Blog de Airton Sousa – Haja escandâlo no futebol Brasileiro

                                             internacional

Um dos clubes que se pensava mais organizado tecnicamente e administrativamente no Brasil, foi alvo de busca na última quarta-feira (19) pelo judiciário. Lamentavelmente o Internacional que todos tinham como exemplo de gestão, terá as suas contas do biênio 2015/2016, vistoriadas em razão de denúncias.

É lamentável porque é um clube que tem uma média de 100 mil associados, uma arena reformada, uma equipe verdadeiramente estruturada, inclusive com um trabalho de base invejável, e que tem trazido dividendos ao clube, também com transações internacionais.

Apenas lembrando que essa fiscalização será da gestão Vitório Pícaro, em cujo biênio 2015/2016 o clube terminou sofrendo o rebaixamento para a série B, deixando a sua grande torcida decepcionada e sem querer acreditar na dura realidade que atingia o time alvi rubro dos pampas.

Nas investigações em diversas residências e escritórios, de pessoas ligadas a administração à época, foram encontrados documentos extremamente comprometidos, desde a transação de jogadores (venda/empréstimo), construções e reformas inexistentes, salários combinados, numerários, entre tantas formas de se burlar a contabilidade e a escrita do clube.

Aí ficamos a imaginar: Será que o Internacional é regra ou exceção? Quantos clubes no futebol nacional já passaram e cometeram essas falcatruas? Na compra, empréstimo ou salário de alguns jogadores, a quantia declarada é a correta? Entre empresários e dirigentes como ficam os acertos?

A verdade é que precisa a justiça ampliar essa varredura nos clubes das diversas qualificações, e com certeza deveremos ter uma bomba maior do que a “lava jato” e outras denúncias de cunho político no Brasil, enquanto é tempo. Não resta dúvidas, a falência do nosso futebol tem tudo haver com o ocorrido no Internacional. Essa é a apenas uma ponta do icebergue.

Blog de Airton Sousa – Deu zebra na Ilha do Retiro

                                              sport x inter

Finalmente o Sport ganhou um jogo, e desta feita contra um dos líderes do Campeonato Brasileiro, a vítima foi o Internacional que entrou de sapato alto e quando acordou já era tarde, o Sport surpreendeu e venceu de virada pelo placar de 2 x 1. Foi uma noite em que tudo deu certo para o time Pernambucano.

Não adiantou muita coisa, porém foram três pontos somados mesmo sem tirar o time da zona de rebaixamento, onde mesmo vencendo ao próximo adversário a equipe ainda não sai do rebaixamento. A vitória deixa o Sport com 27 pontos, porém continua na décima nona posição, o torcedor comemorou de qualquer maneira o resultado.

Agora faltam dez jogos, o próximo adversário é o Atlético do Paraná, que está em fase de evolução na competição, o jogo será no fim de semana em Coritiba. O técnico Milton Mendes e seus comandados comemoraram bastante após a vitória, porque representa a primeira sob o seu comando.

Quanto ao jogo, tivemos um primeiro tempo apenas de passes errados, muita marcação e muita falta, por parte das duas equipes que não conseguiam chegar a área adversária pelo trabalho de desarme dos homens de meio campo, onde as defesas estavam sempre atentas, sem permitir jogadas ofensivas.

O segundo tempo foi diferente, com o internacional jogando ofensivamente principalmente pelo lado esquerdo. Aos onze minutos, entrou D”Alessandro e tornou o time gaúcho mais ofensivo, até que aos 22 minutos Nico Lopez abiu o placar. A partir daí o Sport se abriu, partiu para cima e empatou com Adrielson aos 34 minutos.

Após o empate o Sport cresceu ofensivamente e aos 43 minutos, com uma bela jogada Mateus Gonçalves fez o gol da vitória do time pernambucano. Um resultado que anima, porém sabemos a limitação do elenco, os compromissos futuros e a difícil situação que o time está na tabela.

Blog de Airton Sousa – Internacional é o próximo obstáculo do Sport

                                                                 27887a71996fee0dfff2cd31845407f3

Apesar das derrotas sucessivas, parece que a tempestade está passando na Ilha do Retiro. Bem que tivemos uma semana com mais calma, sem tantos desencontros e reclamações, dando a entender que os rubro-negros já estão prevenidos do que está para acontecer, com relação ao rebaixamento para o próximo ano.

Esse é o melhor caminho, tentar manter a calmaria,deixar que as coisas aconteçam uma de cada vez, dá ao treinador a serenidade que ele precisa, para tentar pelo menos cair de pé, sem cometer tantos erros, nem matar o torcedor de vergonha pelo rebaixamento e pela campanha medíocre deste ano.

Existem derrotas e derrotas, porém é preciso cair com dignidade, honrando as cores do clube e a própria tradição adquirida ao longo de mais de cem anos. O que foi feito de errado já não tem conserto, agora é cumprir os onze jogos que faltam e começar tudo de novo para 2019, principalmente na organização administrativa.

Fim do ano e as eleições irão acontecer, aí a vez dos verdadeiros e tradicionais rubro-negros darem a volta por cima, fazendo uma limpeza administrativa e financeira no clube, com a certeza das dificuldades que haverão de vir, inclusive com a queda de arrecadação, da primeira para a segunda divisão.

