Blog de Airton Sousa – Sport joga mal, perde e pode ser rebaixado na segunda-feira

                                  chape

Tivemos nesta quinta-feira (22), o encerramento na trigésima sexta rodada do Brasileiro da série A. Todos os resultados complicaram a situação do Sport que também perdeu o seu jogo para a Chapecoense. Vitória do Ceará contra o Paraná por 1 x 0, o Vasco venceu ao São Paulo por 2 x 0, o Bahia venceu ao Fluminense por 2 x 0.

Com os resultados, Vasco da Gama, Fluminense e Ceará foram a 42 pontos, enquanto que a Chapecoense passou a somar 40 pontos, o Sport se manteve com 38 pontos, ficando na zona de rebaixamento e podendo ter confirmado o rebaixamento, caso perca o jogo com o São Paulo e os adversários direto venham a vencer ou empatar.

No jogo contra a Chapecoense, o goleiro Mailson foi o melhor jogador em campo, principalmente no primeiro tempo, onde o time de Chapecó em menos de oito minutos já havia feito dois gols, todos eles com Leandro Pereira, que marcou de pênalti aos quatro minutos e com bola rolando aos sete minutos, com falhas da zaga rubro negra.

O time pernambucano sem poder de reação, aceitando todo domínio do adversário e tendo no goleiro Mailson o salvador da pátria, diante da pressão da Chapecoense. No segundo tempo o time rubro-negro avançou um pouco a marcação, reagiu, contudo muito pouco para arrancar pelo menos um empate, que seria um bom resultado.

O jogador Michael Bastos descontou aos 23 minutos do segundo tempo, porém o placar final foi 2 x 1 para a Chapecoense, que com a vitória saiu da zona de rebaixamento somando 40 pontos. A situação agora, pode ser decidida já na penúltima rodada, caso o Sport perca para o São Paulo e alguns dos adversários venham a vencer.

A quem debitar a culpa caso o Sport venha a ser rebaixado, diante de uma participação tão medíocre, principalmente após a copa do mundo? A diretoria que não vem cumprindo com as suas obrigações, a negligência ao acumular três meses de atraso salarial? A limitação técnica dos jogadores? Ou tudo isso juntos? Excluir de culpa o treinador Milton Mendes.

 

Blog de Airton Sousa: Sport – Mais um time de Pernambuco ameaçado

                                             1355

É preocupante a situação do futebol de Pernambuco. Dois clubes já rebaixados para a série-C, e outro extremamente ameaçado de rebaixamento para a série-B. O empate desse domingo (5), contra a Chapecoense em cima da hora foi um consolo, diante da expectativa que vive também o torcedor leonino.

Uma sequencia de jogos nessa segunda fase da competição, sem acontecer a vitória, em casa ou fora de casa. Uma situação complicada porque a competição afunila e agora só restam seis partidas para o encerramento . No momento o rubro-negro soma 36 pontos, estando na décima sexta posição e tendo que somar mais nove pontos para escapar do rebaixamento.

Os jogos que restam são: Botafogo em Recife, Atlético de  Goiás e Palmeiras fora de casa, Bahia em casa, Fluminense fora de casa e finalmente o Corinthians em casa, na ultima rodada. São dezoito pontos disputados, onde o time tem que vencer três, ou seja 50%, para totalizar quarenta e cinco pontos, e se manter na primeira divisão.

Quanto ao jogo contra a Chapecoense na tarde desse domingo (5), foi fraco tecnicamente e mesmo com os desfalques do time de Chapecó,  a equipe de Santa Catarina foi um pouco melhor do que o Sport, no entanto com uma peça a menos com a expulsão de Anselmo,  aos 13 minutos do segundo tempo, o Sport se sobressaiu e contou com a marcação de um pênalti, no final do jogo.

Com o empate, o Sport conseguiu escapar  de entrar na zona de rebaixamento, também pelo resultado do Vitória, que beneficiou ao time Pernambucano. O Sport volta a campo nesta quarta-feira (8), na Ilha do Retiro enfrentando ao Botafogo, sexto colocado e brigando para se manter na linha da Libertadores.  É mais uma partida em que só a vitória interessa, o Sport que tem a pior campanha do segundo turno.

