Blog de Airton Sousa: Sport volta à zona de rebaixamento

                               sig

O Sport dormiu por uma noite, fora da zona de rebaixamento. Bastou acontecer o complemento da rodada, e tudo voltou ao que era antes. O time Leonino compondo a zona de rebaixamento, em razão dos resultados das equipes que a exemplo do Sport, também brigam para escapar da degola.

Os resultados deste domingo (26), nada ajudaram as pretensões do time Pernambucano. O Avaí que corre por fora, venceu ao Atlético do Paraná, pelo placar de 1 x 0, somando agora 42 pontos. O Vitória conseguiu um resultado surpreendente e espetacular. Estava perdendo por 2 x 0, com uma peça a menos, chegou ao empate e a virada, vencendo por 3 x 2,e chegando aos 43 pontos.

Como se não bastasse, o Coritiba perdeu para o São Paulo por 2 x 1, e parou nos 43 pontos, levando para a última rodada a sua manutenção na série A. Somente a Ponte Preta e Atlético de Goiás é que estão fora de qualquer chance de se manterem na divisão principal, em razão dos resultados do domingo (27).

Em Campinas, além da derrota e da chance de se manter na primeira divisão. A Ponte Preta deverá ser punida, em razão dos desmandos que aconteceram, o jogo foi paralisado aos 47 minutos do segundo tempo, por invasão de campo, do quebra- quebra dentro e fora de campo, ficando por medida de segurança, a partida foi  encerrada  pelo àrbitro.

Agora, ficou tudo para se decidir na última rodada, chegando ao ponto dos critérios além das vitórias, poderem decidir as duas vagas restante da competição. Falando do Sport, o time tem que vencer e ainda esperar por combinação de resultados dos concorrentes, no caso o Vitória e o Coritiba. Não dependendo apenas dele, o que é uma situação no mínimo preocupante e vexatoria.

Blog de Airton Sousa: Sport tem mais uma derrota com direito a perder dois pênaltis

f3d22f6d84a47e87636f8938f93bb142-780x405

Os quase dez mil torcedores que foram a Ilha do Retiro na tarde desse domingo (29), saíram decepcionados com mais uma derrota do time, além da perda de dois pênaltis do jogador Diego Sousa. O jogo começou com o Coritiba marcando aos seis minutos, com uma falha coletiva  dos jogadores Richely, Henriquez e Ronaldo Alves.

Com o gol do time do Paraná logo no inicio e a pressão, esperava-se que logo acontecesse o segundo gol, no entanto após os quinze minutos o Sport conseguiu equilibrar, principalmente porque ao contrário de outros jogos, Samuel Xavier jogo muito bem, e foi o responsável pela reação do time rubro-negro.

Aos dezessete minutos, Rogério chuta para uma excelente defesa do goleiro Wilson, evitando que o gol acontecesse. Esse lance serviu de motivação para o time leonino, que partiu para cima do Coritiba, inclusive aproveitando a fragilidade da defesa. Aos vinte e hum minutos, Oswaldo lança Samuel Xavier na área, que é derrubado e o árbitro marca pênalti.

Na cobrança Diego Sousa, e de uma maneira displicente, cobra devagar, Wilson defende e o Coritiba continua vencendo. De novo a surpresa, aos vinte e nove minutos, uma bola cruzada na área e Diego Sousa se recupera marcando de cabeça e deixando o placar em igualdade. A partir do empate o Sport cresceu, pressionou e Rogério desperdiçou um gol aos trinta e hum minutos.

De repente, o inesperado: Gol do Coritiba aos quarenta e hum minutos, um rebote de Magrão e Henrique aproveitou fazendo dois a hum. Quando tudo parecia definido no primeiro tempo, surpreendentemente Rogério lança André que deixa tudo igual, aos quarenta e três minutos. Dois a dois o placar parcial , observando-se a fragilidade defensiva dos dois times.

No segundo tempo, os times voltaram sem alteração e já aos dezessete minutos, André dá uma cabeçada contra o gol de Wilson, que fez uma defesa espetacular. Um minuto após esse lance, Diego Sousa recebe uma bola cruzada de Oswaldo e deixa o Sport na frente, com o placar de três a dois. Aos vinte e hum minutos Daniel Paulista coloca Lenis no lugar de Rogério, tentando dá mais velocidade ao time.

Trinta minutos e surge a oportunidade do Sport ampliar o placar. Pênalti em André e de novo Diego Sousa, cobra errando da mesma maneira do primeiro pênalti, com o goleiro Wilson defendendo, causando revolta ao torcedor. Em seguida, dois minutos após uma bola lançada para o jogador Jonas, Magrão largou faltou a cobertura de Mena e Richely,  de novo o Coritiba empatou o jogo, fazendo três a três.