Não é pessimismo, e sim uma realidade que há bem pouco tempo atrás estava muito distante da Ilha do Retiro. Os erros foram sucedendo, sendo jogados em baixo do tapete pela prepotência dos dirigentes e hoje o que se vê é um clube cheio de dívidas, sem um elenco de qualidade e com problemas diversos a serem administrados.

Dentro desse contexto, o Sport entra em campo nesta sexta-feira (04) a noite, em mais um compromisso difícil, desta feita contra o Internacional, segundo colocado do Brasileiro com 53 pontos, e disputando a primeira colocação com o Palmeiras. O Sport deverá entrar bastante desfalcado e com as improvisações de sempre.

Blog de Airton Sousa: No Brasileiro uma vitoria e duas derrotas

Campeonato-brasileiro-2017

Já sabíamos que seria um jogo difícil, e quase impossível o Santa Cruz voltar de Porto Alegre com um resultado positivo no jogo contra o  Internacional. Porém, o time tricolor surpreendeu pelo esquema aplicado durante o jogo e pela determinação dos jogadores dentro de campo, produzindo um bom futebol contra o líder absoluto da serie-B e diante de uma grande torcida.

O primeiro gol do jogo foi aos 9 minutos, através de um pênalti  onde outra vez com o critério de bola na mão, ou mão na bola deixa o árbitro a vontade para a marcação. O jogador Guilherme Matos caído, a bola bateu em sua mão e o árbitro assinalou a penalidade máxima. Na cobrança o jogador Dalessandro  cobrou e colocou o Internacional  na frente do placar.

Nem assim o Santa Cruz se rendeu, continuou jogando aberto, partindo para cima, no entanto a fragilidade ofensiva não permitia que o empate acontecesse, terminando o primeiro tempo com a vitória parcial do time gaúcho. Porém, todos foram unanimes em afirmar o bom futebol jogado pelo time pernambucano.

No segundo tempo, o Santa Cruz voltou com o mesmo comportamento, porém os jogadores João Paulo e Primão, não conseguiam fazer a transição  para os atacantes e aos poucos o Internacional aumentava o seu volume de jogo.  Aos 25 minutos, o jogador Danilo lança Dalessandro que ganha de Anderson Sales e chuta indefensável contra o gol de Julio César, fazendo 2 x 0.

 Com a derrota e os resultados do Goiás e Figueirense, o Santa Cruz voltou a zona de rebaixamento. O próximo jogo será contra o America de Minas,sábado (07) no Arruda  às 19 horas, onde o time mais do que nunca terá que vencer se quizer sair da zona de rebaixamento, e sabemos que não é fácil o jogo contra o time mineiro, vice-lider da série B.

Em Caruaru, dentro do desespero que caracteriza cada jogo do Náutico, o time alvi-rubro enfrentou ao Boa Esporte. Também um jogo difícil pela campanha do Boa Esporte, e pelas limitações do Náutico. Porém os comandados de Roberto Fernandes, não economizaram garra e determinação, mesmo diante da boa qualidade técnica do time mineiro.

Aos 20 minutos outra vez uma questão dos critérios, bola na mão, ou mão na bola, e o jogador Diones é atingido pela bola, e o árbitro pune o Boa Esportes, marcando o pênalti. Na cobrança o jogador Rafinha cobrou e  colocou o Náutico na frente do placar. Se o Boa estava bem no jogo, aumentou o volume e os jogadores Paulinho, Felipe Matheus e Taciano, puxavam o time para cima do Náutico, o que podemos dizer que o time de Varginha mesmo perdendo, foi melhor no primeiro tempo.

No segundo tempo  o Náutico recuou, tentando administrar o resultado. Aos 36 minutos Gilmar coloca a mão na bola, o árbitro marca a penalidade, que é desperdiçada pelo jogador Felipe Matheus, com uma grande defesa de Jeferson.  A tentativa do Boa Esporte  com as bolas aéreas exigia da zaga alvi-rubra mais empenho. Aos 44 minutos o Náutico carimbava a vitória com um chute forte de Tico. O Náutico venceu por 2 x 0, continua na décima nona posição e joga sexta-feira contra o Goiás, fora de casa.

Finalmente a expectativa do jogo entre São Paulo e Sport no Morumbí. O São Paulo na tentativa de sair da zona de rebaixamento, e o Sport  buscando a vitória  depois  de oito jogos sem  vencer. O resultado no final do jogo, foi melhor para o São Paulo que venceu por 1 x 0, gol marcado aos 35 minutos do primeiro tempo pelo jogador Marcos Guilherme.

No inicio da partida um certo equilíbrio, inclusive com uma bola na trave do jogador Anselmo, em seguida os jogadores Lucas Prato, Cueva e Ernandes, chamaram a responsabilidade do jogo e o São Paulo envolveu o time leonino, principalmente da meia cancha para frente, além do mais contando com a ajuda de Wesley que esteve mal o tempo todo no jogo.

 Uma partida  de poucos chutes e muitos passes errados. O São Paulo teve 55% de aproveitamento, contra 45% do Sport, no primeiro tempo. Aos 47 minutos, um chute de Prato, quase ampliava o placar, porém Magrão evitou o gol  com uma grande defesa. Terminando a primeira etapa com a vitória parcial do time paulista.

No segundo tempo, o Sport volta com Osvaldo, tentando impor  velocidade ao time, e já aos 10 minutos Rogério no giro, quase marcava. Muitos passes errados nos dois times e aos 20 minutos o jogador Marcinho entra, para fazer o São Paulo avançar. Depois aos 22 minutos entram Thalísson e Tomás, com um erro do treinador Wanderley Luxemburgo, quando tirou o jogador  Anselmo, considerado o melhor em campo.

