Náutico: Em noite de Josimar, timbu goleia Serra Talhada

Com os gols marcados sobre o Serra Talhada, artilheiro chega a três na competição

Com os gols marcados sobre o Serra Talhada, artilheiro chega a três na competição

Alívio! Com certeza foi essa a sensação de todos da comissão técnica e jogadores do Náutico, após a elástica vitória por 4×0 sobre o Serra Talhada na noite da quarta-feira (11), na Arena Pernambuco.

Mais uma vez o Náutico mostrou dificuldades no primeiro tempo, ficou preso na marcação do time sertanejo, e mesmo tendo aberto o marcador aos oito minutos da primeira etapa, com Renato, nada mais criou e por pouco não teve o marcador empatado logo após o tento sofrido se não fosse pelas intervenções do goleiro Júlio César.

No retorno do intervalo do primeiro para o segundo tempo, o treinador Moacir Júnior conseguiu organizar o time, e o Náutico voltou mais determinado  e aos poucos foi construindo o placar.

Foi quando a estrela do, até então questionado, atacante Josimar começou a brilhar. Aos 30 minutos da etapa complementar, fez um belíssimo gol num corte seco no zagueiro Andson do Serra Talhada, colocando a bola do lado direito do goleiro sertanejo Gleibson.

Logo em seguida, aos 41 minutos, aproveitando cruzamento do meia Jefferson Renan, Josimar aparecia mais uma vez e de primeira chutava pra ampliar, marcando o terceiro do Náutico, segundo dele na noite.

O garoto da base, o meia Guilherme, deu números finais a partida aos 44 minutos, também aproveitando outro cruzamento do Jefferson Renan. Placar final: Náutico 4×0 Serra Talhada.

O timbu agora está na terceira colocação da classificação geral, e se prepara para jogar no sábado (14) contra o Moto Clube-MA pela Copa do Nordeste.

TV Replay, o que é bom se repete!

Pernambucano 2014: Central goleia o Porto e entra no G4

Vitória por 5 a 0 sobre o Gavião deixou a patativa com 12 pontos, dependendo das próprias forças para avançar ás semifinais do Campeonato Pernambucano 2014

Porto-PE e Central duelaram pela última vez no Campeonato Pernambucano de 2014. No confronto válido pela 9ª rodada do hexagonal do título, a Patativa venceu o rival de goleada, no Estádio Lacerdão, por 4 a 0. Com o resultado a equipe centralina conseguiu voltar à zona de classificação ocupando a 4ª colocação, com 12 pontos conquistados.

O Gavião do Agreste continua sem vencer um Clássico Matuto há três anos. No Pernambucano 2014, o tricolor caruaruense obteve três derrotas e um empate contra o time alvinegro. Nesta segunda fase o time sofreu duas derrotas.

26-03-2014.Still001

O Central encara pela última rodada a equipe do Santa Cruz, no Estádio Lacerdão, às 16h. O time alvinegro depende apenas das próprias forças e só precisa de uma vitória contra a Cobra Coral para se garantir nas semifinais da competição. O já eliminado Porto-PE enfrenta o Salgueiro pela última rodada do hexagonal, no Estádio Otávio Limeira Alves, às 16h do próximo domingo.

Vitória garantida pelo Central no primeiro tempo.

Bastou a bola rolar no Estádio Lacerdão para a Patativa tomar a iniciativa de abrir o placar. Depois de duas tentativas do time da casa, veio o prêmio aos 24 minutos em uma cobrança de falta perfeita de Danilo Pires. A bola passou por cima da barreira e foi morrer no fundo das redes.

O Gavião do Agreste sentiu o golpe e o alvinegro aproveitou as oportunidades que foram criadas. Aos 27 minutos o goleiro do Porto-PE, Tiago Régis, cortou mal a bola que ficou de graça para os centralinos. Erivelton recebeu depois da confusão e mandou no alto, sem chances de defesa. Central 2 a 0.

E quem pensou que a equipe centralina iria começar apenas a tocar bola para passar o tempo, se enganou. O time da casa foi pra cima e marcou o terceiro gol. Danilo Lins recebeu um belo cruzamento e só cumprimentou a bola para as redes. Fazendo 3 a 0 para o Central.

2ª tempo

Na volta para a segunda etapa, o time centralino manteve o ritmo forte e chegou logo ao quarto gol. Aos 19 minutos depois de uma boa troca de passes, a bola parou no pé de Jailton que estufou as redes. Danilo Lins ainda marcou o quinto gol. Em uma boa cobrança de pênalti, bola num canto goleiro no outro. Aí sim, o time alvinegro começou a tocar bola e administrar o resultado. Placar final: Porto-PE 0, Central 5.

Quando o árbitro é o principal elemento do jogo

O Náutico perdeu e até foi goleado pelo Atlético-MG (5 X 1), mas o fato é que isso teve inicio após um pênalti marcado pelo árbitro do jogo, Raphael Claus, de forma escandalosa, o jogo estava apenas 1 X 1 e o Náutico vivia seu melhor momento no jogo.

Tanto para os jogadores, como para o técnico Alexandre Gallo, e ainda para o Brasil inteiro, nunca existiu a falta de Ronaldo Alves no atacante Jô. E, ainda mais, se ele chegasse ao ridículo(que chegou) de marcar a infração, ela teria ocorrido fora da área.

Depois disso, o que se viu foi uma equipe desatenta, descomprometida e sem poder de reação.

Sabemos que o Timbu poderia até ter perdido o jogo, e quem sabe até ser goleado, mas o que nos perguntamos sempre que isso acontece é: até quando a FIFA vai ficar omissa e deixar de usar recursos da tecnologia para orientar os nossos árbitros?