Blog de Airton Sousa – Sport é derrotado no Paraná

                                                                 1355

Jogando na noite desta terça-feira (28) no Paraná, o Sport perdeu a invencibilidade ao ser derrotado pelo Operário pelo placar de 2 x 1. Uma cancha pesada, muita chuva e uma temperatura  bastante baixa, além de vários erros do árbitro ao deixar de marcar um pênalti a favor do Sport,  e cometer vários erros que influenciaram no resultado do jogo.

No primeiro tempo apesar da condição do campo, o Sport abriu o placar aos 20 minutos , com um bonito passe de Guilherme para Samir. Colocando o Sport na vantagem, além da falta de condição técnica do adversário.  Esperava-se que o time pernambucano voltasse para a segunda etapa com as correções devidas, principalmente utilizando o futebol aéreo.

Nada disso aconteceu, o Operário é que voltou mais vivo, principalmente jogando um futebol aéreo, em razão do campo de jogo está mais pesado do que no primeiro tempo. Não demorou muito e o Operário empatou o jogo e em seguida, graças a uma falha de marcação virou a partida e venceu por 2 x 1.

Com a derrota o Sport perdeu a invencibilidade, e volta para casa para realizar dois jogos antes da paralisação para a Copa América. Vitória da Bahia e Clube de Regatas Brasil são os próximos adversários e é imprescindível      que o time some seis pontos, para fechar a participação nessa primeira  fase entre os oito melhores colocados.

Blog de Airton Sousa – Série B do Brasileiro começa a ter definições

FOR-1024x585

Faltando três rodadas para o encerramento do Campeonato Brasileiro da série B, o quadro já começa a apresentar algumas definições, na parte de cima da tabela e na parte de baixo. Algumas equipes mantiveram ao longo da competições algumas regularidades, outras oscilaram e por esta razão estão em situação complicada.

Na parte de cima, a chamada zona privilegiada apresentou algumas equipes com bastante regularidade, exemplo o Fortaleza, CSA, Goiás e Avaí. A partir da quinta colocação houve sempre a aproximação de outras equipes, no entanto poucas foram as mudanças de posição na tabela.

São os casos do Londrina, Ponte Preta, Atlético de Goiás, Vila Nova, Guarani, Figueirense e Coritiba, que oscilaram entre a quinta e nona posição. No entanto apenas o Fortaleza com sessenta e cinco pontos, está garantido na primeira divisão. O CSA, Goiás e Avaí estão bem posicionados, com perspectivas de subirem acompanhando o Fortaleza.

A depender das duas próximas rodadas e dos resultados do Londrina e da Ponte Preta, essas duas equipes podem entrar na briga para a classificação, contra o Avaí, Goiás e CSA. Faltando três rodadas não é mais permitido erros, caso contrário a recuperação não acontecerá em razão da pequena quantidade de jogos que faltam.

No chamado G4 temos hoje as seguintes equipes por região: Nordeste: duas equipes, Centro Oeste: uma equipe e Sul: uma equipe. Podendo ser alterado esse quadro, caso o Londrina pelo Sul e a Ponte Preta pelo sudeste consigam ultrapassar os três últimos colocados do chamado G4, do Campeonato.

Na parte de baixo da tabela, o quadro é outra incógnita. Boa Esporte é o lanterna com vinte e nove pontos, ainda tem chances de recuperação, Sampaio Correia com 32 pontos, Juventude 35 pontos e Paysandu 37 pontos. As quatro equipes tem chances de sobreviverem na série B, tudo vai depender do comportamento nas três partidas restantes.

Na linha intermediária da tabela, o quadro é o seguinte: CRB 41 pontos, quatro a mais do décimo sétimo colocado (Paysandu), Criciúma 42 pontos, Brasil de Pelotas 43 pontos e Oeste 44 pontos. Essas equipes dificilmente serão alcançadas pelas quatro ultimas colocadas, a não ser que cometam erros nos jogos restantes.

Alagoas e Ceará, são os grandes destaques esse ano, com o Fortaleza na primeira divisão e o Ceará praticamente garantido também na primeira divisão. Cabe ainda o exemplo do estado de Alagoas, com a possível subida do CSA e praticamente mantida a equipe do CRB na segunda divisão. Pouca coisa pode mudar nesse quadro, na parte de cima e de baixo da tabela.

