Blog de Airton Sousa: Náutico é derrotado pelo Goiás

                                              nautico

Perder já não é novidade para o Clube Náutico Capibaribe. E na noite dessa sexta-feira (05), o time voltou a perder mais uma vez, desta feita para o  Goiás pelo placar de 2 x 0. Com todo empenho e competência do técnico Roberto Fernandes, o time não consegue reagir esbarrando no seu próprio  limite, baixando a cabeça e saindo de campo derrotado.

Com o Náutico jogando atrás, esperando sempre o Goiás, que começou ter uma grande chance aos 3 minutos com Carlos Eduardo, outra vez aos 9 minutos com o próprio Carlos Eduardo, e também aos 13 minutos com o jogador Léo Sena, em um verdadeiro bloqueio na defensiva alvi-rubra, obrigando o goleiro Jeferson a fazer sensacionais defesas.

Jogando com velocidade  pelas beiradas do campo, o Goiás predominava cada vez mais. Junior Viçosa cabeceou e Jeferson fez mais uma grande defesa  aos 29 minutos, e finalmente saia o gol aos 43 minutos, com o melhor jogador do time de Hélio dos Anjos, Carlos Eduardo. E assim tivemos no final do primeiro tempo, a derrota alvi-rubra por 1 x 0.

Na volta Roberto Fernandes troca Gilmar por William Batoré, de nada adiantou porque começava outra vez, a blitz do alvi-verde de Goiás, com um chute de Léo Sena  aos 3 minutos, aos 8 minutos com Eliezer. Várias mudanças aconteceram nas duas equipes, porém foi do Goiás o gol através de Tiago Luiz, aos 32 minutos.

Com a derrota de 2 x 0, ficou demonstrado mais uma vez que o problema do Náutico não é de treinador, e sim da qualidade técnica do grupo. A décima nona posição  continua sendo absoluta do time de Conselheiro Rosa e Silva, que tem a situação complicada cada vez mais. O Náutico tem o Guarani de Campinas no Lacerdão, neste sábado (14).

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz vence e respira – Náutico perde e afunda

                                          fggf

Finalmente a torcida reagiu , o Santa Cruz venceu bem ao Goiás pelo placar de 3 x 0.  Todos esperavam e era obrigação tricolor vencer  por várias razões. O jogo era no Arruda, o time vinha a vários jogos sem vencer, caindo a cada rodada na tábua de classificação até   chegar  a zona de rebaixamento. Caso não conseguisse a vitória muitas seriam as consequências.

Dois minutos e João Paulo abria o placar, dando uma certa tranquilidade ao time, a partir daí outra chance com André Luiz aos 18 minutos. Depois dos 20 minutos, o Santa Cruz recuou cedendo espaço  ao adversário, principalmente com Léo Sena e Andrezinho, no entanto o Oeste não conseguia chutar com perigo para o goleiro Julio César, até que entrou Bruno Paulo aos 26 minutos, na contusão  de André Luiz.

Após  a entrada de Bruno Paulo, o Santa Cruz ganhou fôlego, criando com Primão aos 26 minutos, porém o Goiás acordou  chutando duas bolas, aos 29 minutos Tiago Luiz com Julio Cesar fazendo uma grande defesa, além de Andrezinho com uma bola de cabeça aos 30 minutos.  Após esse lance, houve uma certa acomodação das duas equipes e o time pernambucano terminou o primeiro tempo ganhando por 1 x 0.

Na segunda etapa, o Goiás teve aos 4 minutos um gol nulo de Carlos Eduardo que estava impedido,  e  o Santa Cruz sendo dominado o tempo todo pelo setor direito, esperando-se a todo instante o empate do jogo. Porém após 35 minutos, com a entrada de Daniel Bueno, o Santa Cruz voltou a predominar com uma chance aos 37 minutos, uma bola na trave aos 39, e aos 40 e 43 respectivamente,  com Bruno Paulo marcando e  a surpresa da marcação de dois gols, fechando o placar de 3 x 0 e uma grande vitória. Próximo jogo no Paraná, contra o Londrina.

No sábado a tarde (16), foi a vez do Náutico entrar em campo contra o Oeste. No primeiro tempo um domínio de bola e passes de 62% do time paulista, pressionando o tempo todo, porém chutando pouco. O Náutico teve a rigor uma boa chance com Giovani aos 33 minutos. Porém foi um primeiro tempo em que o Oeste dominou o tempo todo.

