Blog de Airton Sousa – Sport vence ao reserva do Grêmio e continua na zona de rebaixamento

                                    4x3

Havia muita expectativa para vê o comportamento do Grêmio e do Sport, na tarde deste sábado (27). Por parte do Sport a repetição do time anterior, por parte do Grêmio a observação no comportamento do time reserva, escalado pelo técnico Renato Gaúcho que preferiu guardar os titulares para o jogo das semifinais da Libertadores, no dia 30.

No final o resultado positivo foi para os pernambucanos, que mesmo apresentando uma defensiva fraca e falha, teve um ataque operante que levou o time a uma vitória importante fora de casa. O Grêmio levou a desvantagem na falta de entrosamento, enquanto que  no Sport prevaleceu a voluntariedade da maioria dos jogadores.

A derrota do Grêmio, nada influenciou na posição da tabela, continuando na quinta posição, em razão de alguns resultados que favoreceram ao time gaúcho, que continua garantido na zona de Libertadores, o que é bastante interessante para os comandados do técnico Renato Gaúcho.

 Por outro lado, a vitória do time rubro-negro foi importantíssima deixando o time na décima oitava posição, portanto ainda dentro da zona de rebaixamento. Dois resultados favoreceram ao time da ilha do retiro, a derrota do vitória para o time do São Paulo e a derrota do América para a Chapecoense, que subiu de classificação indo a décima sétima posição.

Por outro lado, a expectativa agora é para o jogo desta segunda-feira (29), onde o time do Ceará (décimo quinto colocado), enfrenta ao Atlético (MG) e caso vença avança na tabela e passará a somar trinta e sete pontos, indo a décima terceira posição. Só um detalhe com relação ao Ceará, o time de Lisca é o próximo adversário do Leão na Ilha do Retiro.

A história do jogo foi a seguinte: O Sport abriu o placar aos sete minutos, gol do zagueiro Jair, prevalecendo com um melhor futebol e marcando o segundo gol aos 30 minutos, com o atacante Mateus Gonçalves. A partir do segundo gol, o Sport esfriou um pouco, cedeu espaço até que o Grêmio descontou com um gol de Mateus Henrique aos trinta e oito minutos.

O primeiro tempo terminou com a vitória Leonina por 2 x 1. Na volta do segundo tempo, apenas uma alteração, com o jogador Pepê entrando pelo Grêmio. Aos seis minutos o árbitro marcou um pênalti contra o Sport, convertido pelo jogador Juninho Capixaba empatando o jogo.

Outra vez  o Sport reage imediatamente e um minuto após (oito minutos) desempata, fazendo 3 x 2. O jogo ficou eletrizante e aos quartorze minutos, o placar foi mudado com um gol  de Tony Anderson para o Grêmio. Quanto todos esperavam que o resultado estivesse definido, a surpresa: o jogador Jair de cabeça, faz o gol da vitória fechando o placar em 4 x 3.

Foram muitas as modificações no decorrer do jogo : Marinho, Pepê e Jean Pierre pelo Grêmio. Nonoca, Felipe Bastos e Rogério pelo Sport. Alterações que pouco influenciaram no crescimento das duas equipes. Porém era uma tentativa dos dois técnicos, de mudarem de alguma maneira a produção das suas equipes.

Com a vitória o Sport passou a somar trinta e três pontos, permanecendo na zona de rebaixamento e ocupando a  décima oitava posição. O próximo jogo do time leonino, será no dia cinco de novembro na Ilha do Retiro, contra o time do Ceará que jogará nesta segunda-feira (29), contra o Atlético Mineiro na Arena Castelão.

Blog de Airton Sousa – Sport derrota o Vasco porém continua na vice lanterna

                                  clausio winck

Jogando na noite desse sábado (20), o Sport conseguiu vencer ao Vasco pelo placar de 2 x 1. Porém, pelo déficit de vitórias o time soma 30 pontos, e continua na décima nona posição  ou seja, na vice lanterna da competição. Entendendo-se com isso que a situação rubro negra ainda é insustentável.

A questão é muito fácil de explicar, nesse momento o ponto de corte é 45 pontos, sendo necessário ao rubro negro, vencer cinco das oito partidas restantes que tem na competição. Serão 4 jogos em casa (Ceará, Vitória, Flamengo e Santos). Enquanto que fora de casa o time tem pela frente Grêmio, Fluminense, Chapecoense e São Paulo.

Ainda formando o raciocínio dentro do critérios de vitórias, existem confrontos diretos nesse restante de competição: Ceará, Vitória, Flamengo, onde obrigatoriamente o time terá que vencer esses três adversários , afim de tentar escapar do rebaixamento, fato que também atinge os concorrentes.

O jogo desse sábado (20) contra o Vasco da Gama, teve um bom primeiro tempo por parte do Sport, onde o time teve liberdade de jogar, observando-se que o treinador Milton Mendes tentou com seis alterações dá uma linha tática, conseguindo através dos jogadores Jair e Marcão, Michel Bastos e Mateus Gonçalves, que  se sobressaíram na partida.

O gol do Sport foi de Mateus Gonçalves aos 25 minutos, enquanto que Fabrício empatou aos 39 minutos, terminando 1 x 1 a primeira fase e o Sport tendo mais posse de bola e chances de gol. Porém o Vasco da Gama dificultou em alguns momentos o domínio rubro negro pela presença de Rafael, Desabato, Fabrício, Max Lopes, já que Picachu saiu aos 20 minutos.

No segundo tempo o jogo foi mais pegado, muitas faltas e outra vez o Sport melhor, até que aos vinte e dois minutos Claudio Wink desempatou. A partir daí muitos erros da arbitragem: Aos 34 a anulação de um gol de Andrigo, aos 41 minutos a marcação de um pênalti defendido por Fernando Miguel, e aos 50 minutos a não marcação de um pênalti a favor do Vasco.

Foi uma verdadeira lambança da arbitragem e levando-se em consideração os lances citados, podemos afirmar com convicção que houve influência da arbitragem no resultado do jogo. É bom lembrar que foi Wilton Sampaio de Goiás que trabalhou como árbitro de vídeo na decisão da Copa do Brasil,entre Corinthians e Cruzeiro.

A situação do time leonino continua muito grave, mesmo sem deixar de tirar os méritos da vitória, só lembrando que foi uma vitória igual a essa também na Ilha do Retiro, contra o Internacional que fez o time entrar com excesso de otimismo e levar uma goleada contra o Atlético do Paraná, porém os méritos da vitória contra o Vasco foi do Sport.

Blog de Airton Sousa – Sport é goleado e perde Magrão

                                                                    atletico-pr-x-sport

Nada de empolgação, era o que deveria ter acontecido após a vitória contra o Internacional. Porém, mesmo com a condição difícil na tabela o treinador, o grupo de jogadores e a torcida exageraram no otimismo, e a verdade é que foi apenas uma zebra e o resultado foi fruto do futebol que o Internacional não trouxe para Pernambuco.

É tanto que nesse domingo (14), o Internacional jogou um grande futebol, goleou o São Paulo e chegou a segunda colocação com 56 pontos, vendo a falta que fez o relaxamento por ocasião do jogo contra o Sport. Se tem encarado com responsabilidade o jogo passado, estaria dividindo a liderança com o Palmeiras.

