Blog de Airton Sousa – Sport acumula mais um empate na competição

coritiba-x-sport-1280x720

Aconteceu na noite desta segunda-feira (04), mais um empate do Sport. Desta feita em Curitiba, contra o time do Coritiba. Um jogo pobre de técnica, qualidade, com poucos chutes e jogadas sem qualquer expressão, com o time pernambucano outra vez jogando um futebol de razoável para ruim.

Poucos chutes nos dois tempos de jogo por parte das duas equipes, jogadas pouco criativas, com os atacantes dos dois times jogando no sacrifício, sem as bolas chegarem. Na realidade um jogo apenas de disputas individuais, com o goleiro Metralha pelo Coritiba e Luan Polli pelo Sport, tendo pouquíssimo trabalho no jogo.

Poucos jogadores a se destacarem: Sander e Guilherme pelo Sport. William Mateus, Giovane e Robson pelo time do Coritiba. Ressaltando-se que o resultado não alterou a posição dos dois times, o Coritiba permanece na terceira posição com 53 pontos, enquanto que o Sport se mantém na vice-liderança com 57 pontos.

Faltam 5 pontos para o Sport, 9 pontos para o Coritiba assegurarem a classificação para a primeira divisão em 2020. O próximo jogo do Sport será sábado (09) na Ilha do Retiro, jogando contra o Criciúma, enquanto que o Coritiba joga fora de casa contra o Figueirense. Na realidade as duas equipes estão muito distante de terem uma qualidade técnica.

Blog de Airton Sousa – Novo projeto para a série C em 2019

serie c

Depois do prejuízo técnico e financeiro gerado pela série C,  os clubes que compõem esta categoria começam a se organizar no sentido de estudarem várias mudanças para o ano de 2019. Teremos possivelmente mudanças técnicas, financeiras e administrativas, no sentido de dá mais suporte aos clubes.

Em pleno mês de setembro a competição só tem em atividade quatro equipes, que estão decidindo entre sí o título deste ano. Esse fato está causando muita preocupação, e por isso a tentativa de dá outra conotação para o próximo ano, porque se terminar como está  este ano, outra vez os clubes terão 120 dias de paralisação.

Entre as possíveis mudanças cogitam-se: Ampliação do calendário, prolongando até o fim de novembro, mudança nas datas e um espaço maior de partida para partida, financiamento através  de um canal de TV, em razão da emissora que estava cobrindo e financiando a competição, ter deixado de acompanhar esta categoria.

Além das mudanças acima expostas, inclui-se também o valor da premiação final, outras vantagens financeiras, um apoio mais direto e forte financeiramente da CBF, a não paralisação da competição durante a Copa América, em vez de 19 em cada grupo,  seriam realizados 38 jogos, daí esta ampliação no calendário trazer mais rendimento para os clubes participantes.

Esse movimento foi encabeçado pelo Náutico e Santa Cruz, contando com o aval de emissoras de rádio e televisão, dirigentes de clubes, federações e outros interessados no assunto, porque todos concordam que da maneira que está a competição, será inviável a realização nos atuais moldes para 2019.

Blog de Airton Sousa – Calendário de Elite no Futebol Nacional

84568-futebol_brasileiro_jpg

Nem mesmo  terminou o oitavo mês do ano, e já temos dezenas de times  profissionais totalmente parados, por conta de um calendário mal elaborado, onde a maioria das competições são programadas simplesmente para o primeiro semestre ou pequena parte do segundo.

Aí está o retrato do que estamos afirmando, série D já acabou há muito tempo, a série C tem apenas poucos jogos entre quatro equipes para vê quem será a campeão, a série B está chegando a reta final e aí dezenas de profissionais, jogadores, técnicos, preparadores físicos e de goleiros, massagistas, roupeiros, além de outros funcionários de apoio desempregados.

O certo seria uma distribuição mais homogênea desse calendário, principalmente para as séries B, C e D, já que a série A além do suporte financeiro da televisão e de grandes patrocinadores, conta com um calendário que se encerra no início do mês de dezembro, com os considerados “primos ricos do futebol “.

