Blog de Airton Sousa – Sábado de futebol para Pernambuco e no domingo tem a Seleção Brasileira

                                brasil

Neste sábado tem futebol pelas séries A e C. O Sport joga no Rio de Janeiro contra o Vasco da Gama em São Januário às 19h, enquanto que na Arena de Pernambuco o Náutico joga às 16h, e recebe a visita do Remo. Um encontro de duas equipes que estão muito mal na competição. Ou seja, o lanterna e o vice lanterna.

O time rubro-negro que vem a cinco jogos sem conhecer uma derrota, ou seja depois que o treinador Claudinei Oliveira assumiu, o time não sabe o que é perder. Enquanto isso, o Vasco da Gama está na décima terceira posição com 12 pontos e busca principalmente  jogando em casa a vitória, para melhorar a sua posição.

Será na certeza, um jogo difícil de muito equilíbrio. Jogando em casa podemos dizer que o Vasco tem um percentual maior de favoritismo. Porém não podemos deixar de ventilar a posição e o futebol que o Sport está jogando, em casa e fora de casa. No momento o time rubro negro é o segundo colocado com dezesseis pontos.

Importante será que o time Pernambucano volte pelo menos com um empate, já que após o jogo contra o Vasco, o Sport  terá uma única partida antes da parada para a copa do mundo. O treinador leonino, ainda não definiu oficialmente o time, porém deverá voltar com a dupla de área titular, além do retorno do lateral esquerdo Sander.

Por outro lado, o Náutico no desespero recebe a visita do Remo. As duas equipes estão na parte de baixo da tabela, e fica difícil apontar um favorito. Desespero, essa é palavra dirigida para os dois treinadores, que buscam a todo custo uma recuperação, porque a série C ao contrário da série A, é uma competição curta e qualquer deslize poderá ser fatal.

Um outro ponto complicado para o time timbu, é a participação da torcida que já começa ficar impaciente, com a quantidade de resultados negativos que o time vem  no Campeonato, daí não esperar-se um publico pelos razoável. Porém  é aguardar que o time possa superar as dificuldades e presentear a sua torcida, com uma vitória.

Blog de Airton Sousa: Está na hora de repensar o futebol Pernambucano

Começamos os jogos do final de semana, com o Santa Cruz sofrendo a segunda derrota seguida. O Goiás na terça-feira (06), por 2 x 1, e na sexta-feira (09), no Arruda para a equipe do Londrina por 2 x 0. As derrotas, a perda da chance de decidir o Campeonato Pernambucano, a Copa do Nordeste, e a eliminação da Copa do Brasil, também a insatisfação  da torcida, provocaram a queda do treinador Vinicius Eutrópio.

No balanço da participação de Vinicius Eutrópio, tivemos 32 jogos; 16 vitórias, 7 empates, 9 derrotas e 57.2 % de aproveitamento. Só um detalhe: Do time do ano passado, restaram menos de 4 jogadores para o técnico iniciar o trabalho. Daí, o treinador ter que montar o time, no decorrer das competições, o que não é fácil.

Quanto ao jogo, o Santa Cruz sofreu um pênalti duvidoso, aos 47 minutos do primeiro tempo, sem esboçar muita reação durante a primeira fase, e para complicar, tomou o segundo gol, no início da segunda fase, em uma falha do zagueiro Anderson Sales. A partir daí, o time ficou mais disperso ainda, com ou o terceiro gol aos 34 minutos, e João Paulo descontou, aos 39 minutos, terminando com o placar de 3 x 1. O próximo jogo será nesta terça-feira (13).

Na tarde de sábado, mais um Pernambucano a ser derrotado, o Náutico. O que já não é mais novidade, vitória do Internacional pelo placar de 4 x 2.Um jogo que teve de tudo, duas expulsões, quatro pênaltis, e uma sequência de erros do time timbu, que demonstrou mais uma vez, uma fragilidade em todos os setores.

O técnico Waldemar Lemos, já não tem mais o que improvisar, alterar ou inventar, porque tudo ele tem tentado, no entanto o problema  é mais sério. Fragilidade técnica, jogadores sem condições de vestirem a camisa do time, em uma competição, que exige no mínimo: garra e determinação. O próximo jogo será em casa, contra o Paraná. A lanterna continua sendo o troféu do alvi-rubro Pernambucano.