O jogo caiu após 30 minutos e somente aos 35  Shaylon chuta contra a meta de Magrão, enquanto que Osvaldo perdeu  uma chance aos 47 minutos, chutando por fora , além de uma cabeçada de Tomás aos 49 minutos, para uma defesa de Cidão, considerado o melhor jogador por parte do São Paulo. Com a vitoria, o São Paulo foi para a  décima quarta posição com 31 pontos, enquanto o Sport foi a décima sexta com 30 pontos, podendo entrar na zona de rebaixamento, caso a Ponte Preta vença nesta segunda-feira (02), ao  Flamengo.

Blog de Airton Sousa: Pernambucanos jogam de olho nos concorrentes

                                           sns

Pernambucanos jogam de olho nos concorrentes os seus resultados e com os resultados dos  concorrentes. O Náutico joga do Lacerdão, em Caruaru contra o Boa Esporte, o adversário não incomoda porque está bem a frente somando 37 pontos, na nona colocação. Até aí tudo bem, porém ABC, Goiás e Figueirense ,  caso vençam distanciam-se mais ainda do alvi-rubro de Pernambuco.

Para o Náutico, pela situação na tabela e para tentar resistir ao rebaixamento, tem que fazer o seu dever de casa, buscando somar pontos coisa que não vem acontecendo, daí a situação complicada  na competição. O técnico Roberto Fernandes, outra vez meche no time, tentando com isso dá nova motivação. Quanto ao Boa Esporte, é um time organizado tecnicamente e vem fazendo uma boa campanha no meio da tabela.

Com uma situação um pouco parecida com a do Náutico, o Santa Cruz tem um jogo extremamente difícil, contra o líder da série-B, o Internacional que venceu nessa quarta-feira (27), ao América Mineiro no Beira Rio, assumindo a liderança da competição. É desnecessário dizer, que o jogo é difícil para o tricolor e que o time gaúcho é franco favorito .

O Santa Cruz tem 29 pontos, é o décimo sexto colocado, com a mesma pontuação tem o Figueirense, também com 29 pontos e a frente do tricolor está a equipe da Luverdense com 31 pontos, obrigando o Santa Cruz a lutar pelo menos por um empate, porque a esta altura o empate seria considerado um bom resultado, fato que fica difícil acontecer.

Por sua vez, no domingo a tarde o Sport que também se encontra em uma situação complicada, joga no Morumbí contra o time do São Paulo, que está a duas posições abaixo do rubro negro pernambucano, e que tem 28 pontos, ou seja dois pontos a menos, fazendo um jogo decisivo diante da sua torcida, que promete lotar o Estádio do Morumbí.

A situação do Sport encurta cada vez mais, porque tem algumas equipes rodeando o rubro-negro. O Bahia tem 30 pontos, sendo o décimo terceiro colocado, o Sport também tem 30 pontos ficando na décima quarta, o Avaí é outro que tem 30 pontos na décima quinta posição, o Vitória tem 29 pontos é o décimo sexto e finalmente o São Paulo é o décimo sétimo, com 28 pontos, ao lado da Ponte Preta também com 28 pontos.

Observa-se que a depender do resultado do Sport e de alguns concorrentes, o rubro negro Pernambucano, pode virar a 27ª.  rodada na zona de rebaixamento, o que será um desastre para o treinador, o grupo de jogadores, a torcida e os dirigentes que fizeram um investimento alto para a competição, e estão diante de uma ameaça dessas,  não sei  se para o bem, ou para o mal,  Diego Sousa e Patrick, não poderão jogar.

Com certeza, as três torcidas de Pernambuco, viverão nesse sábado e domingo, momentos de muita expectativa, em razão da situação dos nossos representantes no Campeonato Brasileiro, onde ninguém sabe concretamente o que pode acontecer. Porém  uma coisa é certa, todos os três clubes possuem elencos limitados, inconstantes e distantes de grandes perspectivas até o final da competição, o que é lamentável, porque traduz principalmente a incapacidade dos dirigentes de gerir com sucessos os clubes.

Blog de Airton Sousa: Inter lidera e o Náutico afunda mais ainda

37224057906_6952fba522_k

A cidade  de Caruaru está de parabéns por tudo que aconteceu ontem nas ruas e no Lacerdão. Foi uma dia de festa, porém a disparidade técnica, financeira e de estrutura fizeram com que o Internacional voltasse para Porto Alegre na liderança da série-B, e o Náutico se aproximasse mais ainda da série C, no próximo ano.

Um jogo em que o Internacional foi absoluto nos dois tempos, tendo um domínio do lateral ao ultimo atacante e criando aproximadamente seis chances, contra apenas uma do Náutico no primeiro tempo de partida, porém graças a qualidade do goleiro Jeferson, o placar  foi de 0 x 0, não traduzindo a superioridade do time gaúcho.

No segundo tempo não foi diferente, e já aos 6 minutos Leandro  Damião de cabeça, colocava o Internacional na frente do placar Se o domínio era grande, passou a ser maior ainda após o primeiro gol do jogo. Muitas alterações nas duas equipes, muitas chances do Internacional e o goleiro Jeferson fazendo milagres a cada jogada ofensiva que o Internacional construía.

