Blog de Airton Sousa: Seleção Brasileira – novos rumos com Tite?

Tenho a impressão, que ninguém ficou surpreso com a demissão do técnico Dunga, no comando da seleção brasileira. Na minha opinião, não era nem para ter voltado após a Copa de 2010. Porém, foi assim que decidiram os dirigentes na CBF. Foi preciso a desclassificação em um grupo fraco da Copa América, onde constavam seleções como Peru, Haití e Equador, sem qualquer expressão, isentando-se a seleção do Equador, que hoje lidera as eliminatórias da Copa, no continente sul americano.

Agora é Tite, sonhado há muito tempo pela  maioria dos brasileiros e por ele próprio. O treinador deu o sim, fez suas exigências, inclusive de formar a sua comissão técnica.   Sabemos os vícios existentes na CBF, os interesses dos grandes empresários e dos patrocinadores, além de outros detalhes, alheios a vontade do povo brasileiro. Se o novo técnico terá suporte para derrubar todas essas questões e outras mais, é um outro fato. Agora, se deixarem o técnico fazer o seu trabalho sem interferências, a médio e longo prazo, recuperaremos moral e tecnicamente, o nome que o Brasil alcançou no mundo do futebol.

É aguardar, não há outra forma.  Tudo é muito confuso e com muita sujeira. Vai ser preciso comandar a seleção brasileira, com mão de ferro, sem misturar, clube com seleção, que são coisas totalmente distintas, onde a seleção requer um cuidado todo especial, por tratar-se da representação de um país e não de um clube. Só nos resta desejar boa sorte ao técnico Tite, que já tem o primeiro desafio em setembro, com a volta dos jogos eliminatórios da Copa do Mundo de 2018.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Futebol Internacional

Foto:  Internet

Foto: Internet

A Copa América em sua edição especial de 100 anos, conta com a participação de 16 seleções de todo o continente americano. A competição teve início em 03 de junho e terminará em 26 de junho.

Agora vamos falar um pouco sobre cada seleção e suas perspectivas para esta competição. Iniciando pelas seleções da Concacaf – Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe. Vamos lá:

  • Estados Unidos: Seleção que é a dona da casa e vem tornando e vem tornando o futebol um dos esportes de maior popularidade do país. Desde 2002 vem disputando todas as Copas do mundo. Tem sete conquistas da Copa Ouro e tem como grande destaque o seu treinador Jügen Klinsmann.
  • México: A seleção de maior tradição da Concacaf.  Tem como grandes conquistas, a Copa das Confederações de 1999 e os jogos olímpicos de 2012. Tem sete títulos da Copa Ouro e já chegou a duas quartas de final da Copa do Mundo (1970 e 1986). O grande destaque dessa seleção é o atacante Chicharito Hernández, segundo maior  artilheiro da história da seleção mexicana.
  • Costa Rica: É a terceira força da Concacaf, com grande destaque para a inesquecível campanha na Copa do Mundo do Brasil, em 2014, onde chegaram às quartas de final. Tem tres títulos da Copa Ouro e o seu destaque é o atacante Campbell e o meia Ruiz.
  • Jamaica: Uma seleção sem tradição no futebol e tem como destaque as campanhas de segundo lugar na Copa Ouro em 2015 e a vigésima segunda colocação na Copa do Mundo de 1998. Não tem nenhum jogador de destaque.
  • Panamá e Haiti: De longe as duas seleções mais fracas da competição, sem nenhuma participação em Copas do Mundo e apenas campanhas razoáveis na Copa Ouro. Tentam chegar na segunda fase na Copa América Centenária.

Agora daremos destaque as seleções da América do Sul, que formam a Comembol ou CSF – Confederação Sul-Americana de Futebol). Vamos ver as seleções:

