PT vê possibilidade de prisão de Lula antes da Páscoa

Gleisi criticou o STF de não analisar a legalidade de prisões em casos de condenação pela segunda instância antes de esgotados todos os recursos

A cúpula do PT já admite que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ser preso antes da Páscoa, em 1.º de abril, e por isso decidiu intensificar a campanha para cobrar a reação dos militantes nas ruas. 

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) deve julgar o recurso impetrado pela defesa de Lula entre os dias 26 e 28 deste mês. Foto: Agência Brasil

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) deve julgar o recurso impetrado pela defesa de Lula entre os dias 26 e 28 deste mês. Foto: Agência Brasil

Ao abrir na tarde desta segunda-feira (12), um seminário sobre segurança pública, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), disse que o partido vai com Lula “até as últimas consequências” e não aceitará de braços cruzados a prisão. “Se eles querem trucar, saber se nós vamos pagar, nós vamos pagar para ver”, afirmou. “Nós não vamos aceitar mansamente a prisão do Lula.” 

Logo em seguida, porém, a presidente do PT destacou que não estava pregando ofensiva violenta. Em janeiro, a senadora chegou a dizer que, para prender Lula, seria preciso “matar gente”. “Antes que me questionem, não estou falando aqui que vai ter revolução. Mas a militância do nosso partido e os movimentos que sempre lutaram ao nosso lado não vão aceitar isso pacificamente.”

Gleisi criticou o que definiu como “inércia” do Supremo Tribunal Federal ao não analisar a legalidade de prisões em casos de condenação pela segunda instância antes de esgotados todos os recursos judiciais. “O que estão fazendo com Lula é uma coisa sem precedentes na história deste País e fere frontalmente a Constituição. Agora caminha-se para ela ser rasgada outra vez pela inércia do Supremo de não decidir uma coisa que é vital para a sociedade, e não só para Lula”, atacou.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) deve julgar o recurso impetrado pela defesa de Lula entre os dias 26 e 28 deste mês. O PT não tem qualquer expectativa de reverter ali a sentença que condenou Lula a 12 anos e 1 mês de prisão no caso do triplex do Guarujá (SP). Diante desse cenário, a defesa do ex-presidente pede que o Supremo julgue com urgência ações que tramitam na Corte, sob o argumento do princípio constitucional da presunção de inocência.

“Às vezes ouço dizerem que estamos pressionando o Supremo pelo julgamento. Não é pressão, mas o direito do presidente Lula ter resposta. Isso vale para qualquer cidadão. Esperamos que o Supremo faça isso para que possamos atravessar esse ano de 2018 com alguma normalidade democrática”, disse o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, coordenador do programa de governo de Lula e apontado como ‘Plano B’ do partido.

A estratégia do PT ainda é a de registrar a candidatura de Lula à Presidência em 15 de agosto, último dia do prazo fixado pela Lei Eleitoral, mesmo que ele esteja preso. Nesse caso, a sigla baterá na tecla de que o ex-presidente é um preso político.

Ciro

O ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência pelo PDT, disse nesta segunda, em São Paulo, que não vê o ex-presidente Lula na disputa presidencial e, com isso, cresce sua responsabilidade de representar o setor que ficará “deserdado”, segundo ele, com a ausência do petista. “Lamento profundamente, mas constato apenas por constatar que é muito improvável a presença de Lula no processo. Portanto cresce muito a minha responsabilidade de interpretar este arco deserdado por uma fatalidade”, afirmou.

Por AE

Pernambuco tem primeira paciente investigada por febre amarela

Mulher chegou de Mairiporã, em São Paulo, no último dia 7 com sintomas leves

Uma pernambucana de 37 anos está sendo investigada por febre amarela. A mulher chegou no estado no último dia 7, vindo de Mairiporã, em São Paulo, com febre. Foi atendida em um hospital particular e já recebeu alta médica. Ainda assim, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o caso está sendo analisado. Pernambuco não é considerado um estado de risco para transmissão ou circulação do vírus. Desde a década de 1930, não há registros em humanos ou animais.

