Blog de Airton Sousa – Pernambuco largou mal no Campeonato Brasileiro

3-2

Foi um fim de semana nada positivo para o futebol pernambucano. Nada de vitória, o Sport na sexta-feira (26), empatou em casa contra o Oeste. Enquanto que o Náutico jogou em Natal e terminou perdendo para o time do ABC, só resta para estrear o Santa Cruz nesta segunda-feira (29), no Arruda contra o time do Treze de Campina Grande.

 Falando de Sport e Oeste, o time rubro-negro  não esteve bem nos dois tempos, empatou em 0 x 0 na primeira etapa, e quando esperava-se que o time melhorasse no segundo tempo, não aconteceu. Abriu o placar, e de nada adiantou porque não houve reação nenhuma, principalmente o setor de criatividade do time.

Os laterais sem saírem para o apoio, a ligação do meio de campo para o ataque inexistiu e por sua vez o ataque não funcionou porque estava bastante frágil a transição, para os atacantes. E o pior aconteceu, com o Oeste empatando no finalzinho do jogo e deixando a torcida insatisfeita, placar final 1 x 1.

O técnico Guto Ferreira  tentou minimizar as deficiências, porém admitiu que o time realmente necessita de reforços pontuais nos três setores, caso contrário deverá passar muito vexame na competição. O próximo jogo será em Bragança Paulista, contra o Bragantino  agora reforçado com o time do Red Bull.

No domingo à noite  foi a vez do Náutico, que viajou cheio de otimismo. Porém, a exemplo do Sport todos sabem que o Náutico necessita contratar para formar um elenco e não um time, já que os reservas não estão a altura da competição, e quando o técnico necessita fazer substituições, o time cai de produção, para o próximo jogo Tiago estará de fora.

O ABC dominou o jogo o tempo todo com os atletas  Anderson, Anderson Rosa, Ivan, Waldemir, Maurílio entre outros, e o goleiro Saulo (Ex Sport), foi mero espectador no jogo, sem nenhum trabalho provocado pelos jogadores do Náutico. O time alvi-rubro  teve o tempo todo apenas se defendendo.

Dentro desse clima  o ABC sendo absoluto, marcou o primeiro gol aos 25 minutos do primeiro tempo. O Náutico apresentava muita intranquilidade,  sem o mínimo sentido de conjunto. No segundo tempo perdendo por 1 x 0, o Náutico voltou mais perdido e terminou tomando o segundo gol aos 15 minutos. Placar final: ABC 2 x 0 Náutico, que joga quarta-feira (01) em Campina grande, contra o Campinense pela seletiva da Copa do Nordeste.

Para a noite desta segunda-feira (29), o Santa Cruz estreia no Brasileiro da série C, jogando no Arruda contra o time do Treze. Só resta esperar que o time tricolor possa salvar a imagem do futebol Pernambucano, vencendo ao time de Campina Grande.  A segunda partida do Santa Cruz, será em Fortaleza contra o Ferroviário que empatou na estreia contra o Botafogo da Paraíba.

Blog de Airton Sousa: Empates com o mesmo placar, coincidência ou fragilidade

nautico x santa

Uma terça-feira (17), de muita expectativa em razão da participação dos dois representantes de Pernambuco, na série-B do Campeonato Brasileiro. O Santa Cruz jogou no Arruda contra a boa equipe do Oeste, enquanto que o Náutico foi até Maceió para enfrentar no Estádio Rei Pelé o Clube de Regatas Brasil. Toda expectativa era em razão da posição dos dois clubes na competição, ambos na zona de rebaixamento.

Mais cedo, o Santa Cruz empatou em 2 x 2 com o Oeste, um jogo cantado por antecipação como difícil para o tricolor, em razão da qualidade do time paulista. E apesar de ter jogado grande parte  com dez  homens o time do Oeste não se rendeu, e foi valente até o fim do jogo.Mesmo porque jogando fora, podemos considerar um bom resultado, principalmente pela posição do Oeste na competição.

