Blog de Airton Sousa – Milton Mendes estreia com mais uma derrota

                                         cam x sport

Não adiantou o treinador mudar-se para a concentração; não adiantou a preleção antes do jogo, não adiantaram as mudanças na escalação, nem no estilo de jogo, porque o Sport outra vez sofreu mais uma derrota, e desta feita foi ainda pior, uma goleada de 5 x 2 para a equipe do Atlético.

Tudo isso está deixando o torcedor mais frustrado ainda, e os jogadores ninguém sabe como reagem a cada rodada, a cada derrota. Esperava-se pelo menos um time diferente nas reações, porém foi a mesma coisa, um time pobre de criatividade e de forças, deixando a cada minuto de jogo, uma imagem cada vez mais negativa.

Antes do jogo, eram doze rodadas. Após o jogo, onze rodadas, as chances diminuindo e o monstro da série B, cada vez mais próxima da Ilha do Retiro. Infelizmente,  as chances diminuem, e tudo isso faz com que Pernambuco fique cada vez mais fragilizado com os representantes no Brasileiro.

Quanto ao jogo, o Sport abriu o placar com sete minutos de jogo, um gol contra do zagueiro Leonardo Silva. Dois minutos após, Elias empatou para o Atlético, o Sport recuou e logo aconteceu o gol de desempate, aos vinte e seis minutos, através de Fábio Santos. Uma sequência de gols; Emerson aos 28 e Cazaris aos 30 minutos, fechando o placar do primeiro tempo em 4 x 1, além da expulsão de Durval aos 33 minutos.

Na volta do segundo tempo, o Sport com uma peça a menos e a entrada após a expulsão de Durval no primeiro tempo, do jogador Raul Prata. No segundo tempo o time mineiro era absoluto, porém de cabeça Michael Bastos marcou o segundo gol, deixando o placar em 4 x 2, voltando a dá um pouco de esperança a torcida rubro-negro.

Porém, aos poucos o Sport se deixava conduzir pelo Atlético, até que Ricardo Oliveira marcou aos 25 minutos o quinto gol, fechando o placar de 5 x 2. Com a vitória, o Atlético volta a brigar para ficar entre os quatro melhores, enquanto que o Sport se manteve na vice lanterna do campeonato.

O próximo jogo do Leão da praça da bandeira é sexta-feira (5), na Ilha do Retiro contra o Internacional. Talvez o treinador Milton Mendes altere outra vez a equipe no sentido de dar mais consistência ao sistema defensivo, visto que o Sport é um dos times mais vazados no campeonato. Explicar a derrota, seria repetir tudo que vem sendo dito após cada partida.

Blog de Airton Sousa – Sport estreia o quarto treinador no Brasileiro

                                           28092019

 Diante de todas as dificuldades que rodeiam a Ilha do Retiro, o time volta a campo neste domingo (30), jogando em Minas Gerais contra o Atlético. Cada vez mais difícil a situação do rubro-negro, na tentativa de escapar do rebaixamento, diante de todos os erros cometidos dentro e fora de campo.

O treinador Milton Mendes tem pela frente doze jogos, diante de um rebaixamento bem próximo. Serão preciso sete vitórias para que não aconteça o pior, com o clube e com o futebol pernambucano, que se encontra em baixa em face de termos Náutico e Santa Cruz na série C, e o Sport rumo a série B.

São os seguintes os jogos restantes do Sport: Em casa- Internacional, Vasco, Ceará, Vitória, Flamengo e Santos, no total de seis jogos. Fora de Pernambuco : Atlético MG, Atlético PR, Grêmio, Fluminense,  Chapecoense e São Paulo, no total de seis jogos. Daí a necessidade de vencer sete partidas das restantes.

Para o jogo deste domingo (30), contra o Atlético (MG), além de todas as dificuldades o treinador não poderá contar com nada menos de cinco titulares, dentro das carências do elenco, tornando-se assim mais difícil para o treinador escalar o time, principalmente pela qualidade do adversário.

