Reajustes de militares custarão R$ 4,6 bilhões aos cofres públicos em 2018

As pressões da cúpula das Forças Armadas garantiram aos militares o reajuste salarial previsto para 2018, enquanto os servidores civis terão a revisão nos contracheques adiada para 2019. A decisão do governo foi comunicada na terça-feira, 15, pelos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, e custará R$ 4,6 bilhões aos cofres públicos no próximo ano.

Divulgação/FAB

Divulgação/FAB

A estimativa inicial do Executivo era de economizar até R$ 9,7 bilhões com o adiamento das revisões de servidores civis e militares. Entretanto, o valor encolheu para R$ 5,1 bilhões após fortes articulações dos comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. O presidente Michel Temer ouviu o apelo da ala política do Palácio do Planalto, que alegou não ser um bom momento comprar briga com a caserna.

Os militares também ficaram de fora da proposta de reforma da Previdência. Apesar de toda a pressão do Ministério do Planejamento para que integrantes das três Forças dessem sua de sacrifício, o Planalto achou por bem ouvir o ministro da Defesa, Raul Jungmann, que repassou a Temer um quadro nada agradável, de rebelião dos altos escalões do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.

Segundo políticos ligados ao Planalto, os militares foram muito prejudicados nos últimos anos. Portanto, não seria justo mantê-los sem reajustes em 2018. Já os servidores civis tiveram correções generosas ao longo da última década, além de as remunerações serem muito maiores no que nas Forças Armadas.

Por Correio Braziliense

Garanhuns-PE: Projetos para reajuste salarial de professores e servidores municipais foram aprovados por unanimidade na Câmara de Vereadores

Foram aprovados por unanimidade na manhã desta quarta-feira (09), pela Câmara Municipal de Garanhuns, os seguintes projetos de leis: Nº 008/2014 que cria a gratificação para os professores de graduação da Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (Aesga), denominada “Gratificação de Sala de Aula”, o projeto de lei Nº 009/2014 que reajusta a grade de vencimento dos professores da Rede Municipal de Ensino e Nº 010/2014, que reestrutura as tabelas de vencimentos de Servidores Efetivos, Inativos e Pensionistas.

A “Gratificação de Sala de Aula” visa dar maior incentivo ao corpo de professores da Aesga, dando maior valorização à docência do ensino superior desta instituição. Em seu Artigo 1º, o projeto pretende instituir a gratificação que consiste no percentual de até 20% em quantidade de hora/aula e, no pagamento da mesma, não haverá distinção entre professor de graduação concursado ou contratado.

Os professores da Rede Municipal de Ensino receberão reajuste de 8,32% em seu piso salarial. Os valores correspondentes às diferenças de vencimentos relativos aos meses de janeiro, fevereiro e março serão pagos em três parcelas mensais, a partir do mês de abril de 2014.

O projeto de reestruturação nas tabelas de vencimentos dos servidores efetivos, inativos e pensionistas visa diminuir a defasagem dos vencimentos dos servidores efetivos, estabelecendo reajuste de 6,78% e aumentando a diferença entre faixas de 1% para 2%. O valor do salário-família será de R$ 35,00 por filho de até 14 anos incompletos, para quem ganhar vencimento de até R$ 1.025,78, e o adicional noturno, compreendendo o desempenho das suas funções entre 22h e 5h da manhã do dia seguinte, será remunerado com adicional de 25%.

Todos os projetos são de autoria do Governo Municipal de Garanhuns e beneficia professores e servidores municipais. A segunda votação para a aprovação dos legisladores da Câmara Municipal de Garanhuns acontece nesta sexta-feira (11) para que os funcionários possam receber o benefício ainda esse mês.

unname

unnamed

TV Replay, o que é bom se repete!

Lajedo-PE: “… não se vota projeto nem do executivo nem dos vereadores até que o projeto de lei reajustando o piso dos profissionais do magistério chegue a esta casa…”- Falou a vereadora Mônica Silva

Com o objetivo de levar aos eleitores informações a respeito dos projetos, das ações e explicações do Legislativo Municipal, a TV Replay esteve presente na Casa Vereador José Vital em Lajedo/PE.

Reunião ocorrida em 31.03.2014

MONI

 

VEREADORES PRESENTES

DENYSSON DA ÁGUA

CHIQUINHO

LUCIANO DA SAÚDE

MARCANTONIO DOURADO FILHO

HELENA QUINTINO

ANTONIO DORNELAS

MONICA SIMÕES

ARMANDO SIMÕES

MÁRIO DO POÇO

ERI

VÂNIA COSME

FLAVIANO QUINTINO

 

VEREADORES AUSENTES

LÊDA MACHADO

Assista, comente, curta, compartilhe e divulgue. Mande sugestões e críticas. Nossos contatos:

Facebook: TV REPLAY
Email: tvreplay@tvreplay.com.br
Site: www.tvreplay.com.br

TV Replay, o que é bom se repete!

