai passar de 29 para 35 milhões de metros cúbicos de água, reforçando a disponibilidade de água do sistema de abastecimento do açude Bitury, que  atende as cidades de Belo Jardim, Tacaimbó, Sanharó e São Bento do Una.

No total, cerca de 170 mil pessoas serão beneficiadas com a intervenção. O prazo para conclusão da obra é de oito meses.

“Quanto mais aumentamos a capacidade de acumular água, alcançamos uma maior sustentabilidade hídrica para o nosso desenvolvimento. A Adutora do Agreste está sendo feita, que será uma solução definitiva para essa situação no Agreste, para a qual estão sendo investidos cerca de 2,3 bilhões, numa parceria entre o Governo do Estado e do Governo Federal. Além disso,estamos realizando outras grandes obras na área de recursos hídricos. E, agora, iniciamos a ampliação dessa barragem para dar tranquilidade a população daquela região”, explicou o governador.

A sustentabilidade hídrica é urgente no Agreste pernambucano, uma vez que a estiagem continua atingindo fortemente a região. A Barragem de Jucazinho, por exemplo, que atende 16 municípios, está com 30% da capacidade. A própria Barragem de Bitury conta com apenas 10% de sua capacidade. Já a Barragem Pedro Moura Júnior está com 26% da sua capacidade.

“A gente precisa fazer os investimentos, mas também precisamos que chova para que se possa repor a água desses mananciais”, frisou o secretário João Bosco. Por sua vez, o deputado Mendonça Filho elogiou a “boa vontade e disposição” do governador João Lyra Neto em “tirar a obra do papel”. “Essa obra foi licitada duas vezes. Licitações desertas, sem concorrentes. Mas houve esforço, boa vontade e cooperação por parte do Governo para que a gente pudesse reestruturar o projeto e adequá-lo a uma licitação que houvesse competição e vontade de executar”, afirmou o parlamentar.

A Barragem Pedro Moura foi iniciada quando Mendonça Filho exercia o cargo de secretário de Agricultura, e concluída no ano de 1998, durante a gestão do ex-governador Miguel Arraes. Além da sustentabilidade hídrica, o secretário João Bosco de Almeida destacou que a barragem vai cumprir um papel adicional: conter enchentes ao longo do Rio Ipojuca, a partir de Belo Jardim. “Eu me lembro bem da operação que fizemos em 2010. Foi uma cheia muito violenta, com inúmeros danos para população da Mata Sul. E Caruaru, por exemplo, passou ilesa porque a Barragem Pedro Moura segurou aquela grande onda de chuvas”, lembrou o secretário.

Nascido em Belo Jardim, o presidente da Associação Cidade Jardim, João Bosco de Barros, 42, comemorou a autorização da obra. “A ampliação dessa barragem também vai melhorar muito a questão dos empregos, porque desde que essa estiagem começou muitas indústrias estão demitindo os funcionários porque não tem como funcionar plenamente sem água. Agora vai melhorar 100%”, comemorou João Barros, que mora com esposa e quatro filhos em Belo Jardim.

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, ressaltou que a ampliação da barragem faz parte de um conjunto de investimentos para garantir a segurança hídrica no Estado. “Nos últimos sete anos, o Governo de Pernambuco investiu mais de R$ 3,3 bilhões. Só no ano passado, foram investidos R$ 730 milhões”, relatou, ao destacar que além da Adutora do Agreste, o Governo do Estado também vai cuidar das barragens existentes a fim de garantir flexibilidade operacional e segurança hídrica para população pernambucana.

unnamed (1)

Foto: Raul Buarque/SEI

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Prefeitura intensifica ataque às muriçocas

O prefeito José Queiroz determinou o aumento para 45 homens no combate aos focos de muriçocas do Rio Ipojuca e canais da cidade. A decisão foi emitida em reunião emergencial, na manhã desta quarta, 28, no Gabinete do Executivo, com a participação do diretor de limpeza urbana, Maurício Silva, e do chefe da vigilância em saúde, Paulo Florêncio.

Para eliminar os incômodos mosquitos, que proliferam mais em tempos chuvosos, por conta da multiplicação de focos em águas paradas, a ação conjunta das duas secretarias mobilizará dezenas de agentes de endemias, sob o comando do diretor Paulo Florêncio, que já tem o mapeamento dos pontos mais críticos a atacar com a aplicação de larvicida biológico e pulverização imediata após a retirada de baronesas e entulhos que abrigam os insetos.

Para desobstruir o Ipojuca e facilitar o fluxo das águas, também nos córregos e canais, serão usadas retroescavadeiras, caçambas, roçadeiras e a máquina PC que é específica para serviços de destruição de taludes e de remoção dos materiais que provocam o assoreamento.

Os agentes das Secretarias de Serviços Urbanos e de Saúde foram orientados para pedir a ajuda da população no sentido de evitar o depósito de lixo, dejetos e objetos imprestáveis no rio e nos córregos. Esta prática, que remonta aos tempos da cidade rural que Caruaru já foi, é a causa de entupimentos em caneletas e passagens d’água, formando focos de muriçocas e, em muitos casos, provocando transbordamentos perigosos para os moradores ribeirinhos. “A nossa ideia é o combate total à muriçoca”, observou o prefeito José Queiroz.

unnamed

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Identificada mulher encontrada morta no Rio Ipojuca

Foi identificada terça-feira (25) no IML do Recife, a mulher que foi encontrada morta no final da manhã da última segunda-feira (24), boiando no Rio Ipojuca em Caruaru-PE. A vítima, Maria Janaína da Silva, tinha 23 anos, era solteira e morava na Rua Amauri de Medeiros, no bairro São Francisco.

Maria Janaína

Maria Janaína

A família disse que a vítima saiu de casa na noite de sexta-feira (21)

A família disse que a vítima saiu de casa na noite de sexta-feira (21)

Dona Maria Helena, está inconsolável com a morte da vítima e acredita que ela foi assassinada

Dona Maria Helena, está inconsolável com a morte da vítima e acredita que ela foi assassinada

Dezenas de vizinhos se solidarizaram com a família da vítima

Dezenas de vizinhos se solidarizaram com a família da vítima

Segundo familiares, a vítima saiu de casa na noite da última sexta-feira (21) acompanhada de algumas amigas e foram para o Pátio do Forró, e lá dançaram bastante no Forró do Candeeiro e já durante a madrugada, as amigas chamaram a mesma para ir embora e ela preferiu ficar no local acompanhada de alguns desconhecidos. Ela foi vista pela última vez na noite do sábado e dois dias depois foi encontrada no rio com afundamento no crânio indicando um possível homicídio.

Reveja as fotos:

5 6 7 8 9 10 11 12 13

Os familiares disseram que a vítima que tinha 5 filhos, não costumava frequentar o Loteamento Rosa de Saron, onde foi encontrada morta e que não tem qualquer dúvida que a mesma foi assassinado e jogada no rio. O corpo foi sepultado na manhã do dia (26) no cemitério Parque dos Arcos em Caruaru.

14

O delegado do Caso, Dr. Bruno Vital, começou a ouvir os amigos e familiares da vítima, mas adiantou que com as evidências que podem apontar um possível assassinato, por enquanto não dá para definir a causa da morte e que o laudo do IML deverá ficar pronto em 30 dias.