Cachoeirinha-PE: Prefeitura suspende aulas por “falta generalizada de combustíveis e gás de cozinha”

A Prefeitura de Cachoeirinha, no Agreste de Pernambuco, decidiu suspender as aulas da Rede Municipal de Ensino. A decisão foi tomada devido a “falta generalizada de combustíveis” nos postos e o “gás de cozinha”.

Screenshot_20180528-211958~2

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que nos próximos dias ficará inviável a movimentação da frota escolar, principalmente pela falta de óleo diesel.

Confira a nota na íntegra:

NOTA OFICIAL

Em virtude da paralisação dos caminhoneiros, que está afetando diretamente o abastecimento de combustíveis e gás de cozinha, e consequentemente, prejudicando o funcionamento das unidades escolares, dessa forma as aulas da Rede Municipal de Ensino estão suspensas por tempo indeterminado.

Contamos com a compreensão de todos e esperamos retornar com nossas atividades o mais breve possível.

Cachoeirinha, 28 de maio de 2018.

Secretaria de Educação Rosemary Ramos e Silva

Recife-PE: Posto é interditado por vender gasolina a R$ 8,99

Multa pode chegar a R$ 3 milhões. Nesta quinta-feira, órgão continuará a fiscalizar as bombas

Equipes do Procon-PE interditaram quatro postos por prática de preços abusivos no Recife nesta quarta-feira (24). O caso mais grave foi o do Posto Federal, localizado na Herculano Bandeira, no bairro do Pina. O estabelecimento estava cobrando o valor de R$ 8,999 no litro da gasolina, um preço muito acima do que vinha sendo praticado no mesmo posto antes da greve dos caminhoneiros. Durante à tarde, outros dois postos, localizados na Avenida Norte, no bairro de Santo Amaro, foram autuados pelos preços praticados, que eram de R$ 5,599 e R$ 4,999 por litro, respectivamente. O quarto estabelecimento autuado nesta quarta-feira foi em Boa Viagem, na Zona Sul. A gasolina estava sendo vendida a R$ 4,899. Mas, no dia anterior, o preço era de R$ 4,399.

(Foto: Luisi Marques / JC Imagens)

(Foto: Luisi Marques / JC Imagens)

Roberto Campos, gerente de fiscalização do Procon-PE explica que os preços abusivos descumprem o artigo 39, inciso X, do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que fala sobre elevar sem justa causa o preço de produtos ou serviços. “O motivo de desabastecimento não é justificativa para postos aumetarem os preços da gasolina que já está nas bombas. O que identificamos é que alguns donos de postos estãos se aproveitando da situação para aumentar os preços de forma indevida. É uma trasngressão da lei e pode gerar multa de R$ 1.050 até R$ 3 milhões”, esclarece.

Ele ressalta que na próxima semana, no dia 29, o Procon irá se reunir com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustíveis) para debater o assunto. Para os consumidores, Roberto Campos lembra que o Procon está recebendo denúncias sobre preços abusivos no combustível através do 0800 2821512. O Procon Recife também está recebendo denúncias através do 0800 28 11 311.

Por Diário de Pernambuco

Funcionários dos Correios entram em greve nesta segunda-feira; serviços ainda estão em funcionamento

Segundo a empresa, greve é ilegal. Em nota divulgada na tarde desta segunda-feira (09), Correios afirmam que, apesar da greve, agências ainda estão funcionando normalmente

Os funcionários dos Correios entram em greve nesta segunda-feira (12), em todo o Brasil, por tempo indeterminado. O principal motivo da paralisação é evitar mudanças no plano de saúde dos funcionários, que envolvem a cobrança de mensalidades do titular e de dependentes. Funcionários que trabalham de madrugada paralisaram as atividades a partir das 22 horas do domingo, (11).

Situação será avaliada até o fim desta segunda-feira, segundo os Correios. Foto: Kelsen Fernandes

Situação será avaliada até o fim desta segunda-feira, segundo os Correios. Foto: Kelsen Fernandes

No Recife, a greve não foi reconhecida pela empresa e em forma de nota, os Correios de Pernambuco afirmam que situação ainda está sendo avaliada até o fim do dia: “Neste momento, nenhum serviço está parado, todas as agências estão funcionando. A adesão a greve é medida no decorrer da manhã, por sistema eletrônico, e analisada à tarde.”

Confira a nota na íntegra: 

A greve é um direito do trabalhador. No entanto, um movimento dessa natureza, neste momento, serve apenas para agravar ainda mais a situação delicada pela qual passam os Correios e afeta não apenas a empresa, mas também os próprios empregados. Esclarecemos à sociedade que o plano de saúde, principal pauta da paralisação anunciada para a próxima segunda-feira (12) pelos trabalhadores, foi discutido exaustivamente com as representações dos trabalhadores, tanto no âmbito administrativo quanto em mediação pelo Tribunal Superior do Trabalho e que, após diversas tentativas sem sucesso, a forma de custeio do plano de saúde dos Correios segue, agora, para julgamento pelo TST.

A empresa aguarda uma decisão conclusiva por parte daquele tribunal para tomar as medidas necessárias, mas ressalta que já não consegue sustentar as condições do plano, concedidas no auge do monopólio, quando os Correios tinham capacidade financeira para arcar com esses custos.

Situação

Segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), a direção da empresa quer que os funcionários arquem com mensalidades do plano, assim como a retirada de dependentes. Além disso, afirma, o benefício poderá ser reajustado conforme a idade, chegando a mensalidades acima de R$ 900,00. 

A greve também servirá para protestar contra as alterações no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), a terceirização na área de tratamento, a privatização da empresa, suspensão das férias dos trabalhadores, extinção do diferencial de mercado e a redução do salário da área administrativa. A categoria defende ainda a contratação de novos funcionários via concurso público e o fim dos planos de demissão.

Ainda na tarde desta segunda-feira (09), os Correios de Pernambuco reforçaram, através de uma nova nota oficial, sua posição em relação a greve aderida por alguns sindicatos de outros estados.