Porém, não nos interessa o Internacional. O que interessa nesse instante é que o Sport tomou mais uma goleada, perdeu Magrão por contusão, com suspeita de fratura no ante-braço, com o risco de ficar de fora o resto do campeonato, o que é uma pena pela qualidade do profissional e pela falta que fará ao time rubro-negro.

Agora falando do jogo, tivemos um primeiro tempo em que o Atlético foi absoluto. Teve 82% de posse de bola, chutou nove vezes com perigo, dominou em cima dos alas leoninos, mandou no meio de campo e fez o Sport tremer, perdendo todas as bolas que sobravam na frente da área.

No entanto, o Sport escapou com um zero a zero. No segundo tempo, o técnico Milton Mendes colocou Brocador no lugar de Mateus, porém tomou o primeiro gol aos dois minutos de jogo, desarrumando o time todo. Na sequencia, aos 10 minutos Raul Prata cometeu um pênalti, convertido por Bergson e permitindo que o Atlético chegasse ao segundo gol.

Aí as coisas ficaram mais fáceis, o Sport desesperado e o Atlético administrando a vantagem. Veio então uma sequencia de substituições: Rafael Marques, Nonoca, Rony e Wellington. Continuava a predominância do time do Paraná, aos 36 minutos para complicar a situação, Magrão deixou o campo com uma contusão no antebraço.

Como o Sport não podia mais substituir, o treinador colocou Gabriel no gol, facilitando mais ainda o jogo. Aos 39 minutos Bergson ampliou, e Rony fechou o placar de 4 x 0. Como detalhe: o pênalti foi cometido por Raul Prata fora de posição, e os dois últimos gols do Atlético, foram do lado defendido por Raul Prata.

As ausências de Jair, Durval e Sander com certeza ajudaram na fragilidade do time leonino. O Sport permanece na décima nona posição com 27 pontos, ainda mais próximo do rebaixamento. O próximo compromisso é sábado à noite (20), contra o Vasco da Gama. Só o maior dos milagres, evita o Sport de ser rebaixado.

Está anunciada para terça-feira (16), uma reunião em Boa Viagem com os ex-presidentes do Sport, com a coordenação de Jarbas Guimarães e Homero Lacerda, que anunciam a presença de vários ex dirigentes, com a finalidade de tratarem de assuntos das próximas eleições. Também na terça-feira, desta feita a seleção brasileira volta a campo contra a Argentina.

Blog de Airton Sousa – Sport envergonha mais uma vez o futebol de Pernambuco

bahia-x-sport-23-rodada-campeonato-brasileiro-2018-600x400

Foi uma noite triste, vergonhosa e de decepção que o Sport fez perante a sua torcida. Uma derrota de 2 x 0 para o Bahia, onde o time teve um primeiro tempo apenas razoável e caiu totalmente no segundo tempo. Com a derrota o Leão se manteve  ainda mais na zona de rebaixamento.

Quanto ao jogo tivemos o Bahia dominando até 15 minutos, inclusive com uma grande chance de gol, através do jogador Zé Rafael o melhor atleta em campo. Daí com essa chance, o time baiano ter dominado até 15 minutos. A partir desse tempo de jogo, o Sport adiantou a marcação e continuou bem até o fim do primeiro tempo.

O Sport teve chances com Andrigo aos 24 minutos,  Rogério aos 26, Claudio Wink aos 30 minutos,deixando transparecer que abria o placar primeiro do que o adversário. Só aos 46 minutos o garoto Ramirez chutou uma bola perigosa na trave, no entanto a chance antes de terminar o primeiro tempo foi uma bola perigosa de Gabriel, terminando em 0 x 0.

No segundo tempo de jogo, foi  outra vez o Bahia que procurou abrir o placar com Gilberto aos 5 minutos, enquanto que aos 7 minutos o mesmo Gilberto abriu o placar fazendo 1 x 0. Outras chances foram criadas pelo Bahia: Marco Antonio aos 10 e Gilberto aos 13 minutos. A partir daí muitas modificações nos dois times.

Aos 14 e 16 minutos, entram Rafael Marques e Felipe Bastos respectivamente, enquanto que Cleiton entrou aos 20 minutos. O time baiano bem aplicado em campo, aproveitou o cansaço do Sport  e  voltou a domina. Aos 25 minutos um chute perigoso de Zé Rafael, a partir daí outras modificações.

Mateus Gonçalves entrou aos 27 minutos, também neste tempo o jogador Flávio, e aos 34 minutos Everson.  Aos 37 minutos falta perigosa cobrada por Elton e aos 40 minutos o segundo gol  com o zagueiro Tiago, aproveitando uma falha na saída de Magrão. No final, 49 minutos e Zé Rafael perdeu outra grande oportunidade de gol.

Com a derrota, o Sport se manteve dentro da zona de rebaixamento com 23 pontos, enquanto que o Bahia subiu para 28 pontos, entrando na zona da sul-americana. O próximo jogo do Sport será contra o Cruzeiro na Ilha do Retiro. Enquanto que o Bahia enfrenta ao São Paulo no Morumbí.

Blog de Airton Sousa: Sport vence e recupera posições

                                                   1355

Finalmente, depois de nove rodadas sem ter um resultado positivo, o Sport Clube do Recife conseguiu na tarde dessa quinta-feira (12), vencer ao Vitória no Estádio Barradão em Salvador pelo placar de 2 x 1. O jogo sem muita qualidade técnica, com o time baiano tentando fugir dos percentuais negativos em casa, o que tornava o jogo disputado a cada momento.

Por outro lado a equipe comandada por Wanderley Luxemburgo, buscando acertar os diversos setores, para que a vitória trouxesse de volta novas expectativas para a sua torcida, bastante intranquila com a campanha do time no Campeonato Brasileiro, principalmente neste segundo turno da competição.

Aos poucos o jogo foi se desenvolvendo em um clima onde o Sport demonstrava mais desenvoltura do meio de campo para o ataque, principalmente com a volta de Patrick e Diego Sousa, sem contudo deixar de reconhecer que a ausência de Richely causava uma certa intranquilidade a frente de área.

Porém, o importante é que o time se desempenhou em campo, teve uma entrega e finalmente aconteceu a vitória pelo placar de 2 x 1, trazendo de vota a esperança ao torcedor de que agora  a equipe irá progredir na competição, dando ao técnico Wanderley Luxemburgo, aos jogadores e a torcida a expectativa de recuperação.

De volta para casa, o Sport joga neste domingo (15) contra o Atlético Mineiro, oitavo colocado do Campeonato  com 37 pontos, após vencer ao time do São Paulo pelo placar de 1 x 0, colocando a equipe  Paulista de novo na zona de rebaixamento. Importante lembrar a necessidade e a obrigação do time Pernambucano de somar mais três pontos, para se manter na briga por uma vaga na Sul-Americana.