O jogo será às 16 horas do domingo (30), e a principal dificuldade do Sport além da fragilidade do elenco, é a qualidade do adversário que está no grupo dos seis melhores e precisa pontuar, para diminuir a distancia dos que estão na cabeça da tabela. Os percentuais são favoráveis ao time mineiro, no entanto o técnico Milton Mendes promete surpreender.

 

Blog de Airton Sousa – Sport surpreende e vence o Atlético Mineiro

                                             cam x pst

Depois de uma vitória surpreendente contra o Palmeiras, existia por parte dos torcedores a expectativa para o jogo contra o Atlético Mineiro, e na realidade foi outra vez uma surpresa o que o time fez, de novo um excelente resultado e mais três pontos somados, deixando o time na quinta posição com 14 pontos.

Com algumas alterações, o técnico Claudinei Oliveira colocou o time em campo, e até as improvisações, a exemplo de Fabrício na lateral direita, deram certas. Um primeiro tempo amarrado, com o Sport marcando forte e antecipando esta marcação, com o time mineiro sem conseguir tocar a bola, como é o seu padrão, principalmente a ligação para o ataque.

Foram poucas as chances perigosas, a exemplo de Ricardo Oliveira aos 20 minutos, e o gol de Rogério aos 29 minutos. Restante só faltas e um jogo de disputa com a meia cancha. Vitória parcial no final do primeiro tempo, e a expectativa do que iria acontecer na volta dos times para o segundo tempo.

Na segunda etapa, a surpresa logo aos 4 minutos com o gol de Cazares, empatando o jogo, em seguida, Rogério desperdiçava uma chance de gol aos 9 minutos. Aos doze minutos,  Marlone é substituído por Michael Bastos. Porém, aos 20 minutos, em um contra ataque, Ricardo Oliveira coloca o Atlético a frente do placar, fazendo 2 x 1.

O Sport reage e três minutos após tomar o segundo gol do Atlético, Gabriel empata o jogo. A partir do empate, o jogo fica eletrizante e aos 26 minutos, o zagueiro atleticano coloca a mão na bola, e o árbitro marca o pênalti. Na cobrança, o jogador Michel Bastos que desempata, fazendo  Sport 3, Atlético 2. Placar final do jogo.

Uma vitória extraordinária do time Leonino. Na sequência de um empate contra o Corinthians, uma vitória contra o Palmeiras e a vitória contra o Atlético. O Sport soma 14 pontos e no momento ficou na quinta posição da série A. O próximo jogo será em Porto Alegre neste fim de semana, contra o Internacional, quarto colocado também com 14 pontos.

 

Blog de Airton Sousa: Sport não passa de um empate

d05e635ec532755e7e1a4fa59dc1d9f2

Jogando nesse domingo (15) na Ilha do Retiro, o Sport não passou de um empate contra o Atlético Mineiro com o placar de 1 x 1. Após o importante resultado contra o Vitória no Barrandão, esperava-se que o time pudesse somar mais três pontos e partir para uma recuperação total na competição.

Porém, o empate em casa, independentemente do adversário, podemos considerar um resultado negativo, pelo fato de ser na Ilha do Retiro e a posição do time obrigava que a vitória acontecesse, afim de dá a volta por cima e se posicionar melhor no campeonato. Teria sido melhor ter empatado contra Vitória e ter vencido ao time do Atlético, porque mais uma vez permanece aquele raciocínio, em casa só a vitória.

Quanto ao jogo, o time rubro-negro abriu o placar aos 9 minutos do primeiro tempo,  com uma boa jogada de Diego Sousa, lançando Patrick que finalizou. No entanto, a partir do gol o Atlético partiu para cima, criou várias situações de perigo até que saiu o empate, aos 38 minutos com o jogador Fred, após uma falha de marcação do lateral Mena.

No segundo tempo, apenas correria por parte dos dois times, criando algumas situações perigosas, porém as finalizações esbarravam  na qualidade dos goleiros do Sport e do Atlético Mineiro. O jogo ganhava muita velocidade, porém era preciso que houvesse mais qualidade nos passes dos homens de meio campo, para alimentar os atacantes.

