Blog de Airton Sousa – Tudo ficou para a última rodada

sao-paulo-x-sport-ao-vivo-brasileiro

Tivemos na noite desta segunda-feira (26), o encerramento da trigésima sétima rodada do Campeonato Brasileiro da série A. O Sport empatou com o São Paulo no Morumbí, com o placar de 0 x 0, e o Botafogo venceu ao Paraná por 2 x 1. Resultados que pouco apresentaram mudanças na classificação.

Falando do jogo do Sport contra o São Paulo, o tricolor paulista foi melhor o tempo todo, teve um pênalti em Diego Sousa aos vinte minutos do primeiro tempo, não marcado pelo árbitro, enquanto que o jogador Nenê aos perdeu um pênalti aos 28 minutos do segundo tempo, com o goleiro Mailson defendendo e evitando que a bola entrasse.

O time do São Paulo teve seis chances concretas de gol, enquanto que o Sport teve apenas uma, ainda com relação a percentuais o São Paulo teve 77% de possa de bola, contra 33% do rubro negro pernambucano, o que demonstra a superioridade do tricolor paulista na primeira etapa de jogo.

No segundo tempo as equipes voltaram sem alterações, e o São Paulo continuava predominando, tendo seis chances, contra duas chances do Sport, tendo assim um percentual de 76% de bola parada, enquanto que o Sport teve 24% de bola parada, mais uma vez na segunda etapa o time do morumbí foi melhor e teve melhor comportamento.

Com o empate o Sport soma trinta e nove pontos, continuando na zona de rebaixamento na décima oitava posição, agora jogará a última partida em casa contra o time do Santos, o que torna o jogo mais difícil ainda, esperando que o torcedor possa comparecer para o tudo ou nada, o que será muito importante.

Além de depender de uma vitória para atingir quarenta e dois pontos, o Sport tem que torcer por resultados negativos da Chapecoense que joga em casa contra o São Paulo, o Vasco que joga em Fortaleza contra o Ceará já classificado e do América que enfrenta ao Fluminense no Rio de Janeiro, ambos precisando vencer.

Ou seja, além da vitória terá que acontecer várias combinações de resultados para o Sport escapar do rebaixamento. Para o jogo contra o Santos, o técnico Milton Mendes não poderá contar com Jair, suspensão automática e ainda Claudio Wink, dois desfalques importantes no time da Ilha do Retiro.

A diretoria do Sport após o jogo, deitou críticas a arbitragem, sem qualquer fundamento, porque todos sabem  o que falta realmente ao Sport, é um elenco de qualidade, nada melhor do que esse argumento que lembrar, três meses de atraso de pagamento, limitação técnica do grupo, além da falta de substitutos a altura.

Blog de Airton Sousa: No Brasileiro uma vitoria e duas derrotas

Campeonato-brasileiro-2017

Já sabíamos que seria um jogo difícil, e quase impossível o Santa Cruz voltar de Porto Alegre com um resultado positivo no jogo contra o  Internacional. Porém, o time tricolor surpreendeu pelo esquema aplicado durante o jogo e pela determinação dos jogadores dentro de campo, produzindo um bom futebol contra o líder absoluto da serie-B e diante de uma grande torcida.

O primeiro gol do jogo foi aos 9 minutos, através de um pênalti  onde outra vez com o critério de bola na mão, ou mão na bola deixa o árbitro a vontade para a marcação. O jogador Guilherme Matos caído, a bola bateu em sua mão e o árbitro assinalou a penalidade máxima. Na cobrança o jogador Dalessandro  cobrou e colocou o Internacional  na frente do placar.

Nem assim o Santa Cruz se rendeu, continuou jogando aberto, partindo para cima, no entanto a fragilidade ofensiva não permitia que o empate acontecesse, terminando o primeiro tempo com a vitória parcial do time gaúcho. Porém, todos foram unanimes em afirmar o bom futebol jogado pelo time pernambucano.

No segundo tempo, o Santa Cruz voltou com o mesmo comportamento, porém os jogadores João Paulo e Primão, não conseguiam fazer a transição  para os atacantes e aos poucos o Internacional aumentava o seu volume de jogo.  Aos 25 minutos, o jogador Danilo lança Dalessandro que ganha de Anderson Sales e chuta indefensável contra o gol de Julio César, fazendo 2 x 0.

