Ministério do Trabalho: país pode gerar mais 2 milhões de empregos em 2018

Tal número dependerá do PIB brasileiro crescer 3,5% em 2018

Se o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil crescer 3% em 2018, como prevê o governo, o país gerará 1,78 milhão de novos postos de trabalho formais até o fim do ano que vem. Caso o crescimento seja ainda maior, de 3,5%, o saldo pode chegar a 2 milhões. As estimativas foram divulgadas nesta quarta-feira (27/12) pelo Ministério do Trabalho. 

Ao longo de 2017, até novembro, foram gerados 299.635 postos de trabalho. Foto: Marcello Casal Jr/Br

Ao longo de 2017, até novembro, foram gerados 299.635 postos de trabalho. Foto: Marcello Casal Jr/Br

Essa estimativa “será incrementada pelas contribuições que o ambiente da reforma trabalhista pode trazer para a geração de empregos”, avaliou o coordenador-geral de Cadastro, Identificação Profissional e Estudos do ministério, Mário Magalhães. 

Alem dos efeitos da reforma trabalhista, o crescimento esperado leva em conta a liberalização da terceirização, que “deverá resultar em aumento da produtividade”, segundo nota técnica divulgada pela pasta. Esses fatores devem contribuir para o crescimento do PIB, assim como a ampliação da taxa de investimento, a continuidade do aumento na capacidade de consumo e do controle da inflação, considera o ministério. 

Ao longo de 2017, até novembro, foram gerados 299.635 postos de trabalho, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em novembro, o saldo foi negativo em 12.292 vagas. 

Por Correio Braziliense

Ministério do Trabalho lança aplicativo para consulta do Abono Salarial 2015

Trabalhadores de todo o Brasil podem verificar se têm direito ao saque do Abono Salarial do PIS/Pasep – Ano Base 2015 em um aplicativo para aparelhos móveis lançado pelo Ministério do Trabalho (MTb). Um levantamento divulgado nesta semana pela Coordenação do Abono Salarial do MTb revelou que mais de 1,46 milhão de pessoas ainda não sacaram os recursos disponíveis, que chegam a R$ 1,018 bilhão.

download

O prazo para os saques, que terminaria no dia 30 de junho, foi prorrogado e vai até 28 de dezembro deste ano. “O prazo foi ampliado para beneficiar esses trabalhadores que estavam deixando o dinheiro para trás. É um recurso que pode ajudar muito no sustento do dessas famílias e, por isso, é importante não deixar para a última hora. E agora ainda existe a facilidade de fazer a consulta pelo aplicativo do Ministério”, salienta o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

O saque foi reaberto no dia 27 de julho. O volume já retirado, contando todo o calendário de pagamento, iniciado em 2016, chega a R$ 15,99 bilhões. Foram beneficiados 24,26 milhões de trabalhadores, o equivalente a 93,98% do total previsto. Ainda há, portanto, mais de R$ 1,01 bilhão esperando pelo saque, segundo estimativa que leva em consideração a média dos valores já retirados por trabalhador, de R$ 697.

A maior parte dos recursos é para trabalhadores da região Sudeste, onde estão disponíveis R$ 536,54 milhões para 773,84 mil beneficiários. São Paulo é o estado com mais saques pendentes – são 445,95 mil participantes do PIS/Pasep identificados, que ainda não retiraram um montante de R$ 305,53 milhões.

É mais do que o dobro dos 159,02 milhões de trabalhadores que podem sacar um total de R$ 111,46 milhões no Rio de Janeiro, ou do que os 142,68 mil que podem retirar R$ 101,05 milhões em Minas Gerais.

A região Sul é a segunda na lista de valores disponíveis, com um montante de R$ 182,27 milhões para 265,70 mil trabalhadores. O Paraná desponta com o maior número de pendências, tendo R$ 67,39 milhões par serem divididos entre 97,71 mil participantes do sistema. Em seguida vêm o Rio Grande do Sul, com R$ 60,80 milhões para 89,05 mil trabalhadores, e Santa Catarina, que têm R$ 54,07 milhões liberados para saque a 78,93 mil pessoas.

A região com o maior número de saques relativos, até agosto, foi o Nordeste. De 5,49 milhões de trabalhadores com direito, mais de 5,31 milhões já retiraram o dinheiro, atingindo 96,73% do total. Restam R$ 130,63 milhões para outros 179,54 mil cadastrados no PIS/Pasep. A maior parte dos recursos no Nordeste é para 47,03 mil baianos, que têm R$ 34,16 milhões à disposição. Depois vem Pernambuco, com R$ 27,55 milhões esperando por 38,30 mil trabalhadores, e o Ceará, onde 37,85 mil trabalhadores ainda podem sacar R$ 700,68 milhões.

O destaque no Nordeste é a Paraíba, estado que já realizou 97,90% dos saques previstos, o maior índice do País. Restam ainda R$ 6,55 milhões para 8,73 mil paraibanos.