  • Brasil: A seleção brasileira passe por uma fase muito difícil, mas continua tendo uma grande camisa e ainda é respeitada pelos adversários.  É o terceiro maior campeão da Copa América, com oito títulos. Participou de todas as Copas do Mundo e é quem detém a maior quantidade de títulos, sendo Penta campeão Mundial. Nesta Copa América, participa da competição sem seu maior destaque, o atacante Neymar.
  • Argentina: Uma seleção que sofre muito com a falta de título. Sua última conquista foi na Copa América de 1993. Mesmo assim, é o segundo maior campeão da competição, com 14 títulos. Vem com força máxima atrás dessa conquista, com jogadores de grande destaque como Messi, Di Maria e Higuain.
  • Uruguai: A grande campeã da história da Copa América com 18 títulos. Tem grande  tradição no futebol e vem com uma dupla de ataque que promete dar mito trabalho aos adversários: Luiz Suarez e Edinson Cavani.
  • Chile: A melhor seleção das Américas dos últimos dois anos e é o atual campeão  da competição. Tem como grande destaque o volante Vidal e o atacante Alexis Sanchez.
  • Colômbia: Seleção que vem crescendo bastante nos últimos anos com uma grande geração de novos jogadores. Tem apenas um título na história da Copa América e o grande destaque da equipe é o camisa 10, James Rodrigues.
  • Paraguai: seleção que não vive um grande momento, mas tem dois títulos na Copa América e boas participações nas Copas do Mundo. O seu grande destaque é o veterano atacante Roque Santa Cruz.
  • Equador: Seleção que vem de um grande momento liderando as eliminatórias da Copa. Tem apenas como destaque  dois terceiros lugares na copa América. Tem como destaque o meia Valencia.
  • Peru: Seleção que não tem grande destaque no futebol, mas tem dois títulos da Copa América. Tem como destaque o atacante Paolo Guerreiro.
  • Bolívia: É a seleção mais fraca da América do Sul. Apesar disso, sempre faz jogos difíceis na sua casa, graças a altitude. Tem um título na história da Copa América e tem como destaque o atacante Marcelo Moreno.
  • Venezuela: Única seleção sul americana que não apresenta título da Copa América. Vive apenas de meras participações em competições e não tem grande destaque no futebol.

Blog de Airton Sousa: Náutico Metralha o Sampaio

Diante de um adversário frágil, que continua na lanterna e sem vencer, o alvi-rubro pernambucano goleou nesta sexta-feira (27),  o  time  do Sampaio Correia pelo placar de 5 x 0. A goleada teve inicio no primeiro tempo e se ampliou no segundo. Aproveitando os setores vulneráveis do adversário, a equipe comandada pelo técnico Galo, fez a sua torcida esquecer temporariamente, os resultados anteriores na competição.

A pergunta agora é a seguinte: Dá para comemorar e acreditar que a partir de agora as coisas mudarão e os resultados virão com a consistência que até agora não havia acontecido?  Ainda é cedo para uma avaliação mais contundente. É preciso aguardar os próximos jogos, para ver o que pode ou não acontecer. Porém com a vitória sobre o Sampaio, o Náutico respira e deixa a sua torcida um tanto quanto otimista, dentro da atual realidade do time. De uma coisa todos sabem,  tem que acontecer contratações, porque a caminhada é longa e a competição difícil.

Vamos aguardar os acontecimentos do próximo jogo, em mais um duelo nordestino, contra  o Bahia, na Arena Fonte Nova.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Renê ajuda ao Internacional

O Sport perdeu mais uma, e desta feita contra o Internacional em Porto Alegre. A derrota acumula mais problemas, internos e externos no clube  da Praça da Bandeira.  A torcida insatisfeita, o técnico preocupado, os jogadores começando a detonarem uns aos outros, a exemplo de uma entrevista no final do jogo, do atleta Ritchele, que chegou a dizer que faltava qualidade aos atacantes, quando as oportunidades surgiam. A diretoria  terá que ter muita determinação para desatar o nó que ela própria deu.

Apesar de tudo, o comentário na maioria foi o seguinte: Todos esperavam um placar elástico, no entanto apenas 1 x 0. E o pior,  com um gol contra do atleta Renê, que tem sua situação cada vez mais complicada. Quanto ao técnico Oswaldo Oliveira, não acerta na escalação e nas modificações e já começam a detonar também o treinador. Espera-se que as contratações que deverão acontecer, acima de tudo tenham qualidade técnica e venham para resolver os graves problemas do Sport dentro de campo.

O time leonino, volta a campo neste domingo (29), às 11 horas da manhã, onde pela hora do jogo e pelos resultados do time, duas perguntas não deixam de ser feitas: O Sport vencerá a primeira?  A torcida irá comparecer? 

Foto: Internet

Foto: Internet