 Com a derrota e os resultados do Goiás e Figueirense, o Santa Cruz voltou a zona de rebaixamento. O próximo jogo será contra o America de Minas,sábado (07) no Arruda  às 19 horas, onde o time mais do que nunca terá que vencer se quizer sair da zona de rebaixamento, e sabemos que não é fácil o jogo contra o time mineiro, vice-lider da série B.

Em Caruaru, dentro do desespero que caracteriza cada jogo do Náutico, o time alvi-rubro enfrentou ao Boa Esporte. Também um jogo difícil pela campanha do Boa Esporte, e pelas limitações do Náutico. Porém os comandados de Roberto Fernandes, não economizaram garra e determinação, mesmo diante da boa qualidade técnica do time mineiro.

Aos 20 minutos outra vez uma questão dos critérios, bola na mão, ou mão na bola, e o jogador Diones é atingido pela bola, e o árbitro pune o Boa Esportes, marcando o pênalti. Na cobrança o jogador Rafinha cobrou e  colocou o Náutico na frente do placar. Se o Boa estava bem no jogo, aumentou o volume e os jogadores Paulinho, Felipe Matheus e Taciano, puxavam o time para cima do Náutico, o que podemos dizer que o time de Varginha mesmo perdendo, foi melhor no primeiro tempo.

No segundo tempo  o Náutico recuou, tentando administrar o resultado. Aos 36 minutos Gilmar coloca a mão na bola, o árbitro marca a penalidade, que é desperdiçada pelo jogador Felipe Matheus, com uma grande defesa de Jeferson.  A tentativa do Boa Esporte  com as bolas aéreas exigia da zaga alvi-rubra mais empenho. Aos 44 minutos o Náutico carimbava a vitória com um chute forte de Tico. O Náutico venceu por 2 x 0, continua na décima nona posição e joga sexta-feira contra o Goiás, fora de casa.

Finalmente a expectativa do jogo entre São Paulo e Sport no Morumbí. O São Paulo na tentativa de sair da zona de rebaixamento, e o Sport  buscando a vitória  depois  de oito jogos sem  vencer. O resultado no final do jogo, foi melhor para o São Paulo que venceu por 1 x 0, gol marcado aos 35 minutos do primeiro tempo pelo jogador Marcos Guilherme.

No inicio da partida um certo equilíbrio, inclusive com uma bola na trave do jogador Anselmo, em seguida os jogadores Lucas Prato, Cueva e Ernandes, chamaram a responsabilidade do jogo e o São Paulo envolveu o time leonino, principalmente da meia cancha para frente, além do mais contando com a ajuda de Wesley que esteve mal o tempo todo no jogo.

 Uma partida  de poucos chutes e muitos passes errados. O São Paulo teve 55% de aproveitamento, contra 45% do Sport, no primeiro tempo. Aos 47 minutos, um chute de Prato, quase ampliava o placar, porém Magrão evitou o gol  com uma grande defesa. Terminando a primeira etapa com a vitória parcial do time paulista.

No segundo tempo, o Sport volta com Osvaldo, tentando impor  velocidade ao time, e já aos 10 minutos Rogério no giro, quase marcava. Muitos passes errados nos dois times e aos 20 minutos o jogador Marcinho entra, para fazer o São Paulo avançar. Depois aos 22 minutos entram Thalísson e Tomás, com um erro do treinador Wanderley Luxemburgo, quando tirou o jogador  Anselmo, considerado o melhor em campo.

O jogo caiu após 30 minutos e somente aos 35  Shaylon chuta contra a meta de Magrão, enquanto que Osvaldo perdeu  uma chance aos 47 minutos, chutando por fora , além de uma cabeçada de Tomás aos 49 minutos, para uma defesa de Cidão, considerado o melhor jogador por parte do São Paulo. Com a vitoria, o São Paulo foi para a  décima quarta posição com 31 pontos, enquanto o Sport foi a décima sexta com 30 pontos, podendo entrar na zona de rebaixamento, caso a Ponte Preta vença nesta segunda-feira (02), ao  Flamengo.

