Âncora na TV, Boechat havia ganhado, por três vezes, o mais importante prêmio da imprensa nacional

O jornalista Ricardo Eugênio Boechat morreu no começo na tarde desta segunda-feira (11), vítima de queda de um helicóptero em um dos acessos da Rodovia Anhanguera, que liga a capital paulista ao Interior do Estado. Boechat nasceu em Buenos Aires, na Argentina, em 13 de julho de 1952. 

O jornalista apresentava o jornal na BandNews FM pouco antes de acontecer a tragédia Foto: Reprodução/Band News

O jornalista apresentava o jornal na BandNews FM pouco antes de acontecer a tragédia
Foto: Reprodução/Band News

Boechat trabalhou em vários jornais do País, como “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil”. Atualmente, ele trabalhava diariamente como âncora da BandNews FM e da Band, no Jornal da Band. 

O jornalista ganhou três prêmios Esso, o concurso mais importante do jornalismo brasileiro, e foi o maior ganhador da história do Prêmio Comunique-se, sendo o único a vencer em três categorias distintas (âncora de rádio, colunista de notícia e ancora de TV).

Também foi eleito o jornalista mais admirado na pesquisa do site Jornalistas&Cia em 2014, que elencou os 100 principais profissionais do mercado. Boechat assinava uma coluna semanal na revista Istoé e tinha um programa diário na Rádio Band News FM.

Por Folhape