Garanhuns-PE: Mulher é assassinada com golpe de faca no pescoço em sua residência

Uma mulher foi encontrada assassinada no início da manhã desta terça-feira (16/02), no bairro da Maçaranduba, em Garanhuns-PE. Segundo informações da Polícia Civil, Maria Cristina Gomes de Melo, de 45 anos, estava com um corte profundo no pescoço, quase degolada. O criminoso pode ter usado uma faca peixeira ou um facão, devido à profundidade do ferimento. O corpo dela se encontrava no quarto ao lado de sua cama, onde dormia sozinha. Ao lado, cerca de 3 metros, em outro quarto, dormia um casal de filhos, ela de 13 anos e ele de 15. Ambos disseram não terem visto nada que suspeita-se que a mãe estava sendo assassinada.

IMG-20160216-WA0251

Cristina, como era conhecida na localidade, estava separada do marido, pai dos dois adolescentes, há cerca de um mês; ele teria pedido pra voltar a mora com ela, mas não aceitou, isso porque ambos já havia se separado e tinham voltado a morar juntos, quando houve novamente a separação.

Ainda de acordo com a polícia, o adolescente de 15 anos contou que acordo com o pai chamando para que alguém da casa lhe entrega-se uma chave para abrir o cadeado da “carroça de burro” a qual lhe pertence e é seu objeto de trabalho, e esta, estava estacionada na frente da casa da vítima. Foi quando o filho acordou e percebeu que a mãe estava morta. De imediato foi acionado o policiamento militar que ao chegar na casa acionou a Polícia Civil, tendo os familiares informado se tratar de morte natural, devido a casa está completamente fechada sem sinais de arrombamento.

A delegada Marias das Graças foi realizar o levantamento cadavérico, como o corpo estava de bruços, ao revirar, ela percebeu que a vítima estava com um corte profundo no pescoço e acionou a 22ª Delegacia de Homicídio pra assumir as investigações.

O delegado João Lins, da 22ª DPH e sua equipe de Investigadores realizaram o levantamento cadavérico e o corpo foi encaminhado para o IML de Caruaru, no Agreste pernambucano. O delegado já iniciou as investigações e pessoas ligadas à vítima estão sendo ouvidas.