Blog de Airton Sousa: Pernambucanos jogam de olho nos concorrentes

                                           sns

Pernambucanos jogam de olho nos concorrentes os seus resultados e com os resultados dos  concorrentes. O Náutico joga do Lacerdão, em Caruaru contra o Boa Esporte, o adversário não incomoda porque está bem a frente somando 37 pontos, na nona colocação. Até aí tudo bem, porém ABC, Goiás e Figueirense ,  caso vençam distanciam-se mais ainda do alvi-rubro de Pernambuco.

Para o Náutico, pela situação na tabela e para tentar resistir ao rebaixamento, tem que fazer o seu dever de casa, buscando somar pontos coisa que não vem acontecendo, daí a situação complicada  na competição. O técnico Roberto Fernandes, outra vez meche no time, tentando com isso dá nova motivação. Quanto ao Boa Esporte, é um time organizado tecnicamente e vem fazendo uma boa campanha no meio da tabela.

Com uma situação um pouco parecida com a do Náutico, o Santa Cruz tem um jogo extremamente difícil, contra o líder da série-B, o Internacional que venceu nessa quarta-feira (27), ao América Mineiro no Beira Rio, assumindo a liderança da competição. É desnecessário dizer, que o jogo é difícil para o tricolor e que o time gaúcho é franco favorito .

O Santa Cruz tem 29 pontos, é o décimo sexto colocado, com a mesma pontuação tem o Figueirense, também com 29 pontos e a frente do tricolor está a equipe da Luverdense com 31 pontos, obrigando o Santa Cruz a lutar pelo menos por um empate, porque a esta altura o empate seria considerado um bom resultado, fato que fica difícil acontecer.

Por sua vez, no domingo a tarde o Sport que também se encontra em uma situação complicada, joga no Morumbí contra o time do São Paulo, que está a duas posições abaixo do rubro negro pernambucano, e que tem 28 pontos, ou seja dois pontos a menos, fazendo um jogo decisivo diante da sua torcida, que promete lotar o Estádio do Morumbí.

A situação do Sport encurta cada vez mais, porque tem algumas equipes rodeando o rubro-negro. O Bahia tem 30 pontos, sendo o décimo terceiro colocado, o Sport também tem 30 pontos ficando na décima quarta, o Avaí é outro que tem 30 pontos na décima quinta posição, o Vitória tem 29 pontos é o décimo sexto e finalmente o São Paulo é o décimo sétimo, com 28 pontos, ao lado da Ponte Preta também com 28 pontos.

Observa-se que a depender do resultado do Sport e de alguns concorrentes, o rubro negro Pernambucano, pode virar a 27ª.  rodada na zona de rebaixamento, o que será um desastre para o treinador, o grupo de jogadores, a torcida e os dirigentes que fizeram um investimento alto para a competição, e estão diante de uma ameaça dessas,  não sei  se para o bem, ou para o mal,  Diego Sousa e Patrick, não poderão jogar.

Com certeza, as três torcidas de Pernambuco, viverão nesse sábado e domingo, momentos de muita expectativa, em razão da situação dos nossos representantes no Campeonato Brasileiro, onde ninguém sabe concretamente o que pode acontecer. Porém  uma coisa é certa, todos os três clubes possuem elencos limitados, inconstantes e distantes de grandes perspectivas até o final da competição, o que é lamentável, porque traduz principalmente a incapacidade dos dirigentes de gerir com sucessos os clubes.

Blog de Airton Sousa: Sport empata e decepciona outra vez

Na noite dessa quarta-feira(14), o Sport jogando na Ilha do Retiro, não passou de um empate contra a equipe do São Paulo. O time comandado por Rogério Ceni, desfalcado de jogadores importantes, não se esforçou muito para arrancar um empate, no Estádio da Ilha do Retiro, o que não deixou de ser um bom resultado.

Quanto ao time de Wanderley Luxemburgo, pouco ou nada mudou das ultimas partidas, a exemplo da dificuldade para sair jogando, falta de criatividade e um ataque que pouco apareceu no jogo, principalmente no primeiro tempo, onde a rigor o time teve apenas uma chance, em um contra-ataque com o jogador André.