Blog de Airton Sousa: Rodada importante para os Pernambucanos

fggf

Teremos neste sábado (14), mais uma rodada do Campeonato Brasileiro da série-B. O Santa Cruz joga contra o Figueirense em Santa Catarina e o Náutico enfrenta no Lacerdão em Caruaru ao time do Guarani. A situação dos Pernambucanos é muito preocupante, principalmente do Náutico, pela diferença de pontuação para os que estão na parte de cima, inclusive o Santa Cruz, o Figueirense, Luverdense, Guarani e Goiás.

O Náutico que enfrenta ao Guarani, que estreia o técnico Lisca, como nós sabemos um estrategista,pelo menos nos primeiros jogos sobre o seu comando, tornando-se um obstáculo a mais para os alvi-rubros, que não contarão também com a participação de vários jogadores, alguns por contusão, outros cumprindo suspensão automática.

O técnico Roberto Fernandes que em alguns momentos demonstra muita preocupação com a situação, outras vezes tenta passar otimismo, levando aos jogadores lições e exemplo de superação. A verdade, é que o jogo contra o time de Campinas, representa acima de tudo a chance mesmo remota, de sonhar com a manutenção na série-B.

Quanto ao Santa Cruz, que também está  em uma situação até certo ponto complicada, enfrenta ao Figueirense que a exemplo dos dois Pernambucanos, também tenta escapar do rebaixamento, o que dificulta mais ainda a situação dos tricolores. Daí a expectativa de que o Santa Cruz, possa voltar com um resultado positivo.

Mesmo se acontecer a vitória a favor do tricolor Pernambucano, o time não sairá da zona de rebaixamento, em razão da pontuação que o time tem na competição  29 pontos. Vencendo irá a 32, porém essa pontuação o Figueirense já tem, no entanto pelos critérios, os Pernambucanos ficam abaixo do adversário. Aguardar e acompanhar tricolores e rubro-negros neste sábado à tarde e à noite.

Blog de Airton Sousa: Náutico vence e deixa a lanterna

horario-do-jogo-nautico-x-figueirense-terca-feira-15-de-agosto-15-08-2017-

O Náutico obteve a sua terceira vitória na era de Roberto Fernandes, na noite dessa terça-feira (15), quando venceu ao Figueirense pelo placar de 2 x 0. Nunca é tarde lembrar, que com o comando do treinador, o time somou mais pontos do que em toda primeira fase da competição, deixando a sua torcida um pouco mais otimista, e voltando a esperança de se manter na série B.

O time timbu dominou o jogo o tempo todo, se impôs e colocou um ritmo acelerado na partida, não permitindo nenhuma reação do time de Santa Catarina. Com a vitória o Náutico passou para dezessete pontos, dois a mais que o time do ABC, que joga nesse final de semana em Natal, contra o  Internacional. Caso  o time do Rio Grande do Norte, consiga vencer  o jogo, o Náutico voltará a lanterna da competição.

O torcedor ficou mais otimista, com a esperança que agora a sequência de vitórias não seja quebrada, tendo que vencer das dezessete partidas dez, para se manter na série-B e não depender de resultados dos concorrentes, não é uma tarefa fácil, no entanto é inegável dizer que o treinador está trabalhando o grupo dentro da limitação de cada um, conforme o adversário.

O próximo jogo será na semana que vem, contra o Ceará em Fortaleza, lembrando que o time cearense está bem posicionado, conseguiu se recuperar na competição e tradicionalmente sempre é um adversário difícil dos pernambucanos, independentemente de onde aconteça o jogo, ou a fase que o time está atravessando. Será uma  partida em que o time timbu, terá que ter um outro comportamento tático. Roberto Fernandes terá bastante tempo para montar o seu planejamento.

Blog de Airton Sousa: Sábado tem Náutico e Santa Cruz jogando

Neste sábado (20), o torcedor do Santa Cruz e do Náutico, viverá a expectativa da sequência dos dois clubes na Série-B. O Santa Cruz vem de uma vitória importante contra o Criciúma, fora de casa, enquanto que o Náutico teve apenas um empate na Arena Pernambuco, contra o América Mineiro.

É fundamental a vitória do time tricolor, contra o Guarani de Campinas, em razão dos três pontos conseguidos na estreia. O técnico Vinicius Eutrópio, bastante preocupado com a escalação do time, em razão da saída de Tomás, já acertado com o Sport, e Pereira que anunciou também que está de saída do clube. Além do mais, preocupação também para o técnico, no que se refere a escalação dos homens de ataque.