Enquanto isso, o Santa Cruz não conseguia acertar o passe, mesmo tendo mais posse de bola, fato aliás que o tricolor tem apresentado em quase todas as partidas. Para quem necessitava vencer, o time do Arruda  teve mesmo que se contentar com o empate, considerado pelas circunstancias da equipe na competição ,  um  resultado negativo.

O Santa Cruz fecha a rodada com 30 pontos, joga fora do Arruda neste fim de semana, contra o Brasil de Pelotas que empatou em casa com a equipe do América Mineiro. O Brasil fechou a rodada com 38 pontos, o que é preciso dizer, irá tentar jogar tudo contra o tricolor de Pernambuco. Para o Santa Cruz restam oito rodadas, das quais o time terá que vencer cinco partidas, para escapar do rebaixamento.

Por outro lado, no desespero de está a muito tempo na décima nona posição, o Náutico foi a Maceió para enfrentar o Clube de Regatas Brasil no Estádio Rei Pelé. Um jogo complicado e difícil, também pela necessidade que o time de Alagoas tinha de vencer, e todos sabiam que o Regatas ia partir para cima.

O Náutico surpreendeu com a disposição que entrou em campo, dando velocidade ao jogo, principalmente com uma boa atuação do jogador Sueliton, que podemos dizer foi uma das peças mais importantes do time alvi-rubro. E foi o Náutico que abriu o placar, segurando a vitória até quase o final do primeiro tempo, quando aconteceu o empate, terminando o primeiro tempo com o placar de 1 x 1.

Na volta da segunda etapa de jogo, as equipes começaram no mesmo ritmo, e a cada momento as chances iam sendo criadas para as duas equipes, onde os ataques estavam sempre dando muito trabalho as defensivas. E outra vez, o Náutico com muita personalidade virou o jogo, aos 36 minutos.

Com 2 x 1 no placar, sentindo que a derrota estava cada vez mais próxima, o Clube de Regatas Brasil, fez uma substituição importante no ataque. Saiu o jogador Zé Carlos, entrando Neto Baiano, uma estratégica do treinador Mazola de forçar a sua peça ofensiva, e foi exatamente o que aconteceu, Neto Baiano aproveitou uma falha de Jeferson e Rafael Ribeiro,  coloca nas redes, empatando o jogo.

Se o empate pouco serviu para o Náutico  pela posição na tabela, também para o CRB não foi um bom resultado, pelo fato de jogar em casa. Porém a posição do time alagoano é no meio da tabela com 38 pontos. O próximo jogo do Náutico será nesta sexta-feira em Caruaru, contra o lanterna ABC. O alvi-rubro fechou a rodada com 27 pontos.  O time timbu tem ainda oito jogos até o final do Campeonato, tendo que vencer seis jogos para escapar do rebaixamento, situação muito complicada.

Blog de Airton Sousa: Mais uma rodada decisiva para Pernambuco

20150310131319_0

O Campeonato Brasileiro da série-B tem sequencia nesta terá-feira (17), com a participação de todos os clubes desta categoria. A competição afunila e já chega a sua reta final com a realização da trigésima rodada. As coisas complicam a cada rodada, principalmente para os clubes que estão na parte de baixo da tabela, pela distancia criada de um time para outro.

Vejamos por exemplo, o Luverdense que é o décimo sétimo colocado tem 34 pontos, enquanto que Guarani décimo sexto colocado tem também 34 pontos e na décima quarta e décima quinta colocação, estão as equipes do Figueirense e Goiás com 35 pontos. Numa demonstração clara de que a competição poderá apresentar muitas surpresas.

Nessa briga de pontuação, o Santa Cruz entra em campo no Estádio José do Rego Maciel, enfrentando a equipe do Oeste, sexta colocada com 47 pontos o que consideramos uma excelente campanha do time Paulista. Deduzindo-se desta forma, as dificuldades que o tricolor de Pernambuco irá enfrentar, principalmente porque não existe outro resultado, se não uma vitória.