Final de jogo, vitória do Internacional pelo placar de 1 x 0, e com a vitória o Inter assumiu pelo critérios a primeira colocação da serie-A. Com relação a arbitragem, Jailson Macêdo  com exceção de um pênalti que deixou de marcar em Leandro Damião, o árbitro teve um com trabalho na partida.

O público do jogo foi de 13.409, uma renda de R$ 264.580,00. Contudo pelos comentários dos que conhecem   a capacidade de público do Lacerdão, tinha mais de 18.000 pessoas. Porém esse foi o resultado oficial informado. Como fato lamentável da festa, tivemos a prisão de 41 torcedores do Sport, infiltrados em meio aos torcedores do Internacional, que jogaram  um  rojão, atingindo um sargento da polícia militar que encontra-se em estado grave.

O Náutico joga nesta terça-feira (26), contra o Paraná fora de casa e no próximo sábado (30), retorna para jogar no Lacerdão contra o Boa Esporte. Se a situação timbu era complicada, depois  da derrota ficou mais complicada ainda. O torcedor vê com tristeza o time se aproximar cada vez mais da série-C, em 2018.

Blog de Airton Sousa: Lacerdão será palco dos jogos do Náutico

nautico

Impedido de jogar na capital pernambucana, em razão do Gramado da Arena de Pernambuco, está alugado para outros eventos, que não esportivos, a diretoria do Náutico resolveu entrar em acordo com os dirigentes do Central, e marcar quatro jogos para o Lacerdão. Tal decisão também se prende ao fato que no Arruda e na Ilha, também não houve possibilidade.

Visando dá melhor aspecto ao Lacerdão, a diretoria Timbu aliou-se a diretoria do Alvi-negro e está sendo feito um bom trabalho no gramado, vestiários e outros setores  do estádio, afim de que os responsáveis pelo espetáculo possam se sentir mais a vontade e saiam todos com uma boa impressão do Estádio.

Os jogos em Caruaru, trazem para os torcedores do interior a oportunidade de assistirem bons jogos, a exemplo do Internacional, Guarani, Boa Esporte e ABC, aliás torcida do interior que nunca mais viu os portões do Lacerdão se abrirem para a realização de jogos, tornando-se aí uma boa oportunidade para termos um bom numero de torcedores.

Também com certeza, a torcida timbu da capital pernambucana, deverá comparecer porque serão jogos decisivos e importantes para o Náutico, onde a diretoria já se manifestou, se os resultados acontecerem, o time poderá continuar jogando no Luiz Lacerda. Daí a expectativa principalmente para o jogo deste sábado (23)contra  o Internacional, líder da série B.

Blog de Airton Sousa: Outra vez um final de semana nada positivo

O Sport esteve mal outra vez, o Santa Cruz empatou e o Náutico perdeu e afunda cada vez mais. Salgueiro empata, América perde, Atlético Pernambucano e Central vencem. Esse foi o balanço dos sete representantes de Pernambuco nas séries A,B,C e D do Campeonato Brasileiro nesse final de semana, somando duas vitórias, dois empates e três derrotas. Mais uma vez podemos dizer que não fomos bem na rodada, principalmente os três grandes.

Em meio a muitas críticas a escalação do time e a postura em campo de alguns jogadores, entre eles André e Diego Sousa , o Sport viu o time do Vitória passear em campo e vencer pelo placar de 3 x 1, com muitas reclamações pela maneira com o time leonino jogou, tanto no primeiro como no segundo tempo. Foi um time morto em campo, com o sistema defensivo bastante falho, e os demais setores pouco ou quase nada produzindo.

Com a derrota, o Sport entrou na zona de rebaixamento e agora tem que trabalhar com mais empenho, fazer modificações no elenco, além da carência de contratar, para resolver, porque para fazer de conta já existem no elenco bastante jogadores. Quanto ao treinador Wanderley Luxemburgo, só um bonito discurso, sem que a solução, nem as vitórias venham a acontecer.Agora o time rubro-negro sai para duas partidas, respectivamente contra o Atlético Mineiro e Santos.

Enquanto isso, o Santa Cruz fez um bom jogo contra o Internacional, dentro dos percentuais programados, vencendo fora de casa ao Ceará e empatando em casa contra o Inter. Agora o tricolor tem pela frente o América Mineiro, fora de casa. No entanto os quatro pontos somados nos dois jogos, deram ao técnico Adriano Teixeira, a confiança que ele e o grupo necessitavam, para avançar mais ainda na competição. Mesmo sendo em casa, o empate contra o Internacional, foi considerado um bom resultado, após a vitória contra o Ceará. O Santa Cruz é o quarto colocado, e voltou ao G 4.

Quanto ao Náutico, nada mudou, foi a mesma mediocridade dos jogos anteriores, e nem a chegada do novo treinador Beto Campos,  deu ao time  inspiração e  qualidade, rendendo um futebol pequeno, com pouca produção e no final perdeu mais uma partida por 2 x 1, desta feita para o time do Boa, o que podemos considerar um time de nível fraco. O Náutico volta a jogar amanhã, na Arena de Pernambuco, contra o time do Goiás. Cada vez mais, o timbu observa  de perto , o rebaixamento.