Por outro lado não menos preocupado, o treinador Waldemar Lemos, passou a semana toda quebrando a cabeça para compor o grupo para o jogo contra o Figueirense. O time alvi-rubro, vem de um empate em casa, sendo fundamental um bom resultado em Santa Catarina, para não tomar distância das equipes que estão na linha de frente.

São muitos os problemas existentes no Náutico, principalmente financeiro; para tentar resolver a questão de salário e contratações para reforçar o grupo bastante limitado, o que vem preocupando a diretoria e o técnico Waldemar Lemos. Daí, a cada partida, a espera que o time venha se acertar em campo.

Blog de Airton Sousa: Náutico estreia mal na série B

Não se poderia esperar diferente. O Náutico estreando na Arena de Pernambuco nesta sexta-feira(12), não passou de um empate de 0 x 0, contra o América Mineiro. Foi um jogo fraco tecnicamente, com poucas oportunidades de gol, com a Arena de Pernambuco de portões fechados, num clima de velório.

Por mais que tentasse dar vida ao time timbú, o técnico Valdemar Lemos não conseguiu, graças a limitação do elenco. Sem dúvida, os atletas que deixaram o clube, fizeram muita falta e o pior ainda vem por aí, quando confirmada as saídas de Mailson e Anselmo. Todos sabiam que a saída dos jogadores ia pesar no rendimento do time, principalmente do excelente jogador Marco Antonio.

O que fazer, só a Diretoria sabe, porque sem dinheiro para contratar, devendo ao elenco, fica difícil ter uma melhor perspectiva, diante do quadro que rodeia o clube de Conselheiro Rosa e Silva. Não resta dúvida de que o técnico Valdemar Lemos, terá muita dor de cabeça para trabalhar com o grupo, limitado em todos os sentidos. Agora, é esperar para ver o que acontecerá na próxima partida, contra o Figueirense, em Santa Catarina.

Blog de Airton Sousa: Náutico perde e continua fora do G4

Num jogo, em que a torcida timbu fez o seu papel, indo a capital alagoana, incentivando o time, e saindo decepcionada, o Náutico terminou perdendo para o desesperado Clube de Regatas Brasil, pelo placar de 1 x 0. O time alagoano jogava uma cartada decisiva, porque se não conseguisse vencer, teria afastada de uma vez por todas, as chances de brigar por uma das vagas no G 4.

Tivemos um primeiro tempo com os goleiros trabalhando muito, as defesas superando os ataques e as finalizações erradas, foi esse o padrão da primeira fase, com o Náutico encontrando dificuldades na transmissão e também sentindo a falta de um jogador com presença de área, enquanto que o adversário tentava a todo custo, principalmente com o artilheiro Zé Carlos, que não fez um bom jogo. Daí o 0 x 0 do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Clube de Regatas Brasil, voltou mais agudo e ofensivo, principalmente com o jogador Wellington Junior, que apavorou o sistema defensivo timbu, pela direita, onde o Náutico sentiu a ausência do jogador Gaston Filgueira, entre outros jogadores. A transição do time alvi-rubro foi complicada, e a verdade é que o time alagoano foi dono absoluto do segundo tempo. De tanto insistir e diante das facilidades, terminou marcando o gol da vitória aos 35 minutos, com Matheus Galdezani, após uma troca de passe errada entre os jogadores Marco Antonio e Igor Rabelo.

Se o Náutico estava mal, piorou muito mais,depois do gol sofrido, sem encontrar a capacidade suficiente de reagir. A derrota complicou a situação do Náutico, principalmente pelos resultados dos concorrentes diretos: Avaí, Bahia, e o próprio Regatas. O Náutico continua fora do G4, agora com uma diferença de 2 pontos para o Bahia e 3 pontos para o Avaí, que venceram os seus jogos. O próximo jogo do timbu, será terça-feira(08), na Arena de Pernambuco contra o Goiás, que perdeu o clássico para o Atlético por 4 x 2.

Se quiser continuar na disputa por uma vaga no G4, o time timbu terá que vencer ao Goiás, e partir para outra vitória contra o Avaí, em Santa Catarina, no próximo final de semana. O ponto negativo do jogo de hoje, além da derrota do Náutico, foi a arbitragem de Alinor Silva da Paixão, que anulou um gol legítimo do Náutico, e deixou de marcar um pênalti claro, a favor do Clube de Regatas Brasil. Ou seja, uma arbitragem que terminou influenciando no resultado do jogo, mais uma vez.