 

Blog de Airton Sousa: Sport vence e aproxima-se do G-4

sport chapecoense

Tivemos na noite dessa quinta-feira (13), o Sport vencendo ao time da Chapecoense pelo placar de 3 x 0. Foi um jogo de dois tempos distintos, no primeiro tempo um Sport desencontrado, sem dá sequencia as jogadas e tendo na Chapecoense um adversário que adiantou a marcação, complicando o desempenho do time rubro-negro.

Basta lembrar que ao longo de todo primeiro tempo, o Sport só teve uma chance de perigo que mereceu registro, um chute do jogador Mena, obrigando o goleiro da Chapecoense a fazer uma defesa milagrosa, aos 43 minutos. O restante foi um Sport improdutivo, com o time de Santa Catarina, bem aplicado, explorando principalmente as laterais do campo.

Na segunda fase, com a entrada do jogador Diego Sousa, depois de todos os fatos negativos dos últimos dias, o time cresceu, pressionou ao adversário, e aos 17 minutos o jogador André abriu o placar, mesmo assim a Chapecoense administrava a derrota, obrigando o time leonino a se empenhar, a cada minuto.

Aos 20 minutos, o goleiro Magrão sofreu uma contusão e o técnico Wanderley Luxemburgo colocou Agenor, que não comprometeu. Coisas do futebol, um jogo difícil, um placar apertado, e de repente já nos descontos, tudo muda. Diego Sousa marca aos 46 minutos, também com a participação de Mena e em seguida aos 49 minutos, André fecha o placar de 3 x 0.

Com a vitória, o Sport ocupa a quinta colocação, cresce de produção e jogará com o Botafogo na segunda-feira à noite, no Estádio Engenhão. Um publico de 25.871 torcedores na Arena de Pernambuco, provando que quando o time está bem, a torcida comparece. Ronaldo Alves estará de fora do jogo de segunda-feira, por motivo de contusão. Muita confusão, no final do jogo, entre os atletas .

 

Blog de Airton Sousa: O Brasil torce pela Chapecoense na Libertadores

Precisou acontecer uma lamentável tragédia, para que o mundo conhecesse e se voltasse para torcer pela Chapecoense. Foram dias de uma verdadeira comoção nacional. Passados aproximadamente quatro meses, o time de Chapecó começa a se restabelecer, técnica e financeiramente.

E nesse sentido, a Chapecoense tem participado de competições regionais, nacionais, e agora internacional,  no caso a Libertadores da América de 2017. A estreia na Libertadores, causou expectativa, e na realidade, o time correspondeu. Jogou na Venezuela, com um futebol valente e vigoroso, pressionando o time Zulia e vencendo pelo placar de 2 x 1.

Agora, a Chapecoense joga nessa quinta-feira(16/03), contra o Lanús da Argentina. O jogo será em Chapecó, cheio de expectativa, e com certeza, com o apoio do povo de Santa Catarina e de todo o Brasil. O Lanús, estreou perdendo para o Nacional do Uruguai, portanto vem com a necessidade de se recuperar na competição.

Novo elenco, novo comando técnico, certamente houve a ampliação do quadro de associados, e a convicção de que todos nessa quinta-feira, estarão torcendo pela Chapecoense. Uma segunda vitória, dará ao time de Santa Catarina, uma posição privilegiada no seu grupo. Só resta aguardar com expectativa o jogo, e torcer pelo representante do Brasil na Libertadores.

Blog de Airton Sousa: Seleção brasileira vence amistoso da amizade

Tudo indicava que teríamos um bom público e consequentemente uma boa renda para o amistoso da amizade entre Brasil e Colômbia, tal foi a nossa decepção quando vimos as imagens do Estádio  Engenhão,  apesar da motivação dada pela grande mídia para a partida. Pouco mais de dezessete mil pessoas e uma renda inferior a hum milhão e quatrocentos mil reais.

Tenho a impressão que a lojística para o local do jogo é que foi errada. Difícil acesso para o estádio, distância e a cobrança do torcedor carioca, além da rivalidade da torcida com os jogadores convocados, que passaram pelos mais diversos clubes do Rio de Janeiro.

Conclusão, o que poderia ser um grande espetáculo em termos de público, foi uma decepção, apesar do jogo ter sido bastante acirrado e bem disputado entre as duas seleções. O técnico Tite tirou proveito do jogo e alguns atletas poderão ter chances nas novas convocações. O Brasil venceu pelo placar de 1 x 0, com gol de Dudu, no início do segundo tempo.