Segundo George Dimech, diretor geral de Vigilância e Controle de Doenças Transmissíveis, a paciente só está sendo monitorada por conta do cenário nacional. São Paulo já registrou 223 casos e 11 óbitos confirmados devido à doença. “Ela foi atendida já no dia 9. Não teve hemorragia, icterícia e nem houve outros casos correlatos na família”, complementou o especialista. A amostra coletada da paciente foi encaminhada para o Instituto Evandro Chagas e ainda não há previsão de quando o exame ficará pronto.

O Ministério da Saúde atualizou, nesta terça-feira, as informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde sobre a situação da febre amarela no país. Desde o ano passado, os informes seguem a sazonalidade da doença, que acontece, em sua maioria, no verão. Portanto, o período analisado desde então é de 1º de julho a 30 de junho de cada ano. No período de monitoramento (que começa em julho/2017 e vai até junho/2018), foram confirmados 35 casos de febre amarela no país sendo que 20 vieram a óbito (até 14 de janeiro deste ano). Ao todo, foram notificados 470 casos suspeitos, 145 permanecem em investigação e 290 foram descartados.

O ministro da Saúde substituto, Antônio Nardi, reforçou a importância da vacinação da população que mora nas áreas com recomendação de vacina e explicou que, como medida adicional de segurança, o Ministério da Saúde solicitou mais 20 milhões de seringas específicas para fracionamento. A ação faz parte da estratégia de medidas de prevenção da febre amarela do Governo Federal.

VACINAÇÃO - Por não haver risco de transmissão da doença no estado, o Ministério da Saúde considera Pernambuco como Área Sem Recomendação de Vacina (ASRV). Sendo assim, não há a necessidade de vacinação para seus residentes. A vacina só é indicada para aqueles que viajarão, por motivo de férias ou trabalho, para as Áreas Com Recomendação de Vacina (ACRV) devido ao risco de transmissão. A Secretaria de Saúde de Pernambuco ressalta que está abastecida do imunizante para o público que tem indicativo para o uso.

DISTRIBUIÇÃO DOS CASOS DE FEBRE AMARELA NOTIFICADOS NO PAÍS
Período: 01/07/2017 até 14/01/2018

1 2 3 4

Por Diário de Pernambuco, com informações do Ministério da Sáude e da repórter Alice de Souza

MPPE abre inquéritos civis para investigar possíveis irregularidades em seleções simplificadas na prefeitura de Caruaru

O Ministério Público de Pernambuco instaurou mais dois inquéritos civis para investigar supostas irregularidades na contratação temporária de pessoas para as Secretarias de Planejamento, Orçamento e Gestão, Fazenda, Administração e Controladoria Geral da Prefeitura de Caruaru.

De acordo com o MPPE, o edital n° 006/2017 apresenta “ilegalidade quanto ao prazo de validade do certame e o aproveitamento dos inicialmente não classificados”, diz o texto. Ainda de acordo com o MPPE, “houve evidente afronta a recomendação 002/2017 desta promotoria de justiça, praticados pelos secretários municipais, podendo inclusive gerar tipificação de ato de improbidade administrativa”, diz.

Mais um
O segundo Inquérito é para investigar supostas irregularidades na contratação temporária de pessoas para a Secretaria da Fazenda. De acordo com o MPPE, o edital n° 007/2017 apresenta ilegalidade quanto ao prazo de validade do certame e o aproveitamento dos “inicialmente não classificados”.

“Em evidente afronta a recomendação 001/2017 desta promotoria de justiça, praticados pelos secretários municipais, podendo inclusive gerar tipificação de ato de improbidade administrativa”, diz o texto.

Os dois inquéritos foram instalados pelo promotor Marcos Tieppo e publicados no Diário Oficial desta quarta-feira (20).

Por Mário Flávio

MPPE instaura inquérito para investigar concurso do TJPE

Investigação foi motivada por denúncias de candidatos. Órgão vai notificar Tribunal e a organizadora, IBFC

Depois de denúncias de irregularidades, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) publicou portaria, no Diário Oficial desta sexta (24), na qual resolve investigar, sob sigilo, o concurso para o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). O certame foi realizado no último dia 15 de outubro pelo Instituto Brasileiro de Formação e Qualificação (IBFC), e teve 179.548 inscritos concorrendo a 109 vagas.

