Blog de Airton Sousa: Sport volta à zona de rebaixamento

                               sig

O Sport dormiu por uma noite, fora da zona de rebaixamento. Bastou acontecer o complemento da rodada, e tudo voltou ao que era antes. O time Leonino compondo a zona de rebaixamento, em razão dos resultados das equipes que a exemplo do Sport, também brigam para escapar da degola.

Os resultados deste domingo (26), nada ajudaram as pretensões do time Pernambucano. O Avaí que corre por fora, venceu ao Atlético do Paraná, pelo placar de 1 x 0, somando agora 42 pontos. O Vitória conseguiu um resultado surpreendente e espetacular. Estava perdendo por 2 x 0, com uma peça a menos, chegou ao empate e a virada, vencendo por 3 x 2,e chegando aos 43 pontos.

Como se não bastasse, o Coritiba perdeu para o São Paulo por 2 x 1, e parou nos 43 pontos, levando para a última rodada a sua manutenção na série A. Somente a Ponte Preta e Atlético de Goiás é que estão fora de qualquer chance de se manterem na divisão principal, em razão dos resultados do domingo (27).

Em Campinas, além da derrota e da chance de se manter na primeira divisão. A Ponte Preta deverá ser punida, em razão dos desmandos que aconteceram, o jogo foi paralisado aos 47 minutos do segundo tempo, por invasão de campo, do quebra- quebra dentro e fora de campo, ficando por medida de segurança, a partida foi  encerrada  pelo àrbitro.

Agora, ficou tudo para se decidir na última rodada, chegando ao ponto dos critérios além das vitórias, poderem decidir as duas vagas restante da competição. Falando do Sport, o time tem que vencer e ainda esperar por combinação de resultados dos concorrentes, no caso o Vitória e o Coritiba. Não dependendo apenas dele, o que é uma situação no mínimo preocupante e vexatoria.

Blog de Airton Sousa: Notícias do Santa Cruz, Sport e Salgueiro

 Sport-Salgueiro-e-Santa-Cruz

Foi no sábado (09), que a torcida tricolor viveu outra vez mais um vexame. A esperança que o técnico Marteloti mudasse a forma de jogar do time, trocasse algumas peças, que o time errasse menos, e voltasse para Pernambuco fora da zona de rebaixamento, vencendo ao lanterna ABC em Natal.

Nenhum desses itens foi consertado, e outra vez a torcida tricolor fecha um final de semana frustrado, porque é mais uma rodada  sem conhecer o sabor da recuperação, e o time continua na zona de rebaixamento, tendo a sua situação complicada, mesmo com a soma de mais  um ponto.

Com o placar de 0 x 0, um jogo que mereceu também uma nota zero, tivemos poucas chances de gols nas duas equipes, as defesas falhando, os responsáveis pelo meio de campo nada criando, e os ataques sofrendo, pelo fato que não havia a transição, e os goleiros  quase não trabalharam.

Nem a expulsão de Léo Furtunato aos 33 minutos do segundo tempo, fez o time tricolor aproveitar e se lançar para o ataque, pressionando o time do ABC. As modificações feitas pelo técnico Marteloti  também não influenciaram, e a verdade é que a situação é complicada, e se é que podemos dizer, agora é vencer ao time do Goiás no Arruda. Você acredita?

Em contra partida, o Sport também não fez diferente. Vindo de seis  jogos sem vencer, tomar uma goleada de 5 x 0 contra o Grêmio e o técnico Wanderley Luxemburgo ter esbravejado após a goleada, ameaçando mudanças para o jogo contra o Avaí. Pouca coisa  ou quase nada mudou, pelo contrário, foi presente com a ampliação do contrato até  final de dezembro de 2018.

O jogo em si teve um Sport fragilizado outra vez, com uma atuação comprometedora de toda zaga, um meio de campo sem criar e finalmente  um ataque improdutivo. A Ponte Preta bem aplicada taticamente, não cedendo espaço para o Sport jogar e avançado para os contra  ataques , surpreendeu aos 26 minutos do primeiro tempo  numa falha do zagueiro Henriques e Junior Dutra  cabeceou sem chances para o goleiro Magrão.

Se  0 x 0 deixava o Sport  sem poder de reação, pior quando tomou o gol. Na volta do segundo tempo, o Sport melhorou um pouco a sua transição, porém nada que viesse ameaçar o time de Santa Catarina. Algumas modificações erradas feitas pelo técnico Wanderley Luxemburgo, sem que o time esboçasse qualquer reação.