Blog de Airton Sousa: Jogo de vida ou morte para o Sport

1355

O time de Wanderlei  Luxemburgo entra em campo nesta quinta-feira (12), para enfrentar no Barradão a equipe do Vitória, comandada pelo técnico Wagner Mancini. O time baiano tem um saldo negativo jogando nos seus domínios,  com a pior defesa entre os mandantes, e em 13 jogos disputados foi vazado vinte vezes.

Porém com todos esses detalhes negativos jogando em casa, o time baiano está na décima primeira posição da tabela, com 32 pontos e a intenção do treinador Wagner Mancini é começar a recuperar percentuais quando dos  jogos no Barradão, o que implica dizer que será mais um obstáculo para o time de Wanderley Luxemburgo, sem se falar nos atropelos sofridos pelo time leonino principalmente no segundo turno da competição.

Por outro lado o rubro-negro da Ilha do Retiro, que tem um sistema ofensivo ineficaz, com um gol marcado em sete jogos, na média de 0,15 por partida, o que é um percentual abaixo da crítica, comparando-se com as primeiras rodadas da competição, quando o Sport chegou e figurar por várias rodadas no G-6.

É inexplicável o que vem acontecendo com o Sport. Salários altos e em dia, condição de trabalho dentro dos melhores padrões, treinador top  a nível dos grandes clubes e um histórico inclusive de seleção brasileira, entre outras prerrogativas que obrigam o time está em outra posição, e não a que está no presente momento, estando na zona de rebaixamento com 30 pontos, na décima sétima posição.

É um jogo em que o empate é considerado um bom resultado para o Vitória, enquanto que para o Sport pelas circunstâncias não pode ser considerado como bom resultado, porque seria a décima rodada sem que a vitória acontecesse. Com certeza, se a vitória não vier, fica difícil prever como ficará o clima para o jogo de domingo (15), na Ilha do Retiro contra o Atlético Mineiro com 34 pontos, ocupando a nona posição do Campeonato Brasileiro.

Blog de Airton Sousa: Difícil recomeço para o futebol

Após uma semana cheia de tristeza, lembranças, perdas, homenagens e emoções, o mundo do futebol tenta voltar pouco a pouco à rotina. Como será esse recomeço, em meio a necessidade que o futebol tem de sequenciar as suas competições. O Campeonato Brasileiro deverá terminar nesse dia 11 de dezembro e o jogo que seria entre Atlético Mineiro e a Chapecoense, ainda é uma interrogação. A partida que seria entre o Atlético de Medelim e a Chapecoense, qual definição terá? Como será o reinício do time de Chapecó?

Bem, tudo isso só os dias é que poderão mostrar. Porém, em meio a palavras e gestos, com certeza, aos poucos o mundo da bola deverá girar, de uma maneira ou de outra. No entanto, alguns exemplos que merecem ser ditos, as torcidas principalmente dos grandes clubes, sempre demonstraram uma selvageria sem precedentes, marcaram encontro na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, desta feita não para se digladiarem, como sempre fizeram, mais para fazer alguns minutos de reflexão. Lá estavam os chefes das torcidas do Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos. E o mais impressionante, firmaram um compromisso de paz e não de guerra. Foi preciso uma tragédia, para que essas torcidas usassem a sensibilidade de perceber que violência só gera violência. Torcer que isso possa, de fato acontecer, após o momento de toda essa comoção.

Agora, espera-se para os clubes que encerrarão, no próximo final de semana o Brasileirão, superarem todas essas emoções. De um lado a luta pela inclusão na Libertadores de 2017, dos que estão no bloco de cima; de outro lado, na parte de baixo,  a disputa entre Internacional, Vitória e o Sport Clube do Recife, para escaparem do rebaixamento. Esta é a situação da última rodada. Que os profissionais da bola, do microfone, das câmeras, possam se unir às torcidas, para fecharem o Campeonato Brasileiro, que, apesar de ser de uma maneira triste, que seja de forma digna da tradição e do conceito no nosso futebol.

Blog de Airton Sousa: Erros e fragilidades na arbitragem brasileira

Antes de ser torcedor e cronista esportivo, já vimos ao longo da história do futebol, muitas falhas dos árbitros e auxiliares, algumas falhas e erros propositais, na sua maioria, e muitas vezes, erros tão graves, que não dá para pensar que foram imparciais. O tempo passou, pouca coisa mudou, mesmo com o advento da tecnologia e outros auxílios. Quantas vezes os times intermediários de Pernambuco, no campeonato estadual, tiveram seus jogos tomados pelos árbitros? Não adiantava reclamar dentro ou após o jogo, porque prevalecia sempre a supremacia dos considerados grandes da capital.

Hoje o que se vê, com uma sequência muito grande de jogos e competições, é que dificilmente acontece uma rodada, sem que os erros dos árbitros deixem de acontecer. Bem recentemente o Sport foi vítima, o Náutico e o Santa Cruz também. Como se trata de equipes do Nordeste, e de médio porte, os fatos vão acontecendo e sendo repetidos. Agora a história mudou, erros contra o Palmeiras,  Internacional,  Corinthians, e agora o erro mais absurdo cometido pelo árbitro Sandro Meira Ricci, no jogo entre Flamengo e Fluminense.

Passados alguns dias, depois da repercussão nacional e internacional, o time do Fluminense acionou os órgãos maiores do futebol Brasileiro, e a verdade é  que o jogo e o resultado estão sub judice, causando uma enorme confusão, principalmente porque os três pontos retirados do Flamengo, colocam uma distância de sete pontos para o Palmeiras, primeiro colocado da competição.

O árbitro em questão, juntamente com os auxiliares, estão apitando jogos na Índia e logo que cheguem, serão notificados da punição de afastamento temporário do quadro de árbitros da CBF.

A solução seria inegavelmente, o recurso da tecnologia, para dissipar qualquer dúvida, além da profissionalização da arbitragem, onde com certeza, qualificaria os profissionais do apito, evitando que os mesmos exerçam outras atividades, e não tenham o repouso emocional suficiente para apitar as competições, sem trazer os transtornos que vivem os técnicos, jogadores, dirigentes e principalmente os torcedores.

É aguardar para ver o que pode e vai acontecer, porém, a verdade é que providências mais drásticas obrigatoriamente todos esperam, para evitar que novos fatos sejam repetidos, principalmente nessa reta final do Campeonato Brasileiro, das séries A e B, onde um ponto, vai ter uma importância muito grande e pode trazer consequências irreparáveis.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: A sorte favoreceu ao Sport

Com a Ilha recebendo mais de 24.000 torcedores, todos na expectativa da recuperação do time, e a estréia do técnico Daniel Paulista, o time do Sport Clube do Recife, venceu com um  gol  de  Diego Sousa, aos seis minutos do primeiro  tempo, o seu arqui rival por 1 x 0. Foi um jogo tenso, com o time do Vitória marcando por setor e o Sport não encontrando uma maneira de executar a transição.

Para aumentar mais ainda a tensão, aos 12 minutos Matheus Ferraz comete um pênalti. Muita reclamação e o jogador Zé Love cobrou, dando oportunidade ao goleiro Magrão de evitar o gol dos baianos. Quando se esperava que as surpresas parassem, novamente Matheus Ferraz, coloca a mão na bola e o árbitro André Luiz Freitas marca novamente outro pênalti. Muito tumulto e reclamações, no entanto ficou confirmada a marcação do pênalti. O jogador Kieza foi o encarregado da cobrança, e novamente a sorte favorece ao time leonino, a bola vai ao encontro da trave, evitando o empate a favor do time baiano.