O empate foi considerado um resultado apenas razoável, porque a próxima partida será contra o time do Santos na Ilha do Retiro, outra vez com a obrigação de somar três pontos e tentar avançar na pontuação e também na posição, os destaques do Atlético Mineiro foram: Fred, Elias e Valdívia. Enquanto que pelo Sport se destacaram Patrick e Diego Sousa. Observando-se que a ausência de André fez falta ao setor  ofensivo leonino. O público foi 20.273, o que podemos considerar um bom público.

Blog de Airton Sousa: O desprezo ao trabalho de base

nautico_jogador_2017_erick_560_340

O futebol Brasileiro, que sempre revelou grandes nomes para o  mundo, tem momentos que esquece tudo isso e abandona a “ mina de ouro “ que é trabalhar os jovens na base, dando princípios educacionais, ensino técnico e disciplinar, além da orientação para formar o atleta e o homem, ao mesmo tempo.

Para o dirigente, é mais fácil contratar a cada temporada, entrar no esquema das comissões junto aos empresários, porque assim o lucro é maior e menor a responsabilidade na resposta do contratado. Isso tem sido constante nos principais e grandes clubes do nosso futebol, em todas as regiões, e Pernambuco não estaria fora desse contexto.

O grande sonho de um clube que se presa , é ter um centro de treinamento. Bem recentemente o Náutico inaugurou o seu, e o Sport não fez por menos. Daí a evolução que nós esperamos no trabalho de base. O Santa Cruz ainda está engatinhando com a construção do seu centro de treinamento, mais já não era tempo.

Dentro desse contexto, um fato nos chamou atenção essa semana. A notícia de que o Náutico que participava do Campeonato Brasileiro sub-20, teria sido eliminado da competição pelo fato de ter entrado em campo, com apenas sete  jogadores na partida contra o Atlético Mineiro, que teve um gasto aproximado de R$ 100 mil para realizar a partida.

A verdade é que cinco minutos após o árbitro dá inicio ao jogo, um atleta do Náutico caiu em campo, simulando uma contusão e a arbitragem não tinha outra alternativa, que não encerrar o jogo pelo numero insuficiente de atletas  no time alvi-rubro. Uma vergonha para a entidade Clube Náutico Capibaribe, para a Federação Pernambucana  e para o nosso futebol.

Como se não bastasse o fracasso profissional do Clube no Campeonato Brasileiro da série-B, a essa altura já rebaixado para a série C, agora os atletas que podem ser a libertação do Clube no futuro, exemplo Erick entre outros,  em um total descaso dos dirigentes alvi-rubros. É lamentável, porém a cada dia a decepção toma conta dos jovens jogadores que sonham com um futuro no futebol  e passam por momentos complicados como o que aconteceu recentemente.

Blog de Airton Sousa: Sport empata e continua na zona de rebaixamento

Em outras circunstâncias um empate fora de casa, considera-se um bom resultado, no entanto, o momento que o Sport vive na competição, o resultado contra o Atlético, pode ser considerado apenas razoável. Porém, uma coisa temos que dizer, o time Pernambucano fez um jogo que merece nota 7.

A história do jogo foi a seguinte: o Sport teve um pouco mais de atitude, marcou primeiro aos 17 minutos, através de Oswaldo, com uma bola que bateu no zagueiro Felipe Santana. Em seguida o Atlético Mineiro empatou com o mesmo Felipe Santana, com uma falha da zaga leonina. Posteriormente aconteceu o desempate do Atlético,  com uma falha de Ronaldo Alves, onde Fred salta de cabeça  aos 39 minutos, fechando o placar de 2 x 1 no primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Sport cresceu com a entrada do jogador Lênis, aos 10 minutos. A partir daí o time leonino ganhou velocidade no jogo, e nem as mudanças feitas pelo técnico Roger Machado, evitaram o crescimento do Sport, até chegar ao gol de empate, numa jogada em que o zagueiro Felipe Santana perdeu forças, Diego Sousa entrou na área e a opção foi o goleiro Victor derrubar o jogador leonino, que cobrou o pênalti aos 20 minutos, empatando o jogo em 2 x 2.