Confira a nova nota na íntegra:

Os Correios vêm a público prestar esclarecimentos à sociedade sobre a paralisação de empregados que está ocorrendo nesta segunda-feira (12). Mesmo reconhecendo que a greve é um direito do trabalhador, a empresa entende o movimento atual como injustificado e ilegal, pois não houve descumprimento de qualquer cláusula do acordo coletivo de trabalho da categoria.
 
Com o objetivo de ganhar a opinião pública, as representações dos trabalhadores divulgaram uma extensa pauta de reivindicações que nada têm a ver com o verdadeiro motivo da paralisação de hoje: a mudança na forma de custeio do plano de saúde da categoria.
 
O movimento está relacionado, essencialmente, às discussões sobre o custeio do plano de saúde da empresa, que atualmente contempla, além dos empregados, dependentes e cônjuges, também pais e mães dos titulares. O assunto foi discutido exaustivamente com as representações dos trabalhadores desde outubro de 2016, tanto no âmbito administrativo quanto em mediação pelo Tribunal Superior do Trabalho, que apresentou proposta aceita pelos Correios mas recusada pelas representações dos trabalhadores. Após diversas tentativas de acordo sem sucesso, a empresa se viu obrigada a ingressar com pedido de julgamento no TST.
 
Para se ter uma ideia, hoje os custos do plano de saúde dos trabalhadores representam 10% do faturamento dos Correios, ou seja, uma despesa da ordem de R$ 1,8 bilhão ao ano.
 
No momento, a empresa aguarda uma decisão por parte daquele tribunal. A audiência está ocorrendo nesta tarde.
 
Crise financeira – Conforme amplamente divulgado pelos meios de comunicação, os Correios enfrentam uma grave crise financeira, fruto da queda expressiva do volume de correspondências, objeto de monopólio, e da falta de investimentos em novos negócios, nos últimos anos, que garantissem não só a competitividade, mas também a sustentabilidade da empresa. Estes, dentre outros fatores, vêm repercutindo nas contas dos Correios e, neste momento, um movimento dessa natureza serve apenas para agravar ainda mais a situação delicada da estatal e, consequentemente, de seus empregados.
 
Serviço – A paralisação parcial, iniciada nesta segunda-feira (12) por alguns sindicatos da categoria, ainda não tem reflexos nos serviços de atendimento dos Correios. Até o momento, todas as agências, inclusive nas regiões que aderiram ao movimento, estão abertas e todos os serviços estão disponíveis.
 
Neste fim de semana (10 e 11), os Correios já colocaram em prática seu Plano de Continuidade de Negócios, de forma preventiva, para minimizar os impactos à população. Até o momento, a paralisação está concentrada na área de distribuição — levantamento parcial realizado na manhã de hoje mostra que 87,15% do efetivo total dos Correios no Brasil está presente e trabalhando — o que corresponde a 92.212 empregados, número apurado por meio de sistema eletrônico de presença. Em Pernambuco, 91,5% do efetivo está presente e trabalhando — o que corresponde a 3.045 empregados.


Por Diário de Pernambuco com informações da AE

 

Trabalhadores dos Correios entrarão em greve a partir desta segunda-feira (12)

greve é por tempo indeterminado

Os trabalhadores dos Correios vão começar uma greve nacional a partir desta segunda-feira (12). A paralisação será por tempo indeterminado e é um protesto contra direitos que estão sendo cortado dos trabalhadores, segundo o diretor de Comunicação do SINTECT-PE, Eliomar Macaxeira. “A empresa tem uma má gestão, e querem jogar nas costas dos trabalhadores”, continuou. 

Agência dos Correios Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

Agência dos Correios
Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

O diretor enfatiza que o principal direito cortado é a retirada de pais e mães dos trabalhadores da cobertura do plano de saúde dos Correios, Postal Saúde. Além disto, há uma implantação de mensalidades e coparticipações em procedimentos e exames, que, segundo os trabalhadores, é desproporcional ao próprio salário. 

Na segunda (12), pela manhã, haverá piquetes nas unidade. No período da tarde, a categoria se concentrará na sede do SINTECT-PE no Recife, e nas sub sedes do Agreste e do Sertão, respectivamente em Caruaru e em Petrolina.

Por Folhape

Servidores dos Correios decidem deflagrar greve por tempo indeterminado

Assembleias de trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) em todo Brasil decidiram entrar em greve a partir das 22h desta terça-feira (19) por tempo indeterminado. Em Pernambuco, os trabalhadores fizeram assembleias no Recife, em Garanhuns e nas subsedes do Agreste, em Caruaru, e do Sertão, em Petrolina. Nesta quarta (20), o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos em Pernambuco (SINTECT-PE), realizará piquetes nos setores e, à tarde, haverá nova assembleia em horário ainda a ser definido.

assembleiarecife_credito-sintectpe

Até o momento, também aderiram à greve trabalhadores de Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Brasília, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Juiz de Fora, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte, Santos, São José do Rio Preto, Sergipe, Santa Catarina, Vale do Paraíba e Uberlândia.

As negociações junto à ECT vêm ocorrendo em Brasília, sem grandes avanços. Além de adiar a negociação por três vezes e jogar vários temas para depois do combinado, a empresa segue retirando cláusulas e sugerindo alterações que ferem apenas os direitos dos trabalhadores. O Comando Nacional de Mobilização e Negociação (CNMN) vai permanecer em Brasília para tentar manter as negociações.

Para o secretário-geral da Federação dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos (FENTECT), José Rivaldo da Silva, a empresa está promovendo o terrorismo contra os trabalhadores, sempre acusando as representações sindicais, com discurso de levar o empregado a refletir. “Reflexão a gente faz todos os dias nessa empresa. É melhor morrer vermelho do que viver o tempo todo amarelo e nós não vamos amarelar, entregando nossos direitos. A empresa já tinha essa proposta de retirada de direitos desde o primeiro dia. Vamos estar aqui no sábado, no domingo, qualquer dia que for necessário, mas não haverá nenhum recuo da categoria, vamos negociar na greve”, declarou.

Após 5 meses, universidades federais encerram greve a partir desta terça-feira (13)

protestoprof

Professores e funcionários técnico-administrativos das instituições federais em greve, começam a voltar às aulas e aos trabalhos a partir desta terça-feira (13) em todo o país. Segundo o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), a greve durou 139 dias e afetou “cerca de 50 instituições federais de ensino”, entre universidades e institutos.