O jogo continuou bastante disputado, porém as finalizações não eram perfeitas, terminando o primeiro tempo com o placar de 1 x 0, a favor do Sport. No segundo tempo, o técnico Argel Fucks substituiu Cárdenas por Alípio, tentando fortalecer a transição do time do Vitória. Aos 17 minutos o jogador Marcelo perdeu a oportunidade de empatar o jogo; em seguida entra Apodí no lugar de Everton Felipe; e houve também a entrada de Wander no lugar de Tiago Real. No entanto, o jogo era apenas sofrível por parte das duas equipes. Na sequência, Apodí chuta forte aos 30 minutos; Rithely perde a chance de aumentar aos 32 minutos; Vinicius que havia entrado aos 27 minutos, também perde a oportunidade de fazer 2 x 0. Em seguida pelo Sport entra Neto Moura, no lugar de Rodney Wallace; e pelo Vitória, entra Serginho no lugar de Cárdenas, ambos aos 36 minutos.

Para complicar o vitória, aos 38 minutos, por jogada violenta, o jogador Marcelo, comete uma falta e toma o cartão vermelho. No entanto, mesmo com um homem há mais, o Sport não teve folego para aproveitar e ampliar o placar, que ficou mesmo em 1 x 0. Com essa vitória, o time leonino saiu da zona de rebaixamento, somando 37 pontos e ficando na 13ª posição, enquanto que o Vitória entrou na zona de rebaixamento, estando na 17ª posição. Quanto ao técnico Daniel Paulista, começou com o pé direito, pela importância da vitória. O time leonino, folga durante toda semana, e no domingo, enfrenta ao líder Palmeiras, em São Paulo.

Blog de Airton Sousa: Doriva entrega os pontos

Finalmente o treinador do Santa Cruz, Doriva,  reconhece que já não tem mais jeito. Um tanto tarde, porém dentro da realidade, porque sabemos que há muito o Santa Cruz é perseguido pelo rebaixamento na série A, do Campeonato Brasileiro. Desta feita, o algoz foi o time da Ponte Preta, na cidade de Campinas(SP). O primeiro tempo até que foi razoável para o time Pernambucano, terminando 0 x 0, deixando o torcedor tricolor com um pouco de esperança, mais era só o primeiro tempo. Faltava ainda os 45 minutos do segundo tempo, e aí a história seria outra.

Já no início do segundo tempo, aos 6 minutos, o atacante Roger, aproveita a falha de marcação, e abre o placar para a macaca campineira e então, o Santa Cruz se entrega ao adversário a cada minuto, impotente, sem reação. Aí, não demora e sai o segundo gol, através do jogador Maycon, aos 24 minutos, de novo com um apagão geral do tricolor, em razão da limitação do time. O terceiro gol veio em seguida, o jogador William Pottker, sai do campo da Ponte Preta, abre espaço, avança, penetra e faz o terceiro gol, aos 28 minutos, fechando o placar de 3 x 0, a favor da Ponte Preta.

Inalterável a posição do Santa Cruz na tabela, décima nova, a exemplo do que vem acontecendo há muito tempo, e observe-se que o América também perdeu, se não o tricolor fecharia a rodada, na lanterna mesmo. O técnico Doriva jogou o chapéu, um pouco tarde, porém jogou, e agora a curiosidade é a seguinte: Que argumento ele vai usar, nas preleções? Quarta-feira o time joga contra o Botafogo, no Arruda. Fique imaginando, caro torcedor, o que pode acontecer nesse jogo.

Blog de Airton Sousa: Santa segue sem vencer

Mais uma derrota tricolor… É novidade? Jogando nessa quarta-feira (12),  em Cuiabá, o Santa Cruz para manter o seu padrão de incompetência e fragilidade, perdeu para o Corinthians pelo placar de 4 x 2. É a historia de sempre, fez um razoável primeiro tempo, chegando a marcar o primeiro gol, cedendo o empate, ainda no primeiro tempo, que terminou em 1 x 1, inclusive tendo mais oportunidades de gols do que o adversário. Grafite abriu o placar aos 31 minutos, enquanto que Guilherme empatou para o Corinthians aos 38 minutos. Alguns lances de perigo foram criados pelo tricolor: João Paulo aos 6 minutos; Grafite aos 12 minutos; Keno aos 19 minutos; Jadson aos 25 minutos; Grafite aos 26 minutos e finalmente o gol aos 31 minutos, depois de um rebote do goleiro Walter e o chute de Grafite.

Por sua vez, o time Corintiano teve algumas chances de gol: Marlone aos 2 minutos; Rodriguinho aos 35 minutos; Guilherme chutando, depois de um cruzamento de Marlone, e aí o empate Corintiano e ainda um chute de Marlone. Aliás, o jogador Marlone, tornou-se o melhor jogador de campo, quando entrou pela esquerda, e depois passou a jogar pela direita, no setor do lateral Roberto. Dessa maneira foi um primeiro tempo, em que o time paulista aceitou o maior domínio do tricolor pernambucano.

O segundo tempo teve início sem alterações, porém foi o Corinthians através de Marlone, que chegou ao gol, desta feita aos 3 minutos. A partir daí, houve uma desarrumação total no sistema defensivo tricolor, e aos 9 minutos, Guilherme marcava o terceiro gol. Sem muita organização em campo, principalmente na defesa e com os volantes, o Santa Cruz ainda teve uma chance aos 15 minutos com Artur;  uma cabeçada de Dani Morais aos 22; um chute de Grafite aos 24 minutos; no entanto finalizações imperfeitas, além de uma boa chance perdida por Keno aos 29 minutos, jogador que foi mais uma vez, o destaque do time Pernambucano.

Algumas alterações aconteceram nas duas equipes. No Corinthians, William no lugar de Camacho, Cristian no lugar de Geovane e Luca no lugar de Guilherme. No Santa Cruz, Marion no lugar de Jadson, Wagner no lugar de João Paulo, e Bruno Morais, no lugar de Grafite.

Depois das alterações, aconteceu o segundo gol do Santa Cruz, com Keno aos 37 minutos, e finalmente o placar era fechado com um gol de Luca, aos 46 minutos, dando assim um desfecho ao placar do jogo, em 4 x 2. O público foi decepcionante, apenas 7.947 torcedores, para uma renda de R$ 496.120,00, causando assim para o tricolor, a inesperada notícia, de que o faturamento que a Diretoria esperava, não aconteceu. O time continua fora de casa, desta feita em São Paulo, para enfrentar nesse final de semana, a Ponte Preta  em Campinas. O árbitro carioca Graziani Lima, teve uma boa arbitragem, no mesmo padrão os dois auxiliares. A posição do Santa Cruz na tabela, continua a mesma, 19a colocação.

Blog de Airton Sousa: Sport se aproxima do Z 4

Um resultado que complicou mais ainda a situação do Sport no Campeonato Brasileiro da série A, é esse o quadro que cerca o time leonino, com o empate de 1 x 1 diante do São Paulo na noite desta quarta-feira(05), mesmo porque o tricolor paulista é um concorrente direto do time leonino pela manutenção na série A.

