Escada-PE: Jovem morre ao ser atingido por tiro de fuzil na cabeça efetuado por policial

Na noite desta terça-feira (16.06) na cidade de Escada-PE, Zona da Mata Sul de Pernambuco, por volta das 23h30, na rua Comendador Jose Pereira, uma caminhonete S10 conduzido pelo jovem Marcelo Gomes, com a idade de 16 anos e 3 jovens, sendo um deles seu irmão de 19 anos, estavam estacionados em frente a uma agência bancária.

Segundo relatos dos PM’s, na ocasião, policias da Companhia Independente de operações e sobrevivência em área de caatinga (CIOSAC) estavam em blitz e por achar a atitude suspeita dos veículos; ao se aproximar, quando tentaram interceptar o jovem, o mesmo não obedecendo a ordem dada pelos policiais, seguiu em alta velocidade.

Logo, ao ser perseguido pelos PM’s, o comandante da guarnição tática, disparou na direção da caminhonete S10; um tiro de fuzil atingiu o jovem Marcelo Gomes, este, filho de um comerciante bem conhecido na cidade, levando assim o jovem a morte.

O pai da vítima se pronunciou à imprensa e disse que o filho estava passeando com amigos quando viu a blitz e fez um retorno para tentar fugir.

Em nota enviada à imprensa, a corporação reconhece que o disparo foi efetuado pelo comandante da guarnição tática que empreendeu a operação. O policial em questão foi afastado das suas atividades.

11291976_778370285616550_1495116839_n 11349928_778370275616551_1659787367_n 11421430_778370265616552_178415536_n

 Confira na íntegra a nota enviada pela corporação:

“A Polícia Militar de Pernambuco em nota se solidariza com os familiares, parentes e amigos do adolescente MARCELO LAUREANO GOMES FILHO, 16, morto durante abordagem policial na noite de ontem (16) no município de Escada, Mata Sul de Pernambuco.

Durante a ocorrência policial, PM’s da Companhia Independente de Sobrevivência em Área de Caatinga (CIOSAC), teriam se aproximado de dois veículos, um corolla de cor branca com duas pessoas e sem placas e uma S-10 de cor preta com quatro ocupantes, ambos estacionados no corredor bancário do município.

Segundo versão apresentada pelos policiais militares, após a aproximação dos PM’s o menor, que dirigia a S-10, teria tentado sair do local desobedecendo a ordem de parada do comandante da guarnição tática, que, em seguida, efetuou o disparo que vitimou o adolescente.

Diante da gravidade da ocorrência, o Comando da Corporação já determinou a abertura de Inquérito Policial Militar para apurar as causas do incidente, além de ter orientado o comando da CIOSAC de manter o policial militar responsável pelo disparo, que já foi identificado e prestam depoimento na Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), afastado das atividades operacionais até que os procedimentos apuratórios estejam conclusos e as causas esclarecidas. Tais medidas visam preservar todos os envolvidos na ocorrência policial, garantindo as partes a ampla defesa e o contraditório.

A Corporação esclarece, ainda, que reafirma o compromisso com a dignidade humana e, sobretudo, a preservação da vida em todas os protocolos operacionais adotados no âmbito da PMPE.”

Assista, comente, curta, compartilhe e divulgue. Mande sugestões e denúncias. Nossos contatos:

TV Replay, informações é aqui!