No segundo tempo, com a entrada de Everton Felipe, o time melhorou um pouco, no entanto, nada de chamar a atenção. Rogério também entrou, a exemplo de jogos anteriores, totalmente perdido. Uma cabeçada de André, aos 2 minutos, um chute de André, aos 8 minutos,um chute de Everton Felipe, aos 37 minutos, foi o resumo ofensivo do Sport na segunda etapa.

Quanto ao São Paulo, teve chances aos 34 minutos com uma cabeçada de Gilberto, e uma outra cabeçada também de Gilberto, aos 47 minutos. Foi reclamado do àrbitro Heber Roberto Lopes um pênalti em André, aos 49 minutos, no entanto foi um lance um tanto quanto duvidoso. O Sport tem agora oito pontos, enquanto que o São Paulo soma 10 pontos. O próximo jogo do time Pernambucano, será na Ilha do Retiro, domingo,contra o Vitória.

Blog de Airton Sousa: Difícil recomeço para o futebol

Após uma semana cheia de tristeza, lembranças, perdas, homenagens e emoções, o mundo do futebol tenta voltar pouco a pouco à rotina. Como será esse recomeço, em meio a necessidade que o futebol tem de sequenciar as suas competições. O Campeonato Brasileiro deverá terminar nesse dia 11 de dezembro e o jogo que seria entre Atlético Mineiro e a Chapecoense, ainda é uma interrogação. A partida que seria entre o Atlético de Medelim e a Chapecoense, qual definição terá? Como será o reinício do time de Chapecó?

Bem, tudo isso só os dias é que poderão mostrar. Porém, em meio a palavras e gestos, com certeza, aos poucos o mundo da bola deverá girar, de uma maneira ou de outra. No entanto, alguns exemplos que merecem ser ditos, as torcidas principalmente dos grandes clubes, sempre demonstraram uma selvageria sem precedentes, marcaram encontro na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, desta feita não para se digladiarem, como sempre fizeram, mais para fazer alguns minutos de reflexão. Lá estavam os chefes das torcidas do Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos. E o mais impressionante, firmaram um compromisso de paz e não de guerra. Foi preciso uma tragédia, para que essas torcidas usassem a sensibilidade de perceber que violência só gera violência. Torcer que isso possa, de fato acontecer, após o momento de toda essa comoção.

Agora, espera-se para os clubes que encerrarão, no próximo final de semana o Brasileirão, superarem todas essas emoções. De um lado a luta pela inclusão na Libertadores de 2017, dos que estão no bloco de cima; de outro lado, na parte de baixo,  a disputa entre Internacional, Vitória e o Sport Clube do Recife, para escaparem do rebaixamento. Esta é a situação da última rodada. Que os profissionais da bola, do microfone, das câmeras, possam se unir às torcidas, para fecharem o Campeonato Brasileiro, que, apesar de ser de uma maneira triste, que seja de forma digna da tradição e do conceito no nosso futebol.

Blog de Airton Sousa: Sport se aproxima do Z 4

Um resultado que complicou mais ainda a situação do Sport no Campeonato Brasileiro da série A, é esse o quadro que cerca o time leonino, com o empate de 1 x 1 diante do São Paulo na noite desta quarta-feira(05), mesmo porque o tricolor paulista é um concorrente direto do time leonino pela manutenção na série A.

Um primeiro tempo cheio de erros de marcação, de saída de bola e de espaços cedidos ao adversário, além de uma defesa falha, permitindo que o tricolor paulista tivesse muitas oportunidades de gol na primeira fase. Aos 5 minutos com Chavez, aos 10 minutos com Maikon, aos 20 minutos, uma bola na trave de Carlinhos, aos 25 minutos o gol são paulino através do jogador Tiago Mendes, e finalmente mais uma oportunidade com um chute forte de Kelvin. Enquanto isso, o Sport que jogava em casa e tinha a obrigação de vencer, teve apenas uma chance aos 3 minutos com Rogério, aos 40 minutos com Diego Sousa e finalmente o gol milagroso de Diego Sousa, aos 43 minutos. Reconhecidamente, o Leão da Ilha não fez um bom primeiro tempo.