O resultado do jogo complicou a situação do time Leonino, que terminou a rodada com a distancia de quatro pontos para a zona de rebaixamento e tem o próximo jogo domingo (17), no Rio de janeiro contra o Flamengo. Para esse jogo o Sport não poderá contar com os jogadores Diego Sousa e Henriques, que cumprirão suspensão automática, além da condição de não poder contar com Everton Felipe, que saiu de campo machucado., com o rompimento cruzado anterior do joelho esquerdo, podendo ficar afastado por seis meses.

Quanto ao Salgueiro,mesmo vencendo ao time do Remo, pelo placar de 2 x 1 e somando 24 pontos, não chegou ao G-4, em face da vitória do Confiança também pelo mesmo placar, porém  chegando aos 25 pontos, ocupando a quarta posição no grupo.  O Carcará se garantiu  na série-C do próximo ano, tendo como calendário para 2018 o Campeonato Estadual, Copa do Nordeste e o próprio Campeonato Brasileiro.

Blog de Airton Sousa: Os Pernambucanos no Brasileiro deste final de semana

Agora, são os nossos clubes se voltarem para o Campeonato Brasileiro, porque já era Copa do Brasil, e a decisão do Campeonato só no dia 18 em Salgueiro. Daí, a necessidade de concentrarem  esforços, se aprimorarem tecnicamente,  para que não aconteçam os mesmos erros primários, das partidas anteriores.

O Sport, que não está bem na série  A, necessita voltar de Santa Catarina com uma vitória contra o Avaí, no domingo às 11 horas. É um adversário de médio porte, no entanto o jogo é na sua casa , o que torna a partida mais difícil para o time rubro negro. Agora sim, já podemos cobrar um pouco mais do técnico Wanderley Luxemburgo, que terá setenta e duas horas, para consertar parte dos erros, principalmente de fundamentos demonstrados contra o Botafogo.

Por sua vez o Santa Cruz, que a partir de agora só tem como competição, o Campeonato Brasileiro, tem que procurar melhorar o seu rendimento, mesmo entendendo que a campanha é boa, porém o futebol em alguns momentos causa preocupação ao seu torcedor, que inclusive derrama muitas criticas ao treinador Vinicius Procópio, que nós sabemos trabalha um grupo extremamente limitado.

No entanto, o treinador recebeu essa semana reforços de peso, o que poderá qualificar o grupo, e dá ao técnico mais opção de trabalho, na escalação e também nas possíveis substituições. O Santa Cruz tem 6 pontos, fruto de duas vitórias. Enfrentando neste sábado à tarde no Arruda, a equipe do ABC, um time modesto, porém com um técnico que conhece profundamente o nosso futebol. Geninho é  na verdade, um treinador sério, e que não podemos discutir a sua competência. Esse é um jogo  de seis pontos.

O Central, continua no Lacerdão, depois de perder para o Sousa e vencer ao Coruripe. No momento, o time patativa é o terceiro colocado do grupo, somando três pontos. A vitória contra o Juazeirense é fundamental, porque depois o time tem dois jogos fora de casa. A semana patativa foi tumultuada, com jogadores indo embora, os que ficaram ameaçaram não treinar na quinta-feira, porém esperamos que domingo, o time possa se empenhar no sentido de vencer ao time Baiano.

Outros jogos dos Pernambucanos : Botafogo x Salgueiro em João Pessoa. Itabaiana e Atlético Pernambucano em Sergipe. América e Globo em Pernambuco.

Blog de Airton Sousa: Náutico diminui chances do G4

Com um futebol fraco, produzindo muito pouco, o Náutico perdeu neste sábado(12), para o Avaí em Santa Catarina pelo placar de 3 x 0. Opinião unânime, inclusive do treinador Givanildo Oliveira, afirmando que o time teve uma fraca produção, observado-se que do grupo todo, poucos foram os jogadores que se destacaram na partida, a começar pelos dois alas, os zagueiros, os meias e o isolamento dos atacantes. Além do mais, o Avaí com  mais posse de bola, finalizando com mais qualidade, ficava difícil para o timbu esboçar reação. O primeiro gol, de pênalti duvidoso, aos 25 minutos, cobrado por Marquinhos; o segundo gol, também de Marquinhos, aos 48 minutos, fechando o placar de 2 x 0.

Se no primeiro tempo, o grupo não se encontrou, pior foi na segunda etapa, com o Avaí fazendo o terceiro gol aos 7 minutos, através do jogador Rômulo.  As modificações feitas pelo treinador Givanildo Oliveira  não corresponderam e a principal peça do Náutico, o jogador Marco Antonio, não esteve bem e terminou sendo substituído, além da expulsão de Mailson. Vamos esperar pra ver o que vai acontecer na próxima rodada, onde o Náutico continua fora, contra o Tupi, e depois encerra em casa, contra o Oeste.

