Pernambuco: Integração Nacional destina recursos para estruturação da Rota do Mel

Cinco casas do mel estão sendo construídas no sertão pernambucano. As estruturas irão potencializar a capacidade de produção, que deve chegar a 200 toneladas por ano. 

Especialistas na produção de mel, os apicultores das regiões dos municípios de Araripe, Pajeú e Moxotó, em Pernambuco, já podem prever o aumento da capacidade de produção e comercialização do produto. Três casas do mel estão sendo instaladas nas comunidades rurais de Afogados da Ingazeira, Araripina, Inajá, Moreilândia e Santa Filomena. O projeto é parte do programa ‘Rotas da Integração Nacional’ e recebeu investimento de mais de R$ 5 milhões, que vão atender a cerca de 210 famílias do sertão pernambucano. 

 1

Administrados pela Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), do Ministério da Integração Nacional, os recursos foram repassados para a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) que, por sua vez, é a responsável pela capacitação e estruturação do projeto junto aos apicultores. “Já foram executadas 85% das obras. Nossa expectativa é que, nos próximos 45 a 60 dias, elas estejam concluídas. Será um incremento de 200 toneladas anuais na capacidade de produção apícola desses cinco municípios”, explica o engenheiro agrônomo da Codevasf, Antônio Paulo. 

Após a entrega das casas do mel, os beneficiários receberão capacitação empresarial, cursos de técnicas de apicultura, além de 500 kits com material apícola, como colmeias, suportes indumentárias, botas e luvas. Mais de dois mil produtores serão beneficiados. 

De acordo com o coordenador geral de programas sub-regionais da SDR, Marcos Sant’Ana, o projeto visa a inclusão socioeconômica das localidades, nos mercados nacionais e internacionais de produção, consumo e comercialização. “Nosso objetivo é gerar oportunidades econômicas e sociais para o desenvolvimento dessas regiões, levando em consideração as realidades e o potencial de cada uma delas”. 

Rotas da Integração Nacional - Criado pela Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), o programa “Rotas da Integração” tem como objetivo a estruturação da cadeia produtiva e a integração econômica das regiões menos desenvolvidas do país. Composto pelas rotas do Cordeiro, da Economia Criativa, das Frutas, da Mandioca, do Mel e do Peixe, o projeto contempla também as centrais de comercialização de produtos oriundos das respectivas cadeias produtivas, contribuindo para a consolidação das redes de Arranjos Produtivos Locais (APLs), um dos principais objetivos da Politica Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR).

Pernambuco: Operação Carro-Pipa: Integração Nacional destina R$ 10 milhões

Com o objetivo de minimizar os efeitos da seca em Pernambuco, o Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil, autorizou, nesta segunda-feira (02), o repasse de R$ 10 milhões para reforçar a Operação Carro-Pipa no Estado. O recurso também será utilizado na compra de filtros d’água. A portaria que autoriza a transferência está publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União (DOU). 

1

A Operação Carro-Pipa, do Governo Federal, está presente em 156 municípios pernambucanos. A oferta d’água beneficia hoje, por meio da Operação, mais de 385 mil pessoas em todo o Estado.  Mais de 830 pipeiros são contratados para atender a população. 

Acesse aqui a portaria na íntegra.

http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?data=02/09/2013&jornal=1&pagina=43&totalArquivos=120

Pernambuco: Adutora do Pajeú beneficiará municípios

Nesta segunda-feira (02/09), o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, inauguram, às 11h30, o trecho Serra Talhada e Calumbi da Adutora do Pajeú. 

1

Com investimento total de R$ 547 milhões, as obras da Adutora Pajeú são executadas pelo Departamento Nacional de Obras contra as Secas (DNOCS), entidade vinculada ao Ministério da Integração Nacional.

Os primeiros trechos entregues evitaram o colapso de água na zona urbana e já beneficiam cerca de 90 mil famílias na região. Depois da conclusão da segunda etapa, os 598 quilômetros de extensão vão captar água do Rio São Francisco e do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco atendendo, com água de qualidade, 400 mil pessoas em 21 municípios de Pernambuco e oito da Paraíba.

Serviço
Inauguração da primeira etapa da Adutora do Pajeú
Data: 02/09 (segunda-feira)

Hora: 11h30
Local: Serra Talhada

Ministério da Integração retoma a execução do Ramal do Agreste

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, e o diretor-presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, reuniram-se nesta terça-feira (6), em Brasília, para pactuar a transferência da execução do Ramal do Agreste, que volta a ser de responsabilidade do Ministério da Integração Nacional (MI). 

