Agrestina-PE: Exposição e dança marcarão as comemorações aos Dias do Folclore e da Fotografia nesta quarta (19)

O folclore é comemorado no dia 22 de Agosto e em alusão a esta data, a partir desta quarta-feira (19), a Secretaria de Cultura,Turismo e Juventude da cidade de Agrestina promoverá apresentações musicais de grupos independentes, das escolas municipais e haverá a exposição fotográfica “É Festa e Tradição”, com imagens de autoria de Adriano Monteiro.

Mulher

As 29 fotografias que serão expostas retratam as emoções através de expressões faciais e corporais dos quadrilheiros que resistem e mantêm viva a cultura das Quadrilhas Juninas, em nosso Estado. O acervo estará disponível para visitação gratuita no Mercado Público da cidade, das 15h às 19h.

casal

Homem

O Dia do Folclore é marcado por várias comemorações em todo território nacional. No entanto, a cidade de Agrestina também comemorará o Dia da Fotografia, que é em 19 de Agosto e aproveitando-se do ensejo, a exposição das fotos de Adriano Monteiro também farão parte das comemorações na cidade.

“Em agosto de 1839, o francês, Louis Jacques Mandé Daguerre, apresentava oficialmente a fotografia ao mundo. Embora haja controvérsia da data real, o dia 19 de agosto ficou fixado como tal. Apesar de Daguerre apresentar a fotografia ao mundo e ser considerado o pai desta arte, outros três nomes merecem ser lembrados: Fox Talbot, Niepce e o também francês radicado brasileiro, Hércules Florence”, destaca Adriano Monteiro, fotógrafo.

Adriano Monteiro

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

foclore

Fotos: Adriano Monteiro

TV REPLAY, O QUE É BOM SE REPETE!

Agrestina PE: 7º Festival de Quadrilhas corresponde expectativas e disputa segue acirrada

A competição na cidade de Agrestina-PE terá número recorde em participações no 7º Festival de Quadrilhas; uma disputa com  20 grupos e a participação de todas as regiões do estado, além de Alagoas, tem marcado a história e a tradição que o município carrega em promover este evento cultural. No ano passado, 14 grupos se inscreveram, onde apenas o Agreste pernambucano participou. Após a avaliação da banca examinadora, as três melhores serão qualificadas para a etapa seguinte. Na final, seis delas se enfrentarão, disputando do 1º ao 6º lugar, no dia 27 de junho. Todas serão avaliadas por uma banca examinadora reformada por júri técnico e convidados.

Na noite deste domingo (14) fizeram parte da banca os profissionais Inês Araújo (psicóloga e monitora de dança popular); Jonas Liebert (graduando de Educação Física e monitor de dança popular); João Batista (diretor de ensino – Secretaria de Educação de Agrestina); Ednilson Leite (ator e diretor de teatro), formando o júri técnico. Os jurados convidados foram: Eduardo Ferreira (gerente de Cultura da cidade de Bezerros); Danúbia Carvalho (assessora de comunicação do Gabinete do prefeito) e Mirian Silva (Miss Mundo Pernambuco).

1

Reveja um pouco do que aconteceu no 1° dia do 7º Festival de Quadrilhas. Nas imagens, as Alpargatas de Virgulino, de Casinhas, homenagearam as obras e o universo encantado de Ariano Suassuna. Nem os mamulengos foram esquecidos, afinal, tão lembrados pelo escritor.

Descalços, os dançarinos da Quadrilha Junina Tradição de Venturosa apresentou o tema ‘Imigrantes Andarilhos’.

2

“Bom mesmo seria se o Nordeste fosse separado do Brasil, seríamos a República Federativa dos ‘Cabras Macho’”. Com essa fala, a Raposart, de São Caetano, chegou  ao Polo da Sanfona tendo o Nordeste Independente como tema da apresentação.

3

A Quadrilha Junina Flor da Vertente apresentou o tema ‘Fogão de Lenha’. O grupo veio de Vertente do Lério.

5

Luz do Candeeiro, de Caruaru, contou a história de Romeu e Julieta unindo teatro e dança. “Não vejo mais você faz tanto tempo, que saudade que eu sinto…” foi o trecho que fez toda a plateia cantar junto com os dançarinos.

6

Com uma entrada baseada em espetáculos teatrais, a Quadrilha Junina Pisa na Brasa, de Tacaimbó, fechou em grande estilo a noite de apresentações. O grupo apresentou o tema ‘Quadrilhança, alegria de um povo’.

quadrilhas domingo ok

Infelizmente, a Quadrilha Sanfonear, que participaria desse 7º Festival de Quadrilhas, não pôde comparecer devido a um acidente sofrido. O melhor é que todos estão bem.

Saíram vencedoras nesse domingo, as quadrilhas Alpargatas de Virgulino (Casinhas-PE), Pisa na Brasa (Tacaimbó-PE) e Levanta Poeira (Ibimirim-PE). Elas irão concorrer com as vencedoras da próxima eliminatória, que acontecerá no dia 21 de junho, em uma final grandiosa marcada para o dia 27 de junho.

O secretário de Cultura, Turismo e Juventude, Josenildo Santos, informou que a premiação do 7º Festival de Quadrilhas Juninas será com troféus e valor total de R$ 4,5 mil, distribuídos de acordo com a classificação. O primeiro lugar receberá R$ 2 mil, o segundo R$ 1,5 mil e o 3º lugar será bonificado em R$ 1 mil.

quadrilhas domingo 11 quadrilhas domingo 12

TV Replay, o que é bom se repete!

 

 

Caruaru-PE : (PMC) Distrito Industrial é modelo no Estado

A gestão do Distrito Industrial de Caruaru foi destaque na matéria do jornal Folha de Pernambuco, no caderno de Economia de hoje (5). Com o título “Criar distrito industrial está virando moda”, a matéria fala que as relações de consumo estão mudando e que para um município não basta apenas querer ter um distrito de indústrias, é necessário haver estudo, planejamento, viabilidade e gestão.

distrito-industrial1

O personagem principal da matéria, Roberto Abreu, presidente da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper), enfatizou que se dependesse do estado cada município teria uma indústria, mas como a decisão é do investidor, à AD Diper cabe apresentar opções e incentivos fiscais. “Tudo conta: mão de obra abundante e qualificada, infraestrutura, proximidade do Recife e do Porto de Suape”, destacou.

São estes, entre outros, os atributos que dão a Caruaru uma das melhores posições quanto ao crescimento e atração de indústrias. Para ter um ambiente propício, o município foca em investimentos específicos para oferecer uma boa estrutura física, mas se dedica a desenvolver também políticas engajadas para manter os investimentos e incentivar, inclusive, a expansão das empresas que investem no município.

O Polo de Desenvolvimento Sustentável do Agreste (PDSA), como é chamado o distrito de Caruaru, atualmente dispõe de três módulos em pleno funcionamento, com um total de 300 hectares, que concentram 136 empresas. Para o Secretário de Desenvolvimento Econômico de Caruaru, Erich Veloso, o crescimento do PDSA deve-se ao grande potencial econômico que o município possui e a gestão que prioriza a geração de emprego, renda e modernização local. “São gerados 4,5 mil empregos diretos, números que devem dobrar em dois anos, quando concluiremos a expansão do módulo três, e devemos lançar um novo módulo, o quatro”, lembrou. O secretário disse ainda que o projeto do módulo quatro está pronto e segue o cronograma firmado com Ministério Público. Cerca de 50 empresas estão na lista de interessados a ocupar parte dos 40 hectares que terá. “A doação dos lotes deve iniciar dentro de 18 meses. A partir daí, as empresas terão seis meses para iniciar as obras e 18 para começar suas atividades”, disse Veloso.

Pernambuco: 1ª Corrida do Cooperativismo

A Pernambucred e o Sescoop/PE, entidade do sistema “S”, que atua na qualificação e monitoramento de empresas cooperativas, promovem a 1ª Corrida do Cooperativismo de Pernambuco. O evento é importante porque:

- Será uma celebração ao Dia Internacional do Cooperativismo, que este ano é comemorado no mês de julho;
- É a 1ª corrida estadual do segmento, prática já realizada em outros estados e que é uma oportunidade de reunir cooperados, funcionários de cooperativas e a sociedade em geral;
– Estima-se um público de 1.000 participantes;
- O evento acontecerá na Rua da Aurora com todo o suporte garantido a corridas de grande porte;
- Várias cooperativas apoiam o evento, a exemplo da Unimed Recife, da Coomeb e da Fecoerpe.
– Haverá premiação em dinheiro para os primeiros colocados de cada modalidade, que são 5km e 10 km;
- Haverá também caminhada;
- Toda a renda obtida com as inscrições será revertida para o Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer (GAC) e à Pousada e Abrigo Filhos de Deus;

O segmento cooperativista

Pernambuco conta com mais de 200 empresas cooperativas e mais de 100 mil cooperados. As cooperativas são sociedades de pessoas que se organizam em diferentes ramos de atuação, de forma a constituir um negócio estruturado e sustentável. A principal diferença entre as empresas tradicionais é que, nas cooperativas, todos os sócios são donos do negócio e não há concentração de lucros em apenas uma pessoa. O cooperativismo tem crescido em todo o mundo e Pernambuco é um estado que tem se destacado em feiras, como a Fenearte, conquistando também parcerias com órgãos e entidades a exemplo do Pró-Rural, do IPA, outras entidades do sistema “S”, universidades, inclusive no âmbito internacional.

1Assim, estamos divulgando esse grande evento, mobilizando a sociedade a participar.  As inscrições para cooperados custam R$ 10,00 e para não-cooperados, R$ 40,00, o que dá direito ao kit da corrida e à premiação do participante caso este seja um dos primeiros colocados. Sugerimos uma matéria prévia que poderia aparecer no Programa Making Off, sendo filmado em estúdio ou aqui na sede do Sescoop/PE. Como entrevistados, poderíamos agendar com o presidente do Sescoop/PE, Malaquias Ancelmo de Oliveira, e com um representante da diretoria da Pernambucred. O GAC, uma das instituições a serem beneficiadas com o valor arrecadado com as inscrições, também poderia indicar um representante para a matéria. A pauta poderia ser o evento e a força do cooperativismo no Estado.

Aumento da presença feminina no poder Legislativo de Pernambuco

A política pernambucana estará um tanto mais feminina a partir do próximo ano, principalmente nas câmaras municipais. O fenômeno é um reflexo das urnas, no último dia 7, quando nada menos do que 25,4% mais mulheres foram eleitas nos municípios do estado. O número de representantes, com isso, passou de 212 para 266 nos legislativos. Um quadro, de certa forma, diferente do registrado nas prefeituras.

Nos Executivos, vale ressaltar, se não houve crescimento, também não foram registradas baixas. Eram 17 mulheres em 2008 chefiando prefeituras municipais e o número foi mantido neste ano.

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/