O ponto fraco do jogo, foi o árbitro goiano Wilton Pereira, que esqueceu os cartões amarelos, deixou de marcar faltas claras, e finalmente se deixou levar o tempo todo pelos jogadores mais experientes do Sport e do Atlético. O próximo jogo do Sport será em casa, contra o Santos, na baixada santista. Enquanto que o Atlético Mineiro, tem o clássico local contra o Cruzeiro. Esperar para ver se o Sport vence, para sair da incômoda zona de rebaixamento.

 

 

Blog de Airton Sousa: Copa do Brasil fica com o Gremio

Em uma decisão de 120 minutos, o Grêmio foi mais competente e prático, vencendo a primeira partida em Belo Horizonte, pelo placar de 3 x 1, e empatando em Porto Alegre com o placar de 1 x 1. Outra vez, o técnico Renato Gaúcho jogou com inteligência, beneficiando-se pelo regulamento da competição. Em contra-partida, o time do Atlético, a exemplo da primeira partida, não teve fôlego ofensivo, com pouca criatividade e o sistema defensivo sofrendo toda pressão do time gaúcho.

Um jogo de poucos chutes, principalmente no primeiro tempo, onde valeu uma cabeçada de Junior Urso, aos 4 minutos, um chute de Lucas Prato aos 8 minutos e um outro de Luan aos 12 minutos, sendo esse o ponto ofensivo do Atlético, com uma atuação discreta de Robinho. Por outro lado, o Grêmio que teve em Douglas, o seu principal articulador, teve chances com Everton, três vezes e com Douglas duas vezes e mesmo assim, as finalizações não foram precisas.

No segundo tempo, um jogo feio, com muitas faltas e o Grêmio melhor na transição, daí aos 44 minutos, Bolanhos abre para o Grêmio e Cazaris, com um gol que o torcedor do Atlético não vai esquecer, empatando aos 47 minutos, sem nada influenciar no histórico do jogo, já que qualquer empate daria o título ao Grêmio, ou uma simples vitoria de 1 x 0.

No final, algumas discussões entre os jogadores. No entanto, nada que merecesse um registro maior,  há não ser a irreverência do técnico Renato Gaúcho, que mais uma vez foi alvo de provocações, ao desfilar com sua filha no gramado, a exemplo do que fez na primeira partida no Mineirão. O título do Grêmio, foi cheio de méritos, porque foi acima de tudo uma equipe valente, determinada e aplicada, nas duas partidas.

Blog de Airton Sousa: No Mineirão deu Grêmio

Costumamos dizer, que a última partida depende do resultado da primeira. Geralmente é assim e ontem não foi diferente com um Atlético totalmente entregue ao Grêmio, e com o time gaúcho competente do início ao fim do jogo. O time mineiro não se encontrou em campo, com uma defesa confusa e sem ter condição de evitar que um só jogador do Grêmio, Pedro Rocha, mandasse na retaguarda atleticana.

Já no final do primeiro tempo, o Grêmio foi ao vestiário, vencendo por 1 x 0 e tendo a tranquilidade de voltar com essa vantagem. E que foi  ampliada no início da segunda fase. A partir daí uma reação do Atlético, na marcação do gol, porém em seguida, outra vez, com o sistema defensivo do time de Marcelo Oliveira, permitindo a marcação do terceiro gol, e então mesmo com a expulsão de Pedro Rocha, o tricolor do Rio Grande do Sul, era mais determinado e venceu por 3 x 1, em pleno Mineirão.

Para a partida final na Arena do Grêmio no próxima quarta-feira (30), o time de Renato Gaúcho joga por qualquer resultado de empate, podendo perder por 1 x 0 e ser campeão, e até por 2 x 0 para levar a decisão para os pênaltis. Podemos dizer que o título tem 75% de chance de ficar no Rio Grande do Sul, porque na primeira partida, em casa, o Atlético não teve a competência suficiente de fazer um placar que pudesse lhe favorecer.