O time do Arruda está na zona de rebaixamento, somando 29 pontos  e se porventura a vitória não acontecer, as coisas complicarão mais ainda, em face de que a distancia aumentaria para aqueles clubes que estão próximos ao Z-4. O técnico Marteloti demonstrando preocupação, e tentando  a todo custo organizar taticamente o seu time, com isso buscando uma vitória nesta terça-feira (17).

Enquanto isso, outro Pernambucano também joga nesta terça-feira (17), desta feita em Maceió contra o Clubes de Regatas Brasil.O Náutico vem de uma vitória contra o Guarani de Campinas, somando no momento 26 pontos, na décima nona posição. Muito distante de atingir pontos, para fugir do rebaixamento. No entanto a competição só tem 9 rodadas para serem disputadas, e  os times  principalmente aqueles que estão perto ou na zona de rebaixamento, já não podem errar mais.

O Clube de Regatas Brasil é o décimo terceiro colocado com 36 pontos, e tenta principalmente em casa vencer, para fugir a cada rodada da ameaça de rebaixamento. O time Alagoano está na chamada zona no meio da tabela, vencendo quatro rodadas  automaticamente será mantido na série-B, preocupação nesse instante dos alagoanos. E com isso é necessário vencer os jogos no Estádio Rei Pelé.

A situação do time de Roberto Fernandes  continua complicada  porque mesmo vencendo algumas partidas, não conseguiu sair da penúltima posição. Além de tudo, a pontuação do time Timbú representa uma distancia considerável para as equipes que estão na décima sexta e  décima quinta colocação, hoje exatos nove pontos. Aguardemos então, que resposta dará o time do Náutico  em meio também, as ausências de jogadores importantes do grupo.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz vence e respira – Náutico perde e afunda

                                          fggf

Finalmente a torcida reagiu , o Santa Cruz venceu bem ao Goiás pelo placar de 3 x 0.  Todos esperavam e era obrigação tricolor vencer  por várias razões. O jogo era no Arruda, o time vinha a vários jogos sem vencer, caindo a cada rodada na tábua de classificação até   chegar  a zona de rebaixamento. Caso não conseguisse a vitória muitas seriam as consequências.

Dois minutos e João Paulo abria o placar, dando uma certa tranquilidade ao time, a partir daí outra chance com André Luiz aos 18 minutos. Depois dos 20 minutos, o Santa Cruz recuou cedendo espaço  ao adversário, principalmente com Léo Sena e Andrezinho, no entanto o Oeste não conseguia chutar com perigo para o goleiro Julio César, até que entrou Bruno Paulo aos 26 minutos, na contusão  de André Luiz.

Após  a entrada de Bruno Paulo, o Santa Cruz ganhou fôlego, criando com Primão aos 26 minutos, porém o Goiás acordou  chutando duas bolas, aos 29 minutos Tiago Luiz com Julio Cesar fazendo uma grande defesa, além de Andrezinho com uma bola de cabeça aos 30 minutos.  Após esse lance, houve uma certa acomodação das duas equipes e o time pernambucano terminou o primeiro tempo ganhando por 1 x 0.

Na segunda etapa, o Goiás teve aos 4 minutos um gol nulo de Carlos Eduardo que estava impedido,  e  o Santa Cruz sendo dominado o tempo todo pelo setor direito, esperando-se a todo instante o empate do jogo. Porém após 35 minutos, com a entrada de Daniel Bueno, o Santa Cruz voltou a predominar com uma chance aos 37 minutos, uma bola na trave aos 39, e aos 40 e 43 respectivamente,  com Bruno Paulo marcando e  a surpresa da marcação de dois gols, fechando o placar de 3 x 0 e uma grande vitória. Próximo jogo no Paraná, contra o Londrina.