Para não ser diferente, o Sport perdeu para o Vasco da Gama, por 2 x 1, com o técnico Wanderley Luxemburgo fazendo substituições e experiências nas horas erradas, tornando o time leonino frágil, principalmente no segundo tempo. Provando mais uma vez, que o time está carente de jogadores de qualidade, e que a vitória contra o Flamengo, não foi por mérito da equipe rubro-negra.

É preciso dar mais tempo ao treinador, no entanto, além disso, também se faz necessário oferecer mais qualidade ao time; continuamos dizendo que com esse grupo, o Sport não chega a lugar nenhum. Estão sendo repetidos todos os erros anteriores, com Falcão,Oswaldo de Oliveira, Ney Franco, Daniel Paulista, e agora com Wanderley Luxemburgo. O próximo jogo será nesta quarta-feira (14), na Ilha do Retiro, contra o São Paulo, ainda sem Diego Sousa, de volta ao time.

Se é para falar de derrota, vamos continuar. Desta feita o Central, que foi a Bahia, com todos os problemas do mundo, e perdeu para o Juazeirense pelo placar de 3 x 0, demonstrando mais uma vez, a limitação em todos os sentidos do alvi-negro. Com a derrota, fica complicada a situação, onde o Central terá mais um jogo fora de casa, contra o time do Coruripe, no próximo final de semana. É muito séria a situação da patativa, só não ver quem não quer. A classificação no grupo do Central, é a seguinte: Juazeiro 8 pontos, Sousa 5 pontos, Coruripe 4 pontos e o Central com 4 pontos.

Outros resultados dos Pernambucanos: O Salgueiro conseguiu um empate contra o ASA, em 1 x 1, e a diretoria já avisou que se a decisão do Campeonato não for no dia 18 deste mês, o time jogará com a equipe reserva, porque após o dia 30, a maioria dos contratos estarão encerrados.

O Atlético Pernambucano empatou em casa, contra o time do Itabaiana, com o placar de 2 x 2. E finalmente, o América foi ao Rio Grande do Norte, e perdeu para o time do Globo por  1 x 0. Um final de semana para Pernambuco, com um balanço extremamente negativo, com 5 derrotas e 2 empates. Consequentemente ninguém venceu.

Blog de Airton Sousa: Se fosse diferente não seria o Náutico

Finalmente conhecemos os quatro clubes que subiram para a primeira divisão, e mais uma vez a frustração do torcedor do Náutico, que além de não ter tido acesso a primeira divisão, terminou perdendo em plena Arena de Pernambuco, para o Oeste que há 16 jogos não conseguia vencer e que estava na 16a colocação do Campeonato Brasileiro da série B.

Subiram para a primeira divisão: Atlético de Goiás, Avaí, Vasco da Gama e Bahia. O Atlético venceu ao Bahia por 2 x 1.  O Vasco também venceu, desta  feita  ao  Ceará por 2 x 1. E o Avaí já havia garantido a sua classificação antecipada; além do Bahia que mesmo perdendo para o Atlético, foi beneficiado com a derrota do Náutico para o Oeste.

Quanto ao jogo do Náutico, uma revolta do torcedor pelo fraco futebol apresentado pelo time alvi rubro, com uma apresentação abaixo da crítica, se deixando envolver pelo adversário, principalmente no primeiro tempo, onde perdeu o jogo por 2 x 0, sem oferecer reação nenhuma  e tendo em Julio César o melhor jogador em campo. O jogador Marco Antonio sem produzir, Vinícius e Bergson, também muito mal e finalmente um time abatido e frágil, o que não foi deferente no segundo tempo, mesmo com a acomodação do time do Oeste.

Antes que terminasse o jogo, torcedores do Náutico invadiram o campo de jogo, sem que o policiamento tivesse condição de reagir, e nada justificava a apresentação do time timbu, nem tão pouco a fragilidade apresentada. Agora é repensar 2017, e ver quais as mudanças estruturais que o clube precisa, para uma melhor estrutura, dentro e fora de campo. No final uma frase que é padrão do time alvi rubro, o Náutico é assim mesmo: nada, nada e termina morrendo na beira da maré, e foi assim mais uma vez.

Blog de Airton Sousa: Náutico vence o líder

Uma tarde diferente na Arena de Pernambuco, com um público perto de 13.000 pessoas, ao contrário de jogos anteriores e o Náutico vencendo bem ao Vasco da Gama pelo placar de 3 x 1. O time alvi rubro, jogando com os alas, dominando o meio de campo e o ataque aproveitando grande parte das oportunidades surgidas, principalmente no primeiro tempo, onde a figura maior do timbu foi o jogador Rony, que marcou dois gols e apavorou a defensiva vascaína. Marco Antonio, foi o grande maestro e finalmente tudo deu certo, com o técnico Givanildo Oliveira completando cinco jogos, acumulando dois empates e três vitórias, sem conhecer ainda uma derrota sobre o seu comando.