Entre outras reivindicações, eles exigiam valorização salarial e melhores condições de trabalho. Durante a paralisação, sindicatos e Ministério da Educação (MEC) trocaram críticas sobre falta de diálogo e intransigência.

Renato Janine Ribeiro, então ministro da Educação, afirmou, em setembro, que “o MEC negocia desde o início da greve” com os sindicatos. “Negociamos e aceitamos o que consideramos justo e viável”, afirmou ele, em seu perfil pessoal no Facebook. “Os secretários continuam recebendo [os professores e funcionários grevistas], sempre sob minha orientação e direção.”

Em um comunicado divulgado neste domingo (11), o Andes afirmou que reduziu sua reivindicação de reajuste salarial de 27,3% para 19,7%, além de uma reestruturação do plano de carreira docente. O governo ofereceu reajuste de 5,5% para agosto de 2016 e 5% em janeiro de 2017.

Segundo o sindicato, apesar da decisão de encerrar a greve, os docentes e técnicos não aceitaram a proposta, e vão substituir os comandos locais de greve por comandos de mobilização, para seguir reivindicando um aumento salarial mais alto.

Atraso no Sisu

A greve de professores e servidores fez com que as matrículas dos aprovados na edição do segundo semestre do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) fosse adiada, em alguns casos, sem prazo. Estudantes ouvidos em reportagem do Jornal Nacional reclamaram da medida e se disseram inseguros sobre a indefinição. Ao telejornal, o secretário-executivo do MEC, Luiz Cláudio Costa, afirmou que todas as vagas dos candidatos aprovados no Sisu estão garantidas.

Do Blog do Mário Flávio

TV Replay, o que é bom se repete!

Canhotinho-PE: Conselho tutelar entra em greve por melhores condições de trabalho

O conselho tutelar de Canhotinho decidiu paralisar suas atividades a partir desta quarta-feira (22). Os conselheiros tutelares reivindicam melhores condições de trabalho, em relação a materiais de uso e espaço físico.

Segundo os conselheiros, a relação de material em falta é grande, entre os itens estão: Computador, impressora, linha telefônica, armários, estantes, pastas de arquivos, ventilador, cadeiras, mesa para computador, máquina fotográfica, pen drives, entre outros.

Além desses materiais, também é solicitado um veículo para atender às ocorrências, já que os conselheiros utilizam um carro que tem um contrato de aluguel para servir três vezes por semana, e melhorias no espaço físico, pois o piso está em situação precária e o teto precisaria ser forrado.

Uma das coisas que mais nos chamou a atenção foi a emissão de ofícios escritos a mão, por falta de computador e impressora.

Segundo os conselheiros, a paralisação continuará até que sejam resolvidas as questões exigidas, e só serão atendidos casos de extrema urgência.

“O que a gente quer é uma melhor estruturação para o conselho, para a gente servir melhor a comunidade, porque muita gente cobra uma coisa e muitas vezes nós somos limitados a fazer isso. Então o que a gente quer é melhorias”. - Wanderlei Silva

DSCF3228 DSCF3229

Linha telefônica cortada

Linha telefônica cortada

DSCF3231 DSCF3232

Situação das cadeiras

Situação das cadeiras

DSCF3234 DSCF3235

Ofícios feitos a mão

Ofícios feitos a mão

Documentos expostos

Documentos expostos

 

TV Replay, nós estamos onde a notícia está!

 

Ribeirão-PE: Vereador pode ser processado por racismo

Hoje (10/10) pela manhã, o operador de carro de som, Josinaldo Elias, procurou a Promotoria da cidade de Ribeirão, Zona da Mata Sul, para fazer uma denúncia de um fato ocorrido na última quarta-feira (08/10) na caminhada dos grevistas do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ribeirão.

???????????????????????????????2014-10-10 09.24.55 20141010_084716

Em entrevista a nossa equipe, o Sr. Josinaldo, nos relatou detalhadamente o que aconteceu:

“Eu estava prestando serviços a prefeitura municipal, e junto com os grevistas que estavam na caminhada, estava ele, o Vereador Fernandinho, que se sentiu incomodado com o meu trabalho, e simplesmente arrancou toda a fiação do meu carro, com isso, causou um curto circuito que queimou todos os módulos e a minha mesa de som. Eu tenho três filhos, e tiro o sustento da minha família com esses equipamentos, que agora estão inutilizados, e agora estou impossibilitado de atender os meus clientes, então, desde quarta-feira pra cá que recebo ligações e não posso trabalhar.”

1234684_10204159053970629_2368829330612493176_n 10153772_10204159053530618_6880412670982719657_n

“Além de destruir todo o meu ganha pão, o Vereador Fernandinho partiu pra agressão física e verbal, me chamou de “macaco”, “negro”, dentre outras coisas preconceituosas. Um Vereador, como representante do povo, deveria dar exemplo e não fazer isso que ele fez.”, disse o operador de carro de som, Josinaldo Elias

Estamos atentos ao desenrolar deste caso, aguardem mais informações e continuem nos acompanhando.

Assista, comente, curta, compartilhe e divulgue. Mande sugestões e críticas. Nossos contatos:

Reportagem: Yuri Raphael

Imagens: Alex Magno

TV Replay, o que é bom se repete!

Ribeirão-PE: Secretária de Educação fala sobre a greve dos Servidores Públicos

Em Assembléia realizada no dia (08/10), os servidores públicos do município de Ribeirão, Zona da Mata Sul, entraram em greve por tempo indeterminado, segundo o Presidente do Sindicato, o Sr. Moisés de Sousa. Este ato foi decretado em função do não cumprimento de acordos com o Poder Público municipal.