No sábado a tarde (16), foi a vez do Náutico entrar em campo contra o Oeste. No primeiro tempo um domínio de bola e passes de 62% do time paulista, pressionando o tempo todo, porém chutando pouco. O Náutico teve a rigor uma boa chance com Giovani aos 33 minutos. Porém foi um primeiro tempo em que o Oeste dominou o tempo todo.

Aos 43 Ávila era expulso, deixando o Náutico com um jogador a menos. Os grandes destaques do time paulista foram Mazinho, Gabriel e Daniel Borges com um detalhe importante, a boa qualidade do gramado. No segundo tempo, como era de se esperar aumentou a pressão do Oeste, aos 7 minutos o jogador Rafael Luiz chutava para uma grande defesa de Jeferson. Porém aos 26 minutos,  Robert que havia entrado marcou o gol da vitória do Oeste.

A bola aérea foi o tempo todo lançada contra a área do  Náutico, daí uma verdadeira blitz e esperando-se a cada instante acontecer o segundo gol do Oeste, que passou a exigir de Jeferson grandes  e importantes defesas. Podemos até dizer que o goleiro alvi-rubro foi o melhor jogador do time pernambucano, principalmente nas bolas na área. .

Com a frente no placar, o Oeste insistia o tempo todo na marcação do segundo gol, com o Náutico resistindo  a todo custo, sem poder de reação porque estava com um jogador a menos. Era visível que o Náutico estava aceitando a derrota e não tinha mais forças para avançar pelo sistema de jogadas em diagonal do time paulista. A derrota de 1 x 0, não traduziu o volume de jogo do Oeste, no entanto com a derrota a situação timbu complica-se a cada rodada. Próximo jogo em Caruaru sábado (23), contra o Internacional. Além desse jogo mais três:  30\09 – Boa Esporte. 14\10 – Guarani. 20\10 ABC, conforme acerto entre as diretorias do Náutico e do Central.

 

Blog de Airton Sousa: Náutico empata e o Santa Cruz perde

Um balanço negativo para o futebol pernambucano nessa terça-feira (06), onde o Náutico na Arena de Pernambuco, fez o primeiro gol, no entanto, terminou cedendo o empate ao time do Oeste, finalizando o jogo com o placar de 1 x 1, e a equipe timbu passadas cinco rodadas, ainda não conseguiu a primeira vitória.

Não adianta enganar o torcedor, o Náutico tem um time limitado, e quem garante que os reforços farão com que o time timbu, consiga superar tantas dificuldades. O pior,não se ver evolução nenhuma, onde o técnico Waldemar Lemos, a cada partida utiliza uma escalação, e não consegue dá um sentido de conjunto ao time.

Agora, o time alvi-rubro sai para jogar em Porto Alegre, contra o time do Internacional, que nós sabemos, é o grande da série B, pelo faturamento de cem mil associados, pela estrutura, pela sua história em competições nacionais e internacionais. Fica difícil sermos otimistas para o jogo do Náutico contra o Internacional neste sábado (10), porque fora de casa o time perde e em casa, acontece a mesma coisa, não consegue vencer.

Quanto ao Santa Cruz que jogou contra o Goiás, fez um primeiro tempo razoável, com o lateral Nininho sendo o mapa da mina para o time adversário, a zaga deixando se envolver pelo ataque  do Goiás, a meia cancha dando espaço na marcação, e o ataque com poucas chances de aproveitamento, mesmo com o empenho de André Luiz e Ricardo Bueno.

O gol do Goiás foi aos 13 minutos, e o gol do empate do time tricolor, aconteceu aos 45 minutos, através da cobrança de pênalti do zagueiro Anderson Sales. No entanto, o árbitro do jogo, o Paulista Rodrigo Amaral, não marcou um pênalti legítimo no lateral Roberto, prejudicando ao time Pernambucano, contudo, foi o Goiás que prevaleceu em campo, principalmente com os jogadores Tony, Léo Sena, Tiago Luiz, Ailon e o grande destaque, o jogador Carlos Eduardo.