Quanto aos representantes do interior: O Salgueiro empatou em casa com o placar de 1 x 1, contra o Cuiabá, o que podemos considerar um resultado razoável, porque o time vinha em uma sequência  de derrotas. O América foi ao Piauí e perdeu   para o Parnahyba por 2 x 0, e não fez uma boa partida. O Atlético Pernambucano, aproveitou a oportunidade de jogar em casa e teve uma importante vitória de 1 x 0, contra o Fluminense de Feira de Santana, mantendo um bom percentual de aproveitamento na competição.

Para finalizar o balanço dos nossos representantes nesse final de semana, o Central conseguiu uma vitória surpreendente e importante, quando venceu em Alagoas o time do Coruripe pelo placar de 3 x 2. Foi um jogo bastante disputado, com o alvi-negro se superando, já que teve outra vez uma semana tumultuada, com ameaça de greve dos jogadores, falta de pagamento ao grupo e outros problemas.

Mesmo assim, a vitória aconteceu e no final, com a combinação de resultados, pela vitória da Juazeirense em cima do Sousa,com o placar de 3 x 2 na Paraíba. Com os resultados desse domingo (18), a situação do grupo é a seguinte: Juazeirense 9 pontos, Central 7 pontos, Sousa 6 pontos e o Coruripe com 4 pontos, esse o único dos quatro, que não tem oportunidade de classificação.

No próximo final de semana, a ultima rodada tem os seguintes jogos: Central e Sousa, onde o Central tem a obrigação de vencer, enquanto o Juazeirense recebe em casa o time do Coruripe. O Central pode chegar aos 10 pontos, o Juazeirense  a 12 pontos, o Sousa a 9 pontos,  e o Coruripe, que já fora da outra fase pode chegar no máximo a 7 pontos, o que coloca o time de Alagoas fora da disputa.

 

Blog de Airton Sousa: Está na hora de repensar o futebol Pernambucano

Começamos os jogos do final de semana, com o Santa Cruz sofrendo a segunda derrota seguida. O Goiás na terça-feira (06), por 2 x 1, e na sexta-feira (09), no Arruda para a equipe do Londrina por 2 x 0. As derrotas, a perda da chance de decidir o Campeonato Pernambucano, a Copa do Nordeste, e a eliminação da Copa do Brasil, também a insatisfação  da torcida, provocaram a queda do treinador Vinicius Eutrópio.

No balanço da participação de Vinicius Eutrópio, tivemos 32 jogos; 16 vitórias, 7 empates, 9 derrotas e 57.2 % de aproveitamento. Só um detalhe: Do time do ano passado, restaram menos de 4 jogadores para o técnico iniciar o trabalho. Daí, o treinador ter que montar o time, no decorrer das competições, o que não é fácil.

Quanto ao jogo, o Santa Cruz sofreu um pênalti duvidoso, aos 47 minutos do primeiro tempo, sem esboçar muita reação durante a primeira fase, e para complicar, tomou o segundo gol, no início da segunda fase, em uma falha do zagueiro Anderson Sales. A partir daí, o time ficou mais disperso ainda, com ou o terceiro gol aos 34 minutos, e João Paulo descontou, aos 39 minutos, terminando com o placar de 3 x 1. O próximo jogo será nesta terça-feira (13).

Na tarde de sábado, mais um Pernambucano a ser derrotado, o Náutico. O que já não é mais novidade, vitória do Internacional pelo placar de 4 x 2.Um jogo que teve de tudo, duas expulsões, quatro pênaltis, e uma sequência de erros do time timbu, que demonstrou mais uma vez, uma fragilidade em todos os setores.

O técnico Waldemar Lemos, já não tem mais o que improvisar, alterar ou inventar, porque tudo ele tem tentado, no entanto o problema  é mais sério. Fragilidade técnica, jogadores sem condições de vestirem a camisa do time, em uma competição, que exige no mínimo: garra e determinação. O próximo jogo será em casa, contra o Paraná. A lanterna continua sendo o troféu do alvi-rubro Pernambucano.

Para não ser diferente, o Sport perdeu para o Vasco da Gama, por 2 x 1, com o técnico Wanderley Luxemburgo fazendo substituições e experiências nas horas erradas, tornando o time leonino frágil, principalmente no segundo tempo. Provando mais uma vez, que o time está carente de jogadores de qualidade, e que a vitória contra o Flamengo, não foi por mérito da equipe rubro-negra.

É preciso dar mais tempo ao treinador, no entanto, além disso, também se faz necessário oferecer mais qualidade ao time; continuamos dizendo que com esse grupo, o Sport não chega a lugar nenhum. Estão sendo repetidos todos os erros anteriores, com Falcão,Oswaldo de Oliveira, Ney Franco, Daniel Paulista, e agora com Wanderley Luxemburgo. O próximo jogo será nesta quarta-feira (14), na Ilha do Retiro, contra o São Paulo, ainda sem Diego Sousa, de volta ao time.

Se é para falar de derrota, vamos continuar. Desta feita o Central, que foi a Bahia, com todos os problemas do mundo, e perdeu para o Juazeirense pelo placar de 3 x 0, demonstrando mais uma vez, a limitação em todos os sentidos do alvi-negro. Com a derrota, fica complicada a situação, onde o Central terá mais um jogo fora de casa, contra o time do Coruripe, no próximo final de semana. É muito séria a situação da patativa, só não ver quem não quer. A classificação no grupo do Central, é a seguinte: Juazeiro 8 pontos, Sousa 5 pontos, Coruripe 4 pontos e o Central com 4 pontos.