Aos 43 Ávila era expulso, deixando o Náutico com um jogador a menos. Os grandes destaques do time paulista foram Mazinho, Gabriel e Daniel Borges com um detalhe importante, a boa qualidade do gramado. No segundo tempo, como era de se esperar aumentou a pressão do Oeste, aos 7 minutos o jogador Rafael Luiz chutava para uma grande defesa de Jeferson. Porém aos 26 minutos,  Robert que havia entrado marcou o gol da vitória do Oeste.

A bola aérea foi o tempo todo lançada contra a área do  Náutico, daí uma verdadeira blitz e esperando-se a cada instante acontecer o segundo gol do Oeste, que passou a exigir de Jeferson grandes  e importantes defesas. Podemos até dizer que o goleiro alvi-rubro foi o melhor jogador do time pernambucano, principalmente nas bolas na área. .

Com a frente no placar, o Oeste insistia o tempo todo na marcação do segundo gol, com o Náutico resistindo  a todo custo, sem poder de reação porque estava com um jogador a menos. Era visível que o Náutico estava aceitando a derrota e não tinha mais forças para avançar pelo sistema de jogadas em diagonal do time paulista. A derrota de 1 x 0, não traduziu o volume de jogo do Oeste, no entanto com a derrota a situação timbu complica-se a cada rodada. Próximo jogo em Caruaru sábado (23), contra o Internacional. Além desse jogo mais três:  30\09 – Boa Esporte. 14\10 – Guarani. 20\10 ABC, conforme acerto entre as diretorias do Náutico e do Central.

 

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz vitória ou nada esta noite

santacruz

O Santa Cruz, que a exemplo do ABC, Náutico e Figueirense se encontra na zona de rebaixamento, entra em campo essa noite para o jogo contra o Goiás, décimo sexto colocado da série B com 25 pontos. A situação do time tricolor ficará mais complicada ainda se porventura, não conseguir uma vitória em razão da sequencia de jogos anteriores, apenas com derrotas e empates.

A contratação do técnico  Marteloti, ainda não mostrou a nova cara do time, mesmo sabendo-se que foi apenas um jogo. Se acontecer a vitória contra o Goiás, o clima com certeza haverá de melhorar, trazendo uma certa tranquilidade para o  treinador, o grupo e a torcida. Caso contrário , se a vitória não vier, temos que dizer que a situação começa  a ficar insustentável.

Espera-se que na noite dessa sexta-feira (15), a torcida tricolor possa aliviar um pouco a tensão, vendo o time ressurgir e trazer outra vez  de volta  esperança a sua torcida. O Goiás, a exemplo do Santa Cruz também está em queda livre, daí quanto mais cuidado melhor por parte dos Pernambucanos

Contra o ABC em Natal, no último jogo do time no dia (09), houve uma sequencia de êrros em todos os setores , trazendo muita preocupação principalmente ao técnico Marteloti, que fazia naquela oportunidade a sua estreia. Vamos vê que resposta o time dará  dentro de campo, para podermos avaliar o que será o Santa Cruz  após o jogo contra o time  goiano.

Blog de Airton Sousa: Série B com derrotas para Pernambuco

Os dois representantes de Pernambuco, jogaram na noite desta terça-feira (20), e ambos não conseguiram vencer. O Náutico jogou na Arena de Pernambuco, e perdeu para o Goiás pelo placar de 3 x 2. Também o Santa Cruz perdeu, desta feita em Minas Gerais para o América Mineiro, pelo placar de 1 x 0.

Nem mesmo a estreia do técnico Beto Campos, conseguiu fazer com que o Náutico tivesse atitude, foi mais uma vez um time sem qualquer reação, com uma defesa frágil, que facilitou mais ainda a vitória do adversário. É complicada a situação do Timbu, que permanece na lanterna, sem forças para reagir e afundando cada vez mais, já que a distância para os que estão em cima da tabela está aumentando.

Com um minuto de jogo, saiu o primeiro gol do Goiás, depois o Náutico empatou com um gol contra de Everton Sena, além de um pênalti perdido por Gilmar.  O placar do primeiro tempo foi de 1 x 1. Porém, aos 15 minutos do segundo tempo, o Goiás desempatou aos 31 minutos, levando a torcida alvi-rubra a se encher de esperança com o gol de empate através de Vinicius, no entanto, a esperança acabou, quando Jarlan fez o terceiro gol, que deu a vitória ao Goiás. O próximo jogo do Náutico, será fora de casa, contra o Guaraní, à noite.