Quem tem direito – A decisão de ampliar o prazo para a retirada do Abono Salarial de 2015 foi anunciada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), no final de junho. Pela decisão, tem direito ao dinheiro quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2015, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos; e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Os recursos do PIS, de trabalhadores da iniciativa privada, podem ser sacados na Caixa; e os do Pasep, para funcionários públicos, no Banco do Brasil.

Baixe o aplicativo – Segundo a Coordenação do Abono Salarial do MTb, as bases de consultas do benefício foram atualizadas para facilitar ao cesso dos trabalhadores. O coordenador do Abono, Márcio Ubiratan, explica que o novo aplicativo pode ser baixado na Playstore. BAIXE AQUI (link: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.mtb.verificasd.abono)

Ubiratan lembra, também, que os endereços de consulta no portal do Ministério do Trabalho permanecem os mesmos. A consulta individual pode ser feita pelo link verificasd.mtb.gov.br/abono e o PDF com as informações por estados está disponível no link verificasd.mtb.gov.br/abonouf.

Caruaru-PE: Feira da Sulanca terá segurança reforçada

A Feira da Sulanca de Caruaru, atrai muitos compradores não só de Pernambuco, como também de vários estados brasileiros, e a segurança sempre é tema de preocupação, principalmente nos meses de Novembro e Dezembro, quando a movimentação financeira é aumentada consideravelmente. Preocupados com a ação de marginais, representantes de órgãos ligados a segurança pública municipal e estadual estiveram reunidos no Departamento de Feiras e Mercados de Caruaru, onde discutiram o assunto e traçaram metas para garantir a segurança aos feirantes e compradores.

Estiveram reunidos Jorge Quintino diretor do Departamento de Feiras e Mercados do Município, Alex Monteiro da Destra, Capitão Edmilson do 4º BPM, delegado Nhemias Falcão da Polícia Civil, Francisco Reginaldo auditor fiscal do Ministério do Trabalho, Pedro Miranda da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic), Pedro Moura presidente da Associação dos Sulanqueiros, entre outros. A reportagem da TV Replay esteve presente e trás os detalhes do que ficou definido nesta reunião.

Confira!

Capturar

Capturar

Capturar

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Mais 30 pessoas recebem Pasep atrasado de outras gestões

Uma turma de servidores públicos efetivos da Prefeitura de Caruaru recebeu, na manhã de hoje 12, demonstrativos com os valores relativos ao Pasep que não foi pago em gestões passadas. Desta vez, 30 pessoas foram beneficiadas com pagamentos entre 2.170,00 e 3.620,00. O pagamento vem sendo efetuado por grupo; o primeiro recebeu no mês de agosto, a previsão é que mais um grupo receba no primeiro semestre de outubro.

“Desde o início de nossa gestão percebemos a situação irregular e iniciamos um levantamento das situações dos servidores, pois haviam pessoas com o número do Pasep inválido. Através de uma parceria entre  o Município, Ministério do Trabalho e o Banco do Brasil, conseguimos regularizar os cadastros, com isso  os valores devidos estão sendo pago. São profissionais que devem ser reconhecidos”, destacou a assistente técnica do recursos humanos da Secretaria de Administração, Vânia Oliveira, responsável pelo trabalho.

unnamed

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Município está pagando Pasep atrasados de gestões anteriores

Uma reunião juntou 26 servidores públicos efetivos da Prefeitura de Caruaru, na manhã desta terça-feira(12), para receber os demonstrativos com os lavores relativos ao Pasep de gestões passadas que não foram pagos. A irregularidade ocorria, pois os servidores estavam com o número do Pasep inválido no cadastro da Secretaria de Administração e Gestão de Pessoas. Observando a irregularidade a secretaria vem realizando um trabalho de resgate desses valores, através de uma parceria entre o município, o Ministério do Trabalho e o Banco do Brasil.

O valor total que será pago neste segundo semestre soma mais de meio milhão de reais. O dinheiro poderá ser resgatado a partir do dia 14. Outros 150 servidores devem receber, nos próximos dias, os atrasados.

Além do Prefeito José Queiroz, que entregou os demonstrativos em mão a cada servidor, estiveram presentes os representantes da Administração e Gestão de Pessoa, o secretário Antônio Ademildo e a assistente técnica, Vânia Oliveira.

“Temos casos de pessoas que trabalham na prefeitura desde 1982 e nunca haviam recebido. Pela primeira vez uma gestão se preocupa em resgatar esses débitos e pagar. Infelizmente a lei só permite que paguemos os últimos cinco anos de atraso, mas sabemos que já é uma grande ajuda, uma forma de valorizar nosso servidor pelos anos de trabalho pelo município”, destacou Queiroz.

unnamed

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: SINDECC e SINDLOJA fecham acordo

Ontem a noite, na sede do Ministério do Trabalho em Caruaru, o SINDECC e o SINDLOJA encerraram as negociações salariais que se arrastavam desde o mês de dezembro de 2013.