Outros resultados dos Pernambucanos: O Salgueiro conseguiu um empate contra o ASA, em 1 x 1, e a diretoria já avisou que se a decisão do Campeonato não for no dia 18 deste mês, o time jogará com a equipe reserva, porque após o dia 30, a maioria dos contratos estarão encerrados.

O Atlético Pernambucano empatou em casa, contra o time do Itabaiana, com o placar de 2 x 2. E finalmente, o América foi ao Rio Grande do Norte, e perdeu para o time do Globo por  1 x 0. Um final de semana para Pernambuco, com um balanço extremamente negativo, com 5 derrotas e 2 empates. Consequentemente ninguém venceu.

Blog de Airton Sousa: Todos os Pernambucanos em ação neste fim de semana

O Santa Cruz volta a campo nesta sexta-feira (09), contra o Londrina, no Arruda. Em casa até agora, o time tricolor está imbatível, foram três vitórias, enquanto que as duas derrotas foram fora do Arruda. Há de convir, que dentro das limitações, a campanha do time é de razoável para boa, principalmente levando em consideração os 100% de aproveitamento em casa.

Quanto ao jogo desta sexta-feira (09), só tem um resultado, a vitória, para que o time permaneça no G-4, e siga buscando a primeira vitória fora de casa, cujo jogo será contra o time do Ceará. Para o jogo desta noite, o técnico Vinicius Eutrópio tem a tranquilidade de poder repetir o mesmo time, ou fazer substituições, já que ultimamente ganhou algumas peças para reforçar o elenco, e qualificar o banco. Portanto, espera-se que o Santa Cruz hoje, possa errar menos no seu sistema defensivo, evitando o que aconteceu no jogo contra o Goiás.

Para o sábado (10), o Náutico que até agora não conseguiu vencer uma partida se quer, joga contra o Internacional no Beira Rio. Não precisa dizer que o Inter, é favorito, mesmo sem está bem na competição, porém, não podemos esperar muito do time timbu, porque até agora não venceu um jogo se quer, soma dois pontos, fez apenas um gol, e tem tido uma escalação a cada partida , o que demonstra a fragilidade do time.

A Diretoria dispensou essa semana os jogadores: Mailson, Anselmo, Jeferson Renan, Giva e William, tornando-se mais fragilizado ainda, mesmo recebendo como reforços os jogadores vindo do Atlético Paranaense, Renan Paulino e Bruno Mota, porém é muito pouco pelas carências que o time tem apresentado, e nada melhor do que a campanha, para chegarmos a esse denominador. Vejamos outra vez, o que vai acontecer.

O Sport depois da vitória espetacular contra o Flamengo, volta a campo, neste sábado à noite, desta feita contra o Vasco da Gama, fora de casa. O time Vascaíno perdeu na quarta-feira em casa, para o Corinthians pelo placar de 5 x 2, se deu mal e vai querer recuperar-se contra o time leonino. Foi muito boa a apresentação do Sport, que inclusive impôs mais velocidade do que quando o jogador Diego Sousa está no time.

Tudo indica, que o técnico Wanderley Luxemburgo, manterá o mesmo time que começou o jogo contra o Flamengo, e as possíveis modificações poderão ser feitas, no decorrer do jogo; comenta-se a possibilidade de Thomas entrar de início, no entanto, o treinador deixou uma interrogação, a respeito do assunto. Não resta dúvida, que a vitória contra o Flamengo, deixou o ambiente mais leve, o que oferece a perspectiva de um bom futebol. A depender do resultado do jogo, poderemos observar que efeito deixou a vitória da quarta-feira.

Quanto ao interior, o Central que mais uma vez viveu uma semana tumultuada, com os jogadores ameaçando não viajar, por falta de pagamento. A notícia que corre, é que o Presidente empenhou um bem particular, e arrumou a importância suficiente para pagar ao elenco, não sabemos até quando essa situação vai permanecer, e que futuro espera a patativa, na competição e na sua sobrevivência.

Nesse instante o Central, tem 4 pontos, é o terceiro colocado, tendo à sua frente com 5 pontos, o Sousa e a Juazeirense, daí a necessidade, no mínimo de um empate, e torcer que o Coruripe possa vencer ao Sousa, onde todos ficariam praticamente na mesma situação na tabela, as chances ficariam iguais para uma possível  classificação para a fase seguinte da série D. Esperar, porque no Central tudo acontece.

Finalmente, o Salgueiro que vem mal no seu grupo, joga em Arapiraca, contra o Asa, necessitando de uma vitória para respirar, porque há quem diga que o time está com a cabeça na decisão do Campeonato, contra o Sport, o que é perigoso, porque enquanto isso o Brasileiro está seguindo, e os resultados negativos acontecendo.

O Atlético Pernambucano, joga em casa com o Itabaiana, com a necessidade de vencer, para continuar brigando pela classificação, para a segunda fase. O América sai, enfrenta ao time do Globo, no Rio Grande do Norte. Esperar para ver o que pode acontecer também com os times que representam, ao lado do Central, o nosso estado na série D, do Campeonato Brasileiro.

Blog de Airton Sousa: G4 e Z4 ainda em disputa na série A

Que América, Santa Cruz e Figueirense já estão rebaixados, já sabemos. Agora a questão é saber quem será o outro clube, a formar o Z4, e consequentemente ser rebaixado para a série B, em 2017. Uma disputa acirrada entre Sport, Vitória e Internacional. Este, inclusive, nesta segunda-feira(21/11), perdeu para o Corinthians, de uma maneira duvidosa, pela marcação de um pênalti, que deu a vitória ao time Corintiano, que aproximou-se do G6, e volta a brigar por uma vaga na Libertadores.

