Cachoeirinha-PE: Dentista, engenheiro, caminhoneiro: crianças assistidas pela rede municipal de ensino contam o que querem ser quando crescer

Médico, advogado, atleta, professor e veterinário são algumas das profissões que as crianças podem escolher. O problema é que existem muitas outras e às vezes fica um pouco difícil selecionar uma só.

Entretanto, toda criança precisa de atenção, carinho e muito amor para crescer e se tornar um grande homem ou uma grande mulher. Porém, há um fator crucial para a garantia de que esta criança terá uma base sólida durante o seu crescimento: a educação.

Na cidade de Cachoeirinha, situada no Agreste Pernambucano, cerca de 2.400 crianças e adolescentes são assistidas pela rede municipal de ensino. Mais de 100 professores estão de segunda a sexta nas salas de aula, ensinando e possibilitando que a cada dia novos degraus sejam criados em suas mentes, levando-os a formarem suas opiniões e decidirem o que querem ser quando crescer.

A TV Nova Replay conversou com meninas e meninos que já sabem que profissão vão seguir. Eles também explicaram por que escolheram essa carreira.

1 2 3 4 5 7 8 9 10

Além da didática escolar, os alunos de Cachoeirinha também aprendem e desenvolvem suas habilidades na Banda Marcial do Município, que atende cerca de 60 crianças e adolescentes, proporcionando o acesso à música e a um contexto diferente de se aprender.

 

 

Caruaru-PE: Entidades representativas conheceram projeto do Distrito Têxtil

O pré-projeto do Distrito Têxtil de Caruaru foi apresentado às entidades de classe Acic, CDL, SindLoja e Fiepe, nesta segunda-feira (09). Os 37 hectares do projeto foram detalhados para os participantes, que receberam explicação sobre como será constituída cada empresa nos lotes.

Na ocasião, o engenheiro, consultor do projeto, Bertrando Bernardino, lembrou que essa discussão iniciou há oito anos no município e que há dois o primeiro TAC foi assinado em que as empresas se comprometeram a se adequar. “Esse tema não é novo para nenhum dos envolvidos. Há um ano a Prefeitura iniciou o processo de regularização do terreno onde o Distrito Têxtil será concebido, agora será assinado o TAC final, nele as empresas têm quatro opções para definir a situação de suas empresas. As opções são: mudar para o Distrito Têxtil, mudar para outra área onde possa se adequar as leis necessárias, ficar onde está e se adequar quanto às leis ou encerrar suas atividades”, detalhou.

No total, o espaço do Distrito Têxtil tem 37 hectares, localizado entre o Alto do Moura e a BR 232, e deve reunir várias empresas do setor de produção de confecções. No pré-projeto estão previstos 50 lotes, mas a definição das áreas só será possível após a conclusão desta primeira etapa de definição das empresas pelos TAC’s. Segundo o acordo do Ministério Público com a Prefeitura o projeto do Distrito Têxtil só será viável se tiver uma adesão mínima de 12 empresas. O prazo para essa definição encerra no próximo dia 16.

Os representantes da CDL, Miguel Silveira Duarte; da Fiepe, João Bezerra Filho; e da Acic, Ricardo Montenegro e Leonardo Fontes, tiraram suas dúvidas e fizeram observações junto à equipe técnica da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. “A ACIC está à disposição para mediar uma conversa entre a Associação de Lavanderias e a Prefeitura no que for necessário. Nossa preocupação é promover o desenvolvimento de forma ordenada e ter o empresariado local cada vez mais unido e esclarecido”, destacou o presidente da Acic, Ricardo Montenegro.

“Até o momento a expectativa é que uma média de 30 lavanderias seja realocada para o Distrito Têxtil. Parte delas demonstra interesse e condições para tal, mas temos algumas que ainda não se decidiram. Estamos aguardando a definição dessas até o prazo dado pelo Ministério Público, só após a assinatura dos TAC’s definiremos o projeto com que vamos trabalhar. O que é certo é que a Prefeitura de Caruaru está disposta a doar o terreno, providenciar a excussão do projeto com a estrutura que é solicitada pelo Ministério Público no TAC e oferecer a isenção dos impostos municipais para os empresários”, destacou o secretário de Desenvolvimento Erich Veloso. 

Foto: Renand Zovk (PMC)

Foto: Renand Zovk (PMC)

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Barragens de Jucazinho e Prata – Volume de água escasso!

Choveu muito pouco neste ano de 2014, as famosas trovoadas até agora não apareceram neste ano, as barragens de Jucazinho e Prata, que abastecem Caruaru, estão com pouco volume de água. Segundo o Gerente Regional da Compesa, em Caruaru, o engenheiro João Rafael, se não chover bem neste ano, a companhia poderá iniciar um racionamento na cidade.

A barragem de Jucazinho, abastece 14 municípios, e é um dos principais mananciais de água do estado. A preocupação é grande com a falta do líquido, que está cada vez mais precioso.

11 03 14 Caruaru PE - COMPESA.Still001

Confira!

TV Replay. o que é bom se repete!