Blog de Airton Sousa – Só deu Argentina na final da Libertadores

benedetto-comemora-gol-do-boca-juniors-contra-o-palmeiras-1541040400850_956x500

Depois da decepção com a saída do Grêmio da final da Copa Libertadores, restava ao Brasil a classificação do Palmeiras, se bem que com remotas possibilidades em razão do primeiro resultado na casa do adversário. Até que o Palmeiras começou bem o jogo. Ofensivo, marcando bem, e tentando chegar ao gol do adversário.

Porém foi como que uma ducha fria, o primeiro gol do Boca Juniors deixando a arena em silencio e começando matar as pretensões iniciais do time de Luiz Felipe. De repente bateu um astral para baixo, porque se sabia que a partir daquele momento as coisas ficariam mais complicadas, sem que o alvi-verde pudesse sonhar com a classificação.

Mesmo assim aconteceu o empate, a virada, no entanto nada  interessava, porque não era uma vitória simples, mais sim uma vitória com uma diferença mais exagerada. De novo, o placar era alterado porque aos poucos o tempo passava, o desanimo também e a verdade é que o Palmeiras, a exemplo do Grêmio  também deu  adeus a competição.

Agora, a final acontecerá entre dois argentinos pela primeira vez, um fato inédito na história da Libertadores e nós brasileiros iremos nos recolher a nossa limitação, vendo dois ferrenhos adversários disputarem o título, e nós só temos que parabenizar os argentinos, mesmo diante da rivalidade existente.

O que ficou de lição com mais essa decepção, só o tempo dirá porque mais uma vez nos rendemos a dois adversários do nosso continente, provando assim que o futebol brasileiro está em baixa, principalmente em competições do nosso continente. Quando iremos aprender, só o tempo dirá?

Selecionar arquivos

Blog de Airton Sousa – Sem mudar nada, o Sport perde mais uma

                                                 230918

Tenho a impressão que os rubro negros estão rezando a cada rodada,para  que se encerre o Campeonato Brasileiro, porque jogo após jogo  a certeza de mais uma derrota e simplesmente a aproximação do rebaixamento para a série B em 2019. Foi mais um resultado negativo em casa, mesmo com o Palmeiras desfalcado de grandes jogadores titulares.

Dava para perceber que os comandados de Luiz Felipe, não queriam muita correria nem muita entrega, porque  a qualquer momento´podia sair  o gol da vitória. No entanto não foi assim, porque tivemos um jogo feio no primeiro tempo, com muitas faltas e um futebol aéreo, o que não é característica do time alviverde.

Foi um primeiro tempo que não agradou, com poucas chances para o time do Palmeiras e para o Sport praticamente nenhuma chance. Para completar, aos 28 minutos saiu contundido o jogador Lucas Lima, prejudicando pela sua qualidade o time do Palmeiras que acabou  deixando o jogo no zero a zero.

No segundo tempo o Palmeiras veio com outro propósito para o jogo, pressionando três vezes até oito minutos, encostando o Sport no campo defensivo e a partir daí o time de Luiz Felipé era absoluto em todos os sentidos. Tivemos várias modificações: William, Dudú e Guerra que já havia entrado no primeiro tempo pelo Palmeiras. Claudio Wink, Pardal e Mateus Peixoto pelo Sport.

Depois dos 30 minutos o Sport perdeu mais força ainda, e aos 36 minutos após entrar aos 35, William aproveitou um rebote de Magrão e complementou fazendo o gol da vitória Palmeirense. A partir daí foi só uma questão de tempo, para o término do jogo, o Palmeiras fechou a rodada na segunda posição com 50 pontos, enquanto o Sport permanece na vice lanterna. Outra nota negativa do jogo foi para o árbitro Paulo Roberto,do Paraná.