Blog de Airton Sousa: Reta final da Copa do Brasil

Começa nesta quarta-feira(23), a decisão em 180 minutos envolvendo o Grêmio e o Atlético Mineiro. Duas escolas de um futebol diferente, de um lado o futebol forte e rigoroso do Rio Grande do Sul, do outro lado, um futebol mais cadenciado e técnico das Minas Gerais. A pergunta é a seguinte: Quem tem mais qualidade para ser campeão? É uma resposta difícil de ser colocada, em face de que pela tradição e experiência nas decisões nacionais e internacionais dessas equipes, sem dúvida teremos um jogo estudado, e quem sabe truncado e muito disputado.

De uma coisa nós temos certeza, se o título ficar com o Grêmio estará em boas mãos. E a mesma colocação podemos dizer se ficar com o time do Atlético Mineiro. Uma boa disputa também no comando técnico, o experiente Marcelo Oliveira e o agitado Renato Gaúcho. Quanto aos jogadores, no Atlético a qualidade de Robinho, que apavora qualquer defesa, do outro lado o time do Grêmio, que tem na garra do grupo, um ponto extremamente forte.

O resultado de hoje, poderá ser o retrato do que vai acontecer na segunda partida. Porém se tivermos um bom saldo de gol, para qualquer dos times, com certeza essa vantagem será transportada para a última partida. É difícil apontarmos um favorito, por todos esses detalhes. No entanto, poderemos ter uma decisão baseada em um lance ou em um erro. Só nos resta esperar, que a competência outra vez, possa ser o norte dessa primeira decisão, entre duas partidas finais da Copa do Brasil 2016. Só para lembrar, o campeão automaticamente, já tem vaga na Libertadores de 2017..

Blog de Airton Sousa: G4 e Z4 ainda em disputa na série A

Que América, Santa Cruz e Figueirense já estão rebaixados, já sabemos. Agora a questão é saber quem será o outro clube, a formar o Z4, e consequentemente ser rebaixado para a série B, em 2017. Uma disputa acirrada entre Sport, Vitória e Internacional. Este, inclusive, nesta segunda-feira(21/11), perdeu para o Corinthians, de uma maneira duvidosa, pela marcação de um pênalti, que deu a vitória ao time Corintiano, que aproximou-se do G6, e volta a brigar por uma vaga na Libertadores.

O Sport tem 43 pontos, e entende-se que a salvação foi aquele resultado, no mínimo comprometido contra o Grêmio, porque a sequência do time rubro negro, foi duas derrotas, contra o Cruzeiro, na Ilha do Retiro e contra o Atlético, no Paraná. Porém entre os três ameaçados, o time leonino, é o que está com mais probabilidade de se manter na primeira divisão.

O Vitória, por sua vez, é o 16º colocado, tem 42 pontos e enfrenta na 37a rodada, o Coritiba, no Paraná, encerrando em casa contra o Palmeiras. Portanto também apresenta possibilidade de se manter na divisão de elite. Porque neste caso, a exemplo do Sport, o time baiano só depende dele.

Agora, complicada mesmo, é a situação do Internacional que continua na zona de rebaixamento, com 39 pontos, e que teve sua situação mais complicada, após a derrota para o Corinthians. Tem pela frente dois jogos difíceis, na 37a. rodada, na Arena Beira Rio, enfrenta o Cruzeiro, e na última rodada, tem fora de casa, o  Fluminense. A situação complica mais ainda, porque além de vencer, o clube gaúcho tem que torcer por resultados negativos do Sport ou do Vitória. Realmente, a situação do Internacional, é com certeza, a mais complicada, o que podemos dizer que o time colorado, está com o pé na segunda divisão em 2017.