Um primeiro tempo cheio de erros de marcação, de saída de bola e de espaços cedidos ao adversário, além de uma defesa falha, permitindo que o tricolor paulista tivesse muitas oportunidades de gol na primeira fase. Aos 5 minutos com Chavez, aos 10 minutos com Maikon, aos 20 minutos, uma bola na trave de Carlinhos, aos 25 minutos o gol são paulino através do jogador Tiago Mendes, e finalmente mais uma oportunidade com um chute forte de Kelvin. Enquanto isso, o Sport que jogava em casa e tinha a obrigação de vencer, teve apenas uma chance aos 3 minutos com Rogério, aos 40 minutos com Diego Sousa e finalmente o gol milagroso de Diego Sousa, aos 43 minutos. Reconhecidamente, o Leão da Ilha não fez um bom primeiro tempo.

Na segunda etapa de partida, o Sport voltou com Vinicius Araújo, no lugar de Gabriel Xavier, enquanto que o São Paulo voltava com Bufarini em substituição a Mateus Reis. A primeira oportunidade de gol era do São Paulo, aos 7 minutos com o jogador  Carlinhos. O técnico Oswaldo de Oliveira, tentando fortalecer a peça ofensiva rubro negra, aos 12 minutos tira Everton Felipe e coloca Apodí, mais uma vez improvisado e sem render o suficiente. Outras alterações ainda aconteceram nos dois times, Jean Carlos aos 22 minutos, Edmilson e João Smitch, aos 31 minutos. O Sport continuava sem vontade e interesse pelo jogo, enquanto o São Paulo, demonstrava satisfação pelo empate na casa do adversário. Poucas foram as chances criadas principalmente pelo Sport, a exemplo de Apodí, que chutou uma bola na trave e um outro lance, do próprio Apodi, aos 44 minutos.

A verdade, é que o público de 11.424 torcedores presentes a Ilha do Retiro, ficou frustado, porque esperava mais do time leonino, principalmente depois da derrota do final de semana para o Fluminense. Agora o Sport soma 34 pontos e continua bastante próximo da zona de rebaixamento. O próximo jogo será contra a Chapecoense, quarta feira(12), as 11 horas da manhã, em Chapecó. Foram dois tempos distintos, o primeiro o São Paulo teve o domínio, e o segundo tempo o Sport melhorou um pouco, contudo, apenas o suficiente para empatar a partida. Não podemos destacar no jogo de ontem, exceção do jogador Renê, nenhum jogador diferenciado no time leonino.

Blog de Airton Sousa: Náutico vence o líder

Uma tarde diferente na Arena de Pernambuco, com um público perto de 13.000 pessoas, ao contrário de jogos anteriores e o Náutico vencendo bem ao Vasco da Gama pelo placar de 3 x 1. O time alvi rubro, jogando com os alas, dominando o meio de campo e o ataque aproveitando grande parte das oportunidades surgidas, principalmente no primeiro tempo, onde a figura maior do timbu foi o jogador Rony, que marcou dois gols e apavorou a defensiva vascaína. Marco Antonio, foi o grande maestro e finalmente tudo deu certo, com o técnico Givanildo Oliveira completando cinco jogos, acumulando dois empates e três vitórias, sem conhecer ainda uma derrota sobre o seu comando.

No primeiro tempo o timbu teve chances aos 10 minutos com Rony, aos 16 minutos com Vinicius, aos 24 minutos o primeiro gol com Rony, aos 38 uma cabeçada de Bergson e aos 41 um chute de Bergson. Em contra partida, o Vasco teve chances aos 19 minutos com Nenê, aos 40 minutos com Ederson e aos 42 minutos com Nenê, sem contudo conseguir furar as redes do goleiro Julio César. O registro principal do jogo foi a aplicação e determinação  do time de Givanildo, sendo superior ao time do Vasco, registrando-se ainda o futebol de João Ananias e Joasi.

No segundo tempo, o técnico Jorginho já volta com a entrada de Alan, no lugar de Jorge Henrique. No entanto, sofria o segundo gol aos 2 minutos através de Bergson, desmantelando outra vez, o poder de reação do time carioca. As chances foram acontecendo, no entanto os atacantes do Vasco tinham pela frente o goleiro Julio César e a segurança da zaga timbu. Aos poucos, outras alterações ocorreram nos dois times: Talis e Edér Lopes pelo Vasco, Negreti, Renan Oliveira e Yuri Mamute pelo Náutico. Aos 39 minutos Madson fazia o primeiro gol para o Vasco, enquanto que Rony, em um lance de rara felicidade e garra, fechava o marcador aos 48 minutos, finalizando 3 x 1 a favor do time timbu. O Náutico joga nesta terça-feira(04) contra o Mogimirim, no interior de São Paulo, enquanto o Vasco da Gama joga em Belém do Pará, contra o Payssandú.

Blog de Airton Sousa: Sport perde em casa e é vaiado

Com um misto de culpa do treinador e erro dos jogadores, o Sport se rendeu ao time do Coritiba, em plena Ilha do Retiro  perdendo pelo placar de 1 x 0. Um jogo em que o técnico Oswaldo de Oliveira escalou o time errado e substituiu pior ainda no segundo tempo, com as entradas de Rogério, Renê e Vinícius Araújo, que não renderam absolutamente nada. A torcida impaciente e insatisfeita, esbravejava principalmente em cima do treinador rubro negro. Em contrapartida, o Coritiba treinado por Carpegiani, teve uma excelente aplicação tática, antecipando a marcação, eliminando as peças principais do Sport, principalmente o jogador Diego Sousa. O rubro negro produziu poucas jogadas ofensivas, o goleiro Wilson foi mero espectador e o principal erro do time pernambucano, foi a distância em campo entre os jogadores, onde a transição não acontecia.

O gol do Coritiba aconteceu aos 30 minutos do primeiro tempo, através de uma cobrança de falta pelo jogador Amaral, que contou com a colaboração do goleiro Agenor,  substituto do Magrão. Porém não justifica, porque o gol do côcha foi apenas um detalhe, em razão de que o time do Sport, não teve poder de reação, parecendo está satisfeito com o empate e posteriormente com o gol tomado. É só observar que o gol aconteceu aos 30 minutos, restando toda primeira etapa e todo segundo tempo, sem o rubro negro esboçar nenhuma reação, inclusive com as alterações executadas pelo treinador. Houve muita revolta da torcida, pedindo a saída do treinador, onde nesse instante fica em uma situação praticamente insustentável.

O próximo jogo do rubro negro, é contra o time do Santos. Entendemos ser muitas vezes mais difícil, principalmente pelo descrédito e inconstância do elenco, e levando-se em consideração o futebol apresentado no segundo tempo contra o Santa Cruz, porém, posteriormente perdeu para o Atlético Mineiro(fora), e agora perdeu de novo, desta feita em casa, o que foi mais complicado, porque o Coritiba é um adversário direto do time leonino. É preocupante a situação, já que terá que somar no mínimo 16 pontos, restando 12 jogos, e consequentemente cabendo ao Sport cinco vitórias e dois empates, para escapar do rebaixamento.

