Bezerros-PE: Papanguarte prepara apresentações especiais de natal

Teve início neste final de semana, dias 22 e 23 de novembro, a montagem novo espetáculo: “Natal Luz – na terra do Papangu”, Papanguarte – balé popular de Bezerros

Durante dois dias de encontro, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da história das danças e folguedos que compõe o ciclo natalino. As atividades foram divididas em duas etapas: na primeira foram abordados temas ligados a cada folguedo que irá compor o show, dentre eles: Cavalo Marinho, Bumba meu boi, Reisado, Guerreiro, Pastoril e Pau-de-fitas. Também foi estudado a origem e o pé-de-dança de cada folguedo. Na segunda etapa, a parte prática, os bailarinos tiveram noções de como deverão ser construídos os desenhos coreográficos de cada dança e a sua indumentária. O encerramento das atividades foi marcado com a montagem das coreografias do novo espetáculo.

Os encontros estão sendo realizados na Escola Municipal Getúlio Vargas, localizada na praça dos Tamarindos, nos sábados (15h às 17h30) e nos domingos (10h às 13h). A ação foi aplicada pelo coreógrafo e professor Carlos Marques, que está bastante feliz com o ingresso de novos integrantes depois da campanha realizada com apoio da mídia local.

Membros do grupo estão ansiosos pelo natal. Foto: Reprodução Internet

Membros do grupo estão ansiosos pelo natal. Foto: Reprodução Internet

O auto natalino: “Natal Luz, na Terra do Papangu”, relata a história de um vendedor de máscaras da terra do Papangu que na noite de Natal resolve sair as ruas para vender suas belas criações. Quando de repente é atraído por duas crianças: Pedrinho e Maria, que impressionado pela beleza das máscaras começa a dialogar e questionar cada uma delas.

O interessante desta história é que cada máscara representa um artista bezerrense e fala de um folguedo do ciclo natalino. O espetáculo encerra-se com uma grande confraternização na noite de natal e faz uma homenagem ao padroeiro da cidade São José.

O texto, direção cênica/artística é do arte-educador: Carlos Marques. Já as coreografias e figurino ele divide com o grupo.

Já estão agendadas duas apresentações: Dia 22 de dezembro, em Limoeiro/PE e 27 de dezembro em Bezerros na festa de Natal.

HISTÓRIA

O PAPANGUARTE foi fundando em 1977 por um grupo de alunos da rede municipal, estadual e particular da cidade dos papangus (Bezerros). O grupo tem como característica própria os seus dançarinos dançando mascarados e com alpercartas de couro cru, valorizando a cultura popular do estado de Pernambuco, em especial a cultura dos famosos Papangus de Bezerros.

O nome PAPANGUARTE vem da junção PAPANGUS + ARTE.

O balé já participou de diversos concursos de danças pelo Brasil e é considerado referência no estado.

TV REPLAY, O QUE É BOM SE REPETE!

Garanhuns-PE: Largo do Colunata é o espaço para a cultura popular no Festival

Frevo, reisado, música indígena, banda de pífano, quadrilha junina, troça carnavalesca, entre outras, foram algumas das atrações que passaram pelo Palco da Cultura Popular ontem (24). O espaço fica no Largo do Colunata, localizado na Avenida Santo Antônio, centro da cidade. Outras grandes atrações da cultura pernambucana vão passar pelo local até o sábado (26).

De acordo com o coordenador geral do palco e de Cultura Popular da Secretaria de Cultura do Estado, Paulo Otávio, esse ano, o lugar recebeu um grande número de Patrimônios Vivos durante as apresentações. “Esse é o nosso principal diferencial. Nomes como Selma do Coco, Leão Coroado, Estrela Brilhante de Igarassu, Mestre Galo Preto, Lia de Itamaracá e Caboclinho 7 Flexas do Recife, foram algumas dessas ilustres apresentações. Hoje ainda tivemos dois patrimônios vivos aqui: Clube Indígena Canindé e O Homem da Meia Noite”, destacou. Paulo trabalha há nove anos no FIG e há seis coordena a Cultura Popular no evento.

Atrações culturais de Garanhuns também estão presentes diariamente no local. Ontem foi a vez do Reisado Garanhuns Cultural, além do “Erem – Mix Pernambuco”, que fez o público dançar ao som de muito frevo. A comerciante Ana Paula, da cidade de Olinda, se encantou com o grupo Mix Pernambuco. “Gosto muito de frevo, esse é um ritmo tão nosso que ver de perto essas shows me enchem de orgulho”, contou.

Em média, duas mil pessoas passam pelo Largo do Colunata diariamente. Aproximadamente 70 atrações foram contratadas para o polo de Cultura Popular no 24º Festival de Inverno de Garanhuns.

Fotos: Samara Pontes

Fotos: Samara Pontes

unnamed (2)

unnamed

 

TV Replay, o que é bom se repete!