Caruaru-PE: Crise Hídrica é debatida em audiência pública na Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Caruaru realizou, na manhã desta quarta-feira (14.10), uma audiência pública com foco na crise no abastecimento de água. A audiência foi convocada pelo vereador Edjailson da Caru Forró (PTdoB), e debateu o relatório das visitas realizadas recentemente por uma comitiva de vereadores formada pelo próprio Edjailson da Caru Forró, Antonio Carlos (DEM), Carlos Santos (PRB) e Rodrigues da Ceaca (PRTB), às Barragens do Prata (Bonito), Serro Azul (Palmares), e à Hidroelétrica do Camevozinho (Palmares).

audiencia 1

Nessas visitas, realizadas semana passada, os vereadores constataram uma série de problemas, como o abandono de equipamentos e obras hídricas paralisadas.

“Nossa propositura tem a finalidade de urgenciar as ações compartilhadas entre todos os órgãos que tratam direta ou indiretamente da interligação da Barragem de Serro Azul, em Palmares, com o rio da Prata, aqui no Agreste. Precisamos criar um plano de contingência, baseado no relatório que será gerado após essa audiência, para evitar um colapso no abastecimento de água potável, diante de uma previsível falta de chuva””, destacou Edjailson, que defende a interligação entre os dois sistemas – Prata e Camevô – como a medida mais imediata de assegurar que a água não venha a faltar por completo.

audiencia 3

Como a questão diz respeito não apenas a Caruaru, participaram da audiência: o prefeito de Altinho, José Ailson de Oliveira, o ex deputado estadual e ex prefeito de São Caetano, Esmeraldo Santos, a deputada estadual Raquel Lyra (PSB),  os representantes do secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Paulo Teixeira, e da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), Clênio Torres, do diretor da Compesa, Sérgio Torres, a gerente regional da Compesa, Nyadja Rodrigues. 

aun diencai 3

clenio raquel sergio

Fonte: Guanabara Comunicação/AscomCâmara

Confira!
TV Replay,o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Barragens de Jucazinho e Prata – Volume de água escasso!

Choveu muito pouco neste ano de 2014, as famosas trovoadas até agora não apareceram neste ano, as barragens de Jucazinho e Prata, que abastecem Caruaru, estão com pouco volume de água. Segundo o Gerente Regional da Compesa, em Caruaru, o engenheiro João Rafael, se não chover bem neste ano, a companhia poderá iniciar um racionamento na cidade.

A barragem de Jucazinho, abastece 14 municípios, e é um dos principais mananciais de água do estado. A preocupação é grande com a falta do líquido, que está cada vez mais precioso.

11 03 14 Caruaru PE - COMPESA.Still001

Confira!

TV Replay. o que é bom se repete!

Lixo recebe toneladas de ouro e prata por ano !

Ouro e prata utilizados em equipamentos eletrônicos somam mais de US$ 20 bilhões

O lixo eletrônico é um problema importante e também valioso. Segundo instituições ligadas à Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 320 toneladas de ouro e 7,5 mil toneladas de prata são utilizadas anualmente para a produção de aparelhos eletrônicos como computadores, tablets e celulares.

O valor dos metais empregados soma cerca de US$ 21 bilhões – US$ 16 bilhões em ouro e US$ 4 bilhões em prata – a cada ano e, quando os aparelhos são descartados, menos de 15% do ouro e da prata são recuperados.

O resultado do acúmulo constante é que o lixo eletrônico mundial contém “depósitos” de metais preciosos de 40 a 50 vezes mais ricos do que os contidos no subsolo, de acordo com dados apresentados na semana passada em reunião organizada pela Universidade das Nações Unidas e pela Global e-Sustainability Initiative (GeSI) em Gana, África.

As quantidades de ouro e prata que vão parar no lixo aumentam à medida que crescem as vendas de aparelhos como os tabletes, cujas vendas em 2012 deverão chegar a 100 milhões de unidades em todo o mundo, número que deverá dobrar até 2014.

“Em vez de olharmos para o lixo eletrônico como um fardo, precisamos encará-lo como uma oportunidade”.