Gilberto e Felipe Menezes estão regularizados

O técnico Vágner Mancini ganhou dois reforços muito importantes para a próxima rodada pela Série A do Campeonato Brasileiro. O meia Felipe Menezes e o atacante Gilberto tiveram os seus nomes publicados no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e já podem enfrentar a Portuguesa, no próximo domingo (15).

Por enquanto, dos novos contratados apenas o atacante Magno Alves ainda não teve o seu nome publicado no BID.

Gilberto é o mais novo reforço do Sport

O primeiro contato de Gilberto, carrasco do Sport no Campeonato Pernambucano do ano passado, com a torcida rubro-negra foi positivo. O atacante pisou no gramado da Ilha do Retiro neste domingo antes do jogo contra o Corinthians e recebeu aplausos dos torcedores do Leão. Em retribuição, Gilberto deu uma volta no gramado e já com o uniforme do Sport falou sobre a expectativa de atuar no ex-rival.

Depois de se tornar campeão pernambucano pelo Santa Cruz, em 2011, Gilberto foi para o Internacional-RS, clube que defendia até a semana passada. No time gaúcho, ele fez 33 jogos e marcou seis gols.

Gilberto por pouco não deixa de comparecer à Ilha do Retiro. O voo que o trouxe ao Recife atrasou, mas ele conseguiu chegar ao estádio antes do jogo começar. Além do atacante, quem também esteve no campo para acompanhar a partida foram o meia Felipe Menezes e o atacante Magno Alves. Os jogadores já treinam no Sport, mas não estão regularizados e não podem atuar.

Cicinho deve estrear contra o Corinthians

O técnico Vágner Mancini terá mais um reforço para a partida contra o Corinthians, no próximo domingo, na Ilha do Retiro. Segundo o supervisor de futebol do clube, Edmílson Santos, o lateral-direito Cicinho terá seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) até a próxima sexta-feira.

Já no caso do meio-campo Felipe Menezes, contratado por empréstimo junto ao Benfica-POR, a situação é um pouco mais complicada. De acordo com Edmílson, o atleta só deverá ter condições de atuar na partida contra a Portuguesa, no próximo dia 15.

Felipe Menezes é o novo camisa 10 do Sport

O Sport apresentou na tarde desta segunda-feira o meio-campo Felipe Menezes, que chega ao Recife para ser o camisa 10 do time. Aos 24 anos e com passagens pelo Goiás, Botafogo e Benfica-POR, terá a missão de ser o único armador do elenco.

Mesmo destacando que não se sente incomodado com a ansiedade dos torcedores pela contratação de um meio-campo, Felipe Menezes afastou qualquer tipo de comparação com o antigo dono da camisa 10, Marcelinho Paraíba, que deixou o clube após o Pernambucano.

Ainda sobre sua forma de atuar, Felipe Menezes também justificou a falta de velocidade – característica que lhe rendeu algumas críticas durante a carreira.

Sou muito diferente do Marcelinho Paraíba, que faz mais o estilo de meia-atacante e ficava mais próximo da área”

Apesar de nunca ter trabalhado com o técnico Vágner Mancini, Felipe Menezes garantiu que está consciente da forma como o Sport gosta de atuar.

Questionado sobre quando teria condições de atuar, Felipe Menezes não se mostrou confiante em enfrentar o Corinthians, no próximo domingo, mas afirmou que estará em campo contra a Portuguesa.

 

Meia Filipe menezes é a nova contratação do Sport

A diretoria do Sport confirmou a contratação de mais um reforço para a disputa do Campeonato Brasileiro. Depois do lateral-direito Cicinho, o meio-campo Felipe Menezes chega à Ilha do Retiro por empréstimo de um ano. O atleta tem os direitos federativos presos ao Benfica, mas estava no Botafogo.

O atleta tinha contrato com o clube carioca até o dia 30 de junho, mas a diretoria decidiu que anunciou, ainda em maio, antes do Brasileiro, que não pretendia renová-lo. Em 41 partidas pelo Botafogo, Felipe Menezes marcou cinco gols marcados.

O atleta foi contratado pelo Benfica após se destacar defendendo o Goiás entre 2008 e 2009. Ele ficou no futebol português por duas temporadas, quando acertou com o Botafogo em 2011.

Diretoria do Sport luta por contratações, mas recebe vários “não”

Ataque e meio-campo. Desde o início do Campeonato Brasileiro a diretoria do Sport luta para contratar alguns atletas para estas posições. Tentando reforçar a equipe, os dirigentes abriram negociação com nada menos que 11 atletas. Contudo, o Rubro-negro vive uma rotina de insucesso no mercado da bola. Mas as frustrações não tiram a confiança do presidente do clube, Gustavo Dubeux.

Tentando encontrar um substituto para Marcelinho Paraíba, que saiu do clube no final do Pernambucano, a diretoria tentou nada menos que oito atletas. Na lista, nomes de peso como o colombiano Macnelly Torres e Juninho Pernambucano. Mas o primeiro foi descartado após o Leão tomar conhecimento dos valores da negociação, algo em torno dos US$ 3 milhões. Já o atleta do Vasco recusou a proposta rubro-negra e preferiu segui no clube carioca.

Além deles, Elias, do Atlético-GO, Hugo, Renato Cajá, Vitor Júnior, Felipe Menezes e o argentino Manso foram procurados. Mas todas as negociações acabaram fracassando.

Para o diretor de futebol do clube, Aluísio Maluf, as dificuldades encontradas pelo Rubro-negro é algo normal quando não se possui um orçamento privilegiado.

Se para o meio-campo a situação não está nada fácil, o mesmo vale para o ataque. Mesmo tendo contratado Henrique, a diretoria não mede esforços para acertar com um atleta que possa levar o Leão para o caminho das redes adversárias. Mas as tentativas para contratar Neto Berola, do Atlético-MG e Oswaldo, do São Paulo, esbarram na falta de vontade dos clubes em liberar os jogadores. Já o argentino Ariel, que ganhou destaque com a camisa do Coritiba, ficou longe da Ilha do Retiro pelo alto custo da negociação com a LDU, do Equador, atual clube do jogador.

Os insucessos fizeram com que o clube adotasse a tática do sigilo nas futuras negociações. Tática que, para Aluísio Maluf, serve para afastar concorrências.