20141008_092752

Uma das áreas mais afetadas com a greve, é o setor da educação. Nossa equipe esteve conversando com a secretária de educação, a Srª.. Maria Helena, que relatou sobre o posicionamento da Prefeitura em relação ao ato:

20141008_101202 20141008_101207

“O dinheiro recebido pela Prefeitura, e destinado ao pagamento dos funcionários da educação e manutenção dos materiais referentes à educação, tudo está sendo pago. Com a queda do FPM os recursos que são repassados também sofrem um declínio, e esses recursos que são destinados à educação estão sendo rigorosamente repassados. Até o dia 10, iremos fazer os pagamentos das pessoas que trabalham na educação.”

Assista, comente, curta, compartilhe e divulgue. Mande sugestões e críticas. Nossos contatos:

Reportagem: Yuri Raphael

Imagens: Alex Magno

TV Replay, o que é bom se repete!

 

 

Ribeirão-PE: Servidores municipais fazem caminhada pelas ruas da cidade

Os servidores municipais da cidade de Ribeirão, Zona da Mata Sul de Pernambuco, realizaram, nesta quarta (08/10), uma caminhada pelas principais ruas da cidade.

???????????????????????????????

A caminhada teve como objetivo, dar publicidade as reivindicações do Sindicato.

???????????????????????????????

Estavam presentes na caminhada vários vereadores da bancada de oposição, aposentados, pensionistas e funcionários públicos, que buscavam melhorias na condição de trabalho e renda.

CAM00013

A concentração foi na sede do Sindicato e teve seu encerramento na frente da Prefeitura Municipal de Ribeirão.

01[1]

CAM01CAM02 CAM03

Acompanhe conosco todas as informações referentes a esta greve dos servidores públicos do município de Ribeirão.

Assista, comente, curta, compartilhe e divulgue. Mande sugestões e críticas. Nossos contatos:

Reportagem: Yuri Raphael

Imagens: Alex Magno

TV Replay, o que é bom se repete!

Ribeirão-PE: Greve geral dos servidores públicos decretada!

Aconteceu hoje (08/10), uma Assembléia no sindicato dos servidores públicos municipais de Ribeirão, no bairro da Vila Cohab, que teve como objetivo aprovar e decretar o estado de greve dos servidores públicos municipais.

Durante a Assembléia foram mostradas todas as dificuldades que os servidores públicos estão tendo, dentre elas o não recebimento dos salários e de acordos firmados com a gestão pública que até o presente momento não foram cumpridos.

01[1] 02[1]

Estavam presentes na reunião a Diretoria do Sindicato, servidores, aposentados, pensionistas e ativos além de autoridades e políticos.

Nossa equipe entrevistou o Presidente do Sindicato dos Servidores públicos Municipais de Ribeirão, Moisés de Sousa, que ao ser questionado dos motivos do decreto de greve nos disse:

???????????????????????????????

“Um dos principais motivos para ser decretada essa greve é o não cumprimento das obrigações da prefeitura para com os servidores.

Desde o ano passado, o prefeito se comprometeu a resolver os problemas dos servidores, hoje já são 08 de outubro e nenhuma Secretaria fez nada a respeito.

Em nenhum momento a Prefeitura abriu qualquer canal de diálogo com o Sindicato para negociar nada.

Pagar em dia não é favor é obrigação, o dinheiro vem, e ele só tem a função de repassar ,decretamos greve por tempo indeterminado, para que haja respeito pelos nossos trabalhadores, há 15 dias atrás mandamos um ofício para que a Prefeitura se manifestasse em até 72 horas, e ela não se pronunciou.”

04[1]

Em entrevista a nossa equipe, o professor Francisco Cícero, nos falou a respeito dos professores da cidade de Ribeirão:

???????????????????????????????

“Estamos sendo prejudicados pela falta de pagamentos, e a falta de cumprimento de acordos feitos anteriormente com á Prefeitura.

Nossa preocupação principal é de ficarmos sem o nosso salário e sem o 13° de dezembro.

Então por isso decidimos entrar em greve para reivindicar os nossos direitos.”

Já a professora Ione Santos, que é professora da Escola Maria Dulce, ao falar com a nossa equipe, estava revoltada por não ter recebido ainda o salário de setembro e nem o 13° salário do ano de 2012:

06[1]

“Hoje são 08 de outubro, não recebemos ainda o salário do mês de setembro e nem muito menos o 13° salário de 2012, nós estamos sozinhos nessa luta não temos nenhum Ministério Público, só temos o sindicato em prol da nossa classe.”

A Diretora do Sindicato, Maria de Fátima, falou do sofrimento dos servidores pela perda da instabilidade financeira:

???????????????????????????????

“Estamos sofrendo com descontos de empréstimos consignados, que não são repassados para o banco, também estamos recebendo cobranças através de mensagens de celular, aposentados, pensionistas e funcionários sem data no calendário para receber.

Verba Federal destinada aos pagamentos dos funcionários públicos, está sendo desviada, a população está sofrendo com falta de médicos, remédios, transporte.”

Acompanhe conosco todas as informações referentes a está greve geral, dos servidores públicos do município de Ribeirão.

Assista, comente, curta, compartilhe e divulgue. Mande sugestões e críticas. Nossos contatos:

Reportagem: Yuri Raphael

Imagens: Alex Magno

TV Replay, o que é bom se repete!

Cachoeirinha-PE: Cautela combina com greve da PM

Em momentos como este em que vive nosso estado, com a greve da Polícia Militar, as cidades do interior também estão expostas a serem alvos de bandidos.

O melhor a se fazer é ter cautela para com os seus comércios, quando se trata da abertura e do fechamento dos mesmos, seguindo sempre a linha de se assegurar quanto ao apurado do dia.

1

Hoje, quinta-feira (15), principalmente para nossa cidade, quando se trata de um dia de “feira” como assim taxamos, o cuidado deve ser dobrado.

Seguindo as indicações da PM no que fazer para que seja minimizado estes possíveis problemas, os comerciantes devem se juntar para combinarem um horário de fechamento para todos, como também, estarem em contato uns com os outros para se algo suspeito for visto.

ALERTA: Nestes casos, ter sempre cuidado para que não seja causado pânico, sem que haja realmente um fundamento.

Ficamos apreensivos e na torcida para que essa situação seja o mais rápido possível definida, para que tenhamos ao menos um pouco de segurança, e continuemos a trabalhar e viver nossas.

