Gameleira-PE: Polícia recolhe mercadorias clandestinas na feira livre

A cidade de Gameleira na manhã desta sexta-feira (13/02) recebeu a visita da Polícia Militar, que veio recolher mercadorias clandestinas que são negociadas por alguns comerciantes da cidade sem nota fiscal.

IMG10298Foto0347Foto0345Os mesmos recolheram as mercadorias, dentre elas: cigarros, cd’s e outros, que são comprados de forma ilegal e vendidos na feira de rua por pequenos comerciantes, os quais não pagam impostos pelas mercadorias vendidas.

A apreensão das mercadorias se deu por toda a cidade, e diante disso tudo, os policiais agiram de forma rápida.

Estivemos em um dos pontos abordados pela polícia e podemos observar a movimentação dos policiais na ação.

Assista, comente, curta, comente e divulgue. Mande sugestões e denúncias. Nossos contatos:

Facebook: CENTRAL GAMELEIRA Email:jornalismo@tvreplay.com.br Portal:www.tvreplay.com.br Watssapp: 81 – 99317525

TV Replay, nós estamos onde a notícia está!

Caruaru-PE: Diretoria de Feiras e Mercados realiza cadastramento de carroceiros

Semanalmente, mais de 40 mil compradores vão à Feira da Sulanca e ao Parque 18 de Maio para adquirir bens e investir em mercadorias. A estimativa é que mais de R$ 50 milhões sejam injetados na economia local a cada feira. Como forma de dar mais comodidade, conforto e segurança para os clientes e prestadores de serviços dos dois pontos, a diretoria de Feiras e Mercados colocará em prática o projeto de requalificação e cadastramento dos carroceiros.

A partir desta segunda-feira (10), todos os carroceiros deverão comparecer à diretoria de Feiras e Mercados para realizar o cadastramento. Para o coordenador administrativo da diretoria, Felipe Augusto, “a iniciativa é extremamente importante para termos o controle desses prestadores de serviços e para oferecermos melhorias para eles e para os nossos clientes.”

“Como forma comparativa, podemos citar o processo dos mototaxistas em Caruaru. Nossa ideia é fazer o mesmo trabalho desenvolvido com os mototaxistas. Queremos pintar as carroças, criar um número de identificação do carroceiro e distribuir o colete também com essa numeração. Nossa ideia também é de identificar pontos específicos para que eles possam ficar. Além de facilitar a vida do comprador, será muito útil para os próprios profissionais, uma vez que trará mais segurança para eles desempenharem sua função”, explicou o diretor de Feiras e Mercados, Jorge Quintino.

Hoje, não existe um número exato de carroceiros que trabalham no Parque 18 de Maio e na Feira da Sulanca. Isso dificulta o trabalho, pois não se têm muitos subsídios que justifiquem, por exemplo, a realização de investimentos para a categoria. O projeto prevê, portanto, a padronização das carroças, dos coletes e dos pontos fixos a serem utilizados.

Outro aspecto que justifica a realização desse procedimento é aumento da segurança tanto para compradores quanto para vendedores, tendo em vista que o cadastramento garantirá um acompanhamento efetivo do carroceiro que circula com mercadorias no entorno do Parque 18 de maio, além de fortalecer a categoria e inibir a possível entrada de pessoas mal intencionadas que se utilizam da profissão para praticar atos criminosos.

Para realizar o cadastro é necessário que o carroceiro vá à diretoria de Feiras e Mercados, que fica perto da Feira de Ervas, munido de documentos de identificação (Identidade, CPF e comprovante de residência). A diretoria funciona de segunda a sábado, das 7h às 13h.

 749-360-10722343

TV Replay, o que é bom de repete!