Cada vez mais aproxima-se a confirmação do rebaixamento do Sport, pela fragilidade em todos os sentidos, agora é esperar mais um sofrimento, desta feita o jogo contra o Atlético Mineiro em Belo Horizonte. O Atlético é o sexto colocado com 42 pontos, tornando-se mais um adversário com condições de vencer ao rubro negro de Pernambuco.

Blog de Airton Sousa: Sport é goleado e caminha para a série-B

PALxSPO

Podemos dizer que foram dois tempos distintos. No primeiro tempo o time do Palmeiras acomodado e desmotivado, enquanto que o Sport buscou mais, teve mais tempo de bola, dominou o meio de campo, só não conseguiu acertar os chutes contra a meta do Palmeiras. Provando mais uma vez, a ineficiência do time Pernambucano.

Algumas ausências no time leonino, opção de mudança do técnico Daniel Paulista. Richely, Samuel Xavier, enquanto que Rogério a principio ficou no banco. O time reagiu bem com essas ausências e sinceramente não fizeram falta, até porque o adversário ajudou pela falta de empenho, principalmente na primeira fase do jogo.

No segundo tempo, tivemos exatamente o inverso. O Palmeiras acordou no jogo, passou a dominar com Dudu e Deivíson, abrindo o placar aos 12 minutos, com uma bola cruzada na área rubro-negra, para Deivíson marcar. Aos 15 minutos outra chance, quase Dudu marcava o segundo gol. No entanto, logo aconteceu mais um gol. Luan de cabeça acerta o gol de  Magrão e amplia para 2 x 0, aos 18 minutos.

Tentando reagir e jogar o time para cima, Rogério entrou aos 23 minutos no lugar de Marquinhos e o Sport cresceu, porém a zaga não ajudava, continuava falhando e aos 33 minutos, Deivíson marcou o terceiro gol. Diego Sousa diminuía, com um cruzamento de Rogério e o Sport tinha o seu gol de honra aos 37 minutos.

Keno entrava no jogo e colocava fogo, jogando em cima de Raul Prata. As coisas voltaram a complicar mais uma vez, 44 minutos Raul Prata falha e Dudu amplia o placar para 4 x 1. Faltava Keno justificar a sua entrada no jogo e aos 47 minutos, fecha o placar para 5 x 1. Um placar humilhante para um time que caminha a passos largos para o rebaixamento. Próximo jogo domingo (19), na Ilha do Retiro contra o Bahia, um clássico Nordestino. O Sport a partir de agora, depende dele e da combinação de resultados, para evitar o rebaixamento.

Blog de Airton Sousa: Arena cheia e a decepção do Sport

 arena lotada

Com uma tarde de festa na Arena de Pernambuco, e um público de 42.025 torcedores, tivemos a derrota do Sport Clube do Recife, pelo placar de 2 X 0. Os comandados do técnico Wanderley Luxemburgo, não tiveram inspiração em momento algum, jogando mal e sendo dominados nos dois tempos pelo time do Palmeiras.

Taticamente o técnico Cuca montou o alvi – verde paulista, de uma maneira que não permitiu a saída de bola do rubro – negro, com uma marcação segura e precisa, além da pressão o tempo todo no campo Leonino. Ofensivamente o Palmeiras teve várias oportunidades  já no primeiro tempo, encontrando facilidade de penetrar na área adversária pelo meio e pelas laterais do campo.

Aos 33 minutos de jogo, após a cobrança de um escanteio, o jogador Bruno Henrique antecipa-se a zaga do Sport e marca o primeiro gol do jogo. Se os comandados de Cuca dominavam, passaram a predominar mais ainda após o gol, e aos 48 minutos Keno com uma bola perdida por Patrick, impôs velocidade e marcou o segundo gol, terminando o  primeiro tempo em 2 x 0.

Já na volta da segunda fase, Wanderley Luxemburgo substitui Sander por Rogério, avançou o time e melhorou de rendimento, inclusive com uma bola na trave aos 14 minutos, após a cobrança de uma falta pelo jogador Diego Sousa, que foi simplesmente decepcionante durante todo o jogo, no entanto era  vulnerável a atuação do time leonino.