O Sport tem 43 pontos, e entende-se que a salvação foi aquele resultado, no mínimo comprometido contra o Grêmio, porque a sequência do time rubro negro, foi duas derrotas, contra o Cruzeiro, na Ilha do Retiro e contra o Atlético, no Paraná. Porém entre os três ameaçados, o time leonino, é o que está com mais probabilidade de se manter na primeira divisão.

O Vitória, por sua vez, é o 16º colocado, tem 42 pontos e enfrenta na 37a rodada, o Coritiba, no Paraná, encerrando em casa contra o Palmeiras. Portanto também apresenta possibilidade de se manter na divisão de elite. Porque neste caso, a exemplo do Sport, o time baiano só depende dele.

Agora, complicada mesmo, é a situação do Internacional que continua na zona de rebaixamento, com 39 pontos, e que teve sua situação mais complicada, após a derrota para o Corinthians. Tem pela frente dois jogos difíceis, na 37a. rodada, na Arena Beira Rio, enfrenta o Cruzeiro, e na última rodada, tem fora de casa, o  Fluminense. A situação complica mais ainda, porque além de vencer, o clube gaúcho tem que torcer por resultados negativos do Sport ou do Vitória. Realmente, a situação do Internacional, é com certeza, a mais complicada, o que podemos dizer que o time colorado, está com o pé na segunda divisão em 2017.

Blog de Airton Sousa: Copa do Brasil – gaúchos e mineiros na final

Grêmio e Atlético Mineiro, decidem agora o título de campeão da Copa do Brasil. Na primeira partida entre Internacional e Atlético em Porto Alegre, aconteceu a vitória do time mineiro por 2 x 1, na segunda partida, com um futebol surpreendente, o Internacional obteve um honroso empate em 2 x 2. No entanto, pela derrota em casa, deixou a competição. Enquanto isso, por ter perdido no Mineirão no primeiro  jogo por 2 x 0, o Cruzeiro não conseguiu reverter. Portanto, estão fora da decisão Cruzeiro e Internacional.

A final será em dois jogos, levando o campeão  da Copa do Brasil, para uma vaga direta na Libertadores, o que torna a competição nacional, mais atrativa e rentável financeiramente. É impossível nesse momento, prognosticar quem será o campeão, pela qualidade técnica e individual das duas equipes. Enquanto o Atlético tem mais valores individuais, o Grêmio tem muita força e garra, daí o equilíbrio entre os dois times. Apenas um detalhe nos chama a atenção. A depender do primeiro jogo, e se houver um placar diferenciado, consequentemente o vendedor leva a vantagem de ter feito um placar maior para a casa do adversário. Portanto, nessa igualdade das duas equipes, serão dois jogos que terão como termômetro, principalmente, o placar do primeiro jogo.

Blog de Airton Sousa: Sport empata com sabor de derrota

Um final de semana altamente negativo para o futebol pernambucano, e para o Sport muito mais, que  apenas empatou com Internacional, neste domingo (28),  pelo placar de 1 x 1. No primeiro tempo, o time leonino não conseguiu se encontrar em campo, jogando um futebol lento, sem acertar na transição, com lançamentos à distância e permitindo que o Internacional ocupasse os principais setores do campo. Um total desencontro, tomando um gol de pênalti aos 9 minutos, numa falta de Paulo Roberto em Seijas, onde o próprio Seijas se encarregou da cobrança. Com um gol de vantagem , o time gaúcho foi dono das ações, jogando todo primeiro tempo no campo do Sport, sem que houvesse um melhor desempenho dos jogadores Samuel Xavier, Everton Felipe, Gabriel Xavier, Gonzales e Edmilson.

Na segunda etapa, o Internacional se acomodou um pouco, tentando segurar o placar e cedeu terreno para o Sport jogar. Com as alterações acontecidas, pelo Internacional Ariel, Eduardo Henrique e Fernando e pelo Sport Ruiz, Apodí e Vinícius Araújo, o jogo tomou outro rumo e houve uma predominância maior do time leonino, principalmente com o jogador Vinícius Araújo que marcou o gol de empate, numa sobra de bola na área, aos 44 minutos, decretando o empate milagroso de 1 x 1. Resultado ruim para as duas equipes. Para o time gaúcho porque com o empate permaneceu na zona de rebaixamento e para o Sport  porque vinha de uma goleada frente ao Botafogo, e também em razão do  empate ter sido na Arena. A verdade, é que em casa, é necessário que a vitória aconteça, o que não foi possível para o Sport nesse domingo (28). É inegável que as ausências de Diogo Sousa, Rogério e Rodney Wallace, contribuíram para o futebol que o Sport jogou. Próximo jogo do time leonino será contra o Corinthians em São Paulo, o que se torna uma situação mais difícil ainda.

Blog de Airton Sousa: Times pernambucanos no Brasileirão – o que esperar?

