Caruaru-PE: Em rebelião na FUNASE, sete internos são mortos carbonizados

Na noite deste domingo (30), internos da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, deram início a uma rebelião que culminou com a morte de 7 jovens, com idades entre 14 anos e 18 anos,  onde seis deles foram queimados e um mutilado, segundo informações da Polícia Militar. Um desentendimento entre os socioeducandos teria motivado o tumulto. 

1

O corpo de Bombeiros foi acionado pela PM, devido as chamas que tomaram conta de um das alas. Logo, o fogo foi contido e assim, os corpos encontrados. Ainda segundo a PM, seis adolescentes foram carbonizados e um encontrava-se com um afundamento no rosto e as mãos decepadas. Equipes do BEPI (Batalhão Especializado de Policiamento do Interior) estiveram no local durante todo o ocorrido; bombas de efeito moral foram utilizadas pelos oficiais para conter os socioeducandos que ao perceberem a presença dos PM, começaram a lançar pedras e pedaços de pau sobre o muro.

Os corpos foram levados para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru. A rebelião foi controlada por volta das 0h desta segunda-feira (31). Segundo informações, a unidade tem capacidade para 90 internos, no entanto, atualmente, abriga 205 socioeducandos.

 

Pernambuco: Sinpol emite nota de pesar

NOTA DE PESAR

O Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco) se solidariza com a família do Policial Militar Carlos Silveira do Carmo, morto covardemente ontem (19/01) enquanto exercia sua difícil tarefa de garantir a ordem pública e a segurança dos apenados do Complexo Penitenciário do Curado.

Para o Sinpol, a morte de mais um irmão da segurança pública denota o completo caos institucional pelo qual passa a segurança pública no Estado de Pernambuco. O fato é terrível: mais um herói foi morto no exercício de sua função, desta vez, alvejado por balas disparadas de dentro de um presídio, onde os apenados deveriam exercer atividades de ressocialização.

1

O Sinpol denuncia que esse caos é resultado de uma sequência de malfeitos administrativos e de muito descaso. Existe em Pernambuco déficit de pessoal; salários aviltantes e, em várias categorias, os piores do Brasil; más condições de trabalho; falta de equipamentos e uma política falida que prioriza a apresentações de números em detrimento de resultados efetivos que, de fato, beneficiem a sociedade.

Em nome de Silveira e muitos outros que tombaram defendendo a população pernambucana, o Sinpol se coloca na luta por dias melhores para os trabalhadores da segurança pública e para todo o povo de nosso Estado.

A direção do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco

Dia de rebelião e de muita fúria dos detentos

O clima ficou tenso ontem em Caruaru. No começo da tarde, os internos fizeram um princípio de motim, queimaram colchões, abriram buracos na parede e deixaram dois agentes feridos.

Os agentes foram feridos a pedradas. Essas pedras foram atiradas pelos internos.

Um agente foi atingido na cabeça e o outro na perna; eles foram atendidos no Hospital Regional do Agreste e em seguida foram liberados.

A unidade da FUNASE de caruaru tem capacidade para 100 internos, mas no momento abriga mais de 170. Alguns são de outro estado.