BRASIL, PAÍS DA COPA!!!

TV Replay, informações é aqui!

 

 

Pernambuco: Secretário afirma que acordo com categorias militares vem sendo cumprindo desde 2012 pelo Governo

Em entrevista concedida logo após a reunião com representantes de associações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, realizada na tarde desta terça-feira (13/05), o secretário da Casa Civil, Luciano Vasquez, afirmou que o Governo do Estado vem cumprido rigorosamente com todos os compromissos previamente pactuados com as categorias, desde 2012.

“Agora em junho, os militares receberão um aumento de 14,55%, o que representa, além da reposição das perdas inflacionárias, um aumento real de quase 8%,” afirmou.

Tomando por exemplo a categoria de soldados, o ganho real durante o período de 2007 a 2014 foi de mais de 134% de aumento real, além do ganho da inflação.

1 2

Quanto às novas reivindicações, entregues em 25 de abril passado, o secretário destacou que o Governo é sensível aos itens da pauta e que o próprio governador João Lyra Neto determinou que cada um dos pontos levantados fosse estudado por uma comissão multissetorial, que envolve as secretarias de Administração, Defesa Social, Planejamento e Gestão e Fazenda, além dos comandos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Sessão da Câmara é suspensa após protesto dos professores

Na 9ª reunião ordinária na Câmara de Vereadores de Caruaru, realizada na noite desta terça-feira, teve a presença dos professores da rede municipal de ensino, que estão em greve.

Durante o discurso do Vereador Gilberto de Dora (PSB) na tribuna, os professores se manifestaram e o Vereador José Ailton (PDT), que estavam presidindo a sessão, suspendeu a mesma. Logo em seguida, o Presidente Leonardo Chaves (PSD), iniciou a ordem do dia, onde foram aprovados em bloco 51 Requerimentos e 02 Indicações, depois encerrou a sessão.

Os professores que estavam nas galerias, foram para a parte externa da Casa Jornalista José Carlos Florêncio, onde cataram paródias, e os Vereadores passaram entre os manifestantes.

A próxima reunião ordinária, na Câmara de Vereadores de Caruaru, será realizada a partir das 20h desta quinta-feira.

Confira a matéria de Edvaldo Magalhães.

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Funcionários dos Correios aderem a Greve

Os funcionários dos Correios aderiram a greve da categoria deflagrada na última quinta-feira (30.01), em todos país, após uma assembléia que foi realizada no dia anterior.

A última greve da categoria foi realizada em Setembro do ano passado e como não houve o cumprimento de alguns itens que foram acordados, a categoria resolveu parar mais uma vez.

Em Caruaru, segundo Jim Kelly (Diretor Sindical), 80% dos funcionários aderiram a greve, e em entrevista a TV Replay, o mesmo fala o que está e o que não está funcionando, além das reivindicações da categoria.

03 02 14 Caruaru-PE Correios.Still001

Confira!

TV Replay, o que é bom se repete!

Olinda-PE: Tumulto nas agências do banco Itaú do Bairro Novo e Casa Caiada

Aos 19 dias em greve, o banco Itaú nesta segunda feira (07) estava lotado.

As agências do Bairro Novo e Casa Caiada, nem tinha como entrar, as filas estavam indo além das portas dos Bancos.

Os clientes indignados, reclamavam das dificuldades que estão enfrentando devido a paralisação dos Bancários. Os idosos cansados de ficar em pé na fila, afirmavam que estão passando por constrangimento para conseguirem receber suas aposentadorias.

A greve por tempo indeterminado dos bancários começou na quinta-feira (19), em Pernambuco. O grupo reivindica um reajuste salarial de 11,9%, um piso de R$ 2.860,21, além de melhores condições de trabalho.

De acordo com o Sindicato dos Bancários, em Pernambuco, mais de 4 mil agências aderem à greve que afeta serviços como empréstimos, financiamentos, mudanças ou criação de senhas e resgates de cheques.

fotos: Milena Kelly

fotos: Milena Kelly

foto: Milena Kelly

foto: Milena Kelly

P1040121 P1040122

  TV Replay, informações é aqui!

 

Bancários de todo o Brasil iniciam greve a partir da zero hora de quinta

Categoria quer ganho real de 5% acima da inflação e melhoria nas condições de trabalho. Bancos oferecem apenas 6,1%.

A partir da zero hora desta quinta-feira, os bancários de todo o Brasil começam uma greve por tempo indeterminado para reivindicar melhores condições de trabalho e reajuste acima da inflação.

1

A categoria quer 5% de ganho real, enquanto os bancos ofereceram apenas a reposição da inflação, com um reajuste de 6,1%. A categoria também exige reajuste no piso, melhores condições de trabalho, mais segurança e contratação de mais funcionários, entre outros pontos da pauta.

“Hoje à noite, vamos fazer uma assembléia na sede do sindicato em Pernambuco, na Av. Manoel Borba, para organizar o movimento que começa amanhã. Os bancos não atenderam nenhum ponto da pauta e não ofereceram nada além da reposição da inflação”, explicou Jaqueline Mello, presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco.

No Brasil, a categoria conta com 500 mil trabalhadores e em Pernambuco o número de funcionários dos bancos é de 12 mil.

Fonte: Diário de Pernambuco

Caruaru-PE: Agência dos Correios entram em greve a partir dessa sexta (13)

Reportagem Edvaldo Magalhães

Pernambuco: Médicos em estado de greve farão paralisações nos próximos dias 23, 30 e 31

Os médicos pernambucanos das redes pública e particular vão parar as atividades nos dias 23, 30 e 31 deste mês. Serão mantidos somente os atendimentos de urgência e emergência. Serviços como ambulatório, cirurgias agendadas e Programa de Saúde da Família ficarão suspensos.

 1

A paralisação integra o movimento nacional da categoria contra a falta de condições de trabalho e as ações recentes do governo federal na área da saúde, sobretudo, a Medida Provisória (MP) nº 621, que permite a contratação de médicos estrangeiros sem o Revalida, o exame de validação do diploma. A estratégia da categoria é desgastar o governo com paralisações de 24 horas para que a opinião pública não fique contra os médicos e minimizar os transtornos à população.