Blog de Airton Sousa: Náutico volta ao G4

Beneficiado com a vitória de 2 x 1, diante do Atlético de Goiás, o Náutico está de volta ao G4 do Campeonato Brasileiro da série B. Um jogo que teve o placar de  0 x 0 no primeiro tempo, com o time goiano, muito bem projetado taticamente, e dificultando o trabalho de transição do alvi-rubro, daí as dificuldades entradas pelos comandados do técnico Givanildo Oliveira. Basicamente, o Náutico teve uma chance concreta de gol, com o jogador Bergson, com uma bola na trave , enquanto que o time do Atleticano teve também uma excelente oportunidade aos 15 minutos com o jogador Michell. Ou seja, um jogo muito bem disputado na linha intermediária, sem tanto trabalho para os dois goleiros.

No segundo tempo, o Náutico surpreende e marca com Rony no início, há um minuto de jogo. O gol deu uma certa tranquilidade emocional ao alvi-rubro, que passou a predominar, com mais jogadas ofensivas, ampliando aos 15 minutos, e chegando ao placar de 2 x 0. Depois do segundo gol, o Atlético que até então equilibrava o jogo, passou a ser dominado e o Náutico predominou, diante de 15.239 torcedores, que incentivando, levavam o alvi-rubro a uma tranquilidade maior no jogo. Quando tudo parecia definido no placar, o Atlético surpreende e marca o gol de honra, através do jogador Magno Cruz, porém tarde, porque a história do jogo estava desenhada, a favor do time de Givanildo Oliveira.

A vitória deixa o Náutico com 54 pontos, inclusive sendo favorecido com com o empate do Avaí, que chegou aos 55 pontos e não avançou. Agora, esperar a reação do Londrina, Bahia, C R B, Ceará, Luverdense e Criciúma. Contudo, nesse instante o Náutico depende exclusivamente dele, onde não pode cometer erros, a exemplo do que aconteceu contra a Luverdense., em Lucas do Rio Verde. O próximo jogo do time timbu, será fora de casa, contra o C R B, no dia 06 de novembro em Maceió. A renda de ontem na Arena de Pernambuco, somou R$ 275.090,00. O governo de Pernambuco, encontrou uma maneira de ajudar o time do Náutico, abrindo mão dos 25% que lhe cabe, creditando o valor total da arrecadação a favor do alvi – rubro, o que não deixa de ser um estímulo a excelente participação do time no Campeonato Brasileiro.

Blog de Airton Sousa: Náutico vence mais um jogo

Provando mais uma vez que o técnico Givanildo Oliveira, é competente, o time do Náutico venceu mais uma partida sob o seu comando, a quinta, e desta feita, a vítima foi o time do Brasil de Pelotas, por 2 x 0. Um jogo em que até os 25 minutos do primeiro tempo, os dois times só faziam se marcar, inclusive o time gaúcho segurando os espaços dentro do campo timbu. Após os 25 minutos, o Náutico começou a se soltar, e a partir daí, as dificuldades começaram a diminuir, sem contudo os dois times terem poucas chances ofensivas, onde os dois goleiros tiveram pouco trabalho. O gol do Náutico,  saiu aos 44 minutos, numa jogada extraordinária de Marco Antonio para Bergson, que aproveitou com categoria e colocou o Náutico na frente do placar, vencendo a primeira fase pelo placar de 1 x 0.

No início do segundo tempo, o time de Givanildo Oliveira, começou a dar demonstração de desgaste físico, porém,  o Time do Brasil de Pelotas, já não tinha poder de reação, sentindo evidentemente, o fato de está com um jogador a menos, porque Washington havia sido expulso aos 42 minutos do primeiro tempo, dificultando o trabalho do time gaúcho. Aos 14 minutos, quase Bergson ampliava, com um lançamento primoroso  de Marco Antonio; 4 minutos depois, foi a vez do Brasil, com o bom jogador Felipe Garcia. No entanto, o gol não  aconteceu. Porém, aos 37 minutos, surgiu outra chance e Rony, lançando uma excelente bola para Bergson que chutou e Marcão, tentando defender, terminou jogando contra suas próprias redes, fazendo Náutico 2 x 0, e definindo de uma vez por todas, a vitória alvi rubra. Agora do histórico de Givanildo Oliveira, credita-se dois empates e cinco vitórias para o time timbu. Um excelente resultado.

