Pernambuco: Escola Escritor José de Alencar foi a única escola pública na Copa do Mundo de Robótica

A Escola Estadual Escritor José de Alencar, localizada no município do Paulista, é a única escola pública do Brasil que está disputando, em João Pessoa, na Paraíba, a RoboCup, o mais tradicional campeonato mundial de robótica. Para a competição, desembarcaram em solo paraibano delegações de mais de 50 países.

A escola se classificou para o mundial após ficar com o 3º lugar na categoria Resgate na Olimpíada Brasileira de Robótica, em 2013. Desde então, a dedicação em montar um robô competitivo para o mundial é tão grande que os estudantes chegaram a assistir os jogos do Brasil na Copa do Mundo, a de futebol, na própria escola.

“Estamos de domingo a domingo na escola montando e programando o robô”, explica o estudante Arllan Pablo, 18 anos, capitão da equipe Nanobite, que representa a escola na RoboCup.

Na categoria Resgate, o robô precisa ser capaz de resgatar objetos em um ambiente hostil. “A ideia é simular o resgate de vítimas de um desastre”, explica o professor de matemática Carlos Muniz, orientador da equipe Nanobite.

Os resultados são surpreendentes para um grupo de estudantes que, há bem pouco tempo, não sabia muito bem o que era robótica para além dos filmes hollywoodianos. Desde 2012 a Escola Estadual Escritor José de Alencar e outras 225 instituições de ensino oferecem aulas de robótica aos seus alunos com equipamentos da Lego Zoom adquiridos pela Secretaria de Educação e Esportes do Estado.

Arllan não arrisca um palpite sobre a participação da escola no mundial, mas avisa: “O robô que levamos para o nacional era muito bom. Esse de agora é melhor ainda, com mais recursos que permitem a execução das tarefas”.

 

unnamed

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Campeão mundial de jiu jitsu participa de seminário para atletas iniciantes e profissionais

Foi realizado na quadra do colégio municipal Álvaro Lins no dia 22 de junho, mais um seminário que o campeão mundial de jiu jitsu Renato Cardoso, vem promovendo em várias cidades e estados, para transmitir um pouco dos seus conhecimentos para os admiradores do jiu jitsu.

Renato Cardoso é caruaruense e vem se destacando no Brasil e exterior conquistando títulos mundiais. No mês de março de 2014, o pai do atleta Sr: Hemetério Cardoso, inaugurou na rua Bahia, no bairro Divinópolis, o centro de treinamentos Renato Cardoso em homenagem ao filho campeão. No centro  funciona uma loja de materiais esportivos e equipamentos super atualizados, além de uma estrutura completa para atletas iniciantes e profissionais.

O campeão já participou  de seminários nas cidades João Pessoa, Recife, Caruaru e irá participar ainda em: Garanhuns, Alagoas, terminando no mês de julho na Argentina.

Confira!

Renato Cardoso.Still001

TV Replay, o que é bom se repete!

Brasileirão 2013 – Série D: Botafogo/PB faz 3 x 1 e vence o Central nos pênaltis

No tempo normal, 3 a 1 para o Belo. Nos pênaltis, 5 a 3. Equipe está classificada para as quartas de final e vai decidir vaga na Série C de 2014

O Botafogo-PB venceu neste domingo o Central de Caruaru e está classificado para as quartas de final do Campeonato Brasileiro da Série D. Foi um dia épico para o botafoguense, que viu o time vencer por 3 a 1 no tempo normal, devolver o placar sofrido no jogo de ida, e nos pênaltis se classificar de forma irretocável. Com seus cinco marcadores marcando seus pênaltis. A partida começou às 16h e terminou já pela noite com muita festa por parte dos jogadores e torcedores do clube pessoense.

Com o resultado, o Belo está classificado para as quartas de final e vai decidir uma vaga na Série C do ano que vem. O adversário vai ser decidido apenas na terça-feira, com o jogo entre Tiradentes e Sergipe, em Fortaleza. Se o Tiradentes se classificar, o primeiro jogo é em João Pessoa e o segundo em Fortaleza. Se o classificado for o Sergipe, o jogo decisivo é em João Pessoa.

Na primeira partida entre Sergipe e Tiradentes, 2 a 2 em Aracaju. Assim, um 0 a 0 ou um 1 a 1 classifica o Tiradentes. Um 2 a 2 leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro empate é do Sergipe. Quem vencer também está classificado.

Dois gols em 45 minutos

O primeiro tempo começou equilibrado. Com os dois times procurando o gol. Luiz Fernando e Andrezinho chegaram primeiro para o Central, mas depois Celico respondeu duas vezes e colocou o time de João Pessoa no ataque.

Apesar disto, o primeiro lance de real perigo só aconteceu aos 13 minutos da etapa inicial. Celico caiu pela esquerda, cruzou para Fausto. Ele estava livre. Iria cabecear em gol, mas no último instante a zaga do Central conseguiu cortar.

O Belo precisava do resultado. Ia para cima. E em cinco minutos inspirado conseguiu os dois gols que lhe classificaria. Aos 25 minutos, Pio meteu de cabeça em gol. Juninho se atrapalhou e entrou com bola e tudo. Aos 30, Lenílson aproveitou uma confusão na área e soltou uma bomba para ampliar. Era um 2 a 0 que provocava delírio no Estádio Almeidão.

De repente, contudo, o Botafogo parou. Com o resultado que lhe classificava, se acomodou. E pouco depois perdeu o craque Lenílson, que saiu de campo machucado. Entrava Fábio Neves em campo. O jogo caiu de ritmo e aos 41 o Central quase empatou com Andrezinho.

Um para cada lado e pênaltis

No segundo tempo, o time pernambucano começou como tinha terminado o primeiro. No ataque. Tentou e conseguiu diminuir aos 19 minutos. Após um cruzamento na área, Ítalo subiu mais do que a zaga e fez 2 a 1. Era um resultado que colocava o Central nas quartas de final.

A partir daí, o Belo voltou a acordar. E passou a atacar. Muito mais com o coração do que com tática ou técnica. O tempo, contudo, passava. E o placar permanecia inalterado. Trinta e um minutos. Rafael Aidar chutou, mas Ítalo cortou. Aos 33, Aidar de novo. Passa para Pio, mas este acertou a trave. Trinta e oito. Falta. Pio ajeitou a bola de forma cuidadosa e a meteu na cabeça do uruguaio Mario, que entrava no início da etapa final.

Foi um gol que levou o jogo para os pênaltis. Mas antes o Central ainda teve uma última chance. Aos 42 minutos, Erivelton obrigou Remerson a fazer uma bela defesa.

Era uma festa o Estádio Almeidão, que lotado empurrava o time. Nas cobranças decisivas, Pio, Mario, Ferreira, Fábio Neves e Fausto marcaram todas as cinco cobranças botafoguenses. Pelo lado do Central, Erivelton, Marcelo Pinheiro e Xinho marcaram. Andrezinho perdeu. E com o 5 a 3, Júnior Maranhão nem precisou ir para a cobrança. O Botafogo já estava classificado.

Fonte: Globoesporte.com
Reportagem: Edvaldo Magalhães/ Vídeo