Além da importação de profissionais, a MP nº 621 tem causado polêmica, entre outros pontos, porque determina que os estudantes que ingressarem no curso de Medicina a partir de janeiro de 2015, ao se formarem, deverão trabalhar dois anos no Sistema Único de Saúde (SUS).

Na assembleia geral promovida, nesta segunda-feira (16), pelos médicos pernambucanos, quando mais de 300 profissionais estiveram reunidos na Associação Médica do Estado, o presidente do Conselho Federal de Medicina, Roberto d’Ávila, foi categórico: “trazer médico estrangeiro sem revalidar o diploma é passar por cima da autonomia universitária. Essa MP tem inúmeras inconstitucionalidades”.

De acordo com d’Ávila, os médicos não se negam a trabalhar nos locais mais afastados. Mas falta condições de trabalho e uma carreira de Estado que estimule os profissionais. Também foram votadas outras formas de protesto contra as ações do Governo Federal. Uma delas é a instituição de um grupo de trabalho, até o final da semana, para construir um canal de denúncia da falta de estrutura das unidades de saúde.

A categoria conta com o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil. O presidente da Comissão de Saúde da OAB-PE Eduardo Dantas, participou da assembleia. “Estamos auxiliando as entidades médicas a entenderem o sistema jurídico dessas medidas adotadas pelo Governo e questionar a constitucionalidade”.

Presidente do Sindicato dos Médicos de Pernambuco, Mário Jorge Lobo destacou que a paralisação é para mostrar que “o Governo não discute a real situação do SUS. Também foi aprovado uma carta aberta à população para informar o que acontece com a categoria”.

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2013/07/15/interna_vidaurbana,450852/medicos-em-estado-de-greve-farao-paralisacoes-nos-proximos-dias-23-30-e-31.shtml

Decretada greve nas escolas particulares

1

Professores decidiram por unanimidade cruzar os braços por tempo indeterminado. A categoria promete fazer piquetes. Foto: Roberto Pereira/Simpro/Divulgação

Foi decretada por unanimidade no fim da manhã dessa quarta-feira a greve por tempo indeterminado da rede particular de ensino de Pernambuco. A decisão foi tomada em assembleia simultâneas realizadas no Recife, Caruaru, Petrolina e Limoeiro. Agora à tarde, já não haverá aula nas principais escolas da cidade do Recife. Amanhã, às 15, os professores se reunem com o sindicato patronal para mais uma negociação na sede da Superintendência Regional do Ministério do Trabalho em Pernambuco, na Avenida Agamenon Magalhães, no Espinheiro. Com a paralisação, cerca de 500 mil estudantes da rede particular ficarão sem aulas. 

A categoria reinvindica por unificação dos pisos em R$ 12, por hora/aula, vale-alimentação de R$ 15, bonificação de 30% em ano de Bienal do Livro em Pernambuco para compra de exemplares, assinatura de jornais e revistas para as salas dos professores, e planos de saúde. Os professores também querem a redução do número de alunos nas salas de aula no ensino médio, que hoje chega a 50 estudantes, para no máximo 35 alunos, e no ensino infantil, para no máximo 25 crianças. Eles também pedem o pagamento de 15% de hora extra por atividades realizadas fora da sala de aula, como correção de provas e preparação das aulas. 

As negociações começaram em abril e, na semana passada, os professores apresentaram uma contra-proposta. Segundo o coordenador geral do Sindicato dos Professores de Pernambuco (Sinpro), Jackson Bezerra, na tarde dessa quarta, os professores irão se reunir na sede do sindicato, na Rua Almeida Cunha, na Boa Vista. Eles irão se organizar para sair e fazer piquetes nas portas de escolas particulares que insistirem em furar a paralisação.  

Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2013/06/05/interna_vidaurbana,443136/decretada-greve-nas-escolas-particulares.shtml

Caruaru-PE: Professores fazem greve de 3 dias

Edvaldo Magalhães

 

 

 

Recife: Greve dos professores deixa 800 mil estudantes sem aulas

Os professores da rede estadual de ensino paralisam hoje suas atividades para cobrar melhorias na educação pública e na valorização profissional dos servidores como planos para a carreira, aumento do piso salarial e qualificação. A ação faz parte da 14ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, que ocorre em todo o país durante três dias.

Os docentes do Recife também irão aderir ao movimento. No Estado, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintepe) estima que a mobilização tenha a adesão de 90% da categoria.

Durante coletiva de imprensa na manhã de ontem, o Sintepe informou que recebeu denúncias de que a Secretaria Estadual de Educação (SEE) estaria pressionando diretores para que não houvesse a greve.

À tarde, a SEE informou que as escolas funcionarão normalmente e que os faltosos terão o valor descontado.

O presidente do Sintepe, Heleno Araújo, informou que caso haja o corte, o sindicato irá acionar o Ministério Público do Trabalho.

“Os alunos têm direito a 200 dias letivos. Se a Secretaria de Educação optar pelo corte, automaticamente, não poderemos repor as aulas. Com isso, vamos acionar o MPT, para que a lei seja cumprida e os alunos não sejam prejudicados”, disse.

Segundo a secretaria, o Estado paga o piso nacional previsto para os professores e busca uma remuneração cada vez melhor para os servidores da educação.

De acordo com o Sintepe, hoje estão previstos atos públicos nas Gerências Regionais de Educação. Amanhã a categoria pretende ocupar a Câmara dos Vereadores e a Assembleia Legislativa.

 

Fonte: Destak

Caruaru-PE: Central – Jogadores não treinam por falta de pagamento de salário

Edvaldo Magalhães

Caruaru-PE: Greve dos estudantes pede voto direto nas escolas de referência

Edvaldo Magalhães

Caruaru-PE: Professores podem deflagrar greve

Professores da rede municipal de ensino realizam nova Assembléia nesta quinta-feira (14-03-2013) na sede da União Beneficente, a categoria está em estado de greve e pode deflagrar uma greve após a Assembléia, se não houve avanço nas negociações com o governo Municipal, quanto o PCC – Plano de Cargos e carreira da categoria.