A partir daí, o Sport voltou a mesma mediocridade anterior, teve várias substituições, contudo só veio a ter outra chance de gol, aos 45 minutos com o jogador André, o que foi muito pouco pelo que se esperava do time da Ilha do Retiro, principalmente porque o Palmeiras estava desfalcado de vários jogadores, entre eles: Dudu, Michel Bastos, Felipe Melo, Fabiano, William, Bona, Tchê Tchê, Tiago Matias e Aroucha.

Com a derrota, o Sport terminou a rodada na sexta posição com 24 pontos, enquanto que o Palmeiras ocupou a quinta posição com 26. O próximo jogo do time Leonino é contra o Bahia na Arena Fonte Nova, com as ausências de Diego Sousa, André e Richely. Porém, quinta-feira (27), o Sport volta a campo pela Sul-Americana na Argentina, contra o Arsenal de Sarandí. A primeira partida na Ilha do Retiro, o Sport venceu pelo placar de 2 x 0. Daí a vantagem de qualquer empate, ou uma derrota até por 1 x 0.

 

 

Blog de Airton Sousa: Difícil recomeço para o futebol

Após uma semana cheia de tristeza, lembranças, perdas, homenagens e emoções, o mundo do futebol tenta voltar pouco a pouco à rotina. Como será esse recomeço, em meio a necessidade que o futebol tem de sequenciar as suas competições. O Campeonato Brasileiro deverá terminar nesse dia 11 de dezembro e o jogo que seria entre Atlético Mineiro e a Chapecoense, ainda é uma interrogação. A partida que seria entre o Atlético de Medelim e a Chapecoense, qual definição terá? Como será o reinício do time de Chapecó?

Bem, tudo isso só os dias é que poderão mostrar. Porém, em meio a palavras e gestos, com certeza, aos poucos o mundo da bola deverá girar, de uma maneira ou de outra. No entanto, alguns exemplos que merecem ser ditos, as torcidas principalmente dos grandes clubes, sempre demonstraram uma selvageria sem precedentes, marcaram encontro na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, desta feita não para se digladiarem, como sempre fizeram, mais para fazer alguns minutos de reflexão. Lá estavam os chefes das torcidas do Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos. E o mais impressionante, firmaram um compromisso de paz e não de guerra. Foi preciso uma tragédia, para que essas torcidas usassem a sensibilidade de perceber que violência só gera violência. Torcer que isso possa, de fato acontecer, após o momento de toda essa comoção.

Agora, espera-se para os clubes que encerrarão, no próximo final de semana o Brasileirão, superarem todas essas emoções. De um lado a luta pela inclusão na Libertadores de 2017, dos que estão no bloco de cima; de outro lado, na parte de baixo,  a disputa entre Internacional, Vitória e o Sport Clube do Recife, para escaparem do rebaixamento. Esta é a situação da última rodada. Que os profissionais da bola, do microfone, das câmeras, possam se unir às torcidas, para fecharem o Campeonato Brasileiro, que, apesar de ser de uma maneira triste, que seja de forma digna da tradição e do conceito no nosso futebol.

Blog de Airton Sousa: G4 e Z4 ainda em disputa na série A

Que América, Santa Cruz e Figueirense já estão rebaixados, já sabemos. Agora a questão é saber quem será o outro clube, a formar o Z4, e consequentemente ser rebaixado para a série B, em 2017. Uma disputa acirrada entre Sport, Vitória e Internacional. Este, inclusive, nesta segunda-feira(21/11), perdeu para o Corinthians, de uma maneira duvidosa, pela marcação de um pênalti, que deu a vitória ao time Corintiano, que aproximou-se do G6, e volta a brigar por uma vaga na Libertadores.