O que interessa, é que houve mais uma vez solidariedade com a Chapecoense, que continua firme, na intensão de se recuperar para as competições deste ano. No entanto, não temos dúvidas, se o jogo tivesse sido programado para o Sul, ou para o Nordeste, a decepção de público e renda, não teriam acontecido.

Blog de Airton Sousa: Difícil recomeço para o futebol

Após uma semana cheia de tristeza, lembranças, perdas, homenagens e emoções, o mundo do futebol tenta voltar pouco a pouco à rotina. Como será esse recomeço, em meio a necessidade que o futebol tem de sequenciar as suas competições. O Campeonato Brasileiro deverá terminar nesse dia 11 de dezembro e o jogo que seria entre Atlético Mineiro e a Chapecoense, ainda é uma interrogação. A partida que seria entre o Atlético de Medelim e a Chapecoense, qual definição terá? Como será o reinício do time de Chapecó?

Bem, tudo isso só os dias é que poderão mostrar. Porém, em meio a palavras e gestos, com certeza, aos poucos o mundo da bola deverá girar, de uma maneira ou de outra. No entanto, alguns exemplos que merecem ser ditos, as torcidas principalmente dos grandes clubes, sempre demonstraram uma selvageria sem precedentes, marcaram encontro na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, desta feita não para se digladiarem, como sempre fizeram, mais para fazer alguns minutos de reflexão. Lá estavam os chefes das torcidas do Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos. E o mais impressionante, firmaram um compromisso de paz e não de guerra. Foi preciso uma tragédia, para que essas torcidas usassem a sensibilidade de perceber que violência só gera violência. Torcer que isso possa, de fato acontecer, após o momento de toda essa comoção.

Agora, espera-se para os clubes que encerrarão, no próximo final de semana o Brasileirão, superarem todas essas emoções. De um lado a luta pela inclusão na Libertadores de 2017, dos que estão no bloco de cima; de outro lado, na parte de baixo,  a disputa entre Internacional, Vitória e o Sport Clube do Recife, para escaparem do rebaixamento. Esta é a situação da última rodada. Que os profissionais da bola, do microfone, das câmeras, possam se unir às torcidas, para fecharem o Campeonato Brasileiro, que, apesar de ser de uma maneira triste, que seja de forma digna da tradição e do conceito no nosso futebol.

Blog de Airton Sousa: Trágico fim de um sonho

Bem recentemente, os clubes intermediários e que não dão sequência a um trabalho ou conquista, admiravam a ascensão e o crescimento  de um clube chamado Chapecoense. Um dos exemplos que cabe nesse momento, são os três clubes de Pernambuco, que no momento estão em situações difíceis no Campeonato Brasileiro. O Santa Cruz de volta a série B, o Náutico sofrendo a maior das humilhações, sendo derrotado em plena Arena de Pernambuco, para o Oeste, e o Sport mais ameaçado do que nunca de voltar à série B, principalmente depois de empatar com o já rebaixado América, em 2 x 2, e principalmente após o resultado do Vitória  da Bahia, segunda-feira(28), contra o  Fluminense.

Pois é, o  segredo estava na maneira séria, organizada e planejada como a Chapecoense estava sendo gerida pelos seus Dirigentes. Um clube com menos de 50 anos de existência, pela terceira vez consecutiva na série A, e as vésperas de decidir o título do torneio  Sul-Americano. Tudo isso foi inesperadamente interrompido, por uma fatalidade chamada “MORTE”, e morte de um grupo de profissionais  do  futebol e  da comunicação, que terminaram sucumbindo e deixando as conquistas, as esperanças e os exemplos para trás.

A lição que fica de tudo isso, é que sempre é possível  viver em harmonia e solidariedade, está  provado aí, com as manifestações de apoio e companheirismo de todas as partes do mundo, independentemente de cor, raça, ou situação econômica. Agora é aguardar para ver o que vai acontecer, com a última partida do Campeonato Brasileiro, decisão da Sul-Americana e as competições programadas para o ano de 2017. De uma coisa todos tem certeza, é possível ter um clube enxuto financeiramente, organizado e executando todos os planejamentos. Que a lição do Chape permaneça para todos os clubes.