Blog de Airton Sousa: Copa do Brasil – gaúchos e mineiros na final

Grêmio e Atlético Mineiro, decidem agora o título de campeão da Copa do Brasil. Na primeira partida entre Internacional e Atlético em Porto Alegre, aconteceu a vitória do time mineiro por 2 x 1, na segunda partida, com um futebol surpreendente, o Internacional obteve um honroso empate em 2 x 2. No entanto, pela derrota em casa, deixou a competição. Enquanto isso, por ter perdido no Mineirão no primeiro  jogo por 2 x 0, o Cruzeiro não conseguiu reverter. Portanto, estão fora da decisão Cruzeiro e Internacional.

A final será em dois jogos, levando o campeão  da Copa do Brasil, para uma vaga direta na Libertadores, o que torna a competição nacional, mais atrativa e rentável financeiramente. É impossível nesse momento, prognosticar quem será o campeão, pela qualidade técnica e individual das duas equipes. Enquanto o Atlético tem mais valores individuais, o Grêmio tem muita força e garra, daí o equilíbrio entre os dois times. Apenas um detalhe nos chama a atenção. A depender do primeiro jogo, e se houver um placar diferenciado, consequentemente o vendedor leva a vantagem de ter feito um placar maior para a casa do adversário. Portanto, nessa igualdade das duas equipes, serão dois jogos que terão como termômetro, principalmente, o placar do primeiro jogo.

Blog de Airton Sousa: Sport decepciona e perde

Provando mais uma vez que os clubes de Pernambucos são  caseiros, o Sport voltou a perder e decepcionar, jogando contra o Atlético Mineiro. Que existem deficiências em todos eles já sabemos há muito tempo, porém alguns se enganam principalmente quando acontece uma virada e um resultado positivo como foi o caso do jogo contra o Santa Cruz. Terminava o jogo do domingo, e o técnico Oswaldo de Oliveira rasgava elogios ao grupo, esquecendo de analisar as limitações de todos os setores sem exceção, principalmente a irregularidade dos jogadores diferenciados, a exemplo de Diego Sousa, que por coincidência, esteve ausente do jogo contra o Atlético Mineiro, onde o time não foi se quer, a sombra daquele que goleou o Santa Cruz, no segundo tempo.

A derrota para o Atlético, fez o time se aproximar ainda mais da zona de rebaixamento, onde apenas um ponto separa o rubro negro dos clubes que estão na zona de degola. Os mais críticos costumam dizer que o campeonato pernambucano, não serve de parâmetro para nenhuma competição nacional, e agora fica provado que, quando esses se encontram também no Brasileiro, e vencem como o Sport venceu ao Santa Cruz, não podemos colocar como uma vitória da melhor qualificação técnica. Mais um exemplo dessa colocação é o Santa Cruz, campeão do Pernambucano/2016 e da Copa do Nordeste, que aconteceu esse ano. E o resultado aí está, vem carregando há muito tempo, a vice lanterna do Brasileiro da série A.

Na volta para casa, resta ao técnico Oswaldo de Oliveira reorganizar o time para enfrentar ao Coritiba, que vem surpreendendo, quando vence times de expressão e que hoje começa a reagir com resultados positivos da série A.  Vamos ver o que acontece nesse final de semana, porque caso o time não consiga uma vitória, a situação pode se agravar mais ainda.

Esse é um ano em que os quatro representantes de Pernambuco, nas séries A, B e C, comprometem bastante no Brasileiro. Vem aí mais um final de semana, e a  pergunta é a seguinte: o que esperar dos nossos clubes na rodada?

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz mais próximo da série B

No confronto de dois adversários, havia um frágil e outro forte. A principio esse adversário frágil começa a atacar para impressionar e aos poucos vai cedendo diante da sua fraqueza e consequentemente da superação do mais forte. Foi exatamente o que aconteceu nesse sábado(30/07), no jogo entre Atlético Mineiro e Santa Cruz. O time pernambucano até quinze minutos do primeiro tempo, parecia dominar e querer mandar no jogo, porém foi apenas no início, porque aos poucos foi faltando folego, futebol, qualidade técnica e o Atlético logo tomou conta, marcando o primeiro gol e dominando toda primeira etapa, vencendo pelo placar de 1 x 0, sem  corresponder, de fato, ao que  o time mineiro merecia. Na volta da segunda etapa, o Santa Cruz com o mesmo comportamento do início do primeiro tempo, jogou bem até os quinze minutos, e de novo, a coincidência aconteceu, o Atlético voltou a dominar, inclusive marcando o segundo gol através de Robinho, considerado um gol de placa, e também o terceiro gol, chegando a vitória de 3 x 0, a favor do galo.