No primeiro tempo o timbu teve chances aos 10 minutos com Rony, aos 16 minutos com Vinicius, aos 24 minutos o primeiro gol com Rony, aos 38 uma cabeçada de Bergson e aos 41 um chute de Bergson. Em contra partida, o Vasco teve chances aos 19 minutos com Nenê, aos 40 minutos com Ederson e aos 42 minutos com Nenê, sem contudo conseguir furar as redes do goleiro Julio César. O registro principal do jogo foi a aplicação e determinação  do time de Givanildo, sendo superior ao time do Vasco, registrando-se ainda o futebol de João Ananias e Joasi.

No segundo tempo, o técnico Jorginho já volta com a entrada de Alan, no lugar de Jorge Henrique. No entanto, sofria o segundo gol aos 2 minutos através de Bergson, desmantelando outra vez, o poder de reação do time carioca. As chances foram acontecendo, no entanto os atacantes do Vasco tinham pela frente o goleiro Julio César e a segurança da zaga timbu. Aos poucos, outras alterações ocorreram nos dois times: Talis e Edér Lopes pelo Vasco, Negreti, Renan Oliveira e Yuri Mamute pelo Náutico. Aos 39 minutos Madson fazia o primeiro gol para o Vasco, enquanto que Rony, em um lance de rara felicidade e garra, fechava o marcador aos 48 minutos, finalizando 3 x 1 a favor do time timbu. O Náutico joga nesta terça-feira(04) contra o Mogimirim, no interior de São Paulo, enquanto o Vasco da Gama joga em Belém do Pará, contra o Payssandú.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz dá adeus à Copa do Brasil

Até agora, o torcedor tricolor está sem entender a mudança do time, do primeiro para o segundo tempo. No primeiro tempo, um time organizado taticamente, administrando com qualidade o regulamento da competição, valente, marcador, jogando no campo do adversário, sem se apavorar. As chances fora iguais: Para o Santa Cruz, aos 22 minutos com Leandrinho, aos 26 com Keno e aos 38 com Bruno Morais. Enquanto que o Vasco teve chances aos 20 minutos, 30 e 41, ou seja, três oportunidades de gol para cada time, deixando a torcida tricolor bastante satisfeita com a atuação do time.

Esperava-se que no segundo tempo, fosse mantido o mesmo quadro, porém o Santa Cruz volta com uma alteração que ninguém  entendeu, nem tão pouco o técnico Milton Mendes conseguiu explicar com clareza. No tricolor entrou João Paulo no lugar de Neris, deixando assim o time vulnerável na defesa, enquanto no Vasco da Gama entrou Diguinho, saiu Marcelo Matos. Já aos seis minutos Andrezinho faz o primeiro gol, desconcertando o time Pernambucano, que a partir daí não conseguiu se encontrar. Em seguida, aos 19 minutos toma o segundo gol com Picachú. Depois do segundo gol, o treinador tricolor fez algumas modificações, chegou a marcar um gol aos 23 minutos com Keno, em seguida toma o terceiro gol através do jogador Jorge Henrique, e em seguida o tricolor faz o segundo gol, através de Artur aos 49 minutos. Porém era tarde, e o time com o placar de 3 x 2, dava adeus a Copa do Brasil.

Muitas explicações, sem convencer, e agora é preparar o time para a Sul Americana, no confronto contra o Sport, em duas partidas. Enquanto isso o Campinense lamenta, pois se o time Pernambucano, continuasse na Copa do Brasil, a Paraíba pela primeira vez teria um representante na Sul Americana. Sábado, o time do Arruda enfrenta em casa a equipe do Coritiba, com a responsabilidade de vencer, para se afastar mais ainda da zona de rebaixamento e deixar a sua torcida, com o coração mais aliviado. Deve voltar para esse jogo William Correia, enquanto que Grafite continua fora do time.