O próximo jogo ao Náutico será  na Arena de Pernambuco, desta feita a vítima é o time do Ceará, um confronto nordestino, onde o time pernambucano vencendo, começa a se fixar no G 4 da competição. É inegável de que, houve no time, uma mudança radical para melhor, evidentemente. É aguardar que nesta reta importante da competição, o time pernambucano não venha a fazer como nos anos anteriores, como exemplo, o ano passado, contra o CRB.

Blog de Airton Sousa: Primeira vitória com Givanildo

Depois de dois empates sob o comando do técnico Givanildo Oliveira, finalmente o Náutico desencanta e vence ao Payssandú pelo placar de 3 x 1. Foi uma vitória construída com muita dificuldade, em razão da maneira como o técnico Dado Cavalcanti montou um esquema, para jogar por uma bola, na marcação sobre setores, dificultando o toque de bola do time timbu. No entanto, Givanildo começou a abrir espaços no jogo e terminou construindo um placar onde não deu chance de reação ao time Paraense. Foi um resultado importante para o Náutico, porque após Givanildo Oliveira assumir o grupo, não havia conseguido nenhuma vitória. Agora o time alvi rubro, dá uma respirada na série B, somando três pontos importantes, fazendo o dever de casa e diminuindo a pressão emocional da torcida.

Com essa vitória, o Náutico fica na linha intermediária da tabela, com uma posição cômoda, guardando uma certa distância da zona de rebaixamento e sonhando ainda para entrar no G4, muito embora, os resultados dessa rodada, não ajudaram ao time timbu nesse sentido.

Agora, Givanildo prepara o time para o próximo jogo, dessa feita fora de casa, contra a equipe do Paraná, onde mais uma vez o treinador vai tentar superar as adversidades de jogar no campo do adversário, e conseguir um bom resultado. No entanto vitória, sempre é vitória e não resta dúvida que o clima nos Aflitos levantou o astral do grupo, e principalmente da comissão técnica, à frente o experiente treinador Givanildo Oliveira.

Blog de Airton Sousa: Náutico continua sem vencer

Em outra circunstância, se o Náutico tivesse melhor colocado no Campeonato Brasileiro, e não tivesse perdido tantos pontos principalmente em casa, a exemplo do jogo contra o Bahia e outros jogos, o empate dessa terça-feira(13), seria considerado como um bom resultado. Porém, a situação do time timbu começa a complicar-se, porque está próximo da zona de rebaixamento, e a cada partida se distancia do G4. Não adianta querer enganar o torcedor, porque o alvi rubro tem um elenco limitado nos diversos setores e o técnico Givanildo Oliveira sabe dessa limitação, principalmente na peça ofensiva. Aliás esse é o setor mais carente, e termina nessa sexta-feira(16) o período de inscrição, onde o treinador insiste na contratação de um atacante, que chegue e vista a camisa com a verdadeira condição de um matador.

Muitas explicações e justificativas para os resultados que não chegam. Agora o técnico Givanildo debita a sequência de jogos e a falta de condição para treinar. Só que ele esquece que essa situação é passada por todos os técnicos e jogadores, em razão do calendário do Brasileirão, principalmente da série B. A questão é muito simples, o Náutico tem um time fraco tecnicamente, só não ver quem não quer. Por essa razão, esse empate simplesmente distancia o Náutico cada vez mais dos que estão na linha de frente da série B.

Quanto ao jogo contra o Joinville, o goleiro Júlio César foi o salvador da pátria, efetuando defesas espetaculares, principalmente no segundo tempo. É bem verdade que também faltou competência ao time do técnico Lisca, que a cada rodada complica cada vez mais a sua situação na tabela, e aproxima-se das chances de sofrer o rebaixamento. O time de Santa Catarina dominou o jogo, criou oportunidades, envolveu o alvi rubro pernambucano, que apenas se defendeu, sem ter qualidade de reagir. No entanto o placar de 0 x 0, debita as duas equipes um futebol apenas razoável. Agora é ver se depois de tanto tempo, o time de Givanildo Oliveira vence, desta feita ao Payssandu, na tarde desse sábado(17), na Arena de Pernambuco.