Por sua vez, o Santa Cruz saiu para enfrentar ao América Mineiro. Um jogo truncado, fechado, onde os dois times pouco se interessavam em jogar no campo do adversário, e aí 0 x 0 foi o placar do primeiro tempo de partida. No segundo tempo, a princípio pouca coisa mudou, no entanto, a primeira grande chance do jogo foi para o América, em uma jogada de Hugo Cabral, aos 22 minutos, por sua vez o Santa Cruz, tentava reagir com Léo Lima, aos 30 minutos.

Porém, a surpresa estava para acontecer, uma jogada rápida de Mateuzinho, aos 33 minutos, pegou a zaga tricolor desprevenida e Julio César, apenas ficou observando a bola entrar, sem ter condições de evitar o gol da vitória do time do América. Assim, o Santa Cruz amargou a derrota, agora volta para casa e enfrenta no sábado à tarde, ao time do Figueirense. O jogo será realizado na Arena de Pernambuco, em face de um tratamento que será feito no gramado do Arruda.

Blog de Airton Sousa: Náutico empata e o Santa Cruz perde

Um balanço negativo para o futebol pernambucano nessa terça-feira (06), onde o Náutico na Arena de Pernambuco, fez o primeiro gol, no entanto, terminou cedendo o empate ao time do Oeste, finalizando o jogo com o placar de 1 x 1, e a equipe timbu passadas cinco rodadas, ainda não conseguiu a primeira vitória.

Não adianta enganar o torcedor, o Náutico tem um time limitado, e quem garante que os reforços farão com que o time timbu, consiga superar tantas dificuldades. O pior,não se ver evolução nenhuma, onde o técnico Waldemar Lemos, a cada partida utiliza uma escalação, e não consegue dá um sentido de conjunto ao time.

Agora, o time alvi-rubro sai para jogar em Porto Alegre, contra o time do Internacional, que nós sabemos, é o grande da série B, pelo faturamento de cem mil associados, pela estrutura, pela sua história em competições nacionais e internacionais. Fica difícil sermos otimistas para o jogo do Náutico contra o Internacional neste sábado (10), porque fora de casa o time perde e em casa, acontece a mesma coisa, não consegue vencer.

Quanto ao Santa Cruz que jogou contra o Goiás, fez um primeiro tempo razoável, com o lateral Nininho sendo o mapa da mina para o time adversário, a zaga deixando se envolver pelo ataque  do Goiás, a meia cancha dando espaço na marcação, e o ataque com poucas chances de aproveitamento, mesmo com o empenho de André Luiz e Ricardo Bueno.

O gol do Goiás foi aos 13 minutos, e o gol do empate do time tricolor, aconteceu aos 45 minutos, através da cobrança de pênalti do zagueiro Anderson Sales. No entanto, o árbitro do jogo, o Paulista Rodrigo Amaral, não marcou um pênalti legítimo no lateral Roberto, prejudicando ao time Pernambucano, contudo, foi o Goiás que prevaleceu em campo, principalmente com os jogadores Tony, Léo Sena, Tiago Luiz, Ailon e o grande destaque, o jogador Carlos Eduardo.

Na volta do segundo tempo, o técnico Vinicius Eutrópio fez algumas correções táticas, o time melhorou de produção, o Goiás sentiu a evolução do tricolor e passou a amarrar mais o jogo. No entanto, as chances iam surgindo para o Santa Cruz, os jogadores desperdiçando, até que aconteceu o gol da vitória do Goiás, mais uma vez, com falha da zaga tricolor, aos 27 minutos, com ele, Carlos Eduardo.

Placar final, 2 x 1 para o Goiás, que conseguiu sua primeira vitória na competição. Enquanto que o Santa Cruz, tem a difícil tarefa de recuperar pontos e posições, no jogo da sexta-feira à noite, no arruda, contra o Londrina. Aí sim, é um jogo de seis pontos, e é isso que tem que acontecer, para que o tricolor não tenha complicada  sua situação na série B.