Diante dos últimos resultados, esperar o que do Náutico, Santa Cruz e Sport , na rodada desse final de semana. Parece até que o mal futebol de um, tem contagiado os três. A decadência começou com o Santa Cruz, na sequência atingiu o Sport e ultimamente o time do Náutico. Nessa condição, teremos uma rodada pela série A e B, envolvendo os três representantes, onde apenas o Sport joga em Recife, o Santa Cruz joga em Belo Horizonte e o Náutico em Goiás. No sábado à tarde, às dezesseis horas, o time do Náutico enfrente ao Vila Nova, tradicionalmente um adversário que sempre complicou os clubes pernambucanos, e nesse momento, se o timbu não consegue um resultado positivo,  com certeza cai ainda mais na tabela da série B. O técnico Alexandre Galo tem tentado de várias maneiras dá a sua cara ao time e passada a primeira etapa da competição e já a caminho da segunda rodada, o treinador não conseguiu dá um sentido de conjunto ao time, mesmo justificando-se com uma série de contusões que vem atingindo o elenco.

Enquanto isso, também fora do Recife, o Santa Cruz enfrenta ao  Cruzeiro às onze horas da manhã, onde as equipes vem fazendo um péssimo campeonato, e a cada rodada, a situação se complica cada vez mais. Portanto,  uma vitória é  fundamental para as duas equipes. Vantagem do Cruzeiro que joga nos seus domínios e que tem um elenco mais qualificado. Portanto, podemos dizer que esse encontro , é verdadeiramente um encontro de desesperados. Podemos dizer que principalmente o Santa Cruz escapa do rebaixamento, principalmente pela fragilidade do time e pelas derrotas sucessivas em casa e fora de casa.

Quanto ao Sport, que há quatro jogos pelo Campeonato Brasileiro, e um pela Copa Sul Americana, não consegue vencer, tem a obrigação, diante da fraca equipe do Internacional,  de somar três pontos, além de jogar um bom futebol e trazer de volta a confiança do seu torcedor. Os últimos resultados do time leonino, tem deixado um ar de preocupação na sua torcida, porque realmente o time teve uma queda impressionante nas últimas cinco partidas, inclusive despencando na classificação do Brasileiro da série A. O técnico Oswaldo de Oliveira, demonstrando muita irritação, procura outra vez alterar a equipe para o jogo desse domingo(28) às 18.30 em casa, contra o Internacional.

Sport: Com mais uma vitória, Leão vai afastando o título de zebra do campeonato, e continua cada vez mais líder!

Nesta quarta-feira (01), o Sport recebeu o Internacional pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, na Ilha do Retiro. O Leão que deixou escapar na última rodada a sua vitória, nesta, o time não repetiu os mesmos erros e liquidou a partida logo no primeiro tempo. Onde antes dos quarenta minutos de jogo já tinha feito três gols e praticamente venceu o Colorado na primeira etapa.

foto reprodução

foto reprodução

Com a vitória o Leão segue 100% na Ilha e também segue isolado na liderança do campeonato. Os gols do jogo foram marcados por, Marlone e André duas vezes.

No primeiro tempo, o Sport começou intenso, muito veloz, agredia a todo instante o Inter. Do Lado colorado a proposta de jogo foi apostar no toque de bola para tentar envolver o Sport. Porém o Leão foi mais bem sucedido e eficaz. Logo aos nove minutos abriu o placar. Régis foi derrubado dentro da área, André foi para a batida e fez o primeiro dos donos da casa.

foto reprodução

foto reprodução

Na sequência o jogo continuou movimentado, o Sport não recuou e continuou buscando o jogo, diferente do que aconteceu  na rodada passada, o Leão chegou ao seu segundo gol aos trinta minutos. Numa sobra de escanteio o meia Marlone bateu de fora da área e marcou um belo gol. Sport 2 x 0. Cinco minutos depois, veio o terceiro gol. Régis tocou para André que na saída do goleiro mandou por cima, e marcou seu segundo gol e o  terceiro do Sport.

foto reprodução

foto reprodução

No segundo tempo, o Sport veio mais recuado para segurar o resultado. Com isso o Leão teve dificuldades para contra-atacar e ficava mais preso a marcação. Porém, o Inter não conseguia fazer a pressão necessária no Sport, que estava com uma linha defensiva bem posicionada, e com isso não conseguia criar as chances que pudessem resultar em gol.

foto reprodução

foto reprodução

E terminou assim, Sport mais uma vitória no Campeonato Brasileiro agora são seis vitórias e quatro empates, o único time que continua invicto e 100% como mandante.

Agora o Sport joga contra o Avaí próximo domingo (05), às 11h, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Já o Internacional joga contra o Atlético-MG, no Beira Rio, próximo domingo (05), às 18h30. Pelo Campeonato Brasileiro.

foto reprodução

foto reprodução

Ficha do Jogo:

Sport:  Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha e Régis (Samuel); Maikon Leite (Neto Moura), Marlone (Danilo) e André. Técnico: Eduardo Baptista.

Internacional:  Muriel; Léo, Alan Costa, Nilton e Geferson; Nicolás Freitas, Wellington (Rodrigo Dourado), Jorge Henrique e Valdívia (Vitinho); Nilmar (Alisson Farias) e Rafael Moura. Técnico: Diego Aguirre.

Arbitro:  Pericles Bassols Pegado Cortez. Assistentes:  Rodrigo Henrique Correa e Luiz Claudio Regazone. Gols: André (9′ e 35′ do primeiro tempo); Marlone (30′ do primeiro tempo). Cartões Amarelos:  Régis e Geferson. Expulsões:  Léo.

TV Replay, o que é bom se repete!