Edvaldo Magalhães

Greve dos Correios pode chegar ao fim nesta terça-feira

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) marcou para esta terça-feira (25) audiência de conciliação do dissídio coletivo entre a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) e a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect).

De acordo com o diretor de comunicação do sindicato no Rio de Janeiro, Marcus Santaguida, a proposta apresentada pela relatora do caso, a ministra do TST, Kátia Arruda, agradou as principais entidades representativas da categoria no país, mas foi recusada pelos Correios.

“A categoria aprovou o reajuste de 5,2%, reposição de 8,84% do vale alimentação, além da manutenção de outros benefícios, mas a empresa não aceitou. Se a ECT acatar o que foi decidido, a greve pode terminar amanhã mesmo”, destacou o sindicalista.

Na semana passada, uma audiência reuniu as duas partes, mas não houve consenso. A falta de entendimento entre a estatal e os trabalhadores motivou o início da greve no último dia 19. Para minimizar os prejuízos à população, os Correiros promoveram neste final de semana um mutirão com objetivo de agilizar a entrega de cartas e encomendas no país.

Saiba como enfrentar a greve dos Bancos e dos Correios

Os consumidores devem ficar atentos às datas de vencimento das contas e encargos nos próximos dias, já que tanto as agências bancárias quanto os Correios paralisaram as suas atividades por tempo indeterminado. Para evitar a cobrança de juros e multas, a Proteste aconselha a entrar em contato com a empresa e negociar outra forma para fazer o pagamento (por exemplo, emissão de segunda via por meio do site da empresa, depósito em conta ou envio de fatura por e-mail).
Se não disponibilizar essas formas alternativas para pagar, a empresa deve prorrogar o vencimento da conta. A Proteste lembra que o não recebimento da fatura na data não isenta da cobrança de multa se o pagamento for feito fora do prazo, já que a greve não é culpa da empresa. Por isso, não se deve esperar o vencimento do boleto e, posteriormente, justificar a falta de pagamento com base na greve. Leia algumas dicas da entidade de defesa do consumidor:

- Entre em contato com a empresa e peça outra alternativa de pagamento seja pela internet, casa lotérica, depósito. Algumas empresas podem postergar a data de vencimento e enviarem segunda via a seus clientes.

- O consumidor deve entrar em contato com a empresa e ver as possibilidades de pagamento além do banco, se não houver outro meio pode ser negociado o adiamento do vencimento.

- Ao entrar em contato com o credor, pegue o protocolo ou até mesmo a gravação daquela ligação. Isto porque, caso o fornecedor não ofereça alternativa para o pagamento, o consumidor poderá comprovar que houve boa-fé de sua parte na procura de opções para quitar sua dívida, não podendo, desta forma, incidir juros ou multa sobre a sua fatura.

- Quem ficar esperando as greves acabarem para pôr suas contas em dia poderá ter que arcar com juros de mora e multa pelo atraso no pagamento da fatura. O consumidor corre o risco, inclusive, de ter seu nome incluído no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) como devedor.

Bancários de todo o país entram em greve hoje por tempo indeterminado

Bancários de todo o país entram em greve por tempo indeterminado. A paralisação inclui tanto bancos públicos quanto privados. Com isso, clientes de bancos que pretendem ir a uma agência bancária amanhã poderão encontrar funcionando apenas os caixas eletrônicos.

Desde o dia 1º de agosto, quando a pauta de reivindicações foi entregue, ocorreram nove rodadas de negociação, sem que tivesse sido estabelecido um acordo com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Os bancários reivindicam reajuste salarial de 10,25%, com 5% de aumento real, além de plano de cargos, carreira e salários, maior participação nos lucros e resultados (PLR) e mais segurança nas agências. A proposta oferecida pela Fenaban foi 6% de reajuste salarial.

a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) ainda não se pronunciou sobre a greve, mas alertou a população de que muitas das operações bancárias poderão ser realizadas por meio dos caixas eletrônicos, internet banking, telefone e correspondentes bancários, tais como casas lotéricas, agências dos Correios e outros estabelecimentos credenciados.

Ano passado, a greve da categoria durou 21 dias.

Bancários devem entrar em greve no dia 18

Os bancários de todo o país deverão entrar em greve no próximo dia 18 de setembro. Este foi o indicativo do Comando Nacional da categoria, que se reuniu com a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) na tarde da última terça-feira (4), para tentar negociar a reposição salarial do setor. Os bancários pedem um aumento de 10,25% nos salários, Plano de Cargos e Carreiras (PCC) para todas as instituições financeiras e maior estabilidade para os bancários do setor privado.

Antes da reunião desta terça-feira, a Febraban já havia sinalizado uma contra-proposta com aumento de 6% e a criação de um projeto piloto com um modelo de segurança vigiada. Os benefícios, porém, foi recusados pela categoria, que esperava avanços na negociação desta semana, o que não ocorreu.

Fonte: .febraban.org.br

Policiais federais entram em greve hoje

Os policiais federais iniciam hoje uma greve por tempo indeterminado. Os servidores federais em Pernambuco resolveram, por unanimidade, aderir à greve nacional da categoria em assembleia realizada na sexta-feira passada.

Serviços como investigações, registros de armas, entre outros ficam interrompidos. Já os serviços nos portos e aeroportos serão mais rigorosos, o que poderá ocasionar atrasos de voos e liberação de navios.

Na manhã desta terça-feira, os profissionais deverão se reunir no pátio da Superintendência e Infantaria da PF em Pernambuco para entrega das armas e início oficial da movimentação. Na próxima sexta-feira os representantes do sindicato voltarão a se reunir. Caso não haja negociações com o governo federal, a categoria seguirá parada por tempo indeterminado.

Pernambuco não é o único estado a aderir à greve. Paraná e Rio Grande do Sul já haviam oficializado a paralisação. Os policiais reivindicam a reestruturação salarial e de carreira, o reconhecimento em lei do nível superior e melhores condições de trabalho.

 

Fontes:<http://www.diariodepernambuco.com.br>;<g1.globo.com.br>, acessso dia 07/08/2012.

A polícia civil de Lajedo entra em greve!