Blog de Airton Sousa: Náutico vence mas permanece fora do G4

Vejam só, que prejuízo o time do Náutico sofreu, por ocasião da derrota para o Clube de Regatas Brasil, no momento, e após o jogo. Com a vitória o time alagoano, voltou para a briga pelo G4, somando 52 pontos; como se não bastasse e com o resultado contra o Tupy, em Juiz de Fora, foi a 55 pontos e fechou a rodada na 6ª posição. Quanto ao Náutico, mesmo vencendo em casa pelo placar de 1 x 0 ao time do Goiás, não entrou no G4, em razão da vitória do Bahia, pelo placar de 1 x 0, contra o Sampaio Correia, no final do segundo tempo. A briga pela primeira divisão, aumenta cada vez mais. O Atlético com 67 pontos, em primeiro lugar. O Bahia, com 59 pontos é o segundo colocado. O Vasco, após o empate em São Januário, fica na terceira posição, com 59 pontos. E finalmente, o  Avaí fecha o G4, somando 58 pontos, na quarta posição.

Na sequência, o Náutico tem 57 pontos, sendo  o  quinto  colocado, e é perseguido  pelo C R B e Londrina, ambos  com 55 pontos. A disputa promete muito mais, nessa reta final do  Campeonato Brasileiro da segundo divisão.

Quanto ao jogo dessa terça-feira, na Arena de Pernambuco, o Náutico fez um jogo apenas sofrível, diante de um adversário que possui um bom conjunto técnico e jogadores de valores indiscutíveis, para um time de segunda divisão. Um primeiro tempo, em que o time do Goiás predominou do meio de campo para frente, e o Náutico em raros momentos, tentou chegar ao gol do time Goiano. Terminando em 0 x 0, a primeira fase, onde o goleiro Julio César trabalhou bastante, e evitou uma derrota do seu time.

No segundo tempo, muita disposição do time de Gilson Kleina, buscando sempre o atacante Walter, que preocupou muito a zaga timbu. De repente, o técnico Givanildo Oliveira, faz Mailson entrar em campo, e como que um capricho da sorte, é o Mailson que em uma jogada individual, envolve a zaga do  Goiás e chuta para marcar o gol da vitória timbu.

Agora o Náutico parte para um compromisso difícil e direto, contra o time do Avaí, em Santa Catarina, nesse sábado. Só a vitória interessa ao time de Givanildo, porque o adversário tem dois pontos a mais, portanto se beneficiaria com o empate, ao contrário do time Pernambucano. Agora, é tudo ou nada. Um erro é fatal, e pode diminuir as chances do time que errar, principalmente em casa.

Blog de Airton Sousa: O Náutico acumula mais uma derrota

É a terceira derrota seguida do Náutico, com um saldo de dez gols tomados. Nessa sequência, é lamentável porque o time vinha organizado, principalmente no seu sistema defensivo. Porém, os dirigentes entenderam de perder os dois zagueiros titulares e o desastre está aí, o time tomando goleadas e descambando na classificação. O jogo contra o Goiás foi mais um, onde os erros foram repetidos. O time partiu na frente através de um pênalti marcado pela arbitragem, que foi inexistente. Mesmo assim o time  não soube aproveitar, sofreu o empate, depois virou para 2 x 1. O Goiás ainda perdeu um pênalti, também inexistente, e a partir daí veio o empate, o terceiro gol, e finalmente o quarto, que definiu o placar para o Goiás por 4 x 2.

Interessante ainda, que dois jogadores no Goiás mandaram no jogo, sem serem tomadas as providências táticas, para anular Léo Lima e Rossi, que tiveram total liberdade para jogarem, fazerem gols e dominarem o time do Náutico. Não sabemos se é culpa do técnico ou dos jogadores, que demonstraram total impotência técnica. O técnico Alexandre Galo, tem como princípio, desde que começou o Campeonato Brasileiro, reclamar,  principalmente de tempo para treinar, e essa foi uma semana em que o treinador teve folga demais para  corrigir as falhas, e isso não aconteceu, porque o time apresentou as mesmas deficiências. O Náutico joga nessa terça-feira (19/07), na Arena Pernambuco, contra o Avaí, e posteriormente também na Arena,  contra o Tupi. É a oportunidade de se recuperar na tabela, com a soma de seis pontos. Os dois adversários, a exemplo do Náutico, também não estão bem posicionados. É aguardar para ver. Quanto ao torcedor, que apoiou o time no jogo contra o CRB e não foi correspondido, outra vez deve ficar distante da Arena, até por desconfiança por tudo que o time vem fazendo de errado em campo.