 2

A decisão, sugerida por equipes técnicas dos dois órgãos, busca dar mais celeridade à obra do ramal, cujas características construtivas são muito semelhantes às do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF). Ao serem concluídas, as construções do Ramal e da Adutora do Agreste ampliarão o alcance de abastecimento do PISF na região agreste de Pernambuco, beneficiando mais de dois milhões de pessoas. 

“Agora, com a plena remobilização do projeto de integração do São Francisco, nos eixos Norte e Leste, o MI assumirá a execução de mais este empreendimento, tão importante para legar a Pernambuco a segurança hídrica que almejamos”, pontuou o ministro, destacando que todo o processo está sendo acompanhado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e que a licitação deverá ser publicada em 30 dias. 

Já o diretor-presidente da Compesa ressaltou que a instituição, a partir desta decisão, poderá concentrar ainda mais esforços na execução da Adutora do Agreste e de outros projetos. “A nova formatação da Adutora do Agreste, com a integração de sistemas de abastecimento para antecipar sua funcionalidade, está exigindo mais tempo e dedicação das equipes”, afirmou Tavares ao salientar que a Companhia possui hoje o maior volume de obras de sua história. 

“Como os dois órgãos sempre estiveram trabalhando juntos nesse empreendimento, temos a garantia da continuidade sem nenhum prejuízo no cronograma da construção, que será feita pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC) com recursos do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento]”, reforçou. 

Projeto - O Ramal do Agreste – uma derivação do eixo Leste do PISF – terá suas obras concentradas entre os municípios de Sertânia e Arcoverde (PE). Com investimento previsto de R$ 1,3 bi, o planejamento do projeto inclui duas barragens, seis túneis com 16 km de extensão, obras viárias para o acesso aos canais e uma adutora com mais de sete quilômetros de extensão.

 

Paulista-PE: Município recebe R$ 14,3 milhões para ação contra a erosão marinha

Obras de recuperação no litoral pernambucano devem restaurar orla em seis meses

As obras para contenção do avanço do mar e recuperação da praia de Pau Amarelo, na cidade do Paulista (PE) começaram, na manhã desta sexta-feira (2/08). Cerca de dois quilômetros de orla deteriorados pela erosão marinha serão restaurados por meio de um processo de engorda de praia. A iniciativa deve durar seis meses e receberá investimento de R$ 14,3 milhões do Ministério da Integração Nacional.

 1

A mobilização foi iniciada a aproximadamente 300 metros do histórico Forte de Pau Amarelo com o trabalho de escavação na faixa de areia. Depois dessa etapa será adotada uma técnica de contenção do avanço do mar denominada bagwall. O sistema consiste na construção de uma espécie de arquibancada com sacos de concreto para limitar o impacto da maré e evitar que o mar avance além dessa estrutura.

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, considerou a intervenção adequada. “Ela faz a proteção da praia com sacos de concreto e não agride o ambiente”, declarou.

De acordo com o coordenador da obra e secretário de Meio Ambiente do Paulista, Fábio Barros, os trabalhos devem durar seis meses. “A obra, sem pedras, é ambientalmente mais correta porque evita o acúmulo de ratos e baratas, além de permitir o acesso aos banhistas através dessa escadaria, criada pela arquibancada”.

Fábio Barros também disse que objetivo é conter o mar, mas existe a expectativa de que haja uma engorda natural da praia. “O uso de bagwall teve esse resultado em outros cinco pontos onde foi aplicado nos estados de Alagoas e do Ceará”, conta o secretário.

Paulista é o segundo município pernambucano beneficiado com investimentos do Ministério da Integração Nacional para combate à erosão marinha. Em Jaboatão dos Guararapes, as obras recuperaram dois quilômetros do litoral em fase avançada e tem plano de intervenção em 5,8 quilômetros de faixa de areia.