Uma situação bem próxima, é a que vivem os clubes de Pernambuco, exceção do Sport que é série A. Central, América, Belo Jardim, Flamengo de Arcoverde que estiveram participando na primeira fase da série D, antes da Copa do Mundo sairão da competição. Dos clubes da série C, dezesseis pararam bem recentemente, inclusive o Salgueiro que está rebaixado.

Santa Cruz e Náutico, a partir de segunda-feira (27) fecharam as portas porque só em dezembro é que começam a remontar os seus elencos para o próximo ano. Em contra partida, uma avalanche de obrigações terão que ser resolvidas, desde as dispensas, pagamento das folhas, décimo terceiro e rescisão de contratos.

De que maneira  arrumar numerário suficiente para as obrigações, manutenção dos estádios, pagamento dos funcionários burocráticos e outros compromissos? É realmente uma situação que se repete todo ano. Entra e sai dirigente, e ninguém tem a competência suficiente para resolver ou mudar esse quadro.

Enquanto isso, representantes das Federações e da CBF se locupletam com gestões repetidas e viciadas, além das mordomias e outros pontos extremamente duvidosos, sem que apareça alguma entidade suficientemente corajosa para mudar esse quadro. E aí, o futebol afunda cada vez mais em uma crise sem precedentes. Ano que vem, começa tudo de novo.

Blog de Airton Sousa – Sport perde e entra na zona de rebaixamento

                                           botafofo

O que era esperado há muito tempo, terminou acontecendo na noite desse sábado (25). O Sport finalmente entrou na zona de rebaixamento, após perder para o Botafogo pelo placar de 2 x 0 no Rio de Janeiro. Era um fato adiado a cada rodada, as vezes porque os adversários ajudavam, outras porque o próprio resultado contribuía.

Além da limitação técnica, o time jogou também desfalcado dos laterais titulares, Raul Prata e Sander. Sem ter jogadores de origem para as posições, o treinador Eduardo Batista se viu na obrigação de improvisar, o que tornou a situação ainda mais difícil, facilitando assim o trabalho para o adversário;

No primeiro tempo, foi visível a vantagem do time Botafoguense, onde os jogadores Luiz Fernando e Jair exploraram os lados  rubro-negro, pressionando e levando geralmente perigo para a meta do goleiro Magrão, que outra vez foi o salvador da pátria, evitando que já na primeira fase o seu arco caísse, terminando o primeiro tempo em 0 x 0.

Na segunda fase, as coisas mudaram. A pressão do time da estrela solitária aumentou, o Sport esbarrou na sua limitação em todos os setores, e logo saiu o primeiro gol, apavorando o time Pernambuco. Perdendo por 1 x 0, o Sport apresentou ainda mais fragilidade, mesmo com as modificações feitas pelo técnico Eduardo Batista.

Dentro desse clima de inferioridade, o Sport tomou o segundo gol. Perdendo pelo placar de 2 x 0, sem nenhuma reação na partida, o rubro-negro entrou na zona de rebaixamento, porque além da derrota, logo cedo o Atlético do Paraná, conseguiu vencer ao Grêmio pelo placar de 2 x 1, deixando a zona de rebaixamento e colocando o Sport.

O time continua com 20 pontos, é o décimo sétimo colocado. A depender dos resultados do Vitória e do Ceará que ainda jogarão, o rubro-negro poderá  cair mais ainda de posição. Foi a décima primeira derrota no campeonato. É bom lembrar que para se garantir na primeira divisão, o time tem que somar no mínimo quarenta e sete pontos.

Obrigatoriamente o Leão terá que vencer nove das partidas restantes, para chegar aos quarenta e sete pontos, o que começam a diminuir as chances pela desenvoltura do time. O próximo adversário é o Paraná, lanterna absoluto da competição. O jogo será na Ilha do Retiro, e logo vem a pergunta: Dá para ganhar?