Na volta do segundo tempo, o técnico Vinicius Eutrópio fez algumas correções táticas, o time melhorou de produção, o Goiás sentiu a evolução do tricolor e passou a amarrar mais o jogo. No entanto, as chances iam surgindo para o Santa Cruz, os jogadores desperdiçando, até que aconteceu o gol da vitória do Goiás, mais uma vez, com falha da zaga tricolor, aos 27 minutos, com ele, Carlos Eduardo.

Placar final, 2 x 1 para o Goiás, que conseguiu sua primeira vitória na competição. Enquanto que o Santa Cruz, tem a difícil tarefa de recuperar pontos e posições, no jogo da sexta-feira à noite, no arruda, contra o Londrina. Aí sim, é um jogo de seis pontos, e é isso que tem que acontecer, para que o tricolor não tenha complicada  sua situação na série B.

Blog de Airton Sousa: Se fosse diferente não seria o Náutico

Finalmente conhecemos os quatro clubes que subiram para a primeira divisão, e mais uma vez a frustração do torcedor do Náutico, que além de não ter tido acesso a primeira divisão, terminou perdendo em plena Arena de Pernambuco, para o Oeste que há 16 jogos não conseguia vencer e que estava na 16a colocação do Campeonato Brasileiro da série B.

Subiram para a primeira divisão: Atlético de Goiás, Avaí, Vasco da Gama e Bahia. O Atlético venceu ao Bahia por 2 x 1.  O Vasco também venceu, desta  feita  ao  Ceará por 2 x 1. E o Avaí já havia garantido a sua classificação antecipada; além do Bahia que mesmo perdendo para o Atlético, foi beneficiado com a derrota do Náutico para o Oeste.

Quanto ao jogo do Náutico, uma revolta do torcedor pelo fraco futebol apresentado pelo time alvi rubro, com uma apresentação abaixo da crítica, se deixando envolver pelo adversário, principalmente no primeiro tempo, onde perdeu o jogo por 2 x 0, sem oferecer reação nenhuma  e tendo em Julio César o melhor jogador em campo. O jogador Marco Antonio sem produzir, Vinícius e Bergson, também muito mal e finalmente um time abatido e frágil, o que não foi deferente no segundo tempo, mesmo com a acomodação do time do Oeste.

Antes que terminasse o jogo, torcedores do Náutico invadiram o campo de jogo, sem que o policiamento tivesse condição de reagir, e nada justificava a apresentação do time timbu, nem tão pouco a fragilidade apresentada. Agora é repensar 2017, e ver quais as mudanças estruturais que o clube precisa, para uma melhor estrutura, dentro e fora de campo. No final uma frase que é padrão do time alvi rubro, o Náutico é assim mesmo: nada, nada e termina morrendo na beira da maré, e foi assim mais uma vez.

Blog de Airton Sousa: Náutico fecha a fase com um empate

Jogando nessa terça-feira(02/08), o time do Náutico empatou contra o Oeste em 0 x 0. A equipe paulista dominou o jogo o tempo todo, principalmente na segunda fase. No entanto, a pontaria dos atacantes e a presença do goleiro Júlio César não permitiram que a vitória do Oeste acontecesse. O técnico Alexandre Galo montou o time taticamente defensivo e os atacantes pouco participaram, dentro das pretensões táticas do time pernambucano. Mesmo com um segundo tempo mais favorável ainda ao time do Oeste, o final não passou de 0 x 0. O jogador Hugo saiu insatisfeito pela substituição, quando Alexandre Galo colocou o jogador da base Léo Santos, o mesmo que fez o gol contra o Tupi.

O Náutico fechou a fase com 28 pontos, na sexta colocação e agora só volta a jogar no dia 20 desse mês, na Arena Pernambuco, contra o time do Criciúma, hoje o oitavo colocado da série B. Será importante essa folga de 17 dias, para que a comissão técnica e física, além do departamento médico, possam recuperar alguns jogadores, para que a equipe tenha mais opções para reiniciar a competição.