Blog de Airton Sousa: Finalmente uma vitória do Santa Cruz

Depois do desespero da torcida, ao longo de quase dez jogos, finalmente o Santa Cruz surpreende e vence pelo placar de 1 x 0 ao Atlético do Paraná, no Arruda, na noite dessa quarta-feira(14). O time Atleticano jogou o tempo todo na retaguarda, esperando sempre o Santa Cruz,  daí o tricolor atuou mais ofensivamente, porém, poucas foram as chances de gol, principalmente no primeiro tempo de jogo. No entanto já no primeiro tempo o Santa Cruz teve mais domínio no jogo. Sem Grafite e colocando a esperança de gol no atacante Bruno Morais, as jogadas para o ataque foram se sucedendo e a retaguarda do Atlético também colaborando para que os atletas do Santa Cruz tivessem condição de finalizar algumas bolas contra a meta do time Paranaense.

No segundo tempo não foi diferente, o Santa Cruz se impondo, dominando o jogo pelo meio, devido a limitação dos seus laterais, principalmente Tiago Costa, porque sabemos da qualidade técnica de Léo Moura. No entanto, a condição física e a idade, já não permitem que o jogador mantenha uma regularidade de um jogo para o outro. As chances iam surgindo e sendo desperdiçadas.  Quando o torcedor, na sua maioria, já havia deixado o Arruda,  eis que surge a bola salvadora de Bruno Morais, indefensável para o bom goleiro atleticano, e aí depois de muito tempo, a vitória de 1 x 0 para o time do Arruda, encontrando apesar das dificuldades, uma merecida vitória. Agora o Santa Cruz enfrenta ao Santos na baixada santista, em mais um jogo complicado e difícil, o que aliás, tem sido uma rotina no time do Arruda.

Blog de Airton Sousa: Santa e Salgueiro sem vitória

Para fechar este final de semana bastante negativo para o futebol pernambucano, o Santa Cruz perdeu, em pleno Arruda, para o Fluminense, pelo placar de 1 x 0, e o Salgueiro em casa, empatou com o Cuiabá em 2 x 2. O jogo do Santa Cruz, com a estréia do técnico Doriva, teve alguns detalhes que merecem registro. Grafite que mais vez teve uma atuação negativa, fazendo uma partida irreconhecível, sem chutar uma bola se quer contra o gol de Diego Cavaliere. E não foi só isso, Léo Moura também não esteve bem, acompanhado de Artur, que substituiu o próprio Grafite, Lelê não disse para que foi escalado,  substituindo Derley,  e Pisano que só aguentou jogar um tempo, tornando-se um jogador igual aos demais e decepcionando a torcida.

Finalmente nem o técnico Doriva motivou os jogadores, nem alcançou o seu objetivo, porque nada mudou da era Miton Mendes para o novo treinador, mesmo entendendo-se que o técnico teve pouco tempo para trabalhar os novos comandados.

O Santa Cruz permanece na 19ª posição, e caminha a passos largos para o rebaixamento em 2017. Jogadores limitados, um ataque frágil, laterais limitados, uma diretoria que reclama falta de condição financeira e dificuldades para contratar, além de um elenco inchado e de pouca qualidade. Além do mais, Tiago Cardoso que sempre foi a barreira do time, agora está contagiado com a fraca qualidade do elenco, falhando mais uma vez, desta feita no gol do Fluminense, aos 29 minutos do primeiro tempo.

O público começa a se afastar em razão dos resultados negativos, e no jogo contra o Fluminense apenas 8.279 torcedores estiveram presentes, provando mais uma vez a sua insatisfação. O Santa Cruz volta a jogar contra o Cruzeiro em Belo Horizonte, no próximo final de semana.  Na quarta-feira(24) estréia na Copa Sul Americana, contra o Sport, e aí a pergunta:  o que pode acontecer com os dois times jogando pela Sul americana?

Para completar o final de semana, em casa, o Salgueiro empatou em 2 x 2, contra o Cuiabá, tornando-se um resultado muito negativo, e distanciado o time sertanejo cada vez mais das chances de subir de divisão. Em casa todos sabem da importância de vencer, e o Salgueiro infelizmente, não vem fazendo o dever de casa.

Um sábado e um domingo que o torcedor Pernambucano, tanto da capital como do interior, irão fazer questão de esquecer, porque foi extremamente negativo.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz de técnico novo

Depois de tentar vários treinadores e o salário da grande maioria, fugiu da condição financeira do Santa Cruz, a Diretoria apostou na contratação do técnico Doriva.

Um treinador de nível intermediário, com um curriculum rodado em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, entre outros Estados. O técnico chegou para uma verdadeira batalha. Doriva está para o Santa Cruz, como o Santa está para Doriva, ambos buscando levantar a imagem no Campeonato Brasileiro.

Agora é esperar para ver o que vai acontecer, principalmente porque o clube está no desespero da zona de rebaixamento.

O teste já começa nesse domingo (14/08), fora de casa, contra o Vitória, em busca de sair do Z 4.

Blog de Airton Sousa: Cai Milton Mendes

Finalmente houve uma decisão sensata, Milton Mendes sai do Santa Cruz, depois de vários aspectos a serem analisados. Conquistou respectivamente o Campeonato Pernambucano 2016 e, pela primeira vez, a Copa do Nordeste, levando o time com essa conquista, a participar da Copa Sul Americana.

Aí, começa o Campeonato Brasileiro da série A, bons resultados no início, time limitado, enganando a todos e finalmente a realidade do elenco, com derrotas, fracasso e decepção, chegando a zona de rebaixamento, sem demonstrar reação, perdendo e empatando jogos em casa e fora de casa, demonstrando ser um elenco de segunda e tenho a impressão, um técnico também da mesma categoria. Tornou-se insustentável a situação do treinador e a essa altura, a rescisão teria que acontecer. Por ocasião da derrota contra a Ponte Preta, onde o técnico se propôs a entregar o cargo, os jogadores fecharam questão a favor do mesmo, só aumentando o desgaste entre eles e talvez, naquele momento, a sua saída, teria trazido menos prejuízo para o clube.

Quem será o novo treinador? Que condições serão dadas ao mesmo? Terá tempo suficiente para recuperar a equipe e evitar o rebaixamento? Teremos que aguardar para ver o que vai acontecer com o Santa Cruz, depois da contratação do novo técnico.

Blog de Airton Sousa: Sport empata e Santa perde

Pernambuco encerrou a sua participação na primeira etapa do Campeonato Brasileiro da série A. Em casa, o tricolor mais uma vez decepcionou e perdeu para o São Paulo, pelo placar de 2 x 1, com direito a perda de um pênalti através do jogador Grafite, ainda quando o jogo estava 2 x 0. Talvez se marcado esse pênalti com sucesso, o rumo do jogo tivesse mudado para melhor. Depois o jogador kêno fez o gol tricolor e a partir daí o Santa Cruz pressionou, porém com total desespero. O Santa encerra  a fase com 18 pontos, e volta a jogar no próximo final de semana, em Salvador, contra o Vitória, abrindo a segunda fase do brasileirão série A.