Na segunda etapa de partida, o Sport voltou com Vinicius Araújo, no lugar de Gabriel Xavier, enquanto que o São Paulo voltava com Bufarini em substituição a Mateus Reis. A primeira oportunidade de gol era do São Paulo, aos 7 minutos com o jogador  Carlinhos. O técnico Oswaldo de Oliveira, tentando fortalecer a peça ofensiva rubro negra, aos 12 minutos tira Everton Felipe e coloca Apodí, mais uma vez improvisado e sem render o suficiente. Outras alterações ainda aconteceram nos dois times, Jean Carlos aos 22 minutos, Edmilson e João Smitch, aos 31 minutos. O Sport continuava sem vontade e interesse pelo jogo, enquanto o São Paulo, demonstrava satisfação pelo empate na casa do adversário. Poucas foram as chances criadas principalmente pelo Sport, a exemplo de Apodí, que chutou uma bola na trave e um outro lance, do próprio Apodi, aos 44 minutos.

A verdade, é que o público de 11.424 torcedores presentes a Ilha do Retiro, ficou frustado, porque esperava mais do time leonino, principalmente depois da derrota do final de semana para o Fluminense. Agora o Sport soma 34 pontos e continua bastante próximo da zona de rebaixamento. O próximo jogo será contra a Chapecoense, quarta feira(12), as 11 horas da manhã, em Chapecó. Foram dois tempos distintos, o primeiro o São Paulo teve o domínio, e o segundo tempo o Sport melhorou um pouco, contudo, apenas o suficiente para empatar a partida. Não podemos destacar no jogo de ontem, exceção do jogador Renê, nenhum jogador diferenciado no time leonino.

Blog de Airton Sousa: Sport continua na zona de rebaixamento

É interessante o futebol nordestino, se contenta com qualquer coisa, exemplo, o empate contra o São Paulo (236), prevalecendo a invencibilidade do time São Paulino, completando dezoito jogos no Morumbi. Em outras oportunidades, se o Sport tivesse melhor colocado, tudo bem. Porém, o empate não tirou o time leonino da zona de rebaixamento, daí entendermos que  não foi um bom resultado. Até 15 minutos de jogo, o São Paulo pressionou, porque o time Pernambucano estava respeitando demais. A partir do momento que o Sport passou a marcar o time paulista, no seu campo, as coisas mudaram e houve um equilíbrio entre os dois times.

No segundo tempo com o São Paulo desperdiçando oportunidades diversas e o Sport criando também outras, porém sem atingirem os objetivos que era a vitória, o jogo ficou mais agradável. No entanto, não passou de 0 x 0. Agora, o rubro negro enfrenta ao time da Chapecoense na Capital Pernambucana, com a obrigação de vencer ao organizado time de Santa Catarina. Se vencer poderá sair da incômoda zona de rebaixamento, se perder irá afundar mais ainda, tendo inclusive, a possibilidade de ter como companheiro o seu arqui-rival Santa Cruz, que também joga, desta feita em São Paulo com o bom time do Corinthians.

É difícil a situação de Pernambuco no Campeonato Brasileiro da série A. Já se foram nove rodadas e não mostramos, com raras exceções, uma qualidade que nos garanta uma primeira divisão no próximo ano. Por enquanto, simplesmente esperar que nas contratações do Sport, os resultados venham e que o torcedor sofra menos. Entretanto, o momento, é de sofrimento e expectativa para os torcedores. O bom, é que nem o torcedor do Sport pode falar do torcedor tricolor e o torcedor tricolor pode falar da torcida rubro negra.  O final de semana, poderá levar para o céu, ou para o inferno. Não é pessimismo, é uma realidade que nos cerca, infelizmente.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Santa perde e Sport enfrenta o São Paulo

Para quem tem o Corinthians pela frente, a derrota de ontem em casa, aliás mais uma, podemos considerar um resultado terrível. No primeiro principalmente, o time tricolor perdeu nada menos do que sete chances de gol, repetindo os mesmos erros de jogos anteriores. Vejam só: 4 minutos Keno, 7 minutos Artur, 9 minutos Grafite, 15 minutos Artur, 30 minutos Artur, 39 minutos Grafite e finalmente aos 46 minutos novamente Grafite, de cabeça. O Flamengo que jogou apenas o futebol objetivo para vencer, teve apenas três chances, inclusive a chance do gol aos 14 minutos.