Diminui a possibilidade do Náutico de entrar no G4, pela posição dos demais concorrentes e porque dá para sentir que o grupo está perdendo fôlego, nessa reta final da competição. Os mais críticos, já começam a ensaiar o chavão que tem caracterizado a participação do Náutico, em momentos importantes das competições, “o Náutico nada, nada, e termina morrendo na beira da praia”. Não é ser pessimista, é simplesmente vivenciar a situação do time timbu, também no atual momento do Campeonato Brasileiro da série B.

Blog de Airton Sousa: CRB sem chances de entrar no G4

Um obstáculo foi derrubado a favor do Náutico nessa sexta-feira(11), no Estádio Rei Pelé, por ocasião do jogo entre o Clube de Ro egatas Brasil e Payssandu. Um jogo em que interessava de perto ao time timbu, pelo fato de que o time alagoano é o sexto colocado com 55 pontos, apenas 2 a menos que o timbu. Uma vitória do Regatas, complicava mais ainda a situação do Náutico, que cairia uma posição, até o jogo deste  sábado, contra o Avaí.

A verdade é que, dominando o jogo no primeiro tempo, e no segundo tempo, até tomar um gol surpreendente, o Clube de Regatas Brasil, não teve competência ofensiva, mesmo contando com a participação do artilheiro Zé Carlos, que saiu machucado no meio do segundo tempo. O time de Dado Cavalcanti, se defendeu o tempo todo, bateu muito e jogou por uma bola, tendo a competência de faturar no tempo certo.

Após o gol, o desânimo abateu o time do Clube de Regatas Brasil, que se entregou ao resultado e aos desespero. Com a derrota, as chances diminuíram, parou com 55 pontos, e só chega no máximo a 61 pontos, sendo quase impossível a chance de chegar ao G4. Esse resultado favoreceu diretamente ao time de Givanildo Oliveira, desde que consiga vencer ao Avaí neste sábado(12), onde a vitória é fundamental. O empate complica, e a derrota, afasta mais ainda o time Pernambucano do G4 do Campeonato Brasileiro da série B . É aguardar para ver o que acontece neste sábado, entre o Avaí e o Náutico.

Blog de Airton Sousa: Náutico sai do G4

Nessa reta importante e final da série B do Campeonato Brasileiro, continua bastante acirrada a disputa pelas quatro vagas à primeira divisão. Nesse instante, estão praticamente garantidas duas vagas, Atlético de Goiás com 61 pontos e o Vasco da Gama com 58 pontos. A disputa está entre o Bahia, com 56 pontos, após vencer nesta sexta-feira(04), o time do Vila Nova em Goiás; o Avaí com 55 pontos, que  joga em Santa Catarina, contra o Londrina, que tem  54 pontos; o Náutico que está também com 54 pontos e que joga neste sábado(05), no Estádio Rei Pelé, contra o Clube de Regatas Brasil, que tem 49 pontos, e que também tem chances, se vencer ao Náutico,  de entrar na disputa do G4.

Observa-se principalmente agora, quando a competição chega na reta final, como faz falta as vitórias que não acontecem em casa, além de derrotas para times inferiores fora de casa. O Náutico tem hoje o jogo da vida, contra o Clube de Regatas Brasil, se vence avança e faz a diferença, se perde tem complicada sua situação, principalmente se o Avaí que joga em casa, vencer ao Londrina, que tem a mesma pontuação do time timbu.

O alvi-rubro tem depois do jogo deste sábado(05), os seguintes adversários: Goiás na Arena de Pernambuco;  o Avaí em Santa Catarina(confronto direto); o Tupi em Minas Gerais e finalmente o Oeste na Arena de Pernambuco. Ou seja, dois jogos em casa, dois jogos fora. Porém, antes de tudo, é vencer neste sábado(05), ao Clube de Regatas Brasil, uma missão muito difícil.

Blog de Airton Sousa: Náutico faz bem o dever de casa

Após resultados extremamente negativos , o Náutico volta para a Arena e vence bem ao time do Avaí pelo placar de 3 x 1, fica na sétima posição e volta a dar esperança a sua torcida para mais uma vitória, desta feita também na Arena, contra o Tupi de Minas Gerais, na próxima semana. O time timbu, vem de um sobe e desce no Campeonato Brasileiro, deixando transparecer a cada jogo, irregularidade e inconstância. Tem sido assim a participação do Náutico, que ao contrário, se mantivesse uma regularidade, já teria ultrapassado os percentuais desejados nessa primeira etapa do Brasileiro da série B. No entanto em face disso, soma apenas vinte e quatro pontos. Mas de qualquer maneira a vitória foi importante, porque foi um passo para entrar em campo na próxima semana com mais credibilidade, e com amplas possibilidades de somar mais três pontos, pela fragilidade do time do Tupi.