Enquanto isso o Sport jogando mal e reclamando muito da arbitragem, empatou em 1 x 1 contra o Figueirense. O primeiro tempo terminou em 0 x 0, com um jogo fraco tecnicamente por parte das duas equipes. Na segunda etapa, com menos de dois minutos, saía o gol do Figueirense e o time leonino chegou a marcar através de um pênalti, cobrado por Túlio de Melo. As duas equipes praticando um futebol pobre de técnica e acima de tudo aéreo, não conseguiram mudar o placar, que chegou ao final em 1 x 1. A ausência de Diego Sousa pesou, para um melhor rendimento da equipe. O Sport fecha essa etapa com 23 pontos e abre a próxima  jogando na Arena Pernambuco contra o Flamengo.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz surpreende e empata

O  Santa  Cruz  foi  a Porto Alegre e terminou surpreendendo o Grêmio e empatando em  0 x 0. Alguns aspectos importantes aconteceram no jogo, planejados pelo técnico Milton Mendes, como por exemplo a aproximação na marcação ao time adversário, diminuindo a velocidade do Grêmio, não permitindo toque de bola rápido e alterando o esquema tricolor para 4-4-2, jogando com 2 ao invés de 3 atacantes. Além de evitar ficar atrás com excesso e qualificando os contra-ataques do time pernambucano. É tanto que ainda no primeiro tempo o atacante Kêno perdeu um gol cara a cara com o goleiro adversário. No segundo tempo o time voltou mais confiante ainda, surpreendendo ao time gaúcho, que não conseguia a transição. Com a entrada de Artur, o time se tornou mais ofensivo e desde o início João Paulo voltou a jogar um grande futebol.

Quanto ao Grêmio teve jogadas perigosas também na segunda etapa, porém não conseguia concluir com sucesso. O Santa Cruz continua na zona de rebaixamento e agora vai enfrentar ao São Paulo, nesse domingo dia 07, às 16 h no Arruda.

O empate contra o Grêmio de qualquer maneira, deu novas esperanças ao time do Arruda.

Blog de Airton Sousa: Sport empata com o lanterna

Um jogo que a princípio todos colocavam como fácil, e o Sport tinha nítida vantagem, terminou frustando a torcida leonina, com o placar de 1 x 1. O time rubro negro esteve irreconhecível, sem acertar o caminho do gol e muitos erros de passes. Foram poucas as chances do time pernambucano, que tinha no América Mineiro um adversário aplicado e de uma marcação precisa. Nem Diego Sousa conseguiu aparecer bem no jogo e reconheceu que foi a pior partida do time do Brasileiro de 2016.

O América Mineiro aproveitou uma falha conjunta entre Samuel Xavier, Serginho e Mateus Ferraz, e colocou no canto esquerdo de Magrão, abrindo o placar com Danilo, ex Sport, aos 40 minutos do primeiro tempo. No segundo tempo, o América se fechou, antecipou a marcação e aos poucos foi deixando o time leonino desesperado. Exceto o gol de Gonzalez, em impedimento, aos 48 minutos do segundo tempo, ele próprio, Túlio de Melo e Gabriel Xavier, nada alteraram com as suas entradas.

Foi frustante para o torcedor esse resultado e o Sport agora fecha essa fase no próximo domingo (07/080, às 18:30 h, contra o Figueirense, em Santa Catarina. Com 22 pontos, é a soma até agora, do Sport na competição. E uma vitória não será fácil, porém extremamente necessária, para o time alcançar os percentuais suficientes, a fim  de atingir a pontuação exigida, para uma maior tranquilidade na virada da fase.

Blog de Airton Sousa: Otimismo toma conta dos leoninos

Foi um dia de festa na Ilha do Retiro, principalmente depois que a torcida tomou ciência que o técnico Paulo Autuori do Atlético Paranaense, não poderia contar com mais da metade dos titulares, inclusive o terror das defesas, o atacante Walter. Daí um público de mais de vinte e duas mil pessoas que compareceu ao jogo, terem visto um time valente, dinâmico e voluntarioso, principalmente no primeiro tempo. Diego Sousa, ao lado de Everton Filipe e Rogério, enquanto tiveram condição física mandaram realmente no time paranaense. Os dois gols do jogo, foram  lances criados por Rogério, aos 15 minutos do primeiro tempo, onde o atacante sofreu um pênalti, convertido com muita qualidade por Diego Sousa, e no segundo tempo também Rogério chutou, o goleiro Weverton largou nos pés de Edmilson que complementou, fechando o placar de 2 x 0.

Foram dois tempos distintos, no primeiro tempo com o domínio total do time pernambucano e o segundo tempo, com a queda física das principais peças do Sport, o Atlético aproveitou, porém encontrou no goleiro Magrão e na dupla de  zagueiros Matheus Ferraz  e Ronaldo Alves, a segurança  que a defesa necessitava. Porém, com algumas mudanças feitas pelo técnico atleticano, o time cresceu tendo várias oportunidades, a maioria delas com o jogador Pablo. Destacamos no time do Atlético alguns jogadores: Rafael Galhardo, Paulo André, Luciano Cabral, Pablo e Marcos Guilherme, que demonstraram um bom potencial técnico. Porém, o importante é que o time rubro negro emplacou a terceira vitória consecutiva, somando agora 21 pontos, aproximando-se dos dez melhores colocados e começando a atingir os percentuais necessários para virar essa fase, com uma soma  entre 24 e 26 pontos, condição indispensável para entrar na segunda fase, com mais condição de, no mínimo, se manter na primeira divisão em  2017. Os jogos restantes dessa fase para o Sport são: América Mineiro em Recife e Figueirense em Santa Catarina, dois adversários aparentemente frágeis, principalmente o América, que dificilmente escapa do rebaixamento.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz mais próximo da série B

No confronto de dois adversários, havia um frágil e outro forte. A principio esse adversário frágil começa a atacar para impressionar e aos poucos vai cedendo diante da sua fraqueza e consequentemente da superação do mais forte. Foi exatamente o que aconteceu nesse sábado(30/07), no jogo entre Atlético Mineiro e Santa Cruz. O time pernambucano até quinze minutos do primeiro tempo, parecia dominar e querer mandar no jogo, porém foi apenas no início, porque aos poucos foi faltando folego, futebol, qualidade técnica e o Atlético logo tomou conta, marcando o primeiro gol e dominando toda primeira etapa, vencendo pelo placar de 1 x 0, sem  corresponder, de fato, ao que  o time mineiro merecia. Na volta da segunda etapa, o Santa Cruz com o mesmo comportamento do início do primeiro tempo, jogou bem até os quinze minutos, e de novo, a coincidência aconteceu, o Atlético voltou a dominar, inclusive marcando o segundo gol através de Robinho, considerado um gol de placa, e também o terceiro gol, chegando a vitória de 3 x 0, a favor do galo.