Em reunião bastante demorada, mas proveitosa, as partes chegaram a um acordo  e definiram as questões salariais para os empregados no comércio varejista, e estabeleceram as seguintes condições:

1 -  Que a partir de 1º de janeiro de 2014, os empregados que recebem remuneração superior ao piso, terão um  reajuste no percentual de 7,5% ( sete vírgula cinco porcento ), aplicados sobre o salário de dezembro de 2013;

2 – Referente ao piso salarial, ficou definido o seguinte:

a ) Para os empregados nas empresas sob o regime do MEI – Micro Empresário Individual, o piso é de R$ 730,00
b ) Para os empregados nas empresas sob o regime de ME ( Micro Empresas  ou EPP   ( Empresa de Pequeno Porte ) cadastrada no Simples Nacional, o piso é de R$ 780,00.
c -  Para os empregados nas empresas dos demais regimes, o piso é R$ de 785,00.

3 – Referente a ajuda de custo para a jornada nos domingos e feriados, o valor é de R$ 30,00

Melhores informações, favor ligar para 9937.6674 ou 3721.2894

Com relação as empresas do comércio atacadista, as negociações só serão retomadas depois do dia 10 de março.

unnamed

1

TV  Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Funcionários da Provider mantem paralização

Funcionários da Provider iniciaram nesta segunda-feira uma paralisação na empresa, eles alegam faltam de pagamento salarial. A grande maioria dos funcionários parou os serviços, apenas os funcionários novatos estão trabalhando.

Segundo informações do Sintel Marketing, o  Ministério do Trabalho notificou  a empresa, que tem 48h para resolver a situação. Está marcada para ás 10:30h uma audiência no Ministério do Trabalho com representantes da empresa e da categoria. Os funcionários alegam que a empresa só quer pagar no dia 23.02.14.

11 02 14 Caruaru-PE Provider.Still003

Confira!

TV Replay, o que é bom se repete!

Ministério do Trabalho anuncia reajuste de 9% no seguro desemprego

O MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) confirmou que está acertada a nova correção do seguro-desemprego para os trabalhadores que têm direito ao benefício no valor acima de um salário mínimo – R$ 678.

 1

De acordo com o índice usado atualmente para essa faixa, o reajuste é 6,2%. Quando a medida for aprovada, o percentual passará para 9%, antiga base de cálculo do seguro e usada para o reajuste do salário mínimo.

A medida tem de ser aprovada pelo Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador) no próximo dia 31, o que deverá ocorrer, segundo o presidente do conselho e secretário de Políticas Públicas do ministério, Sérgio Vidigal.

Cerca de 50% dos que têm direito ao seguro-desemprego serão beneficiados pela medida. O MTE estima que sejam gastos cerca de R$ 30 bilhões com o pagamento de seguro-desemprego neste ano. O reajuste dos valores deverá gerar despesa de R$ 250 milhões, caso seja aprovado para o início de agosto.

De acordo com o ministério, o impacto da mudança já está incluído no aporte de R$ 7 bilhões previstos pelo Tesouro para a desoneração de recolhimento do PIS/Pasep (Programa de Integração Social e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) nas folhas de pagamento.

Segundo o ministro do Trabalho, Manoel Dias, a medida teve o aval da Casa Civil e do Ministério da Fazenda, apesar da preocupação com os gastos adicionais no contexto dos atuais cortes de despesas. Por isso, o MTE deverá renegociar as aplicações do Codefat para o próximo ano.

Fonte: Agência Brasil

Caruaru-PE: Milton Manoel requer ação do Ministério do Trabalho contra a informalidade

O presidente do Sindicato dos Comerciários de Caruaru, – SINDECC, entidade filiada a União Geral dos Trabalhadores (UGT) esteve presente ao 2º Encontro Para Formulação da Agenda Positiva na Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio, em Brasília. O encontro contou com a presença do Ministro do Emprego e Trabalho, Manoel Dias. 

Milton Manoel, que além de presidente do SINDECC, é também diretor da FECONESTE e da CNTC, aproveitou a presença do Ministro no evento, e apresentou  requerimento solicitando uma rigorosa fiscalização do Ministério em Caruaru e cidades da região. Segundo o presidente da entidade, muitos estabelecimentos comerciais veem desrespeitando a Convenção Coletiva e também os direitos dos trabalhadores previstos na CLT. Milton assegurou que a informalidade é uma “doença” que afeta diretamente os comerciários de Caruaru, cidade do agreste de Pernambuco. 

2 1

O importante evento foi promovido pela CNTC e apoiado pela FECONESTE, que além do SINDECC, estiveram presentes também o Sindicato dos Comerciários do Recife – PE e de Campina Grande – PB. 

Agora é esperar que o Ministro do Trabalho, seu Secretário e demais servidores coloquem em prática o que pregaram durante o evento, além de ouvir a voz das ruas representada por inúmeros dirigentes sindicais que se fizeram presentes ao citado evento, uma vez que sem fiscalização não existe direito trabalhista, e só beneficia o mal empregador.