Protesto dos candidatos ao TJPE Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Protesto dos candidatos ao TJPE
Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Na publicação, o MPPE divulgou que vai analisar documentos encaminhados à procuradoria, incluindo “aquelas denúncias em que o (a) denunciante tenha se mantido em anonimato” e outros que venham a ser anexados. O MPPE vai notificar o Tribunal e o IBFC para que conheça o conteúdo do inquérito e fará um levantamento minucioso de provas.

Entre a documentação que deverá ser levantada na investigação estão o estatuto de constituição do IBFC, a lista de todos os candidatos inscritos que compareceram e seus respectivos locais de prova, assim como minucias como o livro de ocorrências, registros ou denúncias havidas em cada prédio onde foram aplicadas as provas, a quantidade de detectores de metal utilizados em cada prédio. Este é um dos pontos que receberam reclamações dos candidatos, a ausência desses aparelhos nos locais de provas, assim como identificação nas folhas de redação, contrariando o que estava previsto no edital do concurso.

Por Folhadepe

PF mira fraudes ao Enem e a concursos públicos em três estados

Ao todo estão sendo cumpridos 36 mandados em três estados no Nordeste

Um esquema de fraudes a concursos públicos e a processos seletivos para ingresso no ensino superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016 e deste ano é alvo de uma operação da Polícia Federal nesta manhã de quarta-feira (8/11).

Foto: ENEM/Divulgação

Foto: ENEM/Divulgação

Ao todo estão sendo cumpridos 36 mandados, sendo: 21 de busca e apreensão; quatro de prisão preventiva e 11 de condução coercitiva, nos Estados do Ceará (Fortaleza, Juazeiro, Barbalha, Mauriti, Abaiara e Lavras da Mangabeira), Paraíba (São José de Piranhas e Cajazeiras) e Piauí (Teresina).

Cerca de 90 policiais federais participam da Operação Adinamia, visando à coleta de provas dos delitos cometidos, quais sejam: fraudes a processo seletivo e concursos públicos, organização criminosa e lavagem de dinheiro, crimes, cujas penas preveem prisão de 1 a 4 anos, 3 a 8 anos e 3 a 10 anos de prisão, respectivamente, e multas.

Por: Correio Braziliense

NOTA – Governador chama operação da PF de espetáculo desproporcional

governo do estado de Pernambuco se pronunciou oficialmente no final da manhã desta quinta-feira (09/11) sobre a Operação Torrentes, deflagrada na manhã desta quinta-feira pela Polícia Federal para desarticular um esquema criminoso de desvio de recursos públicos, fraudes em licitações e corrupção de servidores públicos vinculados à Secretaria da Casa Militar do Estado de Pernambuco. Ao todo 70 mandados judiciais estão sendo cumpridos no estado, sendo 15 de prisões temporárias, 19 de conduções coercitivas e 36 de busca e apreensão. A ação tem como alvos o Palácio Campo das Princesas (sede do governo do estado), o prédio da Vice-Governadoria, no bairro de Santo Amaro, além de imóveis nos bairros da Torre, Graças e Beberibe – todos do Recife – e de Casa Caiada, em Olinda.

Screenshot_20171110-064300~2

Em nota, o governador Paulo Câmara classificou a operação de “espetáculo desproporcional” e ponderou que os prazos de prestação de conta ainda estão em curso. Confira o texto na íntegra:

Com relação à operação da Polícia Federal e da Controladoria Geral da União realizada hoje (09.11) em prédios da Secretaria da Casa Militar do Estado, o Governo de Pernambuco reafirma a disposição de prestar todos os esclarecimentos necessários, como sempre tem feito quando solicitado por órgãos de controle e fiscalização. A Operação Reconstrução, ocorrida a partir de julho de 2010, envolveu recursos advindos do Estado de Pernambuco e da União, dirigidos ao atendimento emergencial às 120 mil pessoas da Zona da Mata Sul atingidas pela enchente, bem como o trabalho de reconstrução das cidades. As prestações de contas respectivas foram apresentadas a tempo e modo às autoridades competentes, estaduais e federais. Não foi descumprido nenhum prazo ou foi negada nenhuma informação por parte do Governo de Pernambuco. 