Blog de Airton Sousa – Eduardo Batista divide a direção do Sport, porém está de volta

Eduardo-Baptista-550x310

Depois de tentar vários nomes, o Sport chegou afinal a fechar a contratação de Eduardo Batista. O técnico está de volta, mesmo dividindo a opinião dos dirigentes e da torcida. O fato é que o Sport não tinha outra alternativa, se não trazer o treinador de volta a Ilha do Retiro, em razão de que vários nomes foram cogitados e sempre a mesma reposta negativa.

Como é sabido, a saída de Eduardo Batista foi cheia de turbulência, a ponto de haver agressões verbais entre o profissional e alguns dirigentes a época. Porém era a saída mais viável, atribuindo-se também o lado financeiro que pesou para a contratação do treinador, que comparando-se com alguns nomes cogitados, tem um teto salarial muito inferior.

Eduardo Batista chega, e com ele o primeiro reforço para o ataque, o jogador Brocador que passou pelo Sport tempos atrás, foi para o Bahia e o futebol gaúcho, sem contudo ter uma boa passagem. Porém, pela carência de atacante e pela condição financeira o jogador deverá preencher as necessidades do elenco, sendo mais uma aposta.

Eduardo Batista já assume o time, por ocasião do jogo difícil contra o Santos na baixada santista. Dentro desse aspecto, pouca coisa no elenco deverá ser alterada da última partida realizada pelo time rubro negro. Entendendo-se as dificuldades que o grupo irá enfrentar pela própria situação do Santos.

Essa será a ultima partida dessa fase do Campeonato, no momento o time está da décima quarta posição, com vinte pontos. Estando o time bem próximo da zona de rebaixamento, com dois pontos de diferença do Santos, décimo oitavo colocado e que abre   a zona de rebaixamento.   O jogo será às 16 horas, deste sábado (19).

Blog de Airton Sousa – 50 anos de uma conquista inesquecível

                                                       novo aflitos

O torcedor do Náutico ainda tem na memória e no coração, uma conquista inédita na sua  história, e na história  do futebol. Hexa Campeonato, um título invejável e que poucos tiveram o mérito de tê-lo. No entanto faz parte de um passado, e um passado que muitos tentam e não conseguem e quando conseguem as vezes colocam embaixo do tapete.

O tempo passou, os desgastes materiais e financeiros foram aparecendo, e a verdade é que pelo menos no time de Conselheiro Rosa e Silva,  ao longo desses cinquenta anos não foi fácil viver dias conturbados, preocupantes e na maioria das vezes humilhantes, chegando ao ponto de fechar a sua casa e jogar de favor na casa dos outros.

Surgiu a Arena de Pernambuco, o Náutico se deixou iludir e a verdade é que muitos prejuízos em todos os sentidos acarretaram essa irresponsável decisão. Felizmente o tempo passou, as sequelas também, o time chegou ao vexame de participar de uma terceira divisão nacional, porém até que enfim dentro de breve estará retornando ao seu ninho, na segunda ou terceira divisão.

É uma alegria poder fazer esse registro, e dizer a torcida alvi-rubra que neste  sábado (21) haverá nos Aflitos, mesmo sem a conclusão total das obras e dos melhoramentos,  um momento  para que todos os alvi-rubros possam viver as lembranças das  conquistas do hexa e também mostrar a torcida de uma maneira oficial, como se encontram as reformas.

Bom será  para dá de presente a torcida, uma vitória na Arena de Pernambuco contra o time da Juazeirense, porque com os três pontos o time soma vinte e seis, ficando na necessidade de um empate nos três jogos restantes dessa fase de grupo. Vamos esperar que a vitória aconteça e que o torcedor possa se encher de otimismo para uma marca do seu time rumo  a série B, no próximo ano.

Ainda falando do Campeonato Brasileiro neste fim de semana, também pela série-B, o Santa Cruz jogará em João Pessoa contra o Botafogo, aliás jogo de uma torcida única demonstrando a fragilidade do poder policial em nosso país, se rendendo a um grupo de marginais, travestidos de torcedores. O Salgueiro joga contra o ABC, tentando escapar do rebaixamento, enquanto que o Sport em meio a crise financeira e administrativa que o Clube está vivendo,enfrenta ao Fluminense.

