Blog de Airton Sousa: O Santa Cruz se despede da série-B

santa-cruz-futebol-clube--arr

Muitas falhas ao longo do ano, troca de treinadores, contratações exageradas e sem qualidade,  atrasos de pagamentos  diversos e muitas coisas negativas, foram o padrão do Santa Cruz, no decorrer do calendário em 2017. E agora, é levantar, sacudir a poeira e tentar dá a volta por cima.

Desistir nunca, esse é o principio fundamental quando um time chega ao ponto que o tricolor chegou. Ninguém gostaria que o time chegasse a um ponto humilhante desses, porém chegou e não pode se entregar, tem que levar em consideração a tradição centenária, a multidão de torcedores e a esperança de que todos possam dá as mãos e recomeçar das cinzas.

O ano de 2018 começa cedo para todos e para o Santa Cruz não seria diferente, na primeira quinzena de janeiro já tem inicio a Copa do Nordeste e o adversário é o Confiança, e a grande pergunta: Com que time? Como serão as contratações? As eleições terão que resultado? Os compromisso a saldar e as contratações como acontecerão.

Só resta agora mais união do que nunca, uma reação que deve acontecer. De que maneira, só o tempo dirá? Porém, para um clube que muitas vezes resurgiu das cinzas, uma vez há mais com certeza acontecerá, e essa é a esperança da grande torcida tricolor, que está triste e não poderia ser diferente, mais com certeza a volta por cima será dada.

O Santa Cruz encerrou a sua participação no rebaixamento com 37 pontos na décima oitava posição, e isso pouco importa, porque já se sabia com o andar dos jogos que a fatalidade do rebaixamento iria acontecer. O placar de 5 x 2  do ultimo jogo do Santa Cruz contra o Juventude. O time gaucho terminou na oitava posição com 51 pontos. Agora um verdadeiro desafio, é o que o Santa Cruz tem pela frente.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz mais perto do rebaixamento

                                                    Santa Cruz

Não precisa ser exigente, nem apaixonado demais, para perceber a real situação do Santa Cruz, no Campeonato Brasileiro da série-B. Um time que não consegue vencer no Arruda, mesmo jogando com cinco atacantes, como foi o caso do jogo desse sábado (28), contra o time do Luverdense. É bem verdade que o time de Lucas do Rio Verde, é um adversário com uma certa qualidade, porém os erros cometidos pelo tricolor, principalmente na transição, são  injustificáveis.

Apenas luta, e isso não faltou ao time de Marteloti, o que não resolve. O time tem que ter qualidade no passe, acertar mais finalizações e o meio de campo dá mais qualidade as jogadas individuais. É lamentável, o torcedor tricolor saiu do Arruda mais uma vez decepcionado e com o prognostico claro de que o rebaixamento está mais perto do que se imagina, principalmente porque o próximo adversário é o desesperado Náutico, já rebaixado no Campeonato.

Quanto ao jogo desse sábado (28), um primeiro tempo em que o meio de campo do Luverdense teve um excelente comportamento, com os jogadores Moacir, Marcos Antonio e Ricardo, com um bom trabalho de distribuição de bolas, aproveitando a habilidade de Alfredo e Rafael, respectivamente. Quatro chances de gol para o Luverdense: Aderlan aos 14 minutos, Marcos Aurélio aos 27 minutos, Alfredo aos 34 minutos e novamente Alfredo aos 41 minutos. Contra uma chance real do Santa Cruz, com o jogador Bruno Paulo aos 35 minutos.

No segundo tempo, com o placar de 0 x 0, o tricolor pernambucano voltou com Bruno Silva improvisado na lateral esquerda no lugar de Tiago Costa. O Luverdense já começou ameaçando com Rafael, aos 3 minutos. No entanto é do Santa Cruz, uma sequência de  jogadas ofensivas: Ricardo Bueno aos 5, 7 e 10 minutos, dando a entender que o tricolor estaria com mais disposição ofensiva.

Porém, o grande problema do Santa Cruz continua sendo qualidade, porque o time lutou, correu, brigou, no entanto esbarrava na falta de perfeição das jogadas. Moacir desperdiçou uma chance para o Luverdense, e aos 18 minutos entram respectivamente Cléo e André Luiz. Até que o tricolor evoluiu, aos 19 minutos na cobrança de falta Anderson Sales coloca uma bola na trave.