A delegacia de polícia civil de Lajedo parou suas ativídades por tempo indeterminado. A TV Replay procurou saber mais informações, porém um agente que nos recebeu, não quis ser gravado e nem nos disse seu nome, apenas relatou. “A polícia está em greve. Há alguns agentes na delegacia, porém as atividades estão suspensas. Estamos sendo orientados pelo Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), são 19 municípios parados. Qualquer flagrante é enviado ao plantão de Garanhuns.” Quando perguntado qual seria o motivo da greve, adivinha? Salário! E continua, “se não é político ganha pouco e insatisfeito faz greve, ai é a população quem paga o pato!”

Mas como a TV Replay já noticiou em sua página principal, em decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco, o desembargador Sílvio de Arruda Beltrão decretou a ilegalidade da greve dos policiais civis do estado, iniciada na madrugada de ontem. A determinação judicial foi divulgada ainda ontem a noite e obriga o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) a encerrar a paralisação.

Polícia Cilvil de PE começa Greve com 30% dos servidores mantidos

Os policiais civis de Pernambuco entraram em greve por tempo indeterminado na madrugada desta segunda-feira (23). A greve foi decretada em assembleia na semana passada, após cinco meses de campanha salarial e seis assembléias, seguidas de paralisações, atos de protesto e passeatas, segundo o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE).

O estado tem aproximadamente 6 mil policiais civis, sendo 500 delegados, 50 médicos legistas e 130 peritos criminais. O sindicato informou que 30% dos serviços essenciais serão mantidos. “A partir do meio-dia vamos ter uma estimativa de quanto houve de adesão de fato. Acreditamos que estamos em 70%. Desde as 20h de ontem [domingo, 22], passamos pelas delegacias, colocamos faixas sinalizando a greve”, explica Cláudio Marinho, presidente do Sinpol-PE.

Polícia Civil em greve !

A Delegacia de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, estava vazia na manhã desta segunda, o mesmo acontece no complexo de delegacias da Siqueira Campos, no centro da capital pernambucana

Os policiais civis de Pernambuco entraram em greve por tempo indeterminado na madrugada desta segunda-feira (23).

O estado tem aproximadamente 6 mil policiais civis, sendo 500 delegados, 50 médicos legistas e 130 peritos criminais. O sindicato informou que 30% dos serviços essenciais serão mantidos. A categoria reivindica reajuste salarial, melhorias das condições de trabalho, pagamento de adicional noturno e vale refeição, entre outros pontos. Uma nova assembleia está marcada para quinta-feira (26), para avaliar o movimento.

Serviços
Flagrantes com a presença de delegado e ida aos locais de crimes serão realizados pelas equipes que estiverem nas delegacias de plantão nos bairros de Casa Amarela, Cordeiro, Boa Viagem, Paulista, Prazeres, Olinda, Santo Amaro e Várzea., explica Cláudio Marinho, presidente do Sinpol-PE.

Foto: Katherine Coutinho/G1

Policiais civis devem decretar indicativo de greve dia 17/07.

Em assembléia geral realizada nesta quinta-feira (05/07), o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) definiu um cronograma para cumprir as determinações previstas em lei para que seja deflagrada a greve da categoria por tempo indeterminado. Nesta sexta-feira (06), será publicado um edital em um jornal de grande circulação do estado convocando a categoria para a próxima assembléia, a ser realizada no dia 17. Neste encontro, será decretado indicativo de greve e serão elencados todos os serviços essenciais que devem ser mantidos durante a paralisação geral, com início 72 horas após a assembléia, com prazo indeterminado para término.

Através de nota oficial, o presidente do Sinpol, Cláudio Marinho, informou que essas medidas estratégicas devem proteger a categoria e o sindicato. “Esperamos tempo demais por uma proposta do governo e não houve avanços. A situação da nossa polícia é lastimável. Estamos entre os piores salários do país, faltam equipamentos de proteção,  adicional noturno, vale-refeição e efetivo. Trabalhamos em condições estruturais precárias”, declarou

Fonte. diarioonline

 

Fim da Greve !!!

 A  greve iniciada na última terça-feira terminou. O dissídio decretado pela Justiça do Trabalho determinou reajuste de 7% e a retomada das atividades à 0h desta sexta-feira (06/07). A decisão judicial também considerou a paralisação como abusiva.

A determinação, no entanto, não foi aceita pacificamente pelos rodoviários. Em protesto, eles caminharam da sede do Tribunal Regional do Trabalho 6ª Região (TRT6), no Cais do Apolo até a Praça do Derby e causaram engarrafamentos pelas vias do Centro do Recife. A categoria agendou uma nova manifestação em frente ao Palácio Campo das Princesas para esta sexta-feira às 16h.

Com a decisão judicial, o salário dos motoristas, que atualmente é R$ 1.395 passará a ser de R$ 1,5 mil. Os fiscais e despachantes que anteriormente recebiam R$ 903, vão ganhar R$ 970. Os cobradores saem de R$ 645,50 para R$ 690. O vale-refeição teve acréscimo de 14,2% e passou de R$ 140 para R$ 160.

Greve dos motoristas de ônibus no Recife.

Após o anúncio da greve nesta terça-feira, o caos ganhou as ruas do Centro do Recife. Diversos motoristas aderiram à paralisação logo após o fim da assembléia da categoria, ao invés de respeitar o anúncio de que a suspensão dos serviços começaria à 0h desta quarta-feira (04/07).

Chegar ao local de trabalho nesta quarta-feira (04/07), com a greve dos motoristas de ônibus, vai ser um exercício e tanto. Além disso, os cerca de dois milhões de usuários do transporte público que ficaram sem ônibus por causa da mobilização vão ter colocar a imaginação para funcionar.

As opções dos internautas vão de caminhada a uma campanha de carona, passando, é claro, pelas velhas bicicletas. Também houve aqueles que vão apelar para o serviço do metrô. Para esses, a informação é de que a CBTU-Metrorec vai prolongar o horário de pico nas linhas Centro e Sul. O horário de movimento normalmente funciona das 5h às 8h e das 16h às 20h, mas com a greve este horário é estendido, de acordo com a demanda de usuários no local.