Bancários de todo o Brasil iniciam greve a partir da zero hora de quinta

Categoria quer ganho real de 5% acima da inflação e melhoria nas condições de trabalho. Bancos oferecem apenas 6,1%.

A partir da zero hora desta quinta-feira, os bancários de todo o Brasil começam uma greve por tempo indeterminado para reivindicar melhores condições de trabalho e reajuste acima da inflação.

1

A categoria quer 5% de ganho real, enquanto os bancos ofereceram apenas a reposição da inflação, com um reajuste de 6,1%. A categoria também exige reajuste no piso, melhores condições de trabalho, mais segurança e contratação de mais funcionários, entre outros pontos da pauta.

“Hoje à noite, vamos fazer uma assembléia na sede do sindicato em Pernambuco, na Av. Manoel Borba, para organizar o movimento que começa amanhã. Os bancos não atenderam nenhum ponto da pauta e não ofereceram nada além da reposição da inflação”, explicou Jaqueline Mello, presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco.

No Brasil, a categoria conta com 500 mil trabalhadores e em Pernambuco o número de funcionários dos bancos é de 12 mil.

Fonte: Diário de Pernambuco

Prefeito Zé Queiroz anuncia “o veto” ao reajuste salarial

Foto: Blog do Mário Flávio

Na manhã desta Terça-Feira (18), por meio de uma nota, o Prefeito Zé Queiroz finalmente deu o seu aval com relação ao reajuste salarial. Na semana passada, o prefeito foi questionado, mas não respondeu sobre o assunto.

Zé Queiroz vetou a decisão da câmera de Vereadores do aumento salarial. Lembrando que o prefeito chegou a ter um aumento de 50% , onde passaria a ganhar R$ 25 mil. Manifestantes que estiveram no dia em que o projeto foi aceito na acaccil, foram hoje pela manhã ao Marco Zero comemorar o anuncio do Veto de Zé Queiroz.

Veja a nota emitida pelo prefeito:

Desde o dia onze de dezembro, quando a Câmara de Vereadores aprovou os reajustes dos subsídios do prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores, tenho aguardado a chegada dos projetos para conhecer o texto e pronunciar-me.
Como até o dia de ontem, inexplicavelmente, o presidente da Câmara Municipal não havia remetido os projetos, decidi que hoje, dezoito de dezembro, data da minha diplomação, anunciaria a minha decisão.
Assim, comunico que, em nome do interesse público, irei VETAR INTEGRALMENTE os Projetos de Lei nº 6423 e 6424.

Reunião de reajuste salarial dos políticos de Caruaru termina em confusão

Na noite da última Terça-Feira (11), aconteceu na Acaccil a reunião que oficializou os novos reajustes para os cargos de prefeito, vice, secretários e vereadores. Muita gente esteve no local para asisstir a plenária. Após tudo terminar, os estudantes  protestaram bastante e houve até agressões entre um vereador com as pessoas que estavam lá e um líder comunitários também entrou em conflito com os estudantes. As imagens foram registradas pelo Blog Politica de A a Z, do Jornalista Mário Flávio.

Confiram!

TV Replay o que é bom se repete!

Em Caruaru foi definido o novo reajuste salarial para o prefeito, os vereadores e secretários

Prefeito Zé Queiroz terá um aumento de mais de 50%. - Foto: Jornal de Caruaru

Após a reunião que foi realizada pela Comissão de Legislação e Redação de Leis, na manhã desta Terça-Feira (11), foi definido o reajuste salarial dos políticos da cidade de Caruaru.

O Prefeito Zé Queiroz teve um aumento de mais de 50% e agora ficou em 25 mil. O vice de Queiroz, Jorge Gomes, passará a receber 12,5 mil. Já os novos salários para os secretários e vereadores ficaram da seguinte forma: 11 mil e 12 mil reais, respectivamente. Lembrando que o salário dessas duas categorias era de 9 mil

A principio foi proposto o aumento da seguinte maneira: 20 mil reais para o prefeito Zé Queiroz, 10 mil Reais para o vice Jorge Gomes e 11,3 mil para os secretários e Vereadores.  Mas,  a maioria dos Vereadores foram contra e por isso houve hoje a reunião definitiva.