É de preocupar a queda de produção do Santa Cruz, principalmente em alguns setores, no ataque em especial, porque entende-se que Grafite está sobrecarregado para as finalizações, não tendo um parceiro nesse sentido, pela inconstância dos jogadores Artur, Lelê e Keno. Enquanto isso, o banco tricolor continua sem a mínima qualidade, sem oferecer ao treinador oportunidade de substituir para evolução do time. A dispensa de no mínimo sete jogadores é fundamental, e a contratação de outros que venham qualificar o elenco.

O segundo tempo, não foi diferente, porém sem as mesmas chances do primeiro, mesmo observando-se as modificações que o treinador fez, para tentar melhorar e chegar ao empate.  Entretanto, nada mudou, e o Santa Cruz perdeu para o Flamengo pelo placar de 1 x 0, no Arruda. Agora tem o Corinthians em São Paulo, sem qualquer pessimismo: esperar o quê?

Hoje tem mais um Pernambucano jogando, desta feita o Sport que também está mal na competição e tem um  jogo contra o São Paulo, na capital paulista. Será que com todos os problemas que está vivendo, o time rubro negro consegue salvar o nosso futebol nesse meio de semana, onde já tivemos, empate do Náutico e derrota do Santa Cruz? Vamos esperar que na véspera das homenagens a São João ele possa ajudar o time leonino, já que não teve santo que fizesse o tricolor e o alvi rubro vencerem.

Sport: Leão bate recorde de público, vence o São Paulo, e volta ao grupo dos quatro primeiros

Neste domingo (19), Sport e São Paulo se enfrentaram na Arena Pernambuco, pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro. As equipes estavam empatadas em pontos, quem vencesse voltaria ao G4. Melhor para o Sport, com a vitória por 2 x 0, voltando a equipe a ficar entre os quatro primeiros. Porém o jogo teve mais um destaque, o Leão bateu o recorde de público na Arena, mais de 41.900 pessoas assistiram a vitória do rubro negro (até agora o maior público do estádio).

01

O jogo foi marcado por polêmicas, várias expulsões aconteceram. Os gols foram feitos por Élber e Ferrugem para o Sport.

No primeiro tempo, o São Paulo adiantou a marcação para tentar evitar que o Leão saísse no contra-ataque com velocidade; já o Leão, mesmo com a estratégia do adversário, atacava com rapidez. O Sport trocava muitos passes fazendo várias triangulações. E de tanto tentar, conseguiu. André tocou para Marlone que cruzou na área, Élber antecipou a zaga, e desviou para as redes. Sport 1 x 0.

02

O Tricolor paulista não ficou na defesa, pouco depois de ter tomado o gol, Alexandre Pato perdeu uma chance. Mas, o Sport continuou com mais presença ofensiva e teve um gol anulado no finalzinho do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Leão voltou com uma postura bem defensiva, não dava espaço para o adversário atacar. Com o passar do tempo, o São Paulo foi tendo mais ofensividade, porém, pecava no último passe. O sistema defensivo do rubro negro estava muito bem, e não dava chances para os jogadores do São Paulo.

04

No final do jogo, o Leão ampliou o placar. André cruzou para trás, Ferrugem dentro da área, apenas desviou para o gol. Sport 2 x 0. Placar final.

05

Agora o Sport joga contra o Grêmio próximo sábado (25), às 19h30, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Já o São Paulo, joga contra o Cruzeiro próximo domingo (26), às 16h, no Morumbi, também pelo Campeonato Brasileiro.

03

Ficha do Jogo: 

Sport:  Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Rodrigo Mancha) e Diego Souza (Régis); Élber (Ferrugem), Marlone e André. Técnico: Eduardo Baptista.

São Paulo:  Rogério Ceni; Lucão, Rafael Toloi e Édson Silva (Luís Fabiano); Thiago Mendes (Boschilla), Rodrigo Caio, Hudson, Ganso e Michel Bastos; Alexandre Pato e Centurión (Reinaldo). Técnico: Juan Carlos Osorio.

Arbitro: André Luiz de Freitas Castro. Assistentes: : Alessandro A Rocha de Matos,  Eduardo Gonçalves da Cruz. Gols: Élber (33′ do primeiro tempo); Ferrugem (48′ do segundo tempo). Cartões Amarelos: Renê. Expulsões: Ganso e Luís Fabiano.

TV Replay, o que é bom se repete!