Blog de Airton Sousa: Erros e fragilidades na arbitragem brasileira

Antes de ser torcedor e cronista esportivo, já vimos ao longo da história do futebol, muitas falhas dos árbitros e auxiliares, algumas falhas e erros propositais, na sua maioria, e muitas vezes, erros tão graves, que não dá para pensar que foram imparciais. O tempo passou, pouca coisa mudou, mesmo com o advento da tecnologia e outros auxílios. Quantas vezes os times intermediários de Pernambuco, no campeonato estadual, tiveram seus jogos tomados pelos árbitros? Não adiantava reclamar dentro ou após o jogo, porque prevalecia sempre a supremacia dos considerados grandes da capital.

Hoje o que se vê, com uma sequência muito grande de jogos e competições, é que dificilmente acontece uma rodada, sem que os erros dos árbitros deixem de acontecer. Bem recentemente o Sport foi vítima, o Náutico e o Santa Cruz também. Como se trata de equipes do Nordeste, e de médio porte, os fatos vão acontecendo e sendo repetidos. Agora a história mudou, erros contra o Palmeiras,  Internacional,  Corinthians, e agora o erro mais absurdo cometido pelo árbitro Sandro Meira Ricci, no jogo entre Flamengo e Fluminense.

Passados alguns dias, depois da repercussão nacional e internacional, o time do Fluminense acionou os órgãos maiores do futebol Brasileiro, e a verdade é  que o jogo e o resultado estão sub judice, causando uma enorme confusão, principalmente porque os três pontos retirados do Flamengo, colocam uma distância de sete pontos para o Palmeiras, primeiro colocado da competição.

O árbitro em questão, juntamente com os auxiliares, estão apitando jogos na Índia e logo que cheguem, serão notificados da punição de afastamento temporário do quadro de árbitros da CBF.

A solução seria inegavelmente, o recurso da tecnologia, para dissipar qualquer dúvida, além da profissionalização da arbitragem, onde com certeza, qualificaria os profissionais do apito, evitando que os mesmos exerçam outras atividades, e não tenham o repouso emocional suficiente para apitar as competições, sem trazer os transtornos que vivem os técnicos, jogadores, dirigentes e principalmente os torcedores.

É aguardar para ver o que pode e vai acontecer, porém, a verdade é que providências mais drásticas obrigatoriamente todos esperam, para evitar que novos fatos sejam repetidos, principalmente nessa reta final do Campeonato Brasileiro, das séries A e B, onde um ponto, vai ter uma importância muito grande e pode trazer consequências irreparáveis.

Foto: Internet

Foto: Internet