Caruaru-PE: Comerciantes esperam aumento nas vendas durante a Semana Santa na Feira de Artesanato

Sempre nos meses de abril, comerciantes que trabalham na Feira de Artesanato de Caruaru, no Agreste pernambucano, vivem a expectativa do aumento nas vendas no período da Semana Santa. O número de visitantes, durante os sete dias, chega a dobrar em relação aos meses anteriores, comparando-se apenas ao São João em movimentação financeira.

O crescimento é esperado devido a crescente no fluxo de turista que visitam o município antes de assistir os espetáculos da Paixão e Cristo de Nova Jerusalém, em Fazenda Nova, Brejo da Madre de Deus, também no Agreste. As encenações deste ano ocorrem de 12 a 19 de abril.

–“Nós estamos aguardando um alavanco nessas vendas que anda tudo parado. A Semana Santa torna-se uma injeção para chegar o São João. Um alivio”, relata Josenildo Vieira, presidente da Associação do Artesãos de Caruaru.

Localizada no Parque 18 de Maio, a feira chama atenção pela  criatividade e competência dos artesãos. O espaço é repleto de obras de nomes consagrados no artesanato.

Josenildo Vieira reclama que o movimento anda muito franco e cita alguns itens que estão favorecendo o descaso. De acordo com ele, o local da feira é monitorado por câmeras de segurança. A segurança é particular.

–“Infelizmente, o policiamento é escasso na cidade inteira. Uma vez e outra que a gente encontra um policial”, lamenta.

Foto: http://hotsites.pernambuco.com/

Foto: http://hotsites.pernambuco.com/

Foto: http://www.tripadvisor.com.br/

Foto: http://www.tripadvisor.com.br/

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Rozael do Divinópolis quer patrulha da guarda municipal na Feira de Artesanato

O Vereador Rozael do Divinópolis (PROS) apresentou quatro (04) requerimentos, que foram aprovados por unanimidade, na reunião ordinária da Câmara de Vereadores de Caruaru, na noite desta terça-feira (18.03).

Requerimento nº 486/2014, pedindo calçamento na Travessa Estrada do Bonito II, Bairro Rendeiras;

Requerimento nº 487/2014, reiterando o pedindo para patrulha da guarda municipal, diariamente, na Feira de Artesanato;

Requerimento nº 489/2014, reiterou o pedindo para colocação de redutores de velocidade na Avenida Joaquim Nabuco, no Bairro Divinópolis, defronte da Igreja Palavra que Cura e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caruaru;

Requerimento nº 490/2014, reiterou o pedido para colocação de redutores de velocidade na Rua Antônio Menino, Bairro Divinópolis, defronte a Academia Vigor e Igreja de Deus.

Rosael do Divinópolis - PROS

Confira!

TV Replay, o que é bom se repete!

 

Caruaru-PE: Confusão! Comerciantes batem boca com vereadores sobre problemas na Feira de Artesanato

vereadores

Mais uma vez a Câmara de Caruaru esteve lotada na reunião dessa quinta (21). Dessa vez, a pressão em cima dos vereadores diz respeito à Feira de Artesanato. O vereador Rozael do Divinópolis (PMN) usou a Tribuna e disse que o local sofre com a falta de segurança, já que segundo o edil, assaltos são constantes no Parque 18 de Maio. Rozael pediu a presença da Guarda Municipal, o que gerou um estresse na sessão.

Na sequência o vereador Gilberto de Dora (PSB) usou a palavra e disse que a segurança era um problema do governo de Pernambuco, por isso, a prefeitura de Caruaru não tinha muito o que fazer nesse sentido. A fala de Gilberto irritou alguns dos comerciantes presentes, que tentaram interromper ao vereador, mas foi impedido pelo presidente Leonardo Chaves (PSD), já que o Regimento Interno não permite a manifestação nas galerias.

O feirante Mário da Silva Xavier se retirou do local e conversou com a nossa equipe. Segundo ele, há 4 anos a área da Feira de Artesanato passa por problemas de infraestrutura relacionados a 10 galerias de esgoto que constantemente ficariam entupidas. Além disso, o feirante também reclamou dos riscos de segurança na área próxima ao estacionamento de motocicletas. “Há três anos que nós tentamos resolver esse problema do esgoto que fica estourando na Feira e isso vem acontecendo nessa gestão, e veio de outros governos, de Tony Gel a João Lyra Neto. Além disso, há um risco enorme de sofrermos acidentes de moto, pois eles passam livremente na área próxima aos bancos de feira e não há fiscalização por parte da prefeitura. Nós tivemos uma reunião com representantes da Destra em outubro do ano passado, mas não houve resultados. Nós estamos lá todos os dias e sabemos o que acontece”, desabafou Mário, que estava bastante alterado.

Para o comerciante, os vereadores deveriam ter dado mais espaço para que as reivindicações deles fossem ouvidas. “Leonardo Chaves não pode dizer que isso é não é responsabilidade do governo municipal. E mais, Gilberto mal vai lá para saber como estão as condições das galerias e do estacionamento. Eles não podem nos desmentir, porque isso é um problema real que tem nos prejudicado diariamente”, concluiu. Pelo menos, Leonardo Chaves reconheceu que a Feira de artesanato precisa de melhoras na sua infraestrutura.

Fonte: Blog do Mário Flávio