O Sport tem 43 pontos, e entende-se que a salvação foi aquele resultado, no mínimo comprometido contra o Grêmio, porque a sequência do time rubro negro, foi duas derrotas, contra o Cruzeiro, na Ilha do Retiro e contra o Atlético, no Paraná. Porém entre os três ameaçados, o time leonino, é o que está com mais probabilidade de se manter na primeira divisão.

O Vitória, por sua vez, é o 16º colocado, tem 42 pontos e enfrenta na 37a rodada, o Coritiba, no Paraná, encerrando em casa contra o Palmeiras. Portanto também apresenta possibilidade de se manter na divisão de elite. Porque neste caso, a exemplo do Sport, o time baiano só depende dele.

Agora, complicada mesmo, é a situação do Internacional que continua na zona de rebaixamento, com 39 pontos, e que teve sua situação mais complicada, após a derrota para o Corinthians. Tem pela frente dois jogos difíceis, na 37a. rodada, na Arena Beira Rio, enfrenta o Cruzeiro, e na última rodada, tem fora de casa, o  Fluminense. A situação complica mais ainda, porque além de vencer, o clube gaúcho tem que torcer por resultados negativos do Sport ou do Vitória. Realmente, a situação do Internacional, é com certeza, a mais complicada, o que podemos dizer que o time colorado, está com o pé na segunda divisão em 2017.

Blog de Airton Sousa: Sport perde com erro da arbitragem

O Sport amargou hoje à tarde(23/10), mais uma derrota no Campeonato Brasileiro da série A, pelo placar de 2 x 1, para o time do Palmeiras. O rubro negro fez um bom jogo, no entanto a fragilidade nas finalizações e a falta de capacidade dos seus atacantes, permitiu que o time Pernambucano saísse de campo derrotado, e tivesse a sua situação complicada na competição. Com a derrota, o Sport foi a 15ª posição e se obriga a vencer a Ponte Preta, nessa quinta-feira(27), na Ilha do Retiro.

Algumas oportunidades foram desperdiçadas pelo time Pernambucano, que aconteceram aos 20 minutos, Diego Sousa e Everton Filipe aos 34 minutos, ais quais foram algumas chances de maior perigo, além do gol de Rogério aos 32 minutos do primeiro tempo. Na segunda fase, Apodí desperdiçou uma chance aos 25 minutos, Diego Sousa aos 31 minutos e Mateus Ferraz aos 33 minutos. Observando-se que o principal fator para a derrota leonina, foi a falta de acerto nas finalizações. Sem contar, com um pênalti não marcado pela arbitragem, quando o jogador Mina do Palmeiras, colocou a mão na bola, na pequena área, aos 20 minutos do primeiro tempo e não marcado pelo árbitro Ricardo Ribeiro de Minas Gerais.

Após o jogo, os atletas Diego Sousa e Ritchely, criticaram com palavras agressivas ao árbitro, e possivelmente, serão punidos pela comissão de arbitragem da CBF. Em seguida, o dirigente Arnaldo Barros, tentou amenizar as palavras agressivas dos jogadores, deixando a arbitragem à parte e chamando o torcedor para ir à Ilha, na próxima quinta-feira, para o difícil jogo contra a Ponte Preta, onde o rubro negro tem a obrigação de vencer, para não descer ainda mais na classificação.

Tecnicamente o jogo não correspondeu, mesmo porque o Palmeiras estava desfalcado de jogadores como Gabriel Jesus, Edu Dracena entre outros. Com a vitória o time Palmeirense assumiu a liderança com 61 pontos, e se beneficiou com o empate do Flamengo, que jogou no Rio contra o Corinthians. Um público de 31.107, uma renda de R$ 2.172.571,24. Agora, é esperar que o técnico Daniel Paulista, tente montar um time ofensivo, um ataque que busque cometer menos erros, porque uma derrota quinta-feira, leva o Sport a uma posição complicada nessa reta final do Brasileirão da série A.