                                                                    IMG-20180718-WA0005(5)

 

Blog de Airton Sousa: Balanço Pernambucano no Campeonato Brasileiro

                                             futebol pe

Foi um fim de semana apenas razoável para o futebol Pernambuco, onde tivemos duas vitórias, dois empates e duas derrotas. Exceção do Sport que jogará nesta segunda-feira (23), na Ilha do Retiro, contra o Botafogo do Rio de Janeiro. Foi o que podemos dizer, um fim de semana razoável para o  nosso futebol.

O Santa Cruz jogando no Arruda, em baixo de muita chuva, com o campo de jogo sem condição, inclusive aos 14 minutos do segundo tempo, o árbitro chamou os capitães tentando suspender o jogo, o que não foi atendido. Um jogo de superação, força e de um futebol apenas de bombão, porque era impraticável se jogar futebol, pela condição do gramado.

Mesmo assim, o Santa Cruz terminou vencendo o primeiro tempo por 1 x 0, gol de Geovane, após Robert perder e o goleiro dá rebote. Placar parcial no primeiro tempo, 1 x 0. No segundo tempo, com a cancha mais pesada ainda, o Santa soube jogar conforme a condição do campo. Tomou o gol de empata aos 20 minutos, após o reinício do jogo.

O time tricolor não se apavorou e logo desempatou aos 26 minutos com mais um pênalti cobrado por Carlinhos Paraíba,  e  aos 33 minutos desta feita, Robert aproveitou a falha e fechou o placar de 3 x 0. Com a vitória, o alivio da torcida e a vitória para o Santa Cruz agora soma 4 pontos. Próximo jogo no Arruda, contra o ABC sábado (28).

Enquanto isso, o Náutico voltou a decepcionar a sua torcida mais uma vez, perdendo de goleada para o Botafogo da Paraíba, pelo placar de 4 x 0. Em três jogos o time tomou oito gols e fez apenas um gol. Foi uma decepção o futebol jogado pelo timbu, mesmo levando-se em consideração a ausência do jogador Ortigoza. O Náutico continua sem vencer na competição.

Ainda pela série C, o Salgueiro perdeu pelo placar de 3 x 0 para o Confiança em Aracaju. O Carcará continua sem vencer, em razão de que a estreia foi em Salgueiro que empatou contra o Botafogo. Agora, o time salgueirense não tem outro resultado na próxima partida, ou seja, uma vitória se não quiser ter complicações na competição.

Pela série D, o Central foi a Riachão do Jacuípe e terminou arrancando um empate de 1 x 1. Podemos considerar um bom resultado,  no entanto, o time alvi-negro desperdiçou muitas oportunidades de gol. Teve mais domínio, mais posse de bola, entretanto, a pontaria dos atacantes não estava afinada.

No fim, o técnico Mauro Fernandes atribuiu a falta da vitória, aos desgaste da viagem de doze horas de duração. Considerando as circunstâncias, o empate pode ser considerado um bom resultado, desde que no próximo domingo (29) no Lacerdão venha a vencer ao Sergipe que empatou com o Asa em 0 x 0.

Quanto ao Flamengo de Arcoverde, terminou vencendo em casa ao time do Muricí, pelo placar de 2 x 1, pelo grupo A8. Importante resultado para o time do Arcoverde que estreou com o pé direito. O Belo Jardim, também fez bonito estreando em Juazeiro do Ceará, contra o Guarani pelo grupo A6, e empatando pelo placar de  3 x 3. Podemos considerar que a série D, começou bem para os nossos clubes, onde ninguém perdeu.