Blog de Airton Sousa: Náutico fecha a fase com um empate

Jogando nessa terça-feira(02/08), o time do Náutico empatou contra o Oeste em 0 x 0. A equipe paulista dominou o jogo o tempo todo, principalmente na segunda fase. No entanto, a pontaria dos atacantes e a presença do goleiro Júlio César não permitiram que a vitória do Oeste acontecesse. O técnico Alexandre Galo montou o time taticamente defensivo e os atacantes pouco participaram, dentro das pretensões táticas do time pernambucano. Mesmo com um segundo tempo mais favorável ainda ao time do Oeste, o final não passou de 0 x 0. O jogador Hugo saiu insatisfeito pela substituição, quando Alexandre Galo colocou o jogador da base Léo Santos, o mesmo que fez o gol contra o Tupi.

O Náutico fechou a fase com 28 pontos, na sexta colocação e agora só volta a jogar no dia 20 desse mês, na Arena Pernambuco, contra o time do Criciúma, hoje o oitavo colocado da série B. Será importante essa folga de 17 dias, para que a comissão técnica e física, além do departamento médico, possam recuperar alguns jogadores, para que a equipe tenha mais opções para reiniciar a competição.

Blog de Airton sousa: Náutico mais perto do G 4

Com um adversário aplicando uma marcação precisa e muito bem orientado taticamente, o Náutico passou sufoco, porém venceu ao Tupi pelo placar de 1 x 0. Foi um primeiro tempo difícil, marcado pelo  0 x 0, e somente no início do segundo tempo é que aconteceu o gol salvador, que proporcionou ao  alvi rubro a soma de 3  pontos, aproximando-se  do  G 4,  somando 27 pontos. O técnico Alexandre Galo elogiou o comportamento e a vontade do time, diante das dificuldades criadas pelo  Tupi. Foi indiscutivelmente uma vitória importante, que aliando-se ao resultado anterior contra o Avaí, deu ao time o percentual de 100 % de aproveitamento nos dois jogos da Arena.

Nessa terça-feira(02/08), o alvi rubro volta a campo, desta feita jogando fora de Pernambuco contra o Oeste no interior de São Paulo, em mais um compromisso contra um adversário que está na linha intermediária da tabela, e que não deixa de ser um jogo complicado, nessa reta final da primeira fase da série B. O jogo contra o Oeste, é o último da primeira fase. Portanto, caso o time Pernambucano volte com um empate ou uma vitória, atingirá os percentuais necessários para uma virada de fase bastante positiva, criando assim excelentes chances de evolução rumo ao G 4 da série B.

Blog de Airton Sousa: O Náutico acumula mais uma derrota

É a terceira derrota seguida do Náutico, com um saldo de dez gols tomados. Nessa sequência, é lamentável porque o time vinha organizado, principalmente no seu sistema defensivo. Porém, os dirigentes entenderam de perder os dois zagueiros titulares e o desastre está aí, o time tomando goleadas e descambando na classificação. O jogo contra o Goiás foi mais um, onde os erros foram repetidos. O time partiu na frente através de um pênalti marcado pela arbitragem, que foi inexistente. Mesmo assim o time  não soube aproveitar, sofreu o empate, depois virou para 2 x 1. O Goiás ainda perdeu um pênalti, também inexistente, e a partir daí veio o empate, o terceiro gol, e finalmente o quarto, que definiu o placar para o Goiás por 4 x 2.

Interessante ainda, que dois jogadores no Goiás mandaram no jogo, sem serem tomadas as providências táticas, para anular Léo Lima e Rossi, que tiveram total liberdade para jogarem, fazerem gols e dominarem o time do Náutico. Não sabemos se é culpa do técnico ou dos jogadores, que demonstraram total impotência técnica. O técnico Alexandre Galo, tem como princípio, desde que começou o Campeonato Brasileiro, reclamar,  principalmente de tempo para treinar, e essa foi uma semana em que o treinador teve folga demais para  corrigir as falhas, e isso não aconteceu, porque o time apresentou as mesmas deficiências. O Náutico joga nessa terça-feira (19/07), na Arena Pernambuco, contra o Avaí, e posteriormente também na Arena,  contra o Tupi. É a oportunidade de se recuperar na tabela, com a soma de seis pontos. Os dois adversários, a exemplo do Náutico, também não estão bem posicionados. É aguardar para ver. Quanto ao torcedor, que apoiou o time no jogo contra o CRB e não foi correspondido, outra vez deve ficar distante da Arena, até por desconfiança por tudo que o time vem fazendo de errado em campo.