Com a derrota contra o Atlético, e  Figueirense vencendo ao vitoria, o Santa Cruz voltou novamente a zona de rebaixamento, complicando ainda maia a sua situação. Agora o tricolor tem pela frente o time do Grêmio em Porto Alegre, um adversário igual ou mais difícil do que o galo, daí ficar cada vez mais complicada a situação na tabela do campeonato da série A. Sinal de alerta, essa é a situação, porque os matemáticos afirmam que para não ter ameaça de rebaixamento, o time tem que virar a primeira fase, com  no mínimo entre 24 e 26 pontos, e hoje o tricolor tem apenas 17, com dois jogos restantes, ou seja,  Grêmio e São Paulo respectivamente, será preciso muito otimismo para acreditar que no restante da fase o time vai ganhar as duas partidas e fechar com 23 pontos, mesmo assim, insuficientes para os percentuais exigidos. Sem exagero de pessimismo, porém com a realidade dos números, lamentamos dizer a torcida tricolor, que o time  está cada vez mais próximo de voltar a série B.

Blog de Airton Sousa: Santa continua inconstante

O torcedor tricolor viu mais uma vez, o seu time decepcionar em casa, quando perdeu para o Coritiba, uma das piores campanha da série A, pelo placar de 1 x 0. O Santa Cruz foi um time morno, sem empolgação, nem determinação, enquanto que o Coritiba bem aplicado, mandou o tempo quase todo no jogo. O time paranaense fez 1 x 0, com um gol do veterano Kleber, que ainda perdeu um pênalti, defendido pelo goleiro Tiago Cardoso, que mais uma vez salvou o time pernambucano de uma decepção maior. Não adianta o técnico Milton Mendes querer justificar as ausências de jogadores importantes no elenco, porque já está na hora do treinador colocar no time a sua cara, principalmente depois de receber os reforços que recebeu. Está provado com tudo o que aconteceu ontem em casa, que a irregularidade e o rendimento de  alguns jogadores individualmente, vem trazendo muitos prejuízos ao grupo.

Agora, o Santa Cruz sai para jogar contra o Atlético Mineiro, onde nós sabemos torna-se mais difícil a recuperação, diante do poder que tem o galo nos seus domínios. A primeira etapa da competição está chegando ao final, onde faltam apenas três rodadas, com jogos extremamente difíceis. Atlético Mineiro(em Minas), Grêmio(em Porto Alegre) e São Paulo(em Recife, no Arruda), observando-se que matematicamente, para entrar na segunda,  fase é necessário, no mínimo, 25 pontos. Assim é determinante ter uma tranquilidade de recuperação. No entanto, a incerteza continua tomando conta do torcedor tricolor, porque está vendo um sobe e desce de acertos e erros do seu time. Porém,  o fato de ter dois jogos difíceis fora de casa, e apenas um jogo em casa nessa reta final da fase, traz um estado de tensão bastante elevado para a torcida tricolor, que esperou tanto tempo para voltar a primeira divisão, e não está vendo no time, a qualidade necessária para se manter na principal série do campeonato Brasileiro.

Blog de Airton Sousa: Santa vence primeira fora de casa

Após vencer ao Internacional em casa pelo Campeonato Brasileiro e empatar com o Vasco da Gama em São Januário pela Copa do Brasil, o Santa Cruz voltou a campo neste domingo (17/07), e venceu ao América Mineiro pelo placar de 3 x 0. O time entrou encaixado, bem aplicado taticamente, e já aos 6 minutos do primeiro tempo, Tiago Costa abriu o placar, com um bonito gol. A partir daí o tricolor tomou conta do jogo, muito embora aos 14 minutos, o árbitro marcou um pênalti um tanto quanto duvidoso, em uma jogada do zagueiro Nerís. No entanto, mais uma vez o goleiro Tiago Cardoso fez uma bela defesa, evitando o gol de empate para o América. Em seguida, em um contra ataque, numa jogada rápida, Marcílio finaliza aos 16 minutos e marca o segundo gol, levando a tranquilidade ao grupo e terminando o primeiro tempo com o placar de 2 x 0.

Na segunda etapa, nenhuma alteração por parte das duas equipes, o América voltou aceso, no entanto sempre esbarrava na defensiva tricolor e no goleiro Tiago Cardoso, até que aos 10 minutos, em jogada rápida, montado um contra ataque, é a vez de Artur marcar o terceiro gol e dá a tranquilidade que o time queria. A partir daí, modificações nas duas equipes, porém estava sacramentada, a primeira vitória do Santa Cruz no Campeonato Brasileiro, fora de casa. Três jogos, com uma vitória em casa, um empate e uma vitória fora, são os últimos resultados do Santa Cruz, que tem um alívio e passa ao seu torcedor um pouco mais de confiança. O time volta a campo pela Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no jogo de volta contra o Vasco da Gama no Arruda.

Apenas lembrar que não faz nem 15 dias que a torcida e parte da imprensa, começavam a levantar a hipótese da saída do técnico Milton Mendes. Em face dos resultados negativos e, partindo de uma sequência de jogos realmente muito preocupante, dentro dessa política de que, é mais fácil demitir o técnico, do que alguns jogadores. Ainda bem que o bom senso prevaleceu, e aí está o Santa Cruz, somando pontos no Brasileiro, com possibilidades de avançar na Copa do Brasil, e contratando jogadores que darão mais qualidade ao tricolor Pernambucano. Pelo campeonato Brasileiro o Santa Cruz volta a campo no próximo final de semana, jogando no Arruda contra o Coritiba, com a possibilidade de somar mais três pontos.

Blog de Airton Sousa: Santa desaba no campeonato

A quem debitar a derrocada tricolor no Campeonato Brasileiro? Ao treinador, ao time, aos dirigentes, a limitação técnica, ou a insatisfação dos jogadores com a falta de estrutura? Tenho a impressão que se colarmos esses argumentos uns aos outros, a conclusão será uma só, time de terceira numa primeira divisão, onde salvam-se apenas quatro jogadores, no máximo, e todos os setores da equipe apresentam deficiências, o que torna difícil criar esperança, dentro de tudo negativo que até agora o Santa Cruz apresentou dentro de campo. Muito discurso, muitas contradições, poucos assumindo a situação, porém a verdade é que se não cuidarem enquanto é tempo, o tricolor no final da competição volta para a segundona.

No final do jogo, muita choradeira, muita conversa o que na prática nada resolve, porque foi mais uma derrota, e uma decepção a mais para o sofrido torcedor tricolor. Não é fácil, se analisarmos as conquistas do Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste, e quando chegam os jogos da série A, tudo se foi, restando o que está aí. O que vemos na verdade, é um grupo de jogadores que vieram para reforçar e que não passam de atletas de uma limitação sem precedentes.

Quanto ao jogo, o time foi dominado do começo ao fim pela Ponta Preta, vencendo pelo placar de 3 x 0, e no caso de ter se empenhado mais, teria fatalmente, chegado ao quarto, quinto gol, e daí por diante. Foi uma noite em que não deu para escolher um único jogador que veio para   fazer a diferença. O time foi um fiasco, deixando o adversário à vontade, livre, leve e solto. Dá para ter esperança na próxima partida?  O Botafogo é o próximo adversário do time Pernambucano, e sinceramente não sabemos o que vai acontecer. Providências urgentes, é o que tem que acontecer, caso contrário estaremos vendo cada vez mais o Santa desabar na tabela de classificação.