Com relação à Operação Prontidão, realizada após a enchente deste ano de 2017, os prazos de prestação de conta ainda estão em curso. A Operação Reconstrução construiu a Barragem de Serro Azul e cinco hospitais, o Hospital Regional de Palmares, os hospitais municipais de Água Preta, Cortês, Barreiros e de Jaqueira.  A Operação Reconstrução também entregou 12.131 mil casas; recuperou ou reconstruiu 71 pontes, recuperou 185 vias urbanas e 28 muros de arrimo em diversos municípios atingidos. 

A Operação Reconstrução recuperou, ainda, 63,13 quilômetros de rodovias e 203 quilômetros de estradas vicinais; reconstruiu 29 escolas atingidas, revitalizou a orla de Palmares; recuperou e reconstruiu 123 bueiros e 11 passagens molhadas, promoveu a dragagem do Rio Una e criou a Rede de Monitoramento Hidrometeorológico. É absolutamente lastimável o processo de espetacularização negativa das atividades de controle da atuação pública. O que assistimos hoje é exemplo da grave prática de buscar criminalizar toda a atuação dos agentes públicos e políticos. Os trabalhos da Operação Reconstrução envolveram grande número de servidores públicos, que realizaram um esforço extraordinário na missão de minimizar o sofrimento que as enchentes causaram à população pernambucana.

É lamentável a operação desproporcional realizada no Gabinete do chefe da Casa Militar, no Palácio do Campo das Princesas. O acesso a todos os documentos e equipamentos ali localizados, assim como a qualquer outro documento público, poderia ter sido solicitado sem a necessidade de qualquer ordem judicial. Logo que disponha de mais informações, o Governo de Pernambuco voltará a se pronunciar publicamente.

Lula sangra

Luiz Inácio Lula da Silva sobreviveu ao escândalo do mensalão. Manteve-se cacique único do PT e conservou apoios na sociedade mesmo depois da ruína provocada pela candidata que afiançou e levou ao Palácio do Planalto.

La justicia niega la primera apelación de Lula contra su condena a prisión

Alvo de múltiplas investigações de corrupção, liderava com 30% as intenções de voto à Presidência na mais recente pesquisa Datafolha, de junho. Condenado em primeira instância no mês seguinte, manteve-se agarrado ao discurso de perseguido pelas elites nacionais.

Seria prematuro, assim, afirmar que Lula esteja abatido de modo irremediável pelo depoimento em que um ex-ministro da Fazenda de seu governo, Antonio Palocci, confirmou com minúcias o fluxo caudaloso de propinas da construtora Odebrecht para dirigentes petistas, seus aliados e, em particular, seu líder máximo.

Pode-se dizer, isso sim, que até então nenhuma testemunha com tanta familiaridade com as entranhas do partido havia atestado o alcance da corrupção relatada por empreiteiros, funcionários e operadores diversos à Lava Jato.

Ocioso recordar o protagonismo de Palocci no primeiro mandato de Lula, que o alçou à condição de interlocutor preferencial do PT com o mercado financeiro e grandes empresários.

Esteve entre os coordenadores da campanha de Dilma Rousseff, de quem foi o primeiro chefe da Casa Civil. Um de seus papéis —no qual fracassou por durar pouco no cargo–era assegurar que a sucessora de Lula não poria em prática teses econômicas exóticas.

A versão de Palocci para o “pacto de sangue” firmado em 2010 com a Odebrecht —envolvendo propinas de R$ 300 milhões, inclusive as benesses imobiliárias para o presidente que saía — pode, claro, ser mentirosa. Mas não por desconhecimento de causa.

Dizem os petistas que o ex-ministro, também condenado por corrupção, cria um enredo para se tornar delator e ter reduzida sua pena.