Blog de Airton Sousa: Sport perde e Salgueiro vence

Fechamos a participação de Pernambuco na “série A”, nesta segunda feira (04/07), com mais uma derrota, desta feita o Sport perdeu na Ilha do Retiro para o Palmeiras pelo placar de 3 x 0. Um jogo em que o time alvi verde dominou o tempo todo, principalmente no plano tático, onde o técnico Cuca, aplicou uma marcação individual, anulando as principais peças do time Pernambucano, deixando assim o seu time a vontade para mandar no jogo. O Palmeiras abriu o placar, depois de algum tempo o Sport empatou, levando ao seu torcedor a esperança de que poderia virar o marcador. Pleno engano, porque em seguida o Palmeiras fez o segundo, o terceiro gol, numa demonstração da fragilidade defensiva do rubro negro.

Depois do jogo, como sempre as reclamações em cima da arbitragem, para encobrir a fragilidade do time leonino. Mais uma vez Diego Sousa, que não jogou nada, reclamou do árbitro, sem reconhecer sua fragilidade e também a do grupo. Quanto ao técnico Oswaldo de Oliveira, também tem que ser debitado no resultado, principalmente pela maneira como armou o time taticamente, deixando bastante vulnerável o sistema defensivo, com apenas dois zagueiros, limitados e longe de alcançarem atacantes com a qualidade que o Palmeiras tem. Com a derrota, o Sport permanece na zona de rebaixamento e tem seu próximo jogo em Campinas, contra a Ponte Preta de Eduardo Batista.

Por sua vez, o Salgueiro que jogou  contra o Remo, fez o seu dever de casa, vencendo ao time Paraense pelo placar de 1 x 0, pela série C. Com a vitória, o time sertanejo voltou ao G 4, ocupando a quarta colocação e sendo assim o único representante de Pernambuco, neste final e começo de semana que conseguiu vencer. Será muio importante que o time salgueirense continue fazendo o dever de casa e tentando fora alguns resultados positivos, porque terá a perspectiva de voltar a série B do Campeonato Brasileiro. Portanto foi uma vitória importante, principalmente pela qualidade do time adversário.

Blog de Airton Sousa: Náutico e Santa jogam neste sábado

Foto: Internet

Foto: Internet

O Náutico entra em campo neste sábado(18), tentando sua recuperação, em razão de ter perdido na última terça-feira(14), para o Vasco da Gama, em São Januário pelo placar de 3 x 2. O adversário timbu no Arruda, será o Bragantino, equipe de médio porte, porém sempre dá um toque especial quando enfrenta as equipes de Pernambuco. No entanto, pela campanha alvi-rubra, pelo fato de contar com a participação do seu torcedor, tudo leva a acreditar que os três pontos ficarão com o Clube Náutico Capibaribe. Nos últimos jogos, o ataque tem funcionado bem e acreditamos que esta boa sequência poderá acontecer nesta tarde de sábado(18).

Um problema que a direção timbu terá que administrar é o mando de campo. Os Aflitos com a possibilidade de recuperação, porém, a médio prazo, com a estimativa de liberação somente no próximo ano. O rompimento do contrato com a Arena Pernambuco, é um outro fator lamentável, pelos prejuízos que foram trazidos desde o começo. E agora, o time terá que aportar no Arruda, a exemplo do jogo deste sábado(18). Podemos dizer, que os jogos a serem chamados pelo Náutico,  serão em campos neutros, porque o time joga esporadicamente no Arruda.

Foto: Internet

Foto: Internet

Quanto ao Santa Cruz, venceu seu último jogo em casa, para o Figueirense pelo placar de 1 x 0, mesmo não satisfazendo a torcida, nem a crônica esportiva. O importante, porém, é que venceu, recuperou posições e somou três pontos. O time teve, durante a partida altos e baixos, em todos os setores, daí a insatisfação. Pior, enfrenta em São Paulo, a boa equipe do Palmeiras, que vem sendo destaque no Brasileiro da série A. Vantagem em todos os sentidos para o time alvi-verde. No entanto, surpresas acontecem, e vamos torcer que seja a favor do tricolor Pernambucano.

