Tabela periódica ganha quatro novos elementos e completa sétima fileira

Quatro elementos químicos, produzidos artificialmente na última década, ganharam o reconhecimento oficial da União Internacional de Química Pura e Aplicada (Iupac) e passam a fazer parte da tabela periódica. Agora, a sétima fileira está completa. Os elementos 113, 115, 116 e 118 ainda não têm nome. O primeiro será nomeado por um grupo de cientistas japoneses do Instituto Riken; os outros, por um consórcio de químicos americanos e russos. Vale ressaltar que esses são os 04 novos elementos da tabela desde 2011.

20160104152236442206u

O elemento 113 foi criado por esse grupo de japoneses em três ocasiões entre 2004 e 2012, com o uso de aceleradores de partículas. Os instrumentos fazem elementos menores colidirem e causam a fusão deles. No entanto, esses átomos só sobrevivem por frações de segundo. Esses são os primeiros elementos novos da tabela desde 2011.

Do Correio Braziliense

Mostra de conhecimento em São Caitano contagia pessoas

Robô Lego utilizado na Mostra

Hoje foi realizada na Escola de Referência de Ensino Médio Agamenon Magalhães, de São Caitano, a II Mostra de Ciências e Matemática a partir das 14h na própria escola. Alunos de toda a entidade estiveram envolvidos em diversas temáticas e jogos. As salas foram bastante diversificadas o que acabou gerando um momento maravilhoso de diversão e conhecimento a quem participou. Alunos da rede pública e privada da cidade estiveram presentes, a comunidade também se apresentou e de toda a cidade apareceu curiosos.

Entrada do Evento

Logo na entrada diversos jogos utilizando matemática foram apresentados, onde os convidados eram instigados a participar e aprender matemática brincando.  Nas salas você encontrava as ciências, em biologia, por exemplo, havia desenhos sobre todo o corpo humano e ainda havia a possibilidade de se informar sobre suas taxas e dados importantes da sua saúde com os alunos que foram orientados pelas professoras: Hellyzalva Braga e Aderita.

Sala de Biologia

Em física havia salas com teorias de Newton, Física geral e Eletricidade. Nesta última, havia uma maquete onde o convidado além de aprender como a energia chegava em as casa poderia promove-la com um simples esforço de girar uma manivela.

Maquete na Sala de Física sobre eletricidade - Os Ultra Elétricos

Química foi à sensação. Apresentações com experiências diversas onde tudo se transforma em novas matérias foi o corpo fundamental das apresentações.

Experiência no Quimishow

Os alunos Convidados, como o Felipe Macedo e Jéssica Santos disseram basicamente a mesma coisa:

- Gostei muito das apresentações, principalmente as de química e de Robótica!

Felipe Macedo e Jessica Santos

Robótica, o nosso destaque! Foi u sucesso, mas amanhã faremos uma matéria especial sobre eles, é só aguardar mais um pouco.

Para os alunos participantes do evento, os que criaram e desenvolveram atividades com os convidados falamos com a Aluna Núbia Cavalcante do 3º Ano B e ela disse:

-Foi de forma interativa, divertida e agradável podemos compartilhar e testar conhecimentos, saindo da rotina da sala de aula. Meu jogo foi Argola Matemática, abrangendo conhecimentos de nível fundamental. Acredito que os participantes saíram satisfeitos, por competirem e ao mesmo tempo testar seus conhecimentos matemáticos. Além dos jogos de outras equipes nas áreas de Física, Química e Biologia, que também estavam envolvidas no projeto e deram show! Poder participar de mais um evento da EREM Agamenon Magalhães é uma honra! Parabéns a todos que se empenharam bastante para a realização de mais um projeto brilhante!

Agradou a todos os públicos e a todos os participantes! Essa foi a II Mostra de Ciências e Matemática da Escola Agamenon Magalhães.