Blog de Airton Sousa: Finalmente chegou o dia da decisão

Depois de mais de 60 dias, o torcedor pernambucano terá nesta quarta-feira(28), a decisão do Campeonato Pernambucano de 2017. Na primeira partida, que aconteceu na Ilha do Retiro, tivemos o empate de 1 x 1, favorecendo naquele momento, ao time do interior. No entanto, por existir um calendário apertado, o fato do Sport estar em várias competições, não foi possível realizar o segundo jogo, com um menor intervalo de tempo.

Enquanto isso, o time do Salgueiro passou a jogar pela Série C, com resultados negativos, em razão de que o grupo participava do Brasileiro, com a cabeça no jogo decisivo contra o Sport, o que é um fato indiscutível, além da preocupação do encerramento de alguns contratos. Nesse sentido, realmente esse argumento tem sentido, também porque a espera não teve um espaço de tempo tão pequeno, ao contrário, foi bastante longo.

Agora não adianta argumentar isso ou aquilo, porque muitos esperam que desta feita, o título fique no interior, o que nunca aconteceu. Essa demora só trouxe prejuízo para o Carcará, que não possui um elenco grande, enquanto que o Sport Clube do Recife tem a vantagem da estrutura de um time grande, com um elenco tecnicamente superior.

O que pode ser colocado como vantagem para o time do interior: o estádio, a participação entusiástica da torcida, o conjunto do time que joga com muita garra, e os detalhes no campo de jogo que o Salgueiro conhece muito bem. Porém, uma decisão dessas pode acontecer por uma única bola, valendo a pena esperar para acompanhar com muita emoção, essa decisão que será inédita no futebol do Campeonato Estadual. Se o título fica no interior, irá despertar mais motivação nas demais equipes.

Blog de Airton Sousa: Salgueiro e Sport não passam de 0 x 0

Fechando a segunda rodada do Hexagonal, o Salgueiro empatou com o Sport, sem abertura de placar. Foi um jogo corrido, porém de pouca qualidade técnica. O time leonino basicamente com jogadores da base, exceção do goleiro Agenor, do zagueiro Mateus Ferraz e dos meias Neto Moura e Lenis. O restante do grupo, jogadores que pouco constaram na relação do grupo, para jogos do time titular leonino.

Quanto ao Salgueiro, diferentemente do Sport, um grupo entrosado que atua junto há muito tempo, onde existem jogadores que estão no clube há quase oito anos, a exemplo de Tamandaré e Rodolfo Potiguar, entre outros, fazendo valer o conjunto do grupo e predominando em alguns momentos do jogo, além da vantagem de jogar no seu estádio, que aliás a exemplo do estádio Antonio Inácio, está com o gramado em condição razoável de jogo.

Quanto ao jogo, foi uma partida bastante ativa, corrida e disputada, com oportunidades de gol muito mais para o Salgueiro do que para o Sport, no primeiro tempo. Porém a pontaria dos jogadores não correspondeu e tanto no primeiro como no segundo tempo, muitos erros de finalizações. Com o empate, Sport e Salgueiro foram a quatro pontos, mesma pontuação do Náutico.

Quanto ao técnico Eduardo Batista, pretende manter esse trabalho durante o Campeonato Pernambucano, com a finalidade de avaliar alguns jogadores, para utilizá-los junto com o grupo, nas competições que o time rubro-negro irá participar, principalmente neste semestre, antes que comece o Campeonato Brasileiro. No entanto, achamos que a qualidade do grupo, no jogo contra o Salgueiro, não deixa tanta perspectiva positiva.

Blog de Airton Sousa: Central e Santa não vencem no Hexagonal

Uma noite com dois jogos pelo Hexagonal decisivo do título, onde no Estádio Antonio Inácio de Sousa, o Central perdeu pelo placar de 1 x 0 para o Náutico, e o Santa Cruz decepcionando a sua torcida, empatou contra o modesto Belo Jardim em 0 x 0. O que chamou a atenção nesses dois jogos, foi o pequeno público, principalmente no Arruda, pouco mais de duas mil pessoas.