Blog de Airton Sousa: Santa com time misto no Arruda

O técnico Milton Mendes, tomando como base a experiência da primeira partida contra o Vasco da Gama semana passada, anuncia para o jogo desta quarta feira(20/07), um mistão tricolor. Entende o treinador, que em razão do regulamento da Copa do Brasil, é possível chegar a classificação, pelo fato do resultado do jogo de ida, em São Januário, por 1 x 1. Um 0 x 0  classifica o Santa Cruz; um 1 x 1 leva o jogo para prorrogação; qualquer resultado de vitória, para um ou para o outro, classifica o vencedor. Se porventura acontecer o empate de 2 x 2, aí sim, a classificação será do time carioca. Mas é bom lembrar também que o Vasco jogará sem seu principal jogador, o Nenê.

Enquanto isso, o tricolor que vem embalado com três bons resultados, duas vitórias e um empate contra o próprio Vasco da Gama, pretende sequenciar mais um resultado positivo. O apoio do torcedor é fundamental, e espera-se que esse compareça ao Arruda, principalmente em razão do crescimento do time nos últimos três jogos. Também deve ser levado em consideração, a premiação no caso de passar para a fase seguinte da Copa do Brasil, algo em torno de R$ 900.000,00 que para o Santa Cruz representa resolver alguns compromissos financeiros que estão em atraso.

Blog de Airton Sousa: Bom resultado para o Santa

Eis que o Santa Cruz surpreendeu nesta quarta-feira (13/07) em São Januário, com a escalação do técnico Milton Mendes, e a garra que o time jogou o tempo todo. Mesmo com o Vasco da Gama desperdiçando muitas oportunidades no primeiro e no segundo tempo, o tricolor se segurou, principalmente pelo fato de ter marcado o gol aos dois minutos do primeiro tempo, em uma falha na saída do jogador Marcelo Matos, deixando Bruno Morais frente a frente com Martin Silva e com tranquilidade jogando nas redes do time vascaíno. Aí o time pernambucano passou a jogar no seu campo defensivo, chamando o vasco para cima, e cinco oportunidades concretas de gol surgiram para o time carioca, que teve em Tiago Cardoso a grande barreira.

Na volta do segundo tempo, o técnico Jorginho fez duas substituições, colocando na lateral direita o bom jogador Iago Picachú e Caio Martins. O primeiro deu vida nova ao time, e grandes oportunidades voltaram a surgir até que aos quarenta e quatro minutos do segundo tempo, em lances sucessivos na área, a bola sobrou para Luan que mandou para o gol, contando com a falha do bom goleiro Tiago Cardoso. Apesar de tudo, o resultado foi excelente para o tricolor, que mesmo jogando com um time misto, traz para casa, no  jogo de volta, na  próxima  quarta-feira (20/07), a  vantagem  de  um empate de 0 x 0, de 1 x 1, ou uma vitoria simples, e com certeza a condição de uma boa arrecadação.

Agora fica a pergunta, é pretensão ou não do Santa Cruz, ir a outra fase da Copa do Brasil,  abdicando da  Sul Americana e tentando avançar mais ainda?

Quanto ao Brasileirão, o Tricolor enfrenta neste final de semana, o América Mineiro, tentando somar três pontos. contra o lanterna do Campeonato e caso aconteça a vitória o time sairá da zona de rebaixamento.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz na Terceira Fase da Copa do Brasil

Nesta quarta-feira (13/07), Vasco da Gama e Santa Cruz iniciam a sequência de dois jogos na terceira fase da Copa do Brasil. Algumas contradições nas falações dos dirigentes do tricolor Pernambucano. Uns dizem que não querem prosseguir na competição, rumo a fase seguinte, preferindo preocuparem-se com a manutenção do time na primeira divisão. Outros afirmam o interesse na classificação, tentando chegar a reta final da competição, conquistando o título e a vaga para a Libertadores. Achamos no entanto, dentro das limitações do Santa Cruz, que o foco deverá ser mesmo escapar do rebaixamento, recuperar pontos e posições, já que a atual situação é muito preocupante.

O jogo apresenta vantagem para o time vascaíno, levando-se em consideração a campanha do time carioca, ocupando desde o início da primeira rodada, a cabeça da série B, colocação com 31 pontos, enquanto que o time pernambucano encontra-se na décima oitava posição, com 14 pontos. Quem sabe, a vitória de domingo contra o Internacional, tenha dado ao time tricolor a condição de começar uma nova fase, principalmente com alguns reforços que chegaram, a exemplo de Danilo Pires, Derlei, Marion, entre outros. Só resta esperar para ver se a vantagem que o Vasco carrega, vai funcionar, ou se o Santa Cruz vai dar a sua torcida, uma surpresa na primeira partida, das duas que a terceira fase da Copa do brasil oferece para tricolores e vascaínos.