Integração Nacional realiza oficinas de saúde em 17 municípios nordestinos

Mais de 700 pessoas já participaram dos encontros realizados em cidades da área de influência do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

O Ministério da Integração Nacional promove, esta semana (18 a 21/6), oficinas de saúde nos municípios de São José de Piranhas e Monteiro, na Paraíba; Betânia, em Pernambuco; e Barro, no Ceará. Os encontros fazem parte da série de capacitações direcionadas a agentes de saúde, de combate às endemias e lideranças comunitárias das áreas de influência do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

1

Desde janeiro, mais de 700 pessoas já participaram das atividades que visam formar multiplicadores das ações educativas de prevenção a doenças e cuidados com a saúde. As capacitações de educação em saúde, promovidas pelo Ministério da Integração Nacional, contemplam 17 municípios de Pernambuco, Ceará e Paraíba.

Nas oficinas desta semana, serão abordados os temas da gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis/Aids e prevenção à violência. “São temas bem oportunos e que precisam ser trabalhados cada vez mais junto às famílias e, principalmente, aos jovens. Se trabalharmos bem essas orientações, conseguiremos, de fato, evitar várias doenças em nossas comunidades”, pontuou a enfermeira e coordenadora de Atenção Básica, Rafaela Lima, após participar da oficina em Verdejante (PE).

Segundo Maria do Socorro Pereira, responsável pela Coordenadoria da Mulher do município de Verdejante, o material entregue na oficina tem sido utilizado em campanhas de esclarecimento. “Este tema me chamou muito a atenção e, baseado nele, tenho realizado muitas ações de conscientização, apresentando esses assuntos em diversos lugares, inclusive no Posto de Saúde da Família, mostrando a importância do amor diante da violência.”, disse.

Programas Ambientais – O Ministério da Integração Nacional desenvolve 38 estratégias ambientais com objetivo de reduzir, compensar e controlar os impactos ambientais provocados pela implantação e operação do Projeto de Integração do Rio São Francisco, que beneficiará mais de 12 milhões de pessoas no semiárido nordestino.

Parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a obra é dividida em dois eixos principais: o Norte, com 426 km de extensão, que passa pelos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte; e o Leste, com 287 km, que abrange cidades de Pernambuco e Paraíba. 

Além do Projeto São Francisco, o Ministério da Integração Nacional executa e apoia cerca de 250 grandes empreendimentos pelo PAC e outras centenas de pequenas e médias obras de abastecimento de água, esgotamento sanitário e recuperação de bacias hidrográficas. 

Pesqueira-PE: Ministro da Integração autoriza ordem de serviço para obras da Adutora do Agreste

Nesta terça-feira (4/06), o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, cumpre agenda em Pesqueira (PE), onde autoriza Ordem de Serviço, no valor de R$ 107 milhões, para início das obras da Adutora do Agreste. O empreendimento é considerado o maior sistema integrado de abastecimento de água da América Latina e contribuirá para o fim do racionamento de água na cidades afetadas da microrregião. Ao todo, até 2015, o Ministério deverá repassar cerca de R$ 1 bilhão para obra. A Adutora do Agreste terá 1.300 km de extensão e será executada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

1

2

Ministro da Integração entrega máquinas a municípios do semiárido pelo PAC Equipamentos

As prefeituras beneficiadas também receberão equipamentos que vão permitir a implantação de ações para o armazenamento de água na região.

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, participou de evento nesta segunda-feira (27/05), na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no Recife, onde foram entregues 40 retroescavadeiras e 40 motoniveladoras, beneficiando 49 municípios. Além dessas máquinas, os municípios beneficiados vão receber carros-pipa, caminhões caçamba e pás-carregadeiras. Os investimentos do Governo Federal, que somam R$ 22 milhões, integram o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC- Equipamentos) e visam a recuperação de estradas vicinais e a possibilidade de se fazer pequenas obras para armazenamento de água. 

1

Os investimentos no estado de Pernambuco totalizam R$ 214 milhões. Estes serão executados até o final deste ano com a entrega de 623 equipamentos, de acordo com dados da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Territorial, do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Na solenidade, o ministro Fernando Bezerra Coelho, que representou o Governo Federal, explicou que as ações para a melhor convivência com a seca e a redução dos efeitos da estiagem são comuns em diferentes ministérios e visam dotar os estados e os municípios com obras estruturantes, além dos investimentos emergenciais. “A inclusão de mais três máquinas no pacote do PAC Equipamentos – carro-pipa, pá escavadeira e caminhão caçamba – reforçam a iniciativa do Governo de preparar o semiárido para as próximas secas”, afirmou. 

A entrega dos equipamento foi feita, de forma simbólica, ao presidente da Associação Municipalista de pernambuco (Amupe), José Patriota, também prefeito de Afogados da Ingazeira. 