O Central fez um bom primeiro tempo, surpreendendo e criando várias oportunidades. No entanto, os atacantes não tiveram qualidade na finalização. Os jogadores Ailton, Marlon, Tomás, Wagner Rosa e Paulinho, destacaram-se na primeira etapa. Três chances concretas de gol foram perdidas pelo time alvi-negro.

Enquanto isso o Náutico, na base do contra ataque e do desespero, também criou oportunidades.  Entretanto, essas foram inferiores às do Central. Foi um Náutico que correu muito e rendeu pouco, faltando principalmente quem pensasse e criasse estratégias no time timbú. Daí o primeiro tempo não ter passado de 0 x 0.

No segundo tempo, inteligentemente o técnico Dado Cavalcante, mexe no time segurando Joazi no campo timbú, enquanto que a entrada de Erick, no lugar de Giva tornou o Náutico um time que jogou com inteligência, dominando o alvi-negro e chegando ao gol da vitória, aos 38 minutos, com uma jogada trabalhada por Erick, e completada por Mailson.

O Central teve nas suas principais peças, a condição física cansando e a reação não chegou levando o time a segunda derrota na competição e tendo complicada a sua situação no Hexagonal. Em contra partida, o Náutico que vinha de um empate no clássico contra o Santa Cruz, chega agora a quatro pontos, aguardando o jogo desta quinta-feira(02), entre Salgueiro x Sport, que decidirá a liderança do Hexagonal.

A rodada será complementada nesta noite de quinta-feira no sertão, com o Salgueiro que venceu e o Sport que também venceu, na primeira rodada da competição. O fato que chamou à atenção no jogo do Central, foi a presença de oficiais de justiça, para bloquearem a arrecadação do jogo, em face de uma questão trabalhista do ex técnico Humberto, na gestão de Francisco Noé, deixando assim o presidente Lícius Cavalcanti, com uma dor de cabeça a mais.

Blog de Airton Sousa: Pernambucano continua desorganizado

Esse Campeonato Pernambucano é mesmo incrível. Os clubes que participam da Copa do Nordeste, resolvem a partir da segunda rodada, principalmente o Sport, atuarem com o time reserva,  num total desrespeito ao seu torcedor. Como se não bastasse, a própria Federação tentou tumultuar mais ainda, com relação ao local do jogo Central e Náutico. No Lacerdão impossível, em razão da condição do campo de jogo. Marca a partida para a Ilha, o Central protesta e o jogo vem para o Estádio Antonio Inácio de Sousa. Pensa que acabou? Nada disso, a mesma Federação proíbe a venda de ingresso para a torcida alvi-rubra. A Diretoria apela, e finalmente, os ingressos são liberados também para o torcedor timbú.

A Diretoria do Central nesse sentido achou bom, porque se fosse um jogo de uma torcida só, não teríamos mais de 1.200 ingressos vendidos. Agora é esperar que as torcidas compareçam, que o espetáculo seja bom, e no final toda essa desorganização acabe virando em um bom espetáculo, dentro de campo.

O Central, com um time fraco tecnicamente, saiu perdendo para o Sport, de goleada, no sábado(28), na Ilha do Retiro. O Náutico, jogando na Arena de Pernambuco, não passou de um empate contra o Santa Cruz. Daí os dois times necessitarem de uma vitória, principalmente o time de Caruaru, que vem de uma derrota  e joga em casa. O que vai acontecer, ainda não sabemos. A única alternativa é esperar.

Enquanto isso, ainda nessa quarta feira à noite(01/02), O Santa Cruz recebe no Arruda, o time do Belo Jardim. O tricolor na primeira rodada empatou contra o Náutico, e o Belo Jardim, perdeu jogando no Lacerdão, para o Salgueiro, pelo placar de 2 x 0. A perspectiva é que se não reagirem, Belo Jardim e Central, podem ser o saco de pancadas no hexagonal.

Para essa quinta-feira(02/02), o Sport vai ao sertão, e desta feita com o time da base, entendo a comissão técnica, que o time titular será guardado para a Copa do Nordeste. O jogo é contra o Salgueiro, aliás, as únicas equipes que estrearam vencendo na primeira rodada. Será um jogo equilibrado. Pelas circunstâncias, o Salgueiro é favorito para esse jogo.