Quanto ao jogo contra o Avaí, o Náutico começou a construir o placar aos seis minutos do primeiro tempo, ampliou em seguida, fechando o placar parcial de 2 x 0, e também com o time de Santa Catarina terminando a primeira etapa com dez jogadores. Na volta para  o segundo tempo, houve um certo equilíbrio, no entanto o Náutico ampliou para três e o Avaí fez o seu gol, terminando o jogo em 3 x 1, a favor dos comandados do técnico Galo. De qualquer maneira, para quem tomou dez gols em três jogos,  reconhecemos que houve uma consistência maior na zaga, que sofreu apenas um gol no jogo, dando ao treinador Alexandre Galo a esperança de ter encontrado agora, uma defesa mais sólida. Entretanto, para o que pretendem dirigentes, comissão técnica e torcedores, o time timbu ainda apresenta percentuais de aproveitamento extremamente deficientes, principalmente no sistema ofensivo e na criatividade. Porém, como dizem os torcedores, o importante é vencer, e foi isso o que aconteceu nessa sexta-feira(22/07), na Arena Pernambuco. Esperar agora o próximo jogo e torcer que o resultado também seja satisfatório para o Náutico e consequentemente para o futebol de Pernambuco.

Sport: Leão arranca empate nos minutos finais, soma mais um ponto e vai assegurando a liderança

Neste domingo (05), o Sport fez seu segundo jogo matinal neste Campeonato Brasileiro contra o Avaí, na Ressacada, o Leão arrancou um empate no apagar das luzes. Com o resultado de 2 x 2, os rubro-negros continuam invictos. Os gols foram feitos por Diego Souza e André para o Sport, Renan e Samuel Xavier (contra), fizeram para os Catarinenses.

4 5

No primeiro tempo, o Sport veio com uma proposta de priorizar a marcação e jogar no contra-ataque, o Avaí tentava pressionar o Leão, só que o time de Eduardo Baptista se defendia bem. Quando o Sport começou a acertar mais o passe, conseguiu chegar ao gol. Depois de cruzamento, Diego Souza aproveitou e testou para as redes. Depois do gol a postura do Sport não mudou, ficou na defensiva chamando o adversário para seu campo defensivo.

3

Aos trinta e sete minutos o empate, depois de um cruzamento rasteiro, a zaga não afastou, então a bola sobrou para Renan que bateu forte sem chances para Danilo Fernandes. E não parou por aí, dois minutos depois a virada. Em mais um cruzamento, o lateral Samuel Xavier se atrapalhou e mandou a bola contra a própria rede, Avaí 2 x 1.

2

No segundo tempo, a postura dos times foram as mesmas, os donos da casa sempre chegavam com perigo e o Sport não conseguia sair para o jogo. O Leão só conseguiu uma jogada que pudesse resultar em gol aos vinte minutos. Mas, ainda assim o time continuava na defensiva esperando um contra-ataque.

Parecia que esta seria a primeira derrota do Sport neste campeonato, porém nos minutos finais um pênalti livrou o Leão da derrota. André foi para a batida e marcou o gol de empate. 2 x 2 com gategoria.

1

Agora o Sport joga contra o Atlético-MG próxima quarta-feira (08), às 22h, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Já o Avaí joga contra o Palmeiras próxima quarta (08), às 21h, fora de casa, também pelo Campeonato Brasileiro.

Ficha do Jogo:

Avaí:  Vágner; Nino Paraíba, Jéci, Jubal e Romário; Renan, Eduardo Neto e Tinga (Pablo); Anderson Lopes (Éverton Silva), William e Rômulo (Roberto). Técnico: Gilson Kleina.

Sport:  Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Samuel) e Diego Souza (Rodrigo Mancha); Maikon Leite (Régis), André e Marlone. Técnico: Eduardo Baptista.

Arbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva. Assistentes: Rodrigo Pereira Joia, Dibert Pedrosa Moisés. Gols: Diego Souza (20′ do primeiro tempo); Renan (37′ do primeiro tempo); Samuel Xavier (39′ do primeiro tempo); André (47′ do segundo tempo). Cartões Amarelos:  Jubal, William, Vágner, Jéci, Eduardo Neto, Régis e Diego Souza. Expulsões: Eduardo Neto.

TV Replay, o que é bom se repete!