Saiba mais sobre outras ações do Ministério da Integração Nacional para reduzir os efeitos da estiagem no semiárido:  

Operação Carro-pipa:  No dia 2 de maio, o governo autorizou um incremento de R$ 202,5 milhões para contratar 30% a mais de carros-pipa, totalizando 6.170 veículos no Brasil. O recurso já está à disposição dos municípios.   

Água para Todos: A ampliação do número de cisternas já está em vigor. De 2011 até hoje, foram entregues 295.901 cisternas no Nordeste pelo Programa Água para Todos. A meta é construir 750 mil até 2014.O investimento total nas ações do programa já soma de R$ 1,4 bilhão.   

Oferta de Milho: Para amenizar os efeitos da seca sobre a produção do Nordeste, em maio  de 2012 o governo deu início à chamada Operação Especial do programa Venda em Balcão, com oferta de milho a preços subsidiados para pequenos e médios agricultores do Nordeste. O preço do disparou por conta da quebra de safra nos Estados Unidos, passando de R$ 50 a saca de 60Kg . A Conab passou a vender direto para o produtor com preços entre R$ 18 e R$ 24.  

Bolsa Estiagem: Mais de 880 mil pessoas já receberam o auxílio, em 1.316 municípios, com a transferência de R$ 595 milhões.   

Seguro Garantia-Safra: Nos anos agrícolas de 2011/2012/2013, o Programa Garantia- Safra pagou R$ 953,5 milhões a 769 mil agricultores de 1.015 municípios. O benefício é destinado a agricultores que fizeram seguro ao contrair empréstimo do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e tiveram prejuízo com a estiagem.   

Socorro e Assistência: O Ministério da Integração Nacional transferiu aos estados (empenhados e pagos) R$ 180,5 milhões para ações de socorro/assistência às vítimas da estiagem e reestabelecimento de serviços essenciais.   

Perfuração e recuperação de poços:  O governo está investindo R$ 13.42 milhões, dos quais R$ 3.35 já foram repassados para a recuperação de 346 poços que atendem 26.842 famílias.  

Linha Emergencial de Crédito: Por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), o governo fez um aporte adicional de R$ 350 milhões de recursos para as linhas de crédito emergenciais. Com isso, o total de recursos chega a R$ 2,75 bilhões.   

Força Nacional: A Força Nacional de Emergência contra a Seca já está trabalhando nos estados afetados pela estiagem há mais de 10 meses. 

Observatório: O governo federal criou o Observatório da Seca - http://www.brasil.gov.br/observatoriodaseca/index.html.  

PAC Prevenção: Lançado pelo governo Federal em agosto de 2012, o PAC Prevenção soma recursos de R$ 3 bilhões, sendo R$ 1,8 bilhão para seca e R$ 1,2 bilhão para prevenção de enchentes. Estão previstas mais de 130 obras em nove estados.  

Relação dos municípios beneficiados com equipamentos: 

Retroescavadeira:
Agrestina
Altinho
Angelim
Alagoinha
Araripina
Arcoverde
Belo jardim
Betânia
Bezerros
Bom Jardim
Brejão
Brejo da Madre de Deus
Buíque
Cachoeirinha
Caetés
Calçado
Camocim de São Félix
Canhotinho
Carnaubeira da Penha
Carpina
Caruaru
Casinhas
Cedro
Chã Grande
Correntes
Cupira
Frei Miguelinho
Garanhuns
Itacuruba
Ibirajuba
Jataúba
João Alfredo
Jucati
Jurema
Lagoa do Ouro
Lajedo
Limoeiro
Orobó
Palmeirina
Panelas
Motoniveladora 
Agrestina
Altinho
Angelim
Alagoinha
Araripina
Arcoverde
Afogados da Ingazeira
Belém do São Francisco
Betânia
Bezerros
Bom Jardim
Brejão
Brejo da Madre de Deus
Buíque
Cachoeirinha
Caetés
Calçado
Camocim de São Félix
Canhotinho
Carnaubeira da Penha
Carpina
Caruaru
Ibirajuba
Jataúba
João Alfredo
Jucati
Jurema
Lagoa do Carro
Lajedo
Limoeiro
Orobó
Ouricuri
Palmeirina
Panelas
Passira
Paudalho
Pesqueira
Petrolina
Poção
Pombos