Blog de Airton Sousa: Com a cancha pesada o Sport vence de goleada

 ficha_dos_jogos_15_rodada_sport_x_atletico_go

Jogando na noite dessa quinta-feira (20), o Sport Clube do Recife goleou ao time do Atlético de Goiás, pelo placar de 4 x 0. Muita chuva, uma cancha pesada, o adversário jogando aberto, tudo serviu para que o Sport  se empenhasse, e garantisse já no primeiro tempo o placar folgado de 3 x 0, observando-se sempre que o time leonino optou em jogar pelas pontas, porque naquele setor do campo, a cancha estava menos pesada.

Começou a história dos gols através de Patrick aos 6 minutos, com uma saída de bola errada do time adversário. Foi o bastante para o Sport crescer mais ainda, chegar ao segundo gol  aos 18 minutos , com uma cabeçada de Diego Sousa. A partir daí,  o adversário dominado, o Sport mandando no jogo e chegando ao terceiro gol, através de André, aos 41 minutos, fechando o primeiro tempo em  de 3 x 0.

No segundo tempo, o jogo piorou de qualidade, em razão do placar elástico e o campo mais alagado ainda. Aí tivemos  as modificações: Saída de Diego Sousa, no começo da segunda fase, Mena, aos 28 minutos e Rogério, aos 37 minutos. O Sport continuava  absoluto, mesmo com a péssima qualidade do gramado. Porém aos 33 minutos, André fecha o placar, em 4 x 0.

Com a vitória, o Sport aproximou-se mais ainda do G-4, e prepara-se agora para o jogo de domingo (23), na Arena de Pernambuco contra o time do Palmeiras. Todos sabem das dificuldades a serem enfrentadas, em razão da qualidade do time alvi – verde. Porém, é bom lembrar que o time do Palmeiras, vem desfalcado de peças importantes. No entanto, todo cuidado é pouco.

Como notícia final do Sport, o TJD rejeitou na última terça-feira (18), o pleito do jogador Luciano do Salgueiro,  e na votação dos membros do Tribunal, tivemos o placar de 7 x 0. Terminando assim o questionamento do título rubro – negro de 2017. Agora a FPF, pode declarar o Sport campeão do ano.

 

Blog de Airton Sousa: Sport vence e aproxima-se do G-4

sport chapecoense

Tivemos na noite dessa quinta-feira (13), o Sport vencendo ao time da Chapecoense pelo placar de 3 x 0. Foi um jogo de dois tempos distintos, no primeiro tempo um Sport desencontrado, sem dá sequencia as jogadas e tendo na Chapecoense um adversário que adiantou a marcação, complicando o desempenho do time rubro-negro.

Basta lembrar que ao longo de todo primeiro tempo, o Sport só teve uma chance de perigo que mereceu registro, um chute do jogador Mena, obrigando o goleiro da Chapecoense a fazer uma defesa milagrosa, aos 43 minutos. O restante foi um Sport improdutivo, com o time de Santa Catarina, bem aplicado, explorando principalmente as laterais do campo.

Na segunda fase, com a entrada do jogador Diego Sousa, depois de todos os fatos negativos dos últimos dias, o time cresceu, pressionou ao adversário, e aos 17 minutos o jogador André abriu o placar, mesmo assim a Chapecoense administrava a derrota, obrigando o time leonino a se empenhar, a cada minuto.

Aos 20 minutos, o goleiro Magrão sofreu uma contusão e o técnico Wanderley Luxemburgo colocou Agenor, que não comprometeu. Coisas do futebol, um jogo difícil, um placar apertado, e de repente já nos descontos, tudo muda. Diego Sousa marca aos 46 minutos, também com a participação de Mena e em seguida aos 49 minutos, André fecha o placar de 3 x 0.

Com a vitória, o Sport ocupa a quinta colocação, cresce de produção e jogará com o Botafogo na segunda-feira à noite, no Estádio Engenhão. Um publico de 25.871 torcedores na Arena de Pernambuco, provando que quando o time está bem, a torcida comparece. Ronaldo Alves estará de fora do jogo de segunda-feira, por motivo de contusão. Muita confusão, no final do jogo, entre os atletas .