Nada disso altera o essencial: a Petrobras e outros setores do governo foram devastados por desvios bilionários e gestões irresponsáveis, e a cada dia é mais inverossímil que tudo tenha se dado sem a anuência, se não a participação interessada, da cúpula do partido.

Alvo da rejeição de quase metade dos eleitores brasileiros, Lula mistura, com retórica agressiva e demagógica, um projeto de candidatura presidencial e uma estratégia de defesa política.

Trata-se de combinação perigosa, ainda mais em um cenário de fragilidade da economia e descrédito das lideranças partidárias. Resta ao país aguardar que a Justiça defina o quanto antes a condição do alquebrado ex-presidente.

Por Folha de S.Paulo – EDITORIAL

Entenda o que está em jogo com a investigação das delações da JBS

Gravação sinaliza que executivos omitiram informações. Caso suspeitas sejam confirmadas, benefícios do acordo podem ser cancelados

Gravação de quatro horas de duração, entregue pela defesa do empresário Joesley Batista à Procuradoria-Geral da República na última quinta-feira (31), provocou um turbilhão político no começo da noite desta segunda-feira (4).

Janot classificou como "gravíssimos" os fatos descobertos com a gravação entregue pela própria JBS: "referências indevidas" ao MPF e ao Supremo (foto: Reprodução/EM)

Janot classificou como “gravíssimos” os fatos descobertos com a gravação entregue pela própria JBS: “referências indevidas” ao MPF e ao Supremo (Foto: Reprodução/EM)

O conteúdo do áudio, que permanece em sigilo, pode culminar na suspensão do acordo de delação premiada firmado com executivos do grupo J&F, que controla a JBS, e também coloca a PGR e o Supremo Tribunal Federal (STF) no centro das denúncias da Lava-Jato. De acordo com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, dois delatores fazem “referências indevidas” ao Ministério Público Federal e ao STF em uma conversa.

Em uma coletiva de imprensa, convocada às pressas, Janot detalhou os arquivos recebidos e classificou como “gravíssimos” os fatos descobertos. Os arquivos foram entregues na quinta-feira e o MPF montou uma força-tarefa para analisar o conteúdo. “Colocamos todo mundo em regime de plantão.

Na sexta de manhã, à tarde e à noite, os servidores trabalharam. Uma colega ouviu esta gravação domingo pela manhã, no anexo de um processo que envolve um parlamentar e que não tem nada a ver com isso. O áudio é muito grave. Revela uma conversa entre dois colaboradores, que, ao que parece, não sabiam que estavam sendo gravados e fizeram referências indevidas ao Ministério Público e ao Supremo Tribunal Federal (STF)”, diz Janot.

Caso confirmadas, as suspeitas podem representar uma quebra de acordo entre os executivos e os procuradores do Ministério Público Federal. Com isso, todos os benefícios concedidos a Joesley Batista e Ricardo Saud, um dos executivos da JBS, serão cancelados. Entre os termos do acordo de colaboração premiada está a autorização para que Joesley Batista fique em liberdade, possa continuar na presidência da empresa e até viajar para o exterior.

O Ministério Público já abriu um procedimento para revisar o acordo de delação com os executivos. Inicialmente, estava previsto o prazo de 120 dias, a partir da homologação, para que os colaboradores entregassem provas que confirmassem os fatos apresentados nos depoimentos prestados em abril. Caso os documentos não fossem enviados, os delatores poderiam ser acusados de omissão. A lei que institui a delação premiada prevê a redução de benefícios ou o cancelamento do acordo caso informações sejam omitidas no decorrer do processo. No entanto, as provas já apresentadas continuam valendo, mesmo em eventual suspensão dos benefícios.

Críticas

De acordo com informações da PGR, a principal gravação, que coloca o órgão e o STF sob suspeitas, possivelmente foi registrada em 17 de março deste ano. Janot afirmou que “as informações que constam no diálogo trazem meras elucubrações, sem qualquer respaldo fático, mas que há elementos que necessitam ser esclarecidos”.