Os dois time estavam mais soltos em campo, aos 24 minutos Cléo chuta por  cima, aos 30 minutos é a vez de Léo Cereja, enquanto que Ricardo Bueno jogando como atacante chuta com perigo para o gol de Diogo Silva. O jogo continuava corrido, porém sem qualidade, e aos 32 minutos Ricardo Bueno chuta com perigo para o gol do Luverdense. Tivemos ainda duas oportunidades de gol, aos 39 minutos Cléo Cereja, e aos 47 minutos  Ricardo Bueno coloca uma  bola na trave.

Finalmente tivemos o placar de 0 x 0, depois dos atacantes desperdiçarem várias oportunidades no jogo. O empate favoreceu ao Luverdense com 36 pontos na décima sétima posição, e joga em Natal contra o ABC. Quanto ao Santa Cruz, o empate foi um resultado desastroso pela posição do time na tabela, que volta a jogar sábado (4), contra o Náutico. Observa-se que começam a ser remotas as possibilidades de manutenção do time na série-B, e o pior para Pernambuco, possivelmente duas equipes rebaixadas para a série-C em 2018.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz perde e decepciona, o Náutico vence fora de casa

serie b

Jogando nessa terça-feira (01), o Santa Cruz completou três jogos sem vencer pela série-B, do Campeonato Brasileiro. O jogo foi na Arena de Pernambuco, e o adversário foi o Paysandu. No final, o time tricolor perdeu por 2 x 1, e começa complicando a situação , em razão que agora sim, a zona de rebaixamento aproxima-se dos comandados do técnico Givanildo Oliveira.

E não é só a queda na tábua de classificação, mais os problemas internos existentes, onde todos escondem, porém sabemos que a razão maior é a falta de pagamento, por falta de dinheiro.  O técnico afirmou que vai esperar até a próxima sexta-feira (04), para que a diretoria tome as devidas providencias.

Foi um Santa Cruz irreconhecível, no primeiro e no segundo tempo, mesmo com a vitória parcial na primeira fase, onde o Paysandu chegou três vezes a meta de Julio César, enquanto que o tricolor, teve apenas a chance do gol, com a cobrança de um pênalti através de Ricardo Bueno, vencendo por 1 x 0.

No segundo tempo, tudo foi complicado. Gol do Paysandu aos 2.30 minutos, em seguida a expulsão de Julio César aos 8 minutos,e a partir daí tudo complicou para o time Pernambucano. Alterações sem funcionar pelo Santa Cruz, nada de reação e o time do Pará continuava dominando mais ainda, até chegar ao gol da vitória aos 42 minutos, através do jogador Bergson.

Com a derrota, o Santa Cruz desceu para décima quinta colocação, com 23 pontos e terá o próximo jogo  em Caxias, contra o Juventude. O técnico Givanildo Oliveira, não poderá contar com Bruno Silva, Derley e João Paulo, além de outros jogadores  o que complica mais ainda para o treinador escalar o time, também pela limitação do elenco.

Quanto ao Náutico, com Levi Gomes comandando o time, venceu ao Vila Nova pelo placar de 1 x 0. Coincidência ou não, no momento em que a diretoria fechou com o técnico Roberto Fernandes, que pela terceira vez assume o comando do alvi-rubro, se bem que no jogo contra o Vila Nova, Roberto Fernandes não acompanhou a delegação.

Foi a segunda vitória do Náutico na competição, e coincidência fora de casa, deixando o time timbu  com 11 pontos, porém ainda na lanterna e distante das demais equipes, inclusive que também estão na zona de rebaixamento. No ultimo jogo deste turno, o Náutico joga contra a Luverdense, nesta sexta-feira (04) na Arena de Pernambuco. Aí sim com a estreia do técnico Roberto Fernandes, o sexto treinador do Náutico este ano.

No jogo desta quarta-feira (02), o treinador Wanderley Luxemburgo terá de volta os principais jogadores do grupo, que não tiveram condição de jogar contra o Bahia, o que não alterou o comportamento do time, dando a entender que o treinador agora poderá acreditar que tem no banco, jogadores a altura para quando ele necessitar, em outras oportunidades. É aguardar para sentir o comportamento do grupo no jogo desta quarta-feira (02),diante do Fluminense.