Blog de Airton Sousa: Primeira vitória com Givanildo

Depois de dois empates sob o comando do técnico Givanildo Oliveira, finalmente o Náutico desencanta e vence ao Payssandú pelo placar de 3 x 1. Foi uma vitória construída com muita dificuldade, em razão da maneira como o técnico Dado Cavalcanti montou um esquema, para jogar por uma bola, na marcação sobre setores, dificultando o toque de bola do time timbu. No entanto, Givanildo começou a abrir espaços no jogo e terminou construindo um placar onde não deu chance de reação ao time Paraense. Foi um resultado importante para o Náutico, porque após Givanildo Oliveira assumir o grupo, não havia conseguido nenhuma vitória. Agora o time alvi rubro, dá uma respirada na série B, somando três pontos importantes, fazendo o dever de casa e diminuindo a pressão emocional da torcida.

Com essa vitória, o Náutico fica na linha intermediária da tabela, com uma posição cômoda, guardando uma certa distância da zona de rebaixamento e sonhando ainda para entrar no G4, muito embora, os resultados dessa rodada, não ajudaram ao time timbu nesse sentido.

Agora, Givanildo prepara o time para o próximo jogo, dessa feita fora de casa, contra a equipe do Paraná, onde mais uma vez o treinador vai tentar superar as adversidades de jogar no campo do adversário, e conseguir um bom resultado. No entanto vitória, sempre é vitória e não resta dúvida que o clima nos Aflitos levantou o astral do grupo, e principalmente da comissão técnica, à frente o experiente treinador Givanildo Oliveira.

Blog de Airton Sousa: Central fora da próxima fase

Repetindo, só que de uma maneira mais decepcionante do que nos anos anteriores, o Central deu adeus a próxima fase do Campeonato Brasileiro da série D, ao empatar com o Guarany de Juazeiro pelo placar de 1 x 1. Tudo aconteceu no jogo, inclusive gol contra de Ailton Alemão aos 9 minutos do primeiro tempo. Foi um time intranquilo desde o começo e com o gol de Alemão, os nervos ficaram a flor da pele, mesmo empatando através  de pênalti aos 40 minutos. O  Guarany incentivado pelos R$ 20.000,00 enviados do Parnahyba jogou tudo, técnica e taticamente. Nada a admirar com relação ao time centralino, que ao longo da fase, não marcou mais do que dois gols, em nenhum dos adversários. Além do mais, a maioria desses gols, foi de bola parada,  da zaga, ou contra, demonstrando um ataque totalmente ineficiente e inútil.

Agora, culpar a quem?  O presidente do Central, ou a empresa arrendatária do futebol do Central? Acredito que a culpa pode ser dividida, mesmo porque se não fosse o arrendamento, talvez o time não tivesse participado da competição. Quanto aos arrendatários tinham a obrigação de colocarem uma equipe competitiva, o que não aconteceu, principalmente do meio de campo para frente. Juntar os cacos, passar o restante do  semestre parado, e ver o que acontece em 2017.

Enquanto isso, o América continua na série, após vencer ao Galícia por 2 x 1. Parabéns ao  time  esmeraldino.  O Serra se despediu com mais derrota, desta feita  pelo placar de 4 x 0 para o Uniclínic. Decepção total do time sertanejo. Finalmente o Salgueiro empatou em casa com o Confiança por 1 x 1.