Todos estão conscientes, que o time precisa de reforços em todos os setores. A  direção está buscando, não está sendo fácil, porque os melhores jogadores, além de super valorizados, estão todos empregados. Trazer por trazer, como fizeram recentemente, não é a solução, é perder dinheiro, com jogadores limitados tecnicamente, fora de forma e muitas vezes com problemas clínicos sem recuperação. É difícil, principalmente em uma competição de jogos sucessivos, percentuais diferenciados entre os clubes participantes, e a questão financeira do Santa Cruz, complicada há muito tempo. O tricolor tem uma sequência de jogos difíceis: Palmeiras(fora), Flamengo(em casa) e Corinthians(fora).

Sport: Mesmo sem vencer, o Leão não lamenta o resultado da partida!

Neste domingo (12), Sport e Palmeiras se enfrentaram pela décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro, em um jogo eletrizante onde as equipes mostraram muita competitividade, o placar terminou em igualdade, 2 x 2. O resultado deixou o Leão colado no G4 com 24 pontos, o Verdão ficou dois pontos atrás. Os gols foram feitos por Matheus Ferraz e André para o Sport, Leandro Pereira fez duas vezes para o Palmeiras.

01

No primeiro tempo, desde o começo do jogo, os times jogaram pra frente buscando sempre atacar. O Verdão teve as primeiras chances claras de gol. O Leão dependia da criatividade de Diego Souza, pois quando ele não estava na jogada, o time tinha problemas na saída de bola. Quando o Palmeiras vinha melhor e parecia que iria abrir o placar, aconteceu o contrário, foi o rubro negro quem fez o primeiro.

02

Aos vinte e um minutos, Diego souza cobrou escanteio, Matheus Ferraz subiu sozinho entre a zaga para fazer o primeiro gol. No finzinho da primeira etapa o Palmeiras de tanto tentar chegou ao empate. Gabriel entrou na área e cruzou na medida para Leandro Pereira mandar para as redes.

No segundo tempo, o Palmeiras não perdeu a intensidade e logo aos treze minutos chegou ao gol da virada. Lucas chutou, Danilo Fernandes defendeu, no rebote Arouca chutou o goleiro defende novamente, mas, desta vez em mais um rebote Leandro Pereira mandou para o gol. Depois de ter tomado o gol, o Sport mudou a postura e foi para cima do Porco. Teve várias chances, mas Fernando Prass insistia em fazer milagres.

03

Só que ele não conseguiu evitar o gol de empate de André aos quarenta e quatro minutos, Diego Souza fez o levantamento, o atacante saiu na frente da defesa e de frente para o gol chutou rasteiro sem chances para o goleiro do Palmeiras.

04

Agora o Sport joga contra o São Paulo, próximo domingo (19), às 16h, na Arena Pernambuco, pelo Campeonato Brasileiro. Já o Palmeiras joga contra o Santos, domingo (19), às 16h, na Arena Palmeiras, também pelo Brasileiro.

05

Ficha do Jogo:

Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê (Danilo); Rodrigo Mancha, Wendel (Régis) e Diego Souza; Neto Moura (Samuel), Marlone e André. Técnico: Eduardo Baptista.

Palmeiras: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Leandro Almeida e João Paulo (João Pedro); Gabriel, Arouca, Zé Roberto (Andrei), Rafael Marques e Dudu (Kelvin); Leandro Pereira. Técnico: Marcelo Oliveira.

Arbitro: Emerson de Almeida. Assistentes:  Marcio Eustaquio S. Santiago, Guilherme Dias Camilo. Gols: Matheus Ferraz (21′ do primeiro tempo); Leandro Almeida (43′ do primeiro tempo e 13′ do segundo tempo); André (44′ do segundo tempo). Cartões Amarelos: Marlone, Renê, Jackson.

TV Replay, o que é bom se repete!