Nessa gravação, os delatores falam sobre suposta atuação do ex-procurador da República Marcello Miller, dando a entender que auxiliava na confecção de propostas de colaboração para serem fechadas com a Procuradoria-Geral da República. Miller era o braço direito de Janot e integrou o grupo de trabalho da Lava-Jato na PGR entre 2014 e 2016. Após deixar o trabalho no Ministério Público, em março deste ano, Miller foi contratado por um escritório de advocacia no Distrito Federal que representou a J&F durante parte das negociações do acordo com o MPF. Em um despacho enviado ao STF, o procurador pede que o ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo, decida sobre a divulgação dos áudios envolvendo Miller.

As revelações ocorrem em um momento que Janot prepara uma segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. Ele aguarda apenas a homologação da delação do doleiro Lúcio Funaro. O chefe do Ministério Público afirmou que os novos fatos não vão impedir o andamento dos demais procedimentos. “Se meu ex-colega praticou algum ato ilícito, não interfere nas denúncias que eu pretendo oferecer ou não.”

A defesa dos executivos da J&F rebateu as alegações apresentadas pelo Ministério Público Federal sobre a nova gravação. “A interpretação precipitada dada ao material entregue pelos próprios executivos à Procuradoria-Geral da República será rapidamente esclarecida, assim que a gravação for mais bem examinada. Conforme declarou a própria PGR, em nota oficial, o diálogo em questão é composto de ‘meras elucubrações, sem qualquer respaldo fático’. Ou seja, apenas cogitações de hipóteses — não houve uma palavra sequer a comprometer autoridades”, destaca a nota.

O advogado Antônio Claudio Mariz de Oliveira, que defende o presidente, afirmou que a notícia foi “recebida com alívio por Temer”.

O defensor também declarou que espera que isso seja suficiente para impedir uma nova denúncia contra o peemedebista. “Isso muda tudo. Nós, de uma certa forma, já previmos que a prova que serviu de base para a denúncia contra o presidente estava cheia de vícios, irregularidades, ilegalidades. Há aspectos hoje comentados pelo procurador-geral que já haviam sido denunciados por nós, como a absurda participação do procurador Marcelo Miller em um escritório de advocacia para trabalhar na leniência da própria J&F, sendo que este procurador compunha o estafe do procurador-geral”, afirmou.

O que está em jogo

A delação da JBS revela como executivos da maior empresa de carnes do mundo pagou propina para políticos e funcionários públicos com a finalidade de obter vantagens em contratos. Confira alguns pontos:

» A delação coloca o presidente Michel Temer como suspeito dos crimes de corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa. Temer nega qualquer envolvimento com o esquema.

» O senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) e o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que foi assessor direto de Temer, também são citados na delação.

» Outro delator, Ricardo Saud, diretor de Relações Institucionais da holding J&F, que é a controladora da JBS, disse que Temer teria recebido valores próximos a R$ 15 milhões em pagamentos de vantagens indevidas na campanha eleitoral de 2014.

» Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff também são citados na delação. Em 2009, o Banco Nacional de Desenvolvimento comprou R$ 2 bilhões em títulos da JBS. Durante a gestão dos petistas, a empresa teve um crescimento de mais de 4.000%

» Nesta operação bilionária, Joesley teria depositado R$ 50 milhões em uma conta no exterior. O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega disse, segundo o delator, que o dinheiro seria para Lula.

» Em 2010, Mantega pediu a abertura de uma nova conta, desta vez destinada a depósitos para Dilma Rousseff. O valor seria usado na campanha eleitoral da petista.

O que disse Janot nessa segunda-feira

» Uma gravação, de quatro horas de duração, aponta que os executivos da J&F omitiram informações. A gravação estava no anexo do processo dedicado ao presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI).

» O ex-procurador da República Marcello Miller auxiliaria na confecção de propostas de colaboração para serem fechadas com a Procuradoria-Geral da República, o que é crime e ato de improbidade administrativa.

» Em uma conversa gravada sem querer por Joesley, dois delatores fazem referências indevidas à Procuradoria-Geral da República (PGR) e ao Supremo Tribunal Federal (STF). O conteúdo do áudio é mantido em sigilo.