Blog de Airton Sousa: Técnico do Sport sai pior do que entrou

Um ano considerado perdido, para o clube da Praça da Bandeira. Lá se foram Copa do Nordeste, Campeonato Pernambucano, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana, e agora o risco do rebaixamento. Será que a Diretoria leonina vai reconhecer a sua maneira amadora de administrar?  E não parou por aí, o técnico Oswaldo de Oliveira, já acertado com o Corinthians, escalou o time, ficou no banco e deu um adeus melancólico, perdendo de goleada para a Chapecoense, pelo placar de 3 x 0, e tendo no goleiro Magrão o salvador da pátria, principalmente no primeiro tempo.  Além disso, o árbitro do jogo não ter marcado um pênalti claro contra os pernambucanos, favoreceu para, quem sabe, o placar ter sido ainda maior na derrota do Sport.

Tenho a impressão, pela escalação, que o ex treinador leonino, queria mesmo era perder, pela maneira como taticamente o time foi escalado e atuou, durante grande parte do jogo. O primeiro gol, saiu de uma falha da zaga aos 44 minutos da primeira fase através do jogador Thiego, terminando com este resultado. Na segunda fase, pouco ou quase nada mudou, a não ser a saída de Diego Sousa, complicando mais ainda o rendimento do grupo.  Aos poucos o time de Chapecó foi envolvendo os pernambucanos, e aí mais dois gols saíram, através de Ananias e Kempes, aos 11 e 45 minutos, respectivamente, sem que o time rubro negro pudesse marcar, se quer um único gol.

Oswaldo de Oliveira, que se demitiu desde sexta-feira, comprovou que, de fato, saiu do comando do Sport pior do que entrou.  Foi convidado pela Diretoria  do Corinthians, para assumir o clube, e o pior, mesmo assim, a Diretoria admitiu que ele comandasse a equipe no jogo em Chapecó. O Sport continua próximo ao Z4, ficando no aguardo do jogo entre Botafogo x Internacional. Se o time gaúcho ganhar, o Sport entra no Z4. Agora é aguardar o nome do novo técnico e vê que milagre ele fará com esse fraco elenco do Sport.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz empata e cai mais ainda

Cometendo muitos erros, principalmente no primeiro tempo, o Santa Cruz apenas empatou na Arena de Pernambuco por  2 x 2, contra o bom time da Chapecoense. Deixou fugir a chance de vencer, pelo fato que tomou o primeiro gol aos 27 minutos ainda no primeiro tempo, perdendo por 1 x 0. É interessante  lembrar que o técnico Doriva, que não pode contar com Keno, Derley e Neris, não teve nos substitutos Jadson, Alan Vieira e Danilo Pires, a qualidade suficiente para manter a regularidade do time. E daí, no intervalo de jogo, consertar alguns detalhes, principalmente passando a jogar mais aberto, com o jogador Léo Moura, descendo sempre para o apoio.

Todos esperavam que após os dois jogos contra o Sport, onde o Santa Cruz empatou o primeiro, e venceu o segundo, conseguindo a classificação para a próxima fase da Sul Americana, o time conseguisse se superar emocionalmente. Porém tudo voltou a zero, porque a matemática para os três jogos da sequência Chapecoense, Sport e Atlético Paranaense, era a soma de no mínimo 7 pontos. Agora o Santa Cruz se obriga a vencer os dois futuros adversários, a começar domingo(11), onde pelo Sport Clube do Recife, que não vai querer perder nessa sequência de partidas contra o tricolor. Para esse compromisso, o Santa Cruz tem de volta  Keno, Derley e Neris. E será que esses atletas terão toda essa influência para o Santa se recuperar um pouco na classificação?

A sequência dos gols foi a seguinte: Kempes aos 27 do primeiro tempo pela Chapecoense; Artur empatou aos 11 do segundo tempo; Bruno Morais, que entrou no lugar de Grafite, virou aos 18 minutos;  finalmente no erro de arbitragem, entendendo que Danilo Pires cometeu  falta,  Kempes  empatava aos 41 minutos,  fechando  o  placar  em 2 x 2.

O torcedor tricolor compareceu e prestigiou a sua equipe, com um público de 12.265, e uma renda de R$ 230.510,00, o que entende-se uma boa renda e um bom público. O Santa Cruz joga nesse domingo(11), contra o Sport Clube do Recife.

Para complicar mais ainda a situação, os times que estavam próximos do Santa Cruz, conseguiram pontuar, exceção do América Mineiro. Isso fez o tricolor afundar mais ainda nesta rodada, tornando-se insustentável, por mais otimista que seja o torcedor, a chance do time se manter na primeira divisão ao final do campeonato.