A partir do empate, o jogo caiu pela condição física dos jogadores e quando todos pensavam que estava definido o placar, a decepção aumenta com o gol do Coritiba, aos quarenta e cinco minutos, com um apagão geral da defesa leonina. Final do jogo vitória do Coritiba por quatro a três. O Sport ficou na décima quita posição com 35 pontos, igual ao Avaí, Ponte Preta, Coritiba, apenas pelo melhor saldo de gols..

O Próximo jogo pelo Brasileiro agora será em Chapecó, contra a Chapecoense que está na décima segunda posição com trinta e nove pontos. Pela Sul-Americana,o jogo de volta na próxima quinta-feira (2), contra o Junior Barranquilha. Infelizmente para a torcida rubro-negra, Daniel Paulista estreou com o pé esquerdo, perdendo e deixando o time em uma situação preocupante na competição.

Blog de Airton Sousa: Atlético e Coritiba quebram barreira de monopólio

Com as torcidas presentes no estádio, na vibração e rivalidade do futebol do Paraná, todos aguardavam ansiosos a entrada dos times, e consequentemente o início da partida. De repente, entra o Atlético em campo e passados alguns minutos, o técnico Paulo Autuori, chama os jogadores para se retirarem. Ninguém entendeu nada, porque momentos após, o mesmo fato aconteceu com o Coritiba, mesmo com o trio de arbitragem presente no centro do gramado.

Posteriormente os times entraram em campo outra vez, para evitar a perda de pontos por WO. Aí começou a confusão nas explicações dos dirigentes para a imprensa. O fato é que os dois clubes não assinaram o patrocínio da transmissão, com a estação detentora dos direitos, e acordaram para transmitir o jogo pelo youtube, sem o consentimento da Federação Paranaense de Futebol.

Confusão  no gramado, nos bastidores, nas arquibancadas e a essa altura, fora do estádio e nas ruas, onde houve a intervenção do policiamento, que foi importante para evitar que fatos mais graves viessem a acontecer. Esse é um fato que demonstra mais uma vez, o poder de alguns veículos de comunicação no nosso futebol, chegando ao extremo de deixar de acontecer um jogo, com os times e as torcidas presentes em campo, em um autêntico desrespeito a história do futebol brasileiro.

A ideia com a atitude do que aconteceu no futebol do Paraná, é quebrar o monopólio de alguns canais de televisão, que, em parceria com as Federações Estaduais e a CBF, vem trazendo cada vez mais prejuízos morais e financeiros para o nosso futebol, e principalmente um tremendo desrespeito ao torcedor brasileiro. Agora, é aguardar o desdobramento do fato, através dos órgãos responsáveis, pelo lado jurídico do nosso futebol.

Blog de Airton Sousa: Santa continua inconstante

O torcedor tricolor viu mais uma vez, o seu time decepcionar em casa, quando perdeu para o Coritiba, uma das piores campanha da série A, pelo placar de 1 x 0. O Santa Cruz foi um time morno, sem empolgação, nem determinação, enquanto que o Coritiba bem aplicado, mandou o tempo quase todo no jogo. O time paranaense fez 1 x 0, com um gol do veterano Kleber, que ainda perdeu um pênalti, defendido pelo goleiro Tiago Cardoso, que mais uma vez salvou o time pernambucano de uma decepção maior. Não adianta o técnico Milton Mendes querer justificar as ausências de jogadores importantes no elenco, porque já está na hora do treinador colocar no time a sua cara, principalmente depois de receber os reforços que recebeu. Está provado com tudo o que aconteceu ontem em casa, que a irregularidade e o rendimento de  alguns jogadores individualmente, vem trazendo muitos prejuízos ao grupo.

Agora, o Santa Cruz sai para jogar contra o Atlético Mineiro, onde nós sabemos torna-se mais difícil a recuperação, diante do poder que tem o galo nos seus domínios. A primeira etapa da competição está chegando ao final, onde faltam apenas três rodadas, com jogos extremamente difíceis. Atlético Mineiro(em Minas), Grêmio(em Porto Alegre) e São Paulo(em Recife, no Arruda), observando-se que matematicamente, para entrar na segunda,  fase é necessário, no mínimo, 25 pontos. Assim é determinante ter uma tranquilidade de recuperação. No entanto, a incerteza continua tomando conta do torcedor tricolor, porque está vendo um sobe e desce de acertos e erros do seu time. Porém,  o fato de ter dois jogos difíceis fora de casa, e apenas um jogo em casa nessa reta final da fase, traz um estado de tensão bastante elevado para a torcida tricolor, que esperou tanto tempo para voltar a primeira divisão, e não está vendo no time, a qualidade necessária para se manter na principal série do campeonato Brasileiro.