Do Estado de Minas

Polícia Federal faz buscas em empresas suspeitas de adulterar leite no Agreste

Na manhã desta sexta-feira (04), a Polícia Federal deu início às buscas em empresas suspeitas de adulterar leite produzido no Agreste de Pernambuco. A “Operação Longa Vida” está sob a responsabilidade de investigar fraudes em estabelecimentos localizados nas cidades de Pedra, Bom Conselho, São Bento do Una e Belo Jardim.

A suspeita é de que o produto estaria com água em excesso e teria na composição soda cáustica, água oxigenada, urina, álcool etílico, sacarose, ácido lático e a bactéria causadora da meningite, segundo a assessoria de imprensa da PF. Além do leite, existe suspeita de contaminação em queijos e manteigas.

Nova Replay, nós estamos onde a notícia está!

Altinho-PE: Ex-companheiro é o principal suspeito de assassinar mulher

Djalma como é conhecido, é o principal suspeito de mandar executar a ex-companheira, Josilene da Silva Simões, com a idade de 22 anos, morta a tiro dentro de sua casa, no loteamento Novo Altinho, nesta noite de sexta-feira (25). 

Suspeito e a vítima durante uma cavalgada (Foto retirada das Redes Sociais)

Segundo informações de conhecidos, a vítima viveu um relacionamento conturbado com o suspeito, com o qual teve uma filha de menos de 2 anos de idade, mas devido a agressividade do mesmo resolveu se separar e ir morar com a família da irmã. 

Depois do ocorrido a Polícia Militar de Altinho, comandada pelo Subtenente a Arthur, deteve o suspeito em sua casa, localizada no Sítio Cajueiro e o conduziu a Delegacia de Cupira para investigar o caso.

Matéria: Gustavo Andrade

TV Replay, informações é aqui!

Caruaru-PE: Jajá reclama de segurança e pede intervenção da câmara de vereadores

Na sessão da Câmara desta terça-feira (22), o vereador Jajá (PPS) falou dos últimos acontecimentos que ocorrerão com ele desde sua entrada ao parlamento. Criticou o trabalho da Poíicia Militar e pediu intervenção da câmara para início de investigações em seu favor.

Confira!

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Investigação – Polícia Federal no gabinete do prefeito

 1

Agentes da Polícia Federal estiveram no gabinete do prefeito José Queiroz para levar um ofício solicitando os nomes dos integrantes da Comissão Permanente de Licitação da Prefeitura de Caruaru. Foi solicitado que a Polícia Federal investigue as denúncias de irregularidades apontadas no relatório da Controladoria Geral da União (CGU) sobre a gestão municipal, especialmente no uso dos recursos da educação. Já foi instaurado inquérito e as investigações começaram, sendo conduzidas pela delegacia da PF em Caruaru.

Fonte: http://www.blogdovanguarda.com.br/index.php?pagina=arquivo&id=11948#.UiSV_EkcZbk.facebook

Limoeiro-PE: Operação fiscaliza farmácias suspeitas de revender leites pediátricos adulterados

Polícia já flagrou dois pontos revendendo os produtos impróprios para o consumo e prendeu os responsáveis pelas farmácias.

Uma operação da Delegacia do Consumidor está fiscalizando nove farmácias na Região Metropolitana e na cidade de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, suspeitas de revender leites pediátricos com adulteração nos lotes e validades. De acordo com a polícia civil, a denúncia do comércio ilegal partiu da própria empresa produtora da marca.

 1

Investigações confirmaram a prática, dando prosseguimento à Operação Leite Seguro, que até o momento, já flagrou dois pontos revendendo os produtos impróprios para o consumo. Os responsáveis pelas farmácias foram detidos e estão sendo autuados em flagrante na Delegacia do Consumidor. 

O crime contra a saúde pública prevê pena de até cinco anos de reclusão. Os detidos serão encaminhados até o final do dia para o Centro de Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima.

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/economia/2013/07/30/internas_economia,453332/operacao-fiscaliza-farmacias-suspeitas-de-revender-leites-pediatricos-adulterados.shtml

Jaboatão dos Guararapes-PE: Polícia acredita que mortes em motel tenham motivação passional

MOTEL

 

A polícia acredita que o crime que permeia a morte de um casal dentro de um quarto do Motel Lemon, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes, tenha sido passional.