Com a derrota contra o Atlético, e  Figueirense vencendo ao vitoria, o Santa Cruz voltou novamente a zona de rebaixamento, complicando ainda maia a sua situação. Agora o tricolor tem pela frente o time do Grêmio em Porto Alegre, um adversário igual ou mais difícil do que o galo, daí ficar cada vez mais complicada a situação na tabela do campeonato da série A. Sinal de alerta, essa é a situação, porque os matemáticos afirmam que para não ter ameaça de rebaixamento, o time tem que virar a primeira fase, com  no mínimo entre 24 e 26 pontos, e hoje o tricolor tem apenas 17, com dois jogos restantes, ou seja,  Grêmio e São Paulo respectivamente, será preciso muito otimismo para acreditar que no restante da fase o time vai ganhar as duas partidas e fechar com 23 pontos, mesmo assim, insuficientes para os percentuais exigidos. Sem exagero de pessimismo, porém com a realidade dos números, lamentamos dizer a torcida tricolor, que o time  está cada vez mais próximo de voltar a série B.

Blog de Airton Sousa: Dois Atléticos contra os Pernambucanos

Depois da derrota para o Sport no Arruda, nas circunstâncias que todos viram, onde o time tricolor não existiu em campo, e merecia ter perdido por um saco de gols, a equipe entra em campo neste sábado, na baixada, contra o Atlético do Paraná. Algumas perguntas ainda sob o futebol não jogado pelo time do Arruda : Foi sapato alto? Foi uma daquelas noites em que nada deu certo? Foi excesso de preciosismo? O foi o adversário que realmente fez valer a rivalidade, a necessidade de começar a vencer na competição?

Bem, todas essas perguntas poderão ser respondidas após o jogo contra o time paranaense, onde jogar na baixada não é fácil, e o Santa Cruz vai ter que se superar, fazendo com que o seu torcedor esqueça o acidente de percurso que aconteceu contra o Sport, e volte a acreditar no futebol que o seu time vinha jogando até então.

Eu prefiro acreditar, que foi na realidade sapato alto, onde o time foi surpreendido pelo plano tático do adversário, e quando tentou se encontrar já estava totalmente envolvido pelo time rubro negro. O técnico também reconhece que o seu planejamento falhou, como falharam alguns setores, principalmente os alas, zagueiros e meio campistas. Vejamos então como a equipe se comportará, diante de um Atlético que não teve, até agora, uma participação de destaque. Volta Neris a zaga tricolor, o que até certo ponto já dá uma tranquilidade ao setor.

Quanto ao outro pernambucano, o Sport Clube do Recife, que surpreendeu ao adversário na quarta feira passada, enfrenta ao outro Atlético, desta feita o Mineiro, na Ilha do Retiro, nesse domingo à tarde. E depois dos gols perdidos e da vitória apertada, porém com mérito, o time leonino fica na obrigação de vencer ao time mineiro, para provar que tudo aquilo que aconteceu contra o santa Cruz, não foi apenas pela rivalidade, e sim, pela evolução que o elenco está buscando. Será um jogo complicado, o Sport não pode desperdiçar tantas oportunidades, porque com certeza, se assim proceder, o time Atleticano vai tirar proveito pela qualidade dos seus finalizadores.

É o tipo do jogo onde o técnico Oswaldo de Oliveira, terá que ter muita precaução, principalmente porque o seu time abusou de perder gol, e apenas o Edmilson deu uma nova cara ao ataque, faltando o compromisso ofensivo dos demais jogadores. Aguardemos então para ver se o Sport desse domingo à tarde, é ou não, um time em evolução, pelo que deixou transparecer diante do seu arqui rival Santa Cruz.

Foto: Internet

Foto: Internet