 

Blog de Airton Sousa: Waldemar Lemos é mais um que cai

Após mais uma derrota na noite dessa terça-feira (14), a diretoria do Náutico resolveu dispensar os trabalhos do técnico Waldemar Lemos. Uma sucessão de derrotas, a lanterna da série B, o desencontro do time, e principalmente a falta de condição de trabalho, tudo junto, fez com que o insucesso acontecesse.

Será que a deficiência era do comando técnico, ou será que a falta de elenco e qualidade foram o ponto cruciante? Difícil é saber se a causa era o treinador demitido, ou se a falta de dinheiro e de um elenco de qualidade?

Já está praticamente certa, a contratação do ex técnico do Novo Hamburgo, Beto Campos, que deverá chegar ao Recife, até o dia de amanhã. O conceito que nós temos a respeito da situação do Náutico, é que a questão não está no comando técnico, e sim nos comandados, pela fraca qualidade técnica. Quem sabe, agora com o novo treinador, tudo fique para trás e a renovação do elenco venha a acontecer.

Blog de Airton Sousa: Sport vence ao time reserva do Grêmio

Um jogo complicado e difícil para o Sport que não se encontrou em grande parte do primeiro tempo, e deixou-se dominar pela garotada do time do Grêmio, que aplicou muita velocidade durante o jogo e chegou a vencer por 2 x 0. Depois que tomou o segundo gol, o time leonino começou reagir, e aos 34 minutos, André descontou fazendo o primeiro gol, e a partir daí houve um equilíbrio no jogo, terminando o primeiro tempo com a vitória gaúcha por 2 x 1.

Já na volta para o segundo tempo, Daniel Paulista trocava Rogério por Lenis e tudo mudou, com o time Pernambucano aplicando velocidade no jogo, empatando, virando e chegando ao quarto gol, daí através de pênalti, o Grêmio fez o terceiro gol, e terminou perdendo por 4 x 3. O Sport demonstrou mais uma vez carências no sistema defensivo, teve a expulsão de Mena e a estreia de Anselmo considerada positiva, dando mais liberdade ao jogador Richely.

Com a vitória, o time da Praça da Bandeira, somou quatro pontos, e terá o próximo compromisso pelo Campeonato Brasileiro, contra o Avaí, em Santa Catarina. Há expectativa do novo treinador, já que Wanderley Luxemburgo não chegou a um consenso com a diretoria, bem como a contratação de novos reforços, porque mesmo vencendo, o time apresentou várias carências. Nesta quarta-feira (31), o Sport enfrenta na Ilha, o Botafogo pela Copa do Brasil. No primeiro jogo deu a vitória do time carioca por 2 x 1.

Blog de Airton Sousa: Sport mais uma vez sem vencer

Depois de quatro jogos sem vencer, o torcedor rubro-negro foi cheio de expectativa para ver o time contra o Cruzeiro, encontrando a recuperação e otimismo para a decisão na Arena Fonte Nova. Pior, é que não teve nada disso, foi mais uma decepção e um jogo sem atingir o caminho  dos três pontos.

Uma torcida motivada, presente, e dando todo apoio ao time, no entanto, foi o Cruzeiro que abriu o placar, teve boas chances e não deixou o Sport se encontrar, quem sabe por deficiência do time Pernambucano, que repetiu os mesmos erros, as mesmas deficiências e dificuldades dos jogos anteriores.

No entanto, dos males o menor, o Sport chega ao empate, e nada mais que isso, em função das dificuldades encontradas no Sport, pelo próprio time. Com o empate, o time continua sem vencer, somando apenas um ponto em seis  disputados, inclusive com um jogo na Ilha do Retiro. Próximo jogo pelo Brasileiro, acontecerá domingo na Ilha do Retiro, contra o Grêmio.

Enquanto isso, quarta-feira tem o Bahia na Arena Fonte Nova, com o time Baiano, ao contrário do jogo em Recife, com todos os titulares a disposição do técnico Guto Ferreira, além da vantagem do empate na primeira partida em Recife. É difícil a situação do Sport em razão do desacerto do elenco, e a maneira como Ney Franco vem escalando o time.