Carlos Alexandre da Silva, de 28 anos, teria atirado na cabeça e no pescoço da ex-namorada, Maria Águida da Silva, 21, e depois se matado com um disparo na cabeça.
Segundo os investigadores, o homem já foi preso em flagrante no último ano sob suspeita de roubo qualificado e em janeiro deste ano foi solto. Na última segunda-feira (06), ele desembarcou no Recife depois de passar um tempo em São Paulo e procurou Maria Águida, que estava largando do trabalho. Juntos, foram ao motel, onde aconteceu o crime.
A vítima ainda tentou pedir ajuda, ligando para a recepção, que não entendeu a mensagem porque ela falava em voz baixa. Os corpos foram encontrados somente nesta manhã.
Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br

Como usar o Twitter para identificar psicopatas

Você sabia? Podemos identificar um psicopata por meio das palavras que ele usa no twitter. Pesquisa pode ajudar as autoridades a encontrar os deliquentes e previnir crimes e ataques terroristas.

As principais características das pessoas desagradáveis são reveladas de uma maneira simples nas redes sociais: por escrito. Ou melhor, na forma como eles escrevem. Isso significa que com a análise dos tweets de um usuário é possível revelar se ele ou ela é narcisista, maquiavélico, ou pior: psicopata.

De acordo com os pesquisadores, os “estilos” de escrita escolhido por essas pessoas são palavras de maldição, reações de raiva para outras pessoas, incluindo palavrões e uso das palavras “ódio”, “nós”, “blá”, “eu quero dizer” e “hum”. Para Chris Sumner, pesquisador da Fundação de Privacidade Online (Online Privacy Foundation) , nos Estados Unidos, os modelos algorítmicos desenvolvidos pela sua equipe poderiam ser usados para comparar os traços de caráter entre os diferentes países com base no Twiter.

A equipe de investigação recrutou vários usuários normais do Twitter para participar no estudo. Os participantes passaram por um teste de personalidade que os classificou de 1-5 para oito características de psicopatas. Mais de 3.000 usuários se voluntariaram para a pesquisa. Cerca de 40 utilizadores foram avaliados com elevados traços desagradáveis.

Os cientistas tentaram construir um modelo que correlaciona os dados do Twitter com as pontuações dos usuários recebidos nos testes de personalidade. Esses modelos primitivos foram, então, aplicados para o segundo conjunto de usuários para ver com precisão as pontuações que os usuários do Twitter obtiveram em seus testes.

Porém, Sumner afirma que o fato de uma pessoa ter uma alta pontuação não significa que ela é delinquente. Essas informações são úteis para prevenir crimes e ataques terroristas. Você pode usá-lo também para analisar os seus seguidores e outros usuários.

Fonte: universia.com.br

Policiais federais entram em greve hoje

Os policiais federais iniciam hoje uma greve por tempo indeterminado. Os servidores federais em Pernambuco resolveram, por unanimidade, aderir à greve nacional da categoria em assembleia realizada na sexta-feira passada.

Serviços como investigações, registros de armas, entre outros ficam interrompidos. Já os serviços nos portos e aeroportos serão mais rigorosos, o que poderá ocasionar atrasos de voos e liberação de navios.

Na manhã desta terça-feira, os profissionais deverão se reunir no pátio da Superintendência e Infantaria da PF em Pernambuco para entrega das armas e início oficial da movimentação. Na próxima sexta-feira os representantes do sindicato voltarão a se reunir. Caso não haja negociações com o governo federal, a categoria seguirá parada por tempo indeterminado.

Pernambuco não é o único estado a aderir à greve. Paraná e Rio Grande do Sul já haviam oficializado a paralisação. Os policiais reivindicam a reestruturação salarial e de carreira, o reconhecimento em lei do nível superior e melhores condições de trabalho.

 

Fontes:<http://www.diariodepernambuco.com.br>;<g1.globo.com.br>, acessso dia 07/08/2012.