Gravatá-PE: Espetáculo feito por adolescentes arrecada donativos para população carente

Tempo livre é empregado em ensaios e na construção de cenários para peça que apresenta história de Cristo e tem o objetivo de incentivar a solidariedade.

Numa escola de Gravatá, Agreste de Pernambuco, Semana Santa e voluntariado têm tudo a ver. É que há dias um projeto diferente tem mudado a rotina de 100 estudantes com idades entre 14 e 17 anos. Quando a aula termina, eles trocam os livros por pinceis, instrumentos musicais e roteiros de teatro. Juntos estão produzindo um espetáculo que vai reconstituir momentos da vida de Jesus Cristo.

 A peça, intitulada “Esperança e Paixão”, será apresentada entre os dias 27 e 29 de março (de sexta-feira a domingo), das 19h às 21h, na sede do próprio colégio, o Instituto Adventista Pernambucano de Ensino (IAPE), situado às margens da BR 232, Km 92, em Gravatá. A apresentação é aberta ao público e quem for assistir deve levar um quilo de alimento não perecível.

 Com 1h30 de duração, o espetáculo vai mostrar em 12 cenas momentos importantes da vida de Jesus Cristo, começando com o batismo do Messias, passando pela tentação no deserto, os milagres realizados, a entrada triunfal em Jerusalém, a última ceia, o julgamento e a crucificação. No final do espetáculo o público vai ter a oportunidade de vivenciar a encenação da segunda vinda de Cristo ao mundo e a representação da Nova Jerusalém, momentos descritos pela Bíblia no livro de Apocalipse. Corais formados por crianças e adolescentes do colégio também se apresentam durante a peça.

 São esperadas duas mil pessoas por noite. Para assistir ao espetáculo é necessário doar um quilo de alimento não perecível.  O objetivo é convidar a população para colocar em prática os ensinamentos de Jesus Cristo, que durante sua passagem pela Terra incentivou a prática da solidariedade como uma expressão de amor ao próximo. A organização do evento espera arrecadar seis toneladas de alimentos que serão entregues a Casa dos Velhinhos de Gravatá e a famílias carentes do Povoado Insurreição, em Sairé.

Espetáculo desenvolve habilidades artísticas dos alunos

Além de exercitar a solidariedade, a realização do espetáculo é um meio de possibilitar que os estudantes tenham contato com outros tipos de conhecimentos, além dos adquiridos em sala de aula.  Com o auxílio dos professores e dos funcionários do colégio, os alunos pintam e participam da montagem dos cenários, que são feitos de madeira, desenvolvem habilidades de interpretação e de manuseio de instrumentos musicais e também obtém noções de direção teatral